Entre pais e filhos: conheça os chefs que estarão em família no Gastronomix RJ

Entre pais e filhos: conheça os chefs que estarão em família no Gastronomix RJ

Ambos com mais de 30 anos de atuação na gastronomia, os chefs Celso Freire e Andrea Tinoco chegam à segunda edição do festival ao lado de seus filhos primogênitos: Gabriela Freire e Pedro Tinoco. Evento acontecerá nos dias 25, 26 e 27 de outubro, no VillageMall

O Gastronomix tem em sua essência o conceito de ser um evento familiar. E sua composição não poderia ser diferente. Os chefs Celso Freire, curador e organizador, e Andrea Tinoco, chef convidada, estarão em casa: atuarão ao lado de seus filhos primogênitos na edição carioca do festival, que volta ao Rio no fim de outubro.

De uma forma ou de outra, Gabriela e Pedro herdaram o amor pela gastronomia de seus respectivos pais, que totalizam mais de três décadas neste universo. De um lado, os Freires comandam a curadoria e toda organização do evento. De outro, os Tinocos estarão em um stand e levarão a receita mais tradicional da família: o famoso arroz com pato da chef, que já conquistou o coração e o paladar de nomes como Madonna e o estilista italiano Valentino. As duplas poderão interagir com o público durante o festival, nos dias 25, 26 e 27 de outubro, no VillageMall.

Gabriela cresceu entre pratos e panelas. O primeiro restaurante de seu pai nasceu ao mesmo tempo que ela. O requintado Boulevard virou marca registrada entre os curitibanos. Desde muito criança, Gabi, como o pai a chama, se aventurava entre a cozinha e o salão do restaurante, sempre encontrando uma forma de diversão em meio à vida dinâmica de Celso. “Minha mãe diz que aprendi a andar de um garçom para o outro. Minhas brincadeiras preferidas eram fazer bolachas de confeitaria, andar no elevador ‘monta carga’ e fechar as pessoas na câmara fria”, conta ela, que diz ter sido uma criança ‘diferente do normal’: “Minha mãe sempre diz que eu tinha uns 3 anos e amava ostras, suco de tomate e pistache, além de adorar sair e passear por restaurantes”.

Descrição: cid:image002.png@01D5844D.D173E7C0

Já Pedro Tinoco, filho da chef carioca, é engenheiro de produção de formação e trocou o emprego no mercado financeiro pela gastronomia para trabalhar ao lado da mãe. Ele cuida da parte administrativa e financeira do Pato com Laranja, gastrobar localizado em Ipanema que atrai turistas de todas as regiões. Pedro ainda dá dicas para a mãe de como modernizar e tornar os seus pratos mais contemporâneos. A sua área de atuação garante mais tranquilidade para a chef, já que são departamentos que ela não domina. “Na minha época, não havia nem computador nos restaurantes, então, talvez eu tivesse totalmente fora da inovação e dos recursos que hoje em dia existem para ter essa parte administrativa. O Pedro faz faz isso muito bem e eu amo trabalhar com ele. É maravilhoso”, conta a mãe, orgulhosa.

Gabriela também chegou a começar uma faculdade bem diferente da área de atuação de seu pai – cursou direito por quase um ano–, mas logo viu que não levaria jeito para a profissão.
“Até hoje não sei muito bem por que cheguei a começar a faculdade de Direito. Eu sempre gostei muito da cozinha, desde muito pequena vivia no restaurante ajudando e participando de tudo. Acho que o fato de todo mundo falar tanto e ter a certeza que eu seguiria a carreira do meu pai me fez querer ser diferente. Mas a verdade é que nada daquele novo mundo combinava comigo, então, antes mesmo de acabar o primeiro ano, desisti oficialmente e transferi a faculdade para Gastronomia”, assume a filha, hoje braço-direito de Celso Freire no Gastronomix.

Após terminar a faculdade de Gastronomia, Gabriela resolveu se aventurar no exterior e viajou para a Suíça, onde frequentou por seis meses uma escola de gastronomia e hotelaria, e afirma ter sido uma grande escolha: “Foi uma experiência incrível em todos os sentidos: pessoal e profissional. Eu criei muito mais segurança na cozinha e comecei a aprender a delegar, coisa que eu sempre tive muita dificuldade, conta.

GASTRONOMIX EM FAMÍLIA

O Gastronomix nasceu há mais de dez anos em Curitiba e passou por cidades como Florianópolis e Foz do Iguaçu. Em sua segunda edição no Rio de Janeiro, Gabriela e Celso comandarão o festival juntos. Sob a curadoria e seleção dos dois, o Gastronomix RJ contará com 17 chefs renomados. O pai e a filha prezam por valorizar a gastronomia nacional e garantir que o público, além de enaltecer a culinária local, possa conhecer novidades de outras regiões do Brasil. “Tenho que chamar pessoas que tenham sentido e curtam estar lá, isso é fundamental. Outro detalhe importante é que priorizamos os chefs locais, mas temos que ter profissionais de todos os lugares do país, com todos os sotaques e regionalidades”, enfatiza o idealizador do projeto.

Descrição: cid:image003.png@01D5844D.D173E7C0

O trabalho de Gabriela é também de orientar o pai a respeito da identidade do evento e seleção de chefs, pratos e estrutura que mostrem a identidade do evento. “Com a nossa equipe de cozinha cuidamos de toda a parte relacionada a comida no evento, estrutura, insumos, produção, etc. Além disso, gosto muito de cuidar com carinho da recepção dos chefs, dar dicas de programações, ajudar no que eles precisarem e mostrar a cidade”, diz a Chef. Celso brinca orgulhoso: “Hoje eu estou de auxiliar, ela quem coordena. Estou muito feliz”.

Celso e Gabriela também têm um lema para o formato do festival: levar a alta gastronomia a preços acessíveis. Os pratos servidos no Gastronomix terão valor máximo de 30 reais, além de a entrada ser gratuita. O público ainda poderá aprender receitas servidas no evento, assistindo a aulas-show de chefs e personalidades da gastronomia. Outro requinte que resulta em sustentabilidade e diminuição de uso de descartáveis é a utilização de louças e talheres de alumínio.

METENDO A COLHER

Pedro Tinoco, por sua vez, não se dedicou a estudar gastronomia formalmente, mas sempre amou a culinária por acompanhar o trabalho de sua mãe ao longo das últimas três décadas.

Mesmo sem formação na área gastronômica, ele ajuda a mãe a fazer os cardápios, as receitas, e, às vezes, arrisca fazer alguns ajustes mais modernos e criativos. “Ele diz ‘não vamos colocar isso, vamos colocar ostra, trabalhar com receitas mais brasileiras’. Então, ele dá essas dicas porque sabe o que as pessoas da idade dele gostam de comer, e isso dá mais contemporaneidade às minhas receitas”, comprova Andrea.

O prato que Andrea levará ao Gastronomix é o tradicional da família. “O nosso Arroz caldoso de pato com cebola crocante é um resgate afetivo da minha infância e também da minha adolescência em Portugal e na Argentina. Lá eu adquiri uma boa noção da qualidade da carne e aprendi a trabalhar apenas com produtos da primeira qualidade”, conta a chef.

A opção para o festival é do gosto do filho, com uma leve modernizada na receita. “Quem for ao evento, poderá provar o prato com cebola e páprica crocante, e o arroz de pato mais caldoso, mais molhado que é a forma que o Pedro gosta do prato, é a marca dele”, comenta a mãe. “Ele sempre fala que gosta de uma comida mais equilibrada, uma acidez em algum ingrediente, algo mais picante, então o que ele fez foi colocar a cebola crocante com páprica. Isso garante que o prato seja mais rico em tempero e dá um toque mais apimentado, dando este equilíbrio”.

cid:image007.png@01D58457.B0E645C0

Fora do ambiente de trabalho, os pais e filhos continuam inseparáveis. Os Freire têm uma rotina diária de irem juntos para a cozinha preparar o almoço do dia, hábito que eles mantém religiosamente. “De cinco anos pra cá, às 11h da manhã, entramos na cozinha: são quatro mãos para fazer almoço para quatro pessoas. Quase uma hora e meia que ficamos na cozinha, vamos vendo o que precisa aprimorar, e o que vem pela frente, fazendo planos”, conta Celso Freire.

Já Andrea e Pedro Tinoco preferem aproveitar o tempo de lazer juntos fora da cozinha, mas não sem esquecer da gastronomia. Sair para comer fora, viajar, pesquisar e se inspirar para criação de novas receitas para o restaurante da família.

Celso faz questão de ressaltar as qualidades da filha: “Ela tem uma ótima mão para fazer pastas. Eu amo. Mas a maior qualidade dela é a amabilidade. Gabi é uma pessoa que tem três corações”, brinca. A filha, por sua vez, também não dispensa elogios ao chef. “Sempre fomos muito ligados e parecidos em todos os sentidos. Agora, trabalhando juntos todos os dias então, somos ainda mais ligados. É um privilégio muito grande ser filha dele, sou a fã número 1 do Chef e do pai”, finaliza.

SOBRE O GASTRONOMIX:

Data: 25, 26 e 27 de outubro de 2019, no VillageMall
Horário: Das 18h às 23h (sexta-feira), das 13h às 22h (Sábado) e das 13 às 21h (Domingo).
Curadoria de Chefs: Celso Freire Gastronomia
Curadoria de Palco: Blue Note Rio
Local: Estacionamento aberto do Shopping VillageMall (Piso L1 – Esplanada)

Estes são os chefs e os pratos que serão servidos no evento (valores de R$18 a R$28):

Andréa Ticono (Pato com Laranja) – RJ/RJ:
Prato: Arroz caldoso de pato com cebola crocante
Preço: R$25

Ariani Malouf (Mahalo Cozinha Criativa) – Cuiabá/MT:
Prato: Cordeiro Libanês, coalhada de família, bistilla de arroz com lentilha e compota de damasco
Preço: R$28

Carlos Kristensen (UM Bar e Cozinha) – Porto Alegre/RS:
Prato: Charque dos pampas, pirão de queijo, picles de moranga e vinagrete de agrião
Valor: R$25

Carolina Garofani (Caramelodrama) – Curitiba/PR:
Prato: Golden Girl - Blondie de laranja com creme de chocolate Gold, calda de caramelo com café, gelée de laranja
Valor: R$18

Flávia Quaresma (Chef consultora) (Café Iris na Casa Firjan) – RJ/RJ:
Prato: Pequena loucura de chocolate- 3 pequeninas sobremesas de chocolate
Valor: R$18

Frédéric de Maeyer (Frédéric Epicerie) – Leme/RJ:
Prato: Hambúrguer no pão de fermentação natural, queijo, molho do chef e picles de legumes
Valor: R$25

Frédéric Monnier (Frédéric Monnier) – RJ/RJ:
Prato: Assado dos sonhos com crocante da vida - Assado bovino com duas texturas de raízes orgânicas - macia e crocante
Valor: R$28

Ignácio Peixoto (Bagatelle) – RJ/RJ:
Prato: Niçoise Carioca - Atum, batatinha, tomate marinado, cebola roxa, vagem francesa, folhas orgânicas e aioli de azeitonas com anchova
Valor: R$ 28

João Diamante (JD) – RJ/RJ:
Prato: Coxinha de rabada com agrião ou bolinha de tapioca com queijo coalho e molho de pimenta (vegetariano)
Valor: R$ 25

Jonatas Moreira (Akuaba) – Maceió/AL:
Prato: Moquequinha Camarão do meu rei - Camarão, moqueca com gengibre e mousseline de banana da terra
Valor: R$28

Lia Quinderé (Sucré Patisserie) – Fortaleza/CE:
Prato: Sucroc de brownie: casquinha de brownie fina e crocante com sorvete de framboesa.
Valor: R$19

Morena Leite (Capim Santo) – Trancoso/BA:
Prato: Farofa de Pirarucu com banana da terra
Valor: R$28

Roberto Ravioli (Casa Ravioli) – SP/SP:
Prato: Sanduba de Porchetta - Pão francês com porchetta e salsa verde
Valor: R$25

Ronaldo Canha (Quadrucci) – RJ/RJ:
Prato: Costelinha de porco no molho de panela, polenta trufada, salada de couve e farofa crocante de alho.
Valor: R$28

Conceição Neroni (Margutta Ristorante) – RJ/RJ:
Prato: Rigatoni com Ragu Toscano
Valor: R$28

Flávia Daher e Clarice Bertolini (Sadia):
Prato: Prato: Penne cremoso com aspargos e chips de presunto tipo Parma Sadia
Valor: R$20

APRENDENDO COM OS CHEFS

Além de poder experimentar as iguarias preparadas por grandes nomes da gastronomia, o público terá a oportunidade de aprender diretamente com os chefs o modo de preparo de algumas de suas receitas. Mais de dez aulas-show gratuitas serão dadas durante a programação.

Todas serão inclusivas, com intérprete de libras, mas uma será ainda mais especial. Isso porque Dona Vera, cozinheira de 67 anos e deficiente auditiva, ensinará como fazer um bolo de chocolate simples e prático, sem uso de batedeira. Criadora do canal “Cozinhando em Libras”, a professora de libras esteve presente no Gastronomix de Florianópolis, em junho, e sua aula foi recorde de público.

AÇÃO SOCIAL

Preocupações com o bem-estar social e com a preservação ambiental também fazem parte do conceito do Gastronomix.

Pela parte social, o festival promoverá novamente um bate-papo comandado por chefs destinado a 50 merendeiras de escolas públicas do Rio de Janeiro. João Batista, sous-chef e braço direito de Claude Troisgros, os chefs Celso e Gabriela Freire, e a professora de Nutrição da Estácio, Jacqueline Peixoto, serão responsáveis por trocar experiências com as profissionais e discutirão temas importantes para suas atividades diárias, como reaproveitamento de alimentos, alimentação saudável e simplicidade na cozinha. Um certificado de participação após a conclusão será dado e algumas merendeiras auxiliarão os chefs na preparação dos pratos durante o evento.

De olho na responsabilidade ambiental e para evitar o acúmulo de descartáveis que um festival desse porte costuma produzir, todas as refeições serão servidas em louça de porcelana Oxford e com talheres inox.

PARA TODA A FAMÍLIA

Além de toda a programação gastronômica, o público desfrutará de shows ao vivo, com curadoria da Blue Note. As crianças poderão participar de atividades especiais promovidas pelo Muralzinho de Ideias, que vão desde yoga a espetáculos teatrais ao ar livre. Sempre com o objetivo de estimular a criatividade e imaginação, contadores de histórias, livros e brinquedos também estarão disponíveis no espaço.

A ideia é que a experiência seja completa e para toda a família. Pensando nisso, os Pets não poderiam ser deixados de lado. Para eles, o menu vem recheado: poderão desfrutar de um buffet canino saudável, pensado especialmente por nutricionista e veterinário. Além disso, terão terapias especiais, como Acupuntura, Aryuveda e Reiki.

O público que compareceu na primeira edição do Gastronomix na Cidade Maravilhosa pôde conhecer o conceito e o clima do evento e terá a oportunidade de repetir a dose. Para esta segunda edição, são esperadas mais de oito mil pessoas, que terão à disposição mais de 1.000 litros de cerveja e 3.500 kg de alimentos que serão manipulados. No ano passado, foram servidos mais de 12 mil pratos e 250 garrafas vinho durante os dois dias de festival.

Faltam 6 dias para o Festival de Curitiba

Boletim do 28º Festival de Curitiba
Hoje é 20 de março e faltam 6 dias para o Festival de Curitiba

MOSTRA 2019 – “O Quadro de Todos Juntos” traz porcos bonecos para abordar as perversões sexuais em família
Na peça “O Quadro de Todos Juntos”, o coletivo de artistas “O Pigmalião Escultura Que Mexe” surpreende de várias maneiras. A principal delas é o fato de que o espetáculo trata de temas adultos usando recursos como bonecos e máscaras, a começar pela família. Em vez de pessoas, os personagens são porcos. A peça trabalha questões como desvios de sexualidade e perversidade. José Maria Santos. 3 e 4 de abril.
Fotos e releases: https://drive.google.com/open?id=1VHscupWESTEvh_fJV0V-75YEeqAGiuzg

MOSTRA 2019 – “Navalha na Carne Negra” dá outra perspectiva ao texto de Plínio Marcos
Com 50 anos de história na bagagem, a peça “Navalha na Carne”, escrita por Plínio Marcos, o precursor do chamado “teatro marginal”, chega ao Festival de Curitiba 2019 sob a perspectiva do olhar negro e trata do que o texto chama de corpo-mercadoria. “Essa redução perversa da imagem do corpo preto produzida pela história da escravidão: a mercadoria-corpo que é a prostituta Neusa Sueli estancando a fome com seu sanduíche de mortadela; da sexualidade excessiva da “bicha” Veludo à sexualização do corpo negro, esse corpo-objeto, ao qual não se concede o direito ao desejo”, traduz o diretor José Fernando Peixoto de Azevedo. Sesc da Esquina. 3 e 4 de abril.
Fotos e releases: https://drive.google.com/open?id=1kTRRppddcart8jd4E1oVwpBwSpYO8IlA

Humorista transforma em comédia o drama de ser professor no Risorama
O Risorama 2019 tem também algumas novidades que devem surpreender o público com temáticas importantes tratadas de forma hilariante, mas sem perder a crítica por trás da piada. Entre os destaques está o humorista Diogo Almeida, que fez sucesso na Internet abordando o lado tragicômico de ser professor no Brasil. Park Cultural. De 28 a 2 de abril.
Fotos e release: https://drive.google.com/open?id=1NKq2seVbJDFrO1OOKrLQ88MNA0e56SZy

INTERLOCUÇÕES: André Lepecki propõe repensar as artes do corpo
Interlocuções é o segmento simultâneo do Festival de Curitiba que leva as propostas assistidas pelo público nos teatros e espaços alternativos para além do palco. Dois desses encontros serão com André Lepecki, professor do Departamento de Performance da New York University, escritor e curador das artes do corpo traz "A Situação (ou: como ia dizendo)", palestra que propõe repensar o que seria uma coreografia política atual para as artes do corpo. Dia 29 de março, às 18h30 na Casa Quatro Ventos. No dia seguinte, 30 de março, às 9h30, também na Casa Quatro Ventos, André prossegue com "Na Ocasião de um encontro (ou: como vamos fazendo)", recebendo o público com café da manhã, em um espaço agradável para debater temas relativos à palestra da noite anterior.
Fotos e release: https://drive.google.com/open?id=1TYwGe-17oAB-ZIQ26lUPFmduaMHTR4Mc

CONFIRA NO FRINGE
Frida Kahlo, La Pasión – Um espetáculo que se passa nos últimos segundos de vida da pintora Frida Kahlo. Teatro Fernanda Montenegro. 27 e 28 de março. Fotos e release: https://drive.google.com/open?id=151ljnfSj2uhyNI2h5H0JNk7ZBn76o9L1
Teatro Lambe Lambe Doc. – Não contentes em apresentar peças teatrais em uma caixa, para um único espectador de cada vez, trata-se de “teatro documentário”. Abril: 4 (Praça Santos Andrade), 5 (Praça Tiradentes) e 6 (Ruínas de São Francisco). Fotos e release: https://drive.google.com/open?id=130kXzgBQZ2nweH-VcAy2_PyiKEXFuWeI
Minha Morte - Em um apartamento sem janelas, Jonas decide morrer. Mas logo é surpreendido pela visita de sua irmã que revela que o seu pai tem poucas horas de vida. Então, Jonas terá de escolher entre suas vontades ou não decepcionar aqueles que ama. Teatro Cléon Jacques. 27, 28 e 29 de março. Foto e release: https://drive.google.com/open?id=1UroOKQR0qmw-iTY5aXLqb6VYRaFthbvf
ATENÇÃO PARA ALTERAÇÕES DO FRINGE
O Fringe é um evento simultâneo do Festival de Curitiba que traz a participação espontânea de companhias do Brasil inteiro. São quase 400 atrações em teatros, praças, ruas e espaços alternativos por toda Curitiba e Região Metropolitana. Por essas características – tamanho e espontaneidade -, é inevitável e até natural que algumas atrações sofram alterações. Espetáculos de rua podem ser reposicionados em áreas cobertas em caso de mau tempo. Imprevistos de produção podem causar mudanças de horário e de dias de apresentação. Lotações esgotadas acabam rendendo sessões extras. Agendas de atores podem provocar trocas de horários. E, até mesmo, por questões diversas, alguns grupos podem vir a cancelar sua participação e, nesse caso, as sessões de seus espetáculos também não acontecem. Portanto, informaremos sempre no site do Festival de Curitiba todas as alterações que acontecerem na programação do Fringe.
Confira as alterações atualizadas neste arquivo: https://drive.google.com/open?id=1UM1UzXn79exRcg9SHo-FszK5_aDnHTit

Onde obter releases, fotos, vídeos e áudios das atrações do Festival de Curitiba
Todo o material do Festival de Curitiba (fotos e releases) está em http://bit.ly/imprensaFC2019, dividido em Mostra, Fringe, Risorama e demais eventos simultâneos.
Vídeos dos espetáculos da mostra são encontrados em:
http://videosdamostra2019.tumblr.com