No dia do Meio Ambiente, Jockey Plaza Shopping comemora 2 anos de funcionamento em Curitiba

O estabelecimento promove ações para minimizar os impactos ambientais

Dia 5 de junho o Jockey Plaza Shopping completa dois anos de funcionamento em Curitiba. Com atendimento restrito nos últimos 15 meses, é a segunda vez que o estabelecimento comemora o aniversário de portas fechadas.

Na mesma data, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Preservá-lo e conscientizar os clientes também é papel de um shopping center. “Nossa atuação impacta no dia a dia das pessoas que estão ligadas ao shopping, e no entorno no qual estamos inseridos. Realizamos ações para minimizar esse impacto e contribuir com a proteção do meio ambiente”, afirma o superintendente do Jockey, Daniel Bueno.

Com mais de 200 mil m² de área construída, um público interno de mais de 4 mil pessoas entre colaboradores e lojistas e visita de cerca de 600 mil clientes por mês, o Jockey Plaza Shopping realiza ações para conscientizar seus públicos da importância da preservação do meio ambiente.

No ano de sua inauguração, já atento à importância de preservação das espécies, o shopping instalou em seu jardim três caixas-colmeia, com o objetivo de cultivar as espécies de abelhas Mandaçaia, Jataí e Manduri: elas não possuem ferrão e não oferecem nenhum tipo de perigo para a sociedade. A ação, nomeada Missão Salva-Abelhas, levanta a bandeira da manutenção de espécies nativas desses insetos: elas são responsáveis por mais de 90% da polinização de todos os alimentos e essenciais à vida humana, porém mais de meio milhão de abelhas morrem a cada trimestre no Brasil.

No âmbito da reciclagem, durante todos os meses, o estabelecimento recolhe, em média, mais de 7.500 quilos de lixo. Cinco colaboradores exclusivos fazem a avaliação de todo o material que sai do shopping e separação em categorias. Materiais como gesso, madeira, alumínio, papel, plástico, lâmpadas, pilhas, baterias, entre outros, são destinados e reciclados, de acordo com as exigências ambientais. O Jockey possui, também, disponíveis para os lojistas, galões para coleta de óleo de cozinha. Por mês, mais de 600 litros são coletados para produção de sabão e de biodiesel, combustível renovável, biodegradável e menos poluente.

No último mês, o empreendimento implantou vaga destinada para carros elétricos. Segundo os dados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores, do Ministério da Economia), no Brasil, já são cerca de 41 mil veículos elétricos que, além de não produzem ruídos, aliviando a poluição sonora em meio ao trânsito, também não geram a poluição atmosférica nem o calor da combustão, contribuindo para reduzir as chamadas “ilhas de calor” nas metrópoles.

Como ação anti desmatamento e de emissão de poluentes, o shopping utiliza, desde a inauguração em junho de 2019, uma plataforma 100% online, chamada Intranet Mall, que é utilizada para todas as necessidades internas dos lojistas, como ordens de serviço, acesso de funcionários, circulares, informativo de vendas, entre outras, o que já garantiu uma economia de mais de 130 mil folhas de papel. Inclusive, o acesso ao shopping dos funcionários de loja é realizado via crachá digital, em que a segurança identifica o colaborador por meio da leitura do QR Code que eles apresentam pelo próprio celular.

Sobre consumo energético, o projeto arquitetônico do shopping foi desenhado de forma a proporcionar ao ambiente interno muita luz natural, o que gera economia no consumo, já que diariamente pelo maior período de funcionamento, os corredores são muito claros e com baixa necessidade de iluminação artificial. Além disso, o Jockey Plaza Shopping utiliza energia de Mercado Livre, gerada por fontes renováveis, o que reduz sim o custo, mas também o impacto ambiental. Hoje 100% da energia utilizada pelo shopping vem dessa fonte.

Uma pesquisa realizada pela Union + Webster aponta que 87% da população brasileira prefere comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis. “Mesmo em tempos difíceis que vivemos desde os primeiros meses, nos orgulhamos de comemorar este segundo aniversário com ações tão positivas, como instituição responsável pelo contexto que está inserida e que agregam valor à nossa marca”, finaliza Bueno.

O Jockey Plaza Shopping recebeu, nesta data, Votos de Congratulações da Câmara Municipal de Curitiba pelos seus dois anos de inauguração e ações com a comunidade. O shopping fica no Tarumã, na Rua Konrad Adenauer, 370.

Sobre o Jockey Plaza Shopping:

Inaugurado em junho de 2019, o Jockey Plaza Shopping possui mais de 200 mil m² de área construída, com 400 operações, sendo 28 opções na praça de alimentação, além de um boulevard gastronômico com vista panorâmica para a pista de corridas do Jockey Club do Paraná. O empreendimento conta ainda com oito salas de cinema Cinépolis e espaços para jogos e lazer, que tornam o local ainda mais completo. Com um vasto mix de lojas e serviços, é um shopping que se propõe a atender de forma democrática todos os seus perfis de público. O projeto arquitetônico prioriza espaços amplos, iluminação natural e muita área verde, e busca ressignificar o lazer, remetendo o local a uma extensão de um espaço externo. O Jockey Plaza Shopping é um empreendimento do Grupo Tacla Shopping, Casteval, Paysage e GRCA.

www.jockeyplaza.com.br

BRAVE CF 51: Lucas Mineiro tem luta cancelada após rival ser barrado por médico

Minsk, Belarus - 4 de Junho de 2021

O BRAVE CF 51 marcou a estreia da maior promoção de MMA do Oriente Médio em Belarus e não só atendeu às expectativas dos organizadores dentro do cage como também teve momentos completamente inesperados fora dele. O principal, sem sombra de dúvidas, envolvendo o brasileiro Lucas “Mineiro” Martins, que protagonizaria a luta principal da noite, mas viu o duelo ser cancelado minutos antes da entrada dos atletas.

O momento pegou a todos de surpresa, inclusive a equipe de transmissão que trabalhava à beira do cage. O comentarista oficial Kirik Jenness interrompeu a comemoração de Denis Maher, astro local de Belarus que venceu na luta co-principal da noite, para trazer a informação.

“Nós ainda não temos muitas informações, mas um dos atletas da luta principal da noite não tem condições de atuar e a luta está cancelada”, ele disse no ar. “Nós mesmos estamos ainda tentando entender o que aconteceu, pois só ouvimos a notícia agora para passá-la para vocês, mas esperamos que esteja tudo bem”.

A situação começou a ficar mais clara quando o announcer Carlos Kremer convidou Lucas Mineiro para dentro do cage. Ou seja, o brasileiro não era o lutador forçado a se retirar às pressas.

Posteriormente, oficiais do BRAVE CF informaram que Marcel Grabinski, o alemão que enfrentaria Mineiro,sofreu uma infecção viral em seu estômago e foi vetado pelo corpo médico durante a última avaliação, momentos antes de sua entrada no cage.

Visivelmente abatido pelo ocorrido, Mineiro falou e aproveitou para desejar melhoras a Grabinski.

“Eu estou muito frustrado, tenho treinado por dois anos pra essa luta, investi muito no camp de treinamento, estava pronto para lutar, fosse contra o Marcel ou contra qualquer outro. Mas, claro, espero que ele fique bem logo”, ele disse. “Eu quero agradecer meus patrocinadores, colegas de treinos, alunos… Todos que, de alguma forma, investiram para que eu pudesse estar aqui hoje. Nós fomos pegos de surpresa, foi algo que aconteceu dois minutos antes da entrada, mas meu foco agora é em lutar o mais rápido possível, seja com o Grabinski recuperado ou qualquer outro adversário”, o atleta da Capital da Luta completou.

Antes do inesperado desfecho, o BRAVE CF 51 contou com excelentes combates, que acabaram encabeçados pelo nocaute incrível do local Denis Maher - o bielorrusso soltou um uppercut no primeiro round e nocauteou Rinat Sagyntay. Destaque também para Sam Patterson que conseguiu sua terceira vitória consecutiva contra o experiente Ylies Djiroun.

Confira abaixo os resultados do BRAVE CF 51:
Peso super meio-médio: Denis Maher venceu Rinat Sagyntay por nocaute no R1.
Peso leve: Sam Patterson venceu Ylies Djiroun em decisão unânime (30-27, 2x 29-28)
Peso super meio-médio: Vadim Kutsyi venceu Daniyar Abdibaev em decisão unânime (3x 30-27)
Peso pena: Roman Bogatov venceu Abdulmutalip Gairbekov em decisão unânime (3x 29-28)
Peso combinado (59kg): Muhammad Mokaev x Ibragim Navruzov terminou em “No Contest” (golpe ilegal involuntário)
Peso galo: Yannis Ghemmouri venceu Vladislav Novitskiy em decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28)
Peso galo: Abdul-Karim Badakhshi venceu Aydemir Kazbekov por finalização (triângulo) no R1
Peso mosca: Badmatsyren Dorzhiev venceu Almanbet Abdyvasy Uulu por decisão unânime
Peso palha feminino: Anastasia Feofanova venceu Sevde Turk por finalização (triângulo invertido) no R1
Peso meio-pesado: Vadim Rolich venceu Kurbonsho Jamolov por TKO no R2
Peso combinado (62,5kg): Bakhtovar Yunusov venceu Artem Lukyanov por TKO no R2

Dia Mundial do Meio Ambiente faz alerta pela restauração de ecossistemas

Million Dollar Vegan e Sociedade Vegetariana Brasileira celebram data de olho na preservação ambiental

Neste sábado (5) é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, principal data da Organização das Nações Unidas (ONU) para chamar atenção para os problemas ambientais. Neste ano, o evento é sediado pelo Paquistão e tem como tema a “Restauração de Ecossistemas”, que faz parte da campanha “Reimagine. Recrie. Restaure".

Crédito: divulgação

No Brasil, a Million Dollar Vegan e Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) celebram a data como entidades que são referências no campo da preservação ambiental, sempre atentas aos riscos ao meio ambiente.

As entidades trabalham em prol de uma alimentação à base de vegetais, mais saudável e sem o consumo de proteína animal, o que diminui o impacto dos seres humanos na vida animal.

“Vale ressaltar que a maior parte do desmatamento da Amazônia, por exemplo, tem origem na produção de carnes, laticínios e ovos. E só precisamos de um gesto simples, que é parar de consumir tais alimentos, para já ajudar diretamente a preservar o meio ambiente“, disse Ricardo Laurino, Presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira.

Dia Mundial dos Oceanos

Três dias depois do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 8 de junho, é celebrado o Dia Mundial dos Oceanos, que lembra que somos responsáveis pela preservação da imensidão azul no planeta Terra. Para a edição de 2021, o evento promove um movimento global para que os líderes mundiais se comprometam a proteger pelo menos 30% dos oceanos até 2030.

Mas o que nós podemos fazer para ajudar como cidadãos? A Million Dollar Vegan lista uma série de medidas para salvar os oceanos, como o fim do consumo de peixes, o que já auxilia a equilibrar o ecossistema predador-presa no mar.

“As redes de pesca descartadas já são uma das principais fontes de plástico do oceano e uma das maiores ameaças aos animais marinhos. Além disso, a pesca predatória está atacando a biodiversidade dos nossos mares e os cientistas já alertam que podemos ter oceanos sem peixes até 2048”, diz Isabel Siano, da Million Dollar Vegan.