Maior desafio mundial sobre mudanças climáticas realiza sua primeira edição brasileira em Curitiba

Maior desafio mundial sobre mudanças climáticas
realiza sua primeira edição brasileira em Curitiba
Climathon vai reunir curitibanos para pensar soluções para desafios ambientais; inscrições para participantes, voluntários e mentores na maratona global de cocriação são gratuitas e estão abertas

Imagina uma cidade em que as boas ideias dos seus moradores fossem aplicadas para solucionar desafios climáticos, de mobilidade, energia e planejamento urbano. E se, melhor ainda, essas sugestões ganhassem escala e pudessem ajudar outros municípios ao redor do planeta? É essa a proposta do Climathon, um hackathon realizado globalmente desde 2015, que desembarca pela primeira vez no Brasil neste ano. A maratona empreendedora ocorre simultaneamente em mais de 100 cidades do mundo, nos dias 25 e 26 de outubro. Em Curitiba, o evento é uma iniciativa do Impact Hub e será na Unicesumar (Rua Itajubá, nº 673, Portão), e as inscrições para participantes, voluntários e mentores estão abertas.

Diante de um cenário mundial de “greve global pelo clima”, que tem envolvido milhares de manifestantes, em centenas de países, exigindo medidas para frear a emissão de gases poluentes e combater o aquecimento global, o Climathon propõe desafios práticos para problemas concretos envolvendo a temática. A ideia é que as equipes “virem a madrugada” desenvolvendo soluções úteis e tangíveis para os desafios propostos.

“Em uma cidade como Curitiba, que está resgatado o protagonismo nessas temáticas relacionadas à sustentabilidade, é fundamental engajar as pessoas nessa participação. Pelas vias tradicionais temos formas pouco interativas de a população se envolver em propostas, e um hackathon dá uma oportunidade muito prática para qualquer pessoa discutir e buscar soluções para estas questões”, explica o jornalista Rulian Maftum, diretor de Programas do Impact Hub Curitiba e coordenador do Climathon.

Estudantes, desenvolvedores, inovadores, empreendedores e população em geral podem se inscrever em time ou individualmente, de forma gratuita pelo site https://climathon.climate-kic.org/en/curitiba. É possível já ir para o evento com uma ideia existente ou trabalhar uma na hora, com uma equipe interdisciplinar (pré-definida ou formada pela organização), e apoio de especialistas. A organização do Climathon também está recebendo a inscrição de mentores e voluntários para o desafio. Uma banca avaliadora vai premiar uma ideia por desafio, e as melhores soluções concorrem a uma premiação global.

Rulian lembra que o hackathon não é um concurso, mas uma maratona que busca soluções concretamente aplicáveis para problemas ligados a mudanças climáticas. Ou seja, todas as ideias desenvolvidas no evento têm potencial e nem sempre a vencedora é a que terá aplicabilidade primeiro. “Quanto mais ideias, melhor. O Climathon não acaba dia 26, mas começa. O objetivo é que as boas ideias saiam do papel, por meio de parcerias e apoios de empresas que tenham interesse nas soluções”, explica.

Apoio
Organizado pelo Impact HUB e parceria da Unicesumar, o Climathon conta com apoio da Prefeitura de Curitiba, por meio do Vale do Pinhão, InPAR (Instituto Paranaense de Reciclagem), APEAM (Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais), rádios Mundo Livre FM e 98 FM, Savannah Comuniação Corporativa, Novozymes, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Instituto Barigui, Youth Action Hub.

Soluções
Somente no ano passado, foram 113 cidades de 46 países, que envolveram mais de 5 mil participantes no desenvolvimento de cerca de 400 soluções. Para 2019, até o momento são 92 cidades confirmadas e mais 50 interessadas no Climathon.

Entre as ideias desenvolvidas em anos anteriores está o aplicativo Foodshelf, criado no Climathon de Zurique, em 2016. O desafio apresentado pela organização era: incentivar os cidadãos e as famílias a comprar e comer alimentos mais ecológicos e reduzir o desperdício. O app é uma espécie de “prateleira de alimentos”, em que um morador pode tirar uma foto de uma comida que tem em sua casa e não vai mais consumir, postar e o vizinho interessado tem como solicitar o alimento gratuitamente. O aplicativo entrou no ar um ano depois em outubro de 2017 e está disponível para iOS e Android.

Em 2018, diante do desafio “Cerca de 20% das famílias na Cidade do México só têm acesso à água da torneira por algumas horas por dia, e muitas delas pagam milhares de pesos para obter água limpa através de tanques de automóveis. Enquanto isso, 40% da água é perdida no sistema de tubulações. Como podemos melhorar essa situação?”, uma equipe do Climathon mexicano criou o Agua-Atl, um aplicativo que fornece informações para o cidadão comum sobre o impacto econômico da captação de água da chuva.
Todas as soluções de anos anteriores podem ser conferidas no site oficial do Climathon: https://climathon.climate-kic.org/en/.

SERVIÇO
Climathon em Curitiba
Data: 25/10 (sexta-feira), a partir das 19 horas, e 26/10
Local: Unicesumar (Rua Itajubá, nº 673, Portão)
Entrada gratuita
Inscrições: https://climathon.climate-kic.org/pt/curitiba

Evento inédito no Brasil traz a Curitiba astro da NBA e técnico especialista em arremessos

Evento inédito no Brasil traz a Curitiba astro da NBA e técnico especialista em arremessos

Apaixonados por basquete, pais se unem a Associação de Basquetebol São Braz e criam evento para difundir a técnica do esporte e dar oportunidades a crianças que treinam a modalidade

Outubro, 2019 – O país do futebol está prestes a se render ao basquete. O esporte, que ocupa o terceiro lugar na preferência dos brasileiros, terá um evento inédito e exclusivo em Curitiba, nos dias 23 e 24 de novembro, dedicado somente a ele: o Social Basketball Camp 2019 – Pais pelo esporte.

A iniciativa é de empresários apaixonados pelo esporte e da Associação de Basquetebol São Braz. “Nossos filhos praticam o basquete, e foi isso que nos aproximou. Com o passar do tempo, fomos estudando maneiras de devolver à sociedade aquilo que o esporte nos deu e a oportunidade que nossos filhos tiveram por meio dele, dessa forma, nasceu o evento”, conta um dos idealizadores do evento, Gadi Fryszer.

Ao lado de Cristian Pedroso e de demais empresários, fundamentais para a concretização do evento, Gadi buscou alternativas e maneiras de fazer o Social Basketball Camp 2019 acontecer. “Fiz algumas conexões pela internet e redes sociais, por meio delas, convidei Mike Dunn, uma das estrelas do basquete americano e técnico especialista em arremesso, que representou a Philadelphia University, sendo um dos destaques da temporada 2009, e ele topou”, conta Fryszer.

Estrelas do Basquete Mundial na quadra

O evento, marcado para os dias 23 e 24 de novembro, acontece no International School of Curitiba e terá acesso exclusivo para pais, técnicos e atletas inscritos no evento. Quem garantir a sua vaga, poderá conferir de perto a estrela Mike Dunn e também Rafael Bábby, o segundo brasileiro mais bem draftado na NBA, a National Basketball Association é a principal liga de basquetebol do mundo.

Durante toda a programação, serão oferecidas clínicas de basquete para crianças de 12 a 16 anos, além de qualificação para técnicos de basquetebol.

Além dos treinamentos específicos, haverá competições de habilidades, arremessos e um grande jogo de confraternização ao final do segundo dia. Outro ponto de destaque do evento será uma palestra para pais e técnicos, tratando da prevenção de lesões e da melhoria de performance no basquete, promovida pela Up Recovery Funcional, empresa parceira apoiadora do evento.

O evento tem como objetivo melhorar a técnica de arremesso, aprofundar os fundamentos para pivôs e alas através de técnicas específicas, promover a melhoria de habilidades de drible, sem deixar de lado a inclusão social, além de fomentar o crescimento do esporte no Brasil e dar a oportunidade de qualificação internacional para os técnicos.

“Acreditamos ser importante contar com clínicas exclusivas para os técnicos porque serão eles os responsáveis por multiplicar os conhecimentos para seus alunos nas quadras, e porque, dificilmente, esses profissionais teriam condições de ir aprender, fora do país, com os melhores”, declara Fryszer.

A questão social não ficou de fora, tudo o que for arrecadado será doado ao basquete de cadeira de rodas de Curitiba. Um dos técnicos participantes como facilitador, Adair Rocha, é o técnico dessa modalidade.

“A renda líquida obtida será doada ao basquete de cadeira de rodas, que é bastante forte no Brasil, com atletas excelentes, que superam as suas dificuldades por meio do esporte”, conta Pedroso.

“A NBA é o sonho de todo jogador de basquete, por isso, estamos trazendo Mike Dunn para tratar da técnica de arremesso e o jogador, com passagem pela NBA, Rafael Bábby, para aprofundar as técnicas de garrafão e defesa”, conta Pedroso.

Curitiba faz escola

O basquete vem crescendo no país e ganhando cada vez mais adeptos, no entanto, Curitiba ainda é carente quando o assunto é o esporte das cestas. “Queremos ajudar o basquete a ser mais difundido no Paraná e também no Brasil, revela Pedroso cujo filho, Mateus Pedroso, de 19 anos, joga basquete na cidade de Torrinton, Wyoming, desde agosto deste ano.

Os idealizadores esperam que o Paraná se torne um celeiro de atletas de basquete e que o evento ajude a revelar talentos. “São 60 vagas, das quais seis são destinadas a crianças carentes indicadas pelos técnicos de Curitiba e região que necessitam de uma oportunidade para, quem sabe, tornarem-se expoentes do esporte”, diz Pedroso.

O evento é uma realização da Associação de Basquetebol São Braz, responsável pela manutenção do time local Basquete Curitiba, que hoje participa da Liga de Desenvolvimento do Basquete (LDB) para atletas até 20 anos de idade.

Serviço

O evento tem o apoio da Associação de Basquete São Braz e será realizado na International School of Curitiba, Av. Dr. Eugênio Bertolli, 3900 - Santa Felicidade.

As inscrições são limitadas e têm início no dia 18 de outubro, às 10h, e podem ser feitas diretamente pelos sites: www.socialbasketballcamp.com.br e www.paispeloesporte.com.br , ao custo de R$ 250,00 para atletas (de 12 a 16 anos) e R$ 100,00 para técnicos.

Confira a programação do evento:

23/11 Sábado
8h – 9h30 Clínica de Arremesso - Técnicos
9h – 9h30 Aquecimento Atletas - UP Recovery funcional
9h30 – 12h30 Clínica para os Atletas
13h30 – 14h Perguntas e Respostas - Mike Dunn - Técnicos
14h – 17h Clínica para os Atletas
24/11 Domingo
9h – 9h10 Aquecimento - UP Recovery funcional
9h10 – 12h Clinica para os Atletas
10h – 10h30 palestra para pais e técnicos, Prevenção de lesões e melhoria da performance no basquete - UP Recovery Funcional
13h30 – 14h30 Competição de Arremessos
14h30 – 15h Apresentação Basquete em Cadeira de Rodas
15h – 16h Torneio de Habilidades
16h – 17h15 All Star Game
17h15 – 17h30 Premiações e Encerramento