Cocotte Minute Produções apresenta

“De terça (09.08) a domingo (14.08), a capital paranaense será palco para a 11ª edição do festival que reúne diversas companhias do país e Argentina para disseminar a produção teatral para crianças com incentivo para novas plateias. As apresentações acontecem no Teatro Zé Maria e atividades complementares na Cia do Abração”.

Nesta semana, Curitiba será palco para um grande evento no Teatro Zé Maria (R: Treze de maio, 655) que trará uma oportunidade de compartilhar a produção teatral direcionada ao público formado por crianças, professores, e claro, famílias, incentivando assim a criação de novas plateias. A Cocotte Minute Produções em parceria com a Cia. do Abração promovem de terça (09 de agosto) a domingo (14 de agosto), o Festival de Teatro para Crianças Pequeno Grande Encontro – XI edição, patrocinado pelo Ministério do Turismo, COPEL e IOP – Instituto de Oncologia do Paraná com o apoio do Teatro Guaíra, da ATINJ/PR - (Associação de Teatro para Infância e Juventude do Estado do Paraná) e da ProCult Eventos, que assinam também a curadoria do evento.

O festival contará com 11 apresentações gratuitas, de 06 espetáculos de várias companhias, entre elas: Cia do Abração (Curitiba); Andrômeda Artes (Curitiba); Analua Produções (Curitiba); HG Produções (Curitiba); Karma Cia de Teatro (Itajaí/SC); Cia Julia Sigliano (Buenos Aires/Argentina); Cia Tupi Pererê (Curitiba); e EssaÉ Cia (Joinville/SC). O evento será acompanhado pelo olhar da pesquisadora gaúcha Michele Rolim.

Além das apresentações teatrais, o público poderá visitar (somente às sextas, sábados e domingos) no hall do teatro, a exposição interativa “Teatro Feito à Mão”, criada pelo bonequeiro Sérgio Tastaldi e executada pela ESSAÉ Cia., que oferece ao público a oportunidade de manipular os bonecos e criar, a cada momento, um novo espetáculo.

Para completar a programação de atividades da temporada de 2022, terá também o lançamento do livro “O Baile do Palhaço e da Bailarina”, de Guga Cidral, no dia 14.08, após a última sessão. Como atividades formativas, serão realizadas ainda uma mesa redonda com os artistas participantes da mostra que terá mediação da pesquisadora Michele Rolim e também terá a palestra “História do Teatro para Crianças em Curitiba”, com Fátima Ortiz, na sede da Cia. do Abração.

A diretora da Cia. do Abração Letícia Guimarães comenta que o evento pretende voltar atenções ao teatro feito para crianças. “É uma oportunidade de propor a criação de um novo espaço, onde se possa mostrar, refletir e repensar esta linguagem, mantendo uma pesquisa contínua sobre este ramo do fazer teatral, disseminando novos pensadores, fazedores e pesquisadores sobre o teatro direcionado à criança, bem como para renovar e fortalecer a formação de plateia deste segmento”.

O Pequeno Grande Encontro de Teatro vai prestar homenagem a Simão Cunha com a entrega do Troféu Simão Cunha aos artistas participantes. Ator, diretor e arte educador, com especial atenção ao teatro para crianças, morreu em janeiro de 2019 e obteve parte de sua formação no Teatro Infantil durante 10 anos na Cia. Do Abração (2007 a 2018). Simão estava fazendo Mestrado em Teatro Infantil na Universidade Federal da Bahia e era um reconhecido artista e pesquisador deste segmento, que se dedicou na arte do nosso Estado e em Estados do Nordeste, com sua Companhia Mororó. Seu legado é de inestimável valor. Reconhecê-lo é também ajudar a cunhar a nossa história e importância do Teatro Infantil.

O evento proporciona ao público de escolas públicas o acesso gratuito às apresentações. Neste aspecto, o teatro surge como fator de integração social, possibilitando às crianças, que muitas vezes nunca assistiram uma peça de teatro, um outro olhar ou até uma possibilidade de ver e rever a própria infância com mais sensibilidade. Dentre a programação prevista, a mostra de espetáculos terá 100% de ingressos gratuitos, revertendo à população produtos culturais de qualidade. Durante a semana, as apresentações serão oferecidas às escolas públicas. No final de semana é aberta ao público em geral. Os interessados deverão retirar seus ingressos com 30 minutos de antecedência, sujeito à lotação da casa.

A décima primeira edição tem o patrocínio do Ministério do Turismo, da COPEL e IOP -– Instituto de Oncologia do Paraná através da Lei Rouanet e o apoio do Teatro Guaíra.

Pensar a Arte
O Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades – Espaço para Mostrar, Refletir e Repensar o Teatro para Crianças, agora na proposta de sua décima primeira edição, tem a finalidade de promover a qualidade artística desenvolvida pelos grupos teatrais que se dedicam ao fazer teatral dirigido a crianças de todas as idades, através de apresentações teatrais, proporcionando intercâmbio das pesquisas em novas dramaturgias dirigidas a este público.

O evento marca a participação da ATINJ PARANÁ - Associação de Teatro para Infância e Juventude do Paraná e traz como público alvo crianças, artistas, arte-educadores, estudantes de teatro e pedagogos, que juntos refletirão sobre a necessidade de se pensar e produzir um teatro de qualidade para um público tão especial.

COMPANHIAS PARTICIPANTES

COMPANHIA DO ABRAÇÃO (CURITIBA) - A Cia do Abração é um espaço de arte e cultura, fundado em 2001, por Letícia Guimarães e tem como proposta principal a pesquisa e produção teatral para todas as idades, embasados em dramaturgia própria e difundidas como espetáculos de repertório. Sua proposta estética está alicerçada na fusão de linguagens artísticas elaborada em investigações advindas de processos colaborativos. Além da dança e das artes visuais, trabalha e investiga as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

ANDRÔMEDA ARTES (CURITIBA) EM PARCERIA COM A CIA. DO ABRAÇÃO - Criada por Rayssa Gualberto, que é figurinista e produtora, e desenvolve, desde 2016, trabalhos relacionados com produções teatrais na cidade de Curitiba, no estado do Paraná, fundamentalmente, em parceria com a Cia. do Abração, pesquisa as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

ANALUA PRODUÇÕES (CURITIBA) EM PARCERIA COM A CIA. DO ABRAÇÃO - A Analua Produções Artísticas foi criada no ano de 2017 pela atriz e produtora Ana Sercunvius, que desenvolve, desde então, trabalhos relacionados com produções teatrais na cidade de Curitiba, no estado do Paraná, fundamentalmente, em parceria com a Cia. do Abração, pesquisa as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

HG PRODUÇÕES (CURITIBA) EM PARCERIA COM A CIA. DO ABRAÇÃO - A HG Produções foi criada no ano de 2018 pela produtora e atriz Heloisa de Souza Giovenardi, que desde 2014 trabalha com a produção cultural de espetáculos e Festivais teatrais na cidade de Curitiba, Paraná, fundamentalmente, em parceria com a Cia. do Abração, pesquisa as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.
KARMA CIA DE TEATRO (ITAJAÍ/SC) - A Karma Cia. de Teatro, fundada em 2013 em Itajaí, Santa Catarina, nasceu da inquietação da atriz Pietra Garcia e dos atores Leandro Cardoso e Mauro Filho em construir um caminho próprio na cena teatral contemporânea, buscando uma linguagem autoral. A companhia desenvolve atividades fundamentadas no trabalho do ator, nas intersecções entre performance, dança e teatro e na criação e apresentação de espetáculos.

CIA. JULIA SIGLIANO - BUENOS AIRES/ARGENTINA: Começou a traçar seu caminho há 13 anos com espetáculos solos, para adultos e famílias. Contando suas próprias histórias e pesquisando maneiras, estéticas e técnicas. Julia Sigliano também trabalha, desde 2011, na Companhia francesa Philippe Genty. Com formatos adaptáveis a todos os espaços e experiências possíveis, a Cia. já viajou para países como Argentina, México, Guatemala, Belize, República Dominicana, Colômbia e Espanha.

CIA. TUPI PERERÊ (CURITIBA) - É um grupo formado por atores e músicos brincantes. Cantando e encantando crianças de todas as idades, o grupo tem projetos artísticos voltados à infância, sempre com um olhar crítico para análise de suas produções: como entender o teatro e a música para crianças. Com aprofundamento pedagógico, os integrantes exercem dupla função, além de artistas, ainda se dedicam às salas de aula como professores. Muitas das histórias, contadas e cantadas, surgem dos materiais vividos e das experiências que colhem nesse trabalho direto com a criança. Ela sopra o caminho, os sentidos.O vínculo com as personagens nos jogos simbólicos, nas histórias e nos enredos de vários lugares, que enriquecem nossa cultura, são materiais humanos e artístico-culturais extremamente importantes, porque é deles que vêm as canções, mantendo vivas as tradições que enriquecem o universo lúdico das crianças.

ESSAÉ CIA (JOINVILLE/SC) - A Essaé Cia. surgiu em Joinville em fevereiro de 2010 com o objetivo de abordar diversas linguagens cênicas e opta por trabalhar com diretores convidados. Desde a sua fundação a Cia já tem participações em eventos, projetos e festivais em diversos estados, atingindo um público de mais de 15 mil espectadores.

RESUMO DOS ESPETÁCULOS DO FESTIVAL

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS - DIA 09/08, terça-feira, às 10:00h e 14:30h
ÂNDROMEDA ARTES em parceria com CIA. DO ABRAÇÃO – Curitiba/ PR

Sinopse - A peça conta a história de Alice, uma menina inquieta, ávida por aventuras e novidades, cansada da forma como sempre são contadas as fábulas para crianças, dorme, no meio de uma enfastiante narrativa, contada por sua irmã. Em seu sono, começa a sonhar. Inicia-se uma aventura idílica e nesta, encontra com um coelho apressado, que carrega, como um tesouro, pensamentos novos, coloridos e lindos. Estes pensamentos são histórias que Alice nunca havia antes escutado ou lido. Alice, sonhando, encontrará estranhas, loucas e belas criaturas. Em meio à jornada psicodélica de Alice, ela é acordada por sua irmã. É tanta novidade, são tantas histórias novas... E aquele mundinho chato e conservador de Alice é inundado por uma incrível sensação de liberdade. A liberdade de quem sonha e consegue se expressar, mostrando ao mundo que sempre há novas possibilidades de imaginar e recontar as nossas próprias histórias. A liberdade é o nosso país. O nosso país das MARAVILHAS!!!

Duração: 50min
Classificação – Livre

O MÁGICO DE OSS – DIA 10/08, quarta-feira, às 10:00h,14:00h e 15:30h
ANALUA PRODUÇÕES Artísticas em parceria com CIA. DO ABRAÇÃO – Curitiba/ PR

Sinopse Na nossa história, a protagonista, Doroti, uma menina egoísta e dominadora, briga com seus amigos e se sente incompreendida por seus avós. Em um ataque de fúria, a menina egoísta que acredita que a vida que leva é sem graça e sem cores, se vê abduzida por um furacão que a transporta para um lugar mágico e colorido. Na jornada psicodélica de Doroti, ela encontra um espantalho sem cérebro, um homem de lata sem coração e um tigre covarde. Todos se unem para encontrar o único que poderá dar-lhes o que cada um necessita: o poderoso Mágico de OSS, o único capaz de dar um cérebro, um coração, coragem e o caminho de volta para casa. Porém, em nossa história, toda esta viagem, todos estes encontros, tudo foi apenas projeção do subconsciente de Doroti que, com a viagem, transcendeu suas fraquezas e conquistou virtudes.

Duração: 50min
Classificação – Livre

ESTÓRIAS BRINCANTES DE MUITOS PAIZINHOS - DIA: 11/08, quinta-feira às 10:00h e às 14:30h
HG PRODUÇÕES Artísticas em parceria com CIA. DO ABRAÇÃO – Curitiba/ PR
Sinopse - O foco temático apresentado na peça é a relação entre pais e filhos, ressaltando o respeito que devemos ter pelas diferenças individuais de cada ser humano, quer seja ele pai ou filho.

Os “Tingas”, três simpáticos e oníricos personagens, buscam um Pai que oriente para a escolha de caminhos e “dê um jeito” no mundo, que todos temos o dever de cuidar. Nesta estória de afeto e respeito à diversidade de um mundo “bagunçado” apresentam-se às crianças várias figuras paternas desde o pai biológico ao adotivo, aquele que educa em casa e na escola, o pai escolhido por afinidade e até mesmo a própria “mãe-pai”, entre outras diversas formas de afeto paternalista. De forma lúdica, se possibilita a compreensão de diferentes aspectos da relação pai e filho, de suas abstrações e metáforas. “Estórias Brincantes de Muitos Paizinhos” é, também, a valorização da diversidade cultural de uma terra/nação, e de cada um de nós, em particular, como resultado do encontro entre o semeador e a terra, o pai e a mãe. Uma viagem lúdica ao interior de nossa terra e de nós mesmos, através de histórias de Pais e Países. Uma brincadeira de encontros e amores com nossa identidade. E, a certeza de que ser pai é antes de tudo uma celebração da vida, do amor e do sagrado.

Duração: 40min
Classificação – Livre

EL MONDO DE DONDO - DIA: 12/08, sexta-feira, às 10:00h e às 14:30h
Cia. Julia Sigliano – Buenos Aires/Argentina

Sinopse – O trabalho é um passeio profundo, sensível e honesto das perguntas que as crianças fizeram sobre o que significa nascer e crescer. Dondo é o protagonista, que se apresenta desde a gravidez e do nascimento até os primeiros anos de sua vida. Compartilhamos com ele os desafios de crescer e aprender.

O cenário gira como um cubo mágico e se transforma em diferentes espaços: barriga da mãe, o quarto do bebê, sonhos.
Através de vários recursos artísticos, o público será surpreendido por este espetáculo de títeres de mesa, de vara, teatro, máscara e desenhos ao vivo.
Uma de suas principais características é a interação do personagem com o público. Crianças e adultos se divertem.

Duração: 60min
Classificação – Livre

CAÊ - DIA: 13/08, SÁBADO às 16h
Karma Cia. de Teatro – Itajaí/SC

Sinopse – CaÊ segue a vida na velocidade de sua bicicleta. De lugar em lugar, de caminho em caminho, vai plantando e colhendo sonhos por onde passa. Mas, para quem está na estrada, cada encontro pode ser uma surpresa. Cada parada pode ser uma chance para encontrar algo novo. E cada noite é uma porta de entrada para outros mundos ainda mais surpreendentes..

Duração: 45min
Classificação – Livre

ZUM ZUM ZUM - DIA: 14/08, DOMINGO às 11h
Cia Tupi Pererê – Curitiba/PR

Sinopse Zum Zum Zum" dos Pererês é um espetáculo que reúne a música e o teatro. Celebra o tempo, a magia das histórias, o encontro com a poesia, mistérios e enigmas que fazem a terra girar em suas estações.

Os músicos e atores foram provocados cenicamente ao jogo, ao chão, brincando no lugar das infâncias. Lu Paes, diretora residente para a obra, e com grande experiência e pesquisa no método de Viola Spolin, trouxe ao grupo a ideia de viver o momento presente, o acontecimento do teatro como linguagem e brincadeira. Teatro que joga, brinca com o imaginário das Crianças. É uma mistura divertida, personagens e narrativas, música, imagem, tons oníricos.
Zum Zum Zum é de brincar, inventar, continuar.

Duração: 50min
Classificação – Livre

SERVIÇO:
Festival de Teatro para Crianças Pequeno Grande Encontro – XI edição
LOCAL: Teatro Zé Maria (R: Treze de maio, 655, São Francisco)
DATA: de 09 a 14/08/2022 (terça a domingo)
HORÁRIOS:
- de terça (09.08) a sexta (12.08) - 10h e às 14h30 – apresentações dirigidas às escolas
- Sábado (13.08) – 16h / Domingo (14.08) – 11h – apresentações abertas ao público
INGRESSOS: Gratuitos. De segunda a sexta - as apresentações serão oferecidas às escolas públicas. Sábado e Domingo - aberta ao público em geral. Os interessados deverão retirar seus ingressos com 30 minutos de antecedência, sujeito à lotação da casa.
INFORMAÇÕES: (041) 3362-9595

EXPOSIÇÃO TEATRO FEITO À MÃO
DATA: de 12 a 14.08.2022 (de sexta a domingo)
HORÁRIOS:
- Sexta (12.08) – das 9h às12h e das 14h às 18h
- Sábado (13.08) – das 9 às 12h e das 14h às 18h
- Domingo (14.08) – das 9h às 13h

LANÇAMENTO DO LIVRO - “O Baile do Palhaço e da Bailarina”, de Guga Cidral
DATA:14.08.2022 (domingo)
HORÁRIOS: das 12 às 13h

ATIVIDADES FORMATIVAS - MESA REDONDA E PALESTRA com a pesquisadora Michele Rolim e Fátima Ortiz – indicado a professores, artistas e interessados
DATA: 13.08.2022 (sábado)
LOCAL: CIA. DO ABRAÇÃO (R: Paulo Ildefonso Assumpção, 725)
HORÁRIOS: das 19h às 22h
INFORMAÇÕES: (041) 3362-9595

PEQUENO GRANDE ENCONTRO DE TEATRO PARA CRIANÇAS DE TODAS AS IDADES EM CURITIBA

Cocotte Minute Produções apresenta

“De 09 a 14 de agosto, a capital paranaense será palco para a 11ª edição do festival que reúne diversas companhias do país e Argentina para disseminar a produção teatral para crianças com incentivo para novas plateias. As apresentações acontecem no Teatro Zé Maria e atividades complementares na Cia do Abração”.

No mês de agosto, Curitiba será palco para um grande evento no Teatro Zé Maria (R: Treze de maio, 655) que trará uma oportunidade de compartilhar a produção teatral direcionada ao público formado por crianças, professores, e claro, famílias, incentivando assim a criação de novas plateias. A Cocotte Minute Produções em parceria com a Cia. do Abração promovem entre os dias 09 a 14 de agosto, o Festival de Teatro para Crianças Pequeno Grande Encontro – XI edição, patrocinado pelo Ministério do Turismo, COPEL e IOP – Instituto de Oncologia do Paraná com o apoio do Teatro Guaíra, da ATINJ/PR - (Associação de Teatro para Infância e Juventude do Estado do Paraná) e da ProCult Eventos, que assinam também a curadoria do evento.

O festival contará com 11 apresentações gratuitas, de 06 espetáculos de várias companhias, entre elas: Cia do Abração (Curitiba); Andrômeda Artes (Curitiba); Analua Produções (Curitiba); HG Produções (Curitiba); Karma Cia de Teatro (Itajaí/SC); Cia Julia Sigliano (Buenos Aires/Argentina); Cia Tupi Pererê (Curitiba); e EssaÉ Cia (Joinville/SC). O evento será acompanhado pelo olhar da pesquisadora gaúcha Michele Rolim.

Além das apresentações teatrais, o público poderá visitar (somente às sextas, sábados e domingos) no hall do teatro, a exposição interativa “Teatro Feito à Mão”, criada pelo bonequeiro Sérgio Tastaldi e executada pela ESSAÉ Cia., que oferece ao público a oportunidade de manipular os bonecos e criar, a cada momento, um novo espetáculo.

Para completar a programação de atividades da temporada de 2022, terá também o lançamento do livro “O Baile do Palhaço e da Bailarina”, de Guga Cidral, no dia 14.08, após a última sessão. Como atividades formativas, serão realizadas ainda uma mesa redonda com os artistas participantes da mostra que terá mediação da pesquisadora Michele Rolim e também terá a palestra “História do Teatro para Crianças em Curitiba”, com Fátima Ortiz, na sede da Cia. do Abração.

A diretora da Cia. do Abração Letícia Guimarães comenta que o evento pretende voltar atenções ao teatro feito para crianças. “É uma oportunidade de propor a criação de um novo espaço, onde se possa mostrar, refletir e repensar esta linguagem, mantendo uma pesquisa contínua sobre este ramo do fazer teatral, disseminando novos pensadores, fazedores e pesquisadores sobre o teatro direcionado à criança, bem como para renovar e fortalecer a formação de plateia deste segmento”.

O Pequeno Grande Encontro de Teatro vai prestar homenagem a Simão Cunha com a entrega do Troféu Simão Cunha aos artistas participantes. Ator, diretor e arte educador, com especial atenção ao teatro para crianças, morreu em janeiro de 2019 e obteve parte de sua formação no Teatro Infantil durante 10 anos na Cia. Do Abração (2007 a 2018). Simão estava fazendo Mestrado em Teatro Infantil na Universidade Federal da Bahia e era um reconhecido artista e pesquisador deste segmento, que se dedicou na arte do nosso Estado e em Estados do Nordeste, com sua Companhia Mororó. Seu legado é de inestimável valor. Reconhecê-lo é também ajudar a cunhar a nossa história e importância do Teatro Infantil.

O evento proporciona ao público de escolas públicas o acesso gratuito às apresentações. Neste aspecto, o teatro surge como fator de integração social, possibilitando às crianças, que muitas vezes nunca assistiram uma peça de teatro, um outro olhar ou até uma possibilidade de ver e rever a própria infância com mais sensibilidade. Dentre a programação prevista, a mostra de espetáculos terá 100% de ingressos gratuitos, revertendo à população produtos culturais de qualidade. Durante a semana, as apresentações serão oferecidas às escolas públicas. No final de semana é aberta ao público em geral. Os interessados deverão retirar seus ingressos com 30 minutos de antecedência, sujeito à lotação da casa.

A décima primeira edição tem o patrocínio do Ministério do Turismo, da COPEL e IOP -– Instituto de Oncologia do Paraná através da Lei Rouanet e o apoio do Teatro Guaíra.

Pensar a Arte
O Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades – Espaço para Mostrar, Refletir e Repensar o Teatro para Crianças, agora na proposta de sua décima primeira edição, tem a finalidade de promover a qualidade artística desenvolvida pelos grupos teatrais que se dedicam ao fazer teatral dirigido a crianças de todas as idades, através de apresentações teatrais, proporcionando intercâmbio das pesquisas em novas dramaturgias dirigidas a este público.

O evento marca a participação da ATINJ PARANÁ - Associação de Teatro para Infância e Juventude do Paraná e traz como público alvo crianças, artistas, arte-educadores, estudantes de teatro e pedagogos, que juntos refletirão sobre a necessidade de se pensar e produzir um teatro de qualidade para um público tão especial.

COMPANHIAS PARTICIPANTES

COMPANHIA DO ABRAÇÃO (CURITIBA) - A Cia do Abração é um espaço de arte e cultura, fundado em 2001, por Letícia Guimarães e tem como proposta principal a pesquisa e produção teatral para todas as idades, embasados em dramaturgia própria e difundidas como espetáculos de repertório. Sua proposta estética está alicerçada na fusão de linguagens artísticas elaborada em investigações advindas de processos colaborativos. Além da dança e das artes visuais, trabalha e investiga as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

ANDRÔMEDA ARTES (CURITIBA) EM PARCERIA COM A CIA. DO ABRAÇÃO - Criada por Rayssa Gualberto, que é figurinista e produtora, e desenvolve, desde 2016, trabalhos relacionados com produções teatrais na cidade de Curitiba, no estado do Paraná, fundamentalmente, em parceria com a Cia. do Abração, pesquisa as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

ANALUA PRODUÇÕES (CURITIBA) EM PARCERIA COM A CIA. DO ABRAÇÃO - A Analua Produções Artísticas foi criada no ano de 2017 pela atriz e produtora Ana Sercunvius, que desenvolve, desde então, trabalhos relacionados com produções teatrais na cidade de Curitiba, no estado do Paraná, fundamentalmente, em parceria com a Cia. do Abração, pesquisa as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

HG PRODUÇÕES (CURITIBA) EM PARCERIA COM A CIA. DO ABRAÇÃO - A HG Produções foi criada no ano de 2018 pela produtora e atriz Heloisa de Souza Giovenardi, que desde 2014 trabalha com a produção cultural de espetáculos e Festivais teatrais na cidade de Curitiba, Paraná, fundamentalmente, em parceria com a Cia. do Abração, pesquisa as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.
KARMA CIA DE TEATRO (ITAJAÍ/SC) - A Karma Cia. de Teatro, fundada em 2013 em Itajaí, Santa Catarina, nasceu da inquietação da atriz Pietra Garcia e dos atores Leandro Cardoso e Mauro Filho em construir um caminho próprio na cena teatral contemporânea, buscando uma linguagem autoral. A companhia desenvolve atividades fundamentadas no trabalho do ator, nas intersecções entre performance, dança e teatro e na criação e apresentação de espetáculos.

CIA. JULIA SIGLIANO - BUENOS AIRES/ARGENTINA: Começou a traçar seu caminho há 13 anos com espetáculos solos, para adultos e famílias. Contando suas próprias histórias e pesquisando maneiras, estéticas e técnicas. Julia Sigliano também trabalha, desde 2011, na Companhia francesa Philippe Genty. Com formatos adaptáveis a todos os espaços e experiências possíveis, a Cia. já viajou para países como Argentina, México, Guatemala, Belize, República Dominicana, Colômbia e Espanha.

CIA. TUPI PERERÊ (CURITIBA) - É um grupo formado por atores e músicos brincantes. Cantando e encantando crianças de todas as idades, o grupo tem projetos artísticos voltados à infância, sempre com um olhar crítico para análise de suas produções: como entender o teatro e a música para crianças. Com aprofundamento pedagógico, os integrantes exercem dupla função, além de artistas, ainda se dedicam às salas de aula como professores. Muitas das histórias, contadas e cantadas, surgem dos materiais vividos e das experiências que colhem nesse trabalho direto com a criança. Ela sopra o caminho, os sentidos.O vínculo com as personagens nos jogos simbólicos, nas histórias e nos enredos de vários lugares, que enriquecem nossa cultura, são materiais humanos e artístico-culturais extremamente importantes, porque é deles que vêm as canções, mantendo vivas as tradições que enriquecem o universo lúdico das crianças.

ESSAÉ CIA (JOINVILLE/SC) - A Essaé Cia. surgiu em Joinville em fevereiro de 2010 com o objetivo de abordar diversas linguagens cênicas e opta por trabalhar com diretores convidados. Desde a sua fundação a Cia já tem participações em eventos, projetos e festivais em diversos estados, atingindo um público de mais de 15 mil espectadores.

RESUMO DOS ESPETÁCULOS DO FESTIVAL

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS - DIA 09/08, terça-feira, às 10:00h e 14:30h
ÂNDROMEDA ARTES em parceria com CIA. DO ABRAÇÃO – Curitiba/ PR

Sinopse - A peça conta a história de Alice, uma menina inquieta, ávida por aventuras e novidades, cansada da forma como sempre são contadas as fábulas para crianças, dorme, no meio de uma enfastiante narrativa, contada por sua irmã. Em seu sono, começa a sonhar. Inicia-se uma aventura idílica e nesta, encontra com um coelho apressado, que carrega, como um tesouro, pensamentos novos, coloridos e lindos. Estes pensamentos são histórias que Alice nunca havia antes escutado ou lido. Alice, sonhando, encontrará estranhas, loucas e belas criaturas. Em meio à jornada psicodélica de Alice, ela é acordada por sua irmã. É tanta novidade, são tantas histórias novas... E aquele mundinho chato e conservador de Alice é inundado por uma incrível sensação de liberdade. A liberdade de quem sonha e consegue se expressar, mostrando ao mundo que sempre há novas possibilidades de imaginar e recontar as nossas próprias histórias. A liberdade é o nosso país. O nosso país das MARAVILHAS!!!

Duração: 50min
Classificação – Livre

O MÁGICO DE OSS – DIA 10/08, quarta-feira, às 10:00h,14:00h e 15:30h
ANALUA PRODUÇÕES Artísticas em parceria com CIA. DO ABRAÇÃO – Curitiba/ PR

Sinopse Na nossa história, a protagonista, Doroti, uma menina egoísta e dominadora, briga com seus amigos e se sente incompreendida por seus avós. Em um ataque de fúria, a menina egoísta que acredita que a vida que leva é sem graça e sem cores, se vê abduzida por um furacão que a transporta para um lugar mágico e colorido. Na jornada psicodélica de Doroti, ela encontra um espantalho sem cérebro, um homem de lata sem coração e um tigre covarde. Todos se unem para encontrar o único que poderá dar-lhes o que cada um necessita: o poderoso Mágico de OSS, o único capaz de dar um cérebro, um coração, coragem e o caminho de volta para casa. Porém, em nossa história, toda esta viagem, todos estes encontros, tudo foi apenas projeção do subconsciente de Doroti que, com a viagem, transcendeu suas fraquezas e conquistou virtudes.

Duração: 50min
Classificação – Livre

ESTÓRIAS BRINCANTES DE MUITOS PAIZINHOS - DIA: 11/08, quinta-feira às 10:00h e às 14:30h
HG PRODUÇÕES Artísticas em parceria com CIA. DO ABRAÇÃO – Curitiba/ PR
Sinopse - O foco temático apresentado na peça é a relação entre pais e filhos, ressaltando o respeito que devemos ter pelas diferenças individuais de cada ser humano, quer seja ele pai ou filho.

Os “Tingas”, três simpáticos e oníricos personagens, buscam um Pai que oriente para a escolha de caminhos e “dê um jeito” no mundo, que todos temos o dever de cuidar. Nesta estória de afeto e respeito à diversidade de um mundo “bagunçado” apresentam-se às crianças várias figuras paternas desde o pai biológico ao adotivo, aquele que educa em casa e na escola, o pai escolhido por afinidade e até mesmo a própria “mãe-pai”, entre outras diversas formas de afeto paternalista. De forma lúdica, se possibilita a compreensão de diferentes aspectos da relação pai e filho, de suas abstrações e metáforas. “Estórias Brincantes de Muitos Paizinhos” é, também, a valorização da diversidade cultural de uma terra/nação, e de cada um de nós, em particular, como resultado do encontro entre o semeador e a terra, o pai e a mãe. Uma viagem lúdica ao interior de nossa terra e de nós mesmos, através de histórias de Pais e Países. Uma brincadeira de encontros e amores com nossa identidade. E, a certeza de que ser pai é antes de tudo uma celebração da vida, do amor e do sagrado.

Duração: 40min
Classificação – Livre

EL MONDO DE DONDO - DIA: 12/08, sexta-feira, às 10:00h e às 14:30h
Cia. Julia Sigliano – Buenos Aires/Argentina

Sinopse – O trabalho é um passeio profundo, sensível e honesto das perguntas que as crianças fizeram sobre o que significa nascer e crescer. Dondo é o protagonista, que se apresenta desde a gravidez e do nascimento até os primeiros anos de sua vida. Compartilhamos com ele os desafios de crescer e aprender.

O cenário gira como um cubo mágico e se transforma em diferentes espaços: barriga da mãe, o quarto do bebê, sonhos.
Através de vários recursos artísticos, o público será surpreendido por este espetáculo de títeres de mesa, de vara, teatro, máscara e desenhos ao vivo.
Uma de suas principais características é a interação do personagem com o público. Crianças e adultos se divertem.

Duração: 60min
Classificação – Livre

CAÊ - DIA: 13/08, SÁBADO às 16h
Karma Cia. de Teatro – Itajaí/SC

Sinopse – CaÊ segue a vida na velocidade de sua bicicleta. De lugar em lugar, de caminho em caminho, vai plantando e colhendo sonhos por onde passa. Mas, para quem está na estrada, cada encontro pode ser uma surpresa. Cada parada pode ser uma chance para encontrar algo novo. E cada noite é uma porta de entrada para outros mundos ainda mais surpreendentes..

Duração: 45min
Classificação – Livre

ZUM ZUM ZUM - DIA: 14/08, DOMINGO às 11h
Cia Tupi Pererê – Curitiba/PR

Sinopse Zum Zum Zum" dos Pererês é um espetáculo que reúne a música e o teatro. Celebra o tempo, a magia das histórias, o encontro com a poesia, mistérios e enigmas que fazem a terra girar em suas estações.

Os músicos e atores foram provocados cenicamente ao jogo, ao chão, brincando no lugar das infâncias. Lu Paes, diretora residente para a obra, e com grande experiência e pesquisa no método de Viola Spolin, trouxe ao grupo a ideia de viver o momento presente, o acontecimento do teatro como linguagem e brincadeira. Teatro que joga, brinca com o imaginário das Crianças. É uma mistura divertida, personagens e narrativas, música, imagem, tons oníricos.
Zum Zum Zum é de brincar, inventar, continuar.

Duração: 50min
Classificação – Livre

SERVIÇO:
Festival de Teatro para Crianças Pequeno Grande Encontro – XI edição
LOCAL: Teatro Zé Maria (R: Treze de maio, 655, São Francisco)
DATA: de 09 a 14/08/2022 (terça a domingo)
HORÁRIOS:
- de terça (09.08) a sexta (12.08) - 10h e às 14h30 – apresentações dirigidas às escolas
- Sábado (13.08) – 16h / Domingo (14.08) – 11h – apresentações abertas ao público
INGRESSOS: Gratuitos. De segunda a sexta - as apresentações serão oferecidas às escolas públicas. Sábado e Domingo - aberta ao público em geral. Os interessados deverão retirar seus ingressos com 30 minutos de antecedência, sujeito à lotação da casa.
INFORMAÇÕES: (041) 3362-9595

EXPOSIÇÃO TEATRO FEITO À MÃO
DATA: de 12 a 14.08.2022 (de sexta a domingo)
HORÁRIOS:
- Sexta (12.08) – das 9h às12h e das 14h às 18h
- Sábado (13.08) – das 9 às 12h e das 14h às 18h
- Domingo (14.08) – das 9h às 13h

LANÇAMENTO DO LIVRO - “O Baile do Palhaço e da Bailarina”, de Guga Cidral
DATA:14.08.2022 (domingo)
HORÁRIOS: das 12 às 13h

ATIVIDADES FORMATIVAS - MESA REDONDA E PALESTRA com a pesquisadora Michele Rolim e Fátima Ortiz – indicado a professores, artistas e interessados
DATA: 13.08.2022 (sábado)
LOCAL: CIA. DO ABRAÇÃO (R: Paulo Ildefonso Assumpção, 725)
HORÁRIOS: das 19h às 22h
INFORMAÇÕES: (041) 3362-9595

Até dia 18 de fevereiro, Sesc PR oferta vagas gratuitas para Educação Infantil em Curitiba

Está aberto até o dia 18 de fevereiro o processo seletivo de preenchimento de vagas gratuitas para a Educação Infantil no Sesc PR. Em todo o estado serão ofertadas bolsas de estudo e, em Curitiba, ainda há 28 vagas para crianças de três a cinco anos, no período integral, pela manhã e à tarde, na Educação Infantil e no Sesc Portão.

As vagas estão disponíveis para filhos de trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e que comprovem renda familiar de até três salários mínimos.

A proposta pedagógica do Sesc PR é norteada pela valorização do ser criança; pela construção da autonomia intelectual; pelo aprender ludicamente e pela vivência do tempo escolar em ambiente de infância.

Todo o espaço físico das unidades de Educação Infantil foi pensado especialmente nas crianças, para que as mesmas possam desenvolver a criatividade e o prazer do aprender pelo brincar.

O edital com as vagas está disponível no site https://www.sescpr.com.br/edital/edital-de-divulgacao-ei-div-05-2022-referente-ao-processo-seletivo-para-o-provimento-de-bolsas-gratuitas-remanescentes-na-educacao-infantil/ .

O Sesc Educação Infantil está localizado na Avenida Sete de Setembro, 3.219 e, o Sesc Portão, na Rua João Bettega, 770. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (41) 3326-2350 e (41) 3220-8000.

Conheça os mitos e verdades sobre a imunização do público infantil contra a COVID-19

Maior hospital exclusivamente pediátrico do país recomenda a vacinação e ressalta que essa medida é essencial para proteger a vida e a saúde das crianças
Foto: Marieli Prestes/Hospital Pequeno Príncipe
Foto: Marieli Prestes/Hospital Pequeno Príncipe
Curitiba, 25 de janeiro de 2022 – O Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do país, recomenda a vacinação do público infantil contra a COVID-19 e ressalta que essa medida é essencial para proteger a vida e a saúde das crianças. Diante das dúvidas de pais e responsáveis sobre a vacina para a faixa etária de 5 a 11 anos, a coordenadora do Centro de Vacinas Pequeno Príncipe, Heloisa Ihle Giamberardino, explica que as vacinas são completamente seguras e altamente eficazes para proteger as crianças e os adolescentes.

“Além de proteger a criança contra a COVID-19 – a partir dos 5 anos, as crianças apresentam uma melhor resposta imunogênica [produção de anticorpos] –, a vacinação também tem um efeito na saúde mental, à medida que, estando protegidas, as crianças poderão retomar as suas atividades normais, a sua convivência social, com mais segurança”, destaca a pediatra e imunologista.

Estatísticas mostram que o Brasil é o segundo país com mais óbitos infantis causados pelo coronavírus no mundo. Desde o início da pandemia, mais de 300 óbitos de crianças com idade entre 5 e 11 anos foram registrados em território brasileiro. O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou uma nota na qual diz que nenhuma outra doença imunoprevenível matou tantas crianças e adolescentes em 2021 quanto a COVID-19. No Pequeno Príncipe, os casos voltaram a subir em 2022, só nos primeiros 20 dias, 291 crianças foram diagnosticadas com a COVID-19, um aumento de 50% em relação a junho do ano passado, mês em que se registrou a maior ocorrência da doença, com 193 casos.

A especialista também lembra que a vacinação é um direito das crianças e dos adolescentes, assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. “Vacinar é um ato de amor ao seu filho, ao filho dos outros e de toda a sociedade porque não recebemos vacinas apenas para a proteção individual, mas também para a proteção coletiva. Devemos sempre temer a doença e não a vacina.”

Para ajudar, as famílias com seus principais questionamentos, o Pequeno Príncipe elencou informações sobre o que é mito ou verdade em relação a imunização de crianças contra a COVID-19.

1- A vacina contra a COVID-19 para crianças é segura
VERDADE
Diversos estudos comprovam a segurança e a eficácia das vacinas em crianças. O imunizante da Pfizer, que começa a ser aplicado nas crianças brasileiras, foi aprovado pelas agências reguladoras dos Estados Unidos e da Europa, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é um órgão extremamente sério e competente no Brasil. A vacina foi testada em milhares de crianças, comprovando sua segurança e eficácia. Nos países em que a vacinação de crianças já está acontecendo, como os Estados Unidos, não há relatos de casos adversos de preocupação. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm) também recomendam a imunização. Na semana passada, a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, também recebeu aprovação da Anvisa para ser utilizada em crianças na faixa etária entre 6 e 17 anos de idade. Esse imunizante possui também um excelente perfil de segurança, além de ser produzido com tecnologia já muito bem estabelecida, sendo uma excelente opção para contribuir no quantitativo de doses necessárias para serem disponibilizadas às crianças.

2- É melhor meu filho ser imunizado contra a COVID-19 pegando a doença do que tomando a vacina
MITO
Ao contrair a doença natural, a produção de anticorpos ocorre, mas por tempo limitado e indefinido, além de expor a criança a uma série de complicações, como a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), que afeta vários órgãos e sistemas do corpo, podendo levar a óbito. A vacinação, segundo os especialistas, ajuda a evitar que as crianças adoeçam gravemente, mesmo que contraiam a doença.

3- A vacina contra a COVID-19 altera o DNA das crianças
MITO
Existem muitas fake news circulando a respeito da vacinação, e uma dessas falsas notícias é que a vacina altera o DNA da criança. Essa informação não tem base científica. A vacina da Pfizer possui uma plataforma de RNA que é uma substância que circula no citoplasma da célula. Nosso código genético, ou seja, nosso DNA, localiza-se nos núcleos das células, portanto tal informação não possui nenhuma plausibilidade biológica, e nenhuma vacina tem esse poder.

4- A vacina contra a COVID-19 para crianças dá reação
DEPENDE
Assim como nos adultos e também como nas demais vacinas do Programa Nacional de Imunização (PNI), algumas crianças podem ter reações, e outras não. Geralmente, as reações mais comuns nas crianças ao receberem uma vacina são febre baixa e dor no local da aplicação, mas apresentam curta duração.

5- A vacina contra a COVID-19 dá problema no coração das crianças
MITO
As crianças que são infectadas pelo coronavírus possuem de 10 a 17 vezes mais chances de desenvolver uma miocardite do que as que tomam a vacina. O risco de ocorrência de miocardite em crianças na faixa etária entre 5 e 12 anos é, em média, de um caso para um milhão de doses. Mesmo que venham a desenvolver essa complicação em função do imunizante, ela se apresenta de forma muito mais branda e com uma evolução melhor do que a causada pelo vírus, sem sequelas e autolimitada.

6- Com a vacina, meu filho pode deixar de usar máscara e álcool em gel e de manter distanciamento social
MITO
Mesmo vacinados, adultos e crianças precisam continuar usando máscara, fazendo a higienização correta e frequente das mãos, utilizando álcool em gel e mantendo distanciamento, especialmente neste momento da pandemia, em que a variante Ômicron está predominando no cenário pandêmico. A variante Ômicron tem uma transmissibilidade muito elevada, o que aumenta as chances de contaminação se os cuidados não forem mantidos e associados à vacinação.

7- A criança não deve receber outra vacina no mesmo dia em que for imunizada contra a COVID-19
VERDADE
Neste primeiro momento, a recomendação do Ministério da Saúde é manter o intervalo de 15 dias entre as vacinas do Programa Nacional de Imunizações (PNI), apenas como uma medida de cautela e de melhor avaliação de eventuais eventos adversos. Em criança que apresentou COVID-19, o intervalo recomendado é de 30 dias para vacinação após o fim da quarentena.

Para mais informações, pais e responsáveis também podem acessar a live do infectologista e vice-diretor técnico do Pequeno Príncipe, Victor Horário, no canal da instituição no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=MymenDhv76w

Sobre o Pequeno Príncipe
Com sede na capital paranaense, o Pequeno Príncipe é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que oferece assistência hospitalar há mais de 100 anos para crianças e adolescentes de todo o país. Disponibiliza desde consultas até tratamentos complexos, como transplantes de rim, fígado, coração, ossos e medula óssea. Oferece atendimento em 32 especialidades, com equipes multiprofissionais especializadas. Com 384 leitos, sendo 68 em UTIs, realiza 60% dos atendimentos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2020, mesmo com a pandemia de coronavírus, foram realizados 159 mil atendimentos e 12 mil cirurgias que beneficiaram meninos e meninas do Brasil inteiro.

Com descontos de até 60%Livraria da Vila realiza Promoção do Livro Infantil

De 20 a 26 de setembro, nas lojas físicas de São Paulo, Guarulhos, São Caetano, Curitiba e Londrina
e no site da livraria

Ponto de encontro de crianças de todas as idades, a Livraria da Vila promove, de 20 a 26 de setembro, a sua já tradicional Promoção do Livro Infantil, ação anual que antecipa o Dia das Crianças e oferece descontos em todo o acervo de livros infantis da rede. A edição deste ano conta com descontos de 20% a 60%, válidos em todas as lojas da Livraria da Vila (São Paulo, Guarulhos, São Caetano, Curitiba e Londrina) e também no site https://www.livrariadavila.com.br/. Confira abaixo alguns destaques:

Fisher-Price - Aprender é divertido
5=U2M0IWYkpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39Gb5MDOykjYiVTMkRzNjV2YzEGOmFGNyMTY0UGMwETM2YmRyUSM2YmRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM
Autor: Ciranda Cultural
Editora: Ciranda Cultural
Divirta-se aprendendo o alfabeto e os números. além de descobrir mais sobre as formas e as cores neste incrível livro 4 em 1.
De R$ 19,90 por R$ 7,96

Noite escura
4=QGZ1IWMzojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GblRmZldjZ5YDZ0ADZldzMkZ2N2IWOjljN1MTYkRTZlhjRyUSZlhjRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzM
Autor: Dorothee de Monfreid-+
Editora: Wmf Martins Fontes
Fantino tem medo do lobo, do tigre e do crocodilo. O lobo, o tigre e o crocodilo têm medo de um monstro terrível. Esta história em dois tempos é sobre o medo do desconhecido, sentimento mais natural do mundo.
De R$ 49,90 por R$ 19,96

Meu castelo de princesas
9=MTYlVGZ5ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GblVzMxQDNmZjNjBzYwcTN5EjM4kDZ0MjM3EDMxQ2N3MjRyUyN3MjRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzM
Autor: Igloo Books
Editora: Ciranda Cultural
A princesa Pétala convidou suas amigas para um grande baile real. Acompanhe as princesas
nessa encantadora história e divirta-se com as personagens para destacar e com um fantástico castelo em
pop-up para você brincar, com três cenários que se abrem em 360º.
De R$ 119,00 por R$ 59,50

Arte e Cor Star Wars: The Mandalorian
4=ADZllDMzojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GbhJ2YwQTMldjYjRGZlJTZkRjYzAzM1QDMlVzMlZDO1ImRyUCO1ImRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDO
Autor: Culturama
Editora: Culturama
Este livro traz os personagens da renomada série do Disney+ para você colorir e se divertir!
De R$ 24,90 por R$ 12,45

E.T. o Extraterrestre: Coleção Pipoquinha
4=ImYykzM5ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GbxAzN3ITNkNDM0Y2Y3QWZ4AzY1MGN4kDN3kTYhNTO1ImRyUSO1ImRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM
Autor: Kim Smith
Editora: Intrínseca
Diversão nostálgica para os pais e imperdível para os filhos: clássicos pop do cinema agora em livros ilustrados Em E.T. - O extraterrestre, o menino Elliott encontra uma criatura muito diferente e descobre que seu novo amigo vem de outro planeta. Juntos, eles tentam achar um jeito de mandar o E.T. de volta para casa e, no caminho, aprendem importantes lições sobre coragem, amizade e o poder da imaginação. Esse clássico pop do cinema ganha agora a adaptação em livro ilustrado com o traço moderno e delicado de Kim Smith. Lançado em 1982, E.T. foi uma das primeiras obras a consagrar o diretor Steven Spielberg e imprimiu cenas memoráveis na cultura mundial, como a das crianças cruzando o céu de bicicleta, com a lua ao fundo.
De R$ 49,90 por R$ 24,95

Grandes histórias para pequenos heróis
0=QTNhNGO0ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39Gb5kTO5ITM5MGN0QTO0QmZzYDO1UTN1MGOjNTO3UmMmFmRyUiMmFmRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjM
Autor: Melanie Joyce, Stephanie Moss
Editora: Happy Books
Prepare-se para uma grande aventura com este conto heroico. Conheça Billy, que está determinado a encontrar um Pé Grande para ser seu melhor amigo, um coelhinho que ouve um som estranho nas profundezas da floresta e muitos outros personagens inesquecíveis. Com quatro histórias corajosas, este tesouro incrível é o companheiro perfeito para a hora de dormir de qualquer pequeno herói.
De R$ 59,90 por R$ 35,94

Mordisco - O Monstro de Livro
6=YjNzEjY3ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GbhdjN0QDM1Y2M0EDM5QTM3IjYxgjMmlDNyMWY0cjN0YmRyUiN0YmRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzN
Autor: Emma Yarlett
Editora: Ciranda Cultural
Mordisco, o monstro comedor de livros, foi mastigando, mastigando e saiu de seu próprio livro, e agora está causando travessuras e confusão nas histórias dos outros! Cuidado!
De R$ 79,90 por R$ 55,93

Jacaré, Não!
3=MGMzYWMjpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GbwkDZ2gDMwIWYxYDM2UDZiFTZwQTZihzMhFDM0kDZkVmRyUCZkVmRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzN
Autor: Antônio Prata
Editora: Ubu
"Todo dia bem cedinho a Luiza acorda, tira o pijama e veste a roupa. Ela veste a calcinha, veste a calça, veste a meia, veste a camiseta, veste o casaco e veste o... Jacaré! Jacaré? Não! Jacaré não é roupa, jacaré é bicho! Que maluco!". Com uma narrativa simples, o cronista Antonio Prata provoca o riso ao descrever cenas que seriam corriqueiras, não fosse a curiosa presença de um jacaré. A experiência com seus dois filhos pequenos fez o autor se perguntar sobre o que gera o riso nas crianças, descobrindo que o aparecimento de um elemento estranho em uma enumeração de objetos familiares causa esse efeito. Daí surgiu seu livro infantil que brinca com a ideia de um jacaré, elemento estranho, aparecer enquanto os pequenos realizam atividades cotidianas, como tomar banho e ir à escola. A narrativa vem acompanhada de ilustrações criativas.
De R$ 49,90 por R$ 34,93

O Super Almanaque do Luccas Neto
8=EWZhJ2M2ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GbwEWOlJDZhN2Y0MmYkN2N5MTOwMGO2MjN1QTZ2YWYxUmRyUSYxUmRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTO
Autor: Luccas Neto
Editora: Pixel
Aprendizado e diversão em um só lugar! Luccas e Gi têm um superconvite para você! Que tal embarcar com os irmãos mais queridos do Brasil em uma grande experiência, repleta de aprendizado e muita diversão? O Super Almanaque do Luccas Neto é um grande compilado de atividades que vai entreter a criançada por meio de passatempos educativos e conteúdos para todos os gostos! São mais de 100 atividades entre labirintos, experiências, adivinhas, imagens para colorir, jogo dos erros e muito mais! A DIVERSÃO É GARANTIDA!
De R$ 39,90 por R$ 27,93

Harry Potter e a Pedra Filosofal - Edição ilustrada
1=ETOyUjN4ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pjNyIDM2QzMyEjM6cWZwpmL39GbxI2N4M2Y1QzMkRmZyMTN5QjM3UmN4QzM1EzM3UWO2EmRyUSO2EmRyUyMyQTMGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDN
Autor: J.K. Rowling
Editora: Rocco
Deveria ser um livro só para o público infanto-juvenil. Mas, no mundo inteiro, gente de idades variadas lê Harry Potter - um fenômeno da literatura mundial que desafia crenças e estimativas. Harry Potter é um garoto cujos pais, feiticeiros, foram assassinados por um poderosíssimo bruxo quando ele ainda era um bebê. Ele foi levado, então, para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural. Pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais.
De R$ 129,90 por R$ 90,93

SERVIÇO
Festa do Livro Infantil - Livraria da Vila
Dinâmica: Desconto de 20% a 60% em livros infantis
Período: De 20 a 26 de setembro
Local: Em todas as lojas físicas da Livraria da Vila em São Paulo, Guarulhos, Curitiba e Londrina, e no site

Sobre a Livraria da Vila - Com 36 anos de mercado, a Livraria da Vila conta com treze lojas na Grande São Paulo e duas no Paraná. Consolidada como referência no cenário editorial, busca cada vez mais apresentar-se como um local acolhedor, receptivo e democrático, tornando-se ponto de encontro dos amantes dos livros, da literatura, da música e das artes. Muito mais do que um lugar que reúne grandes obras da literatura - são mais de 200 mil títulos em seu acervo, continuamente atualizado -, a Livraria da Vila se preocupa em participar ativamente das comunidades que cercam suas unidades. Em tempos normais, sem pandemia, todos os dias, os mais variados eventos são oferecidos gratuitamente ao público: palestras, rodas de conversa, pocket shows, clubes de leitura e atividades infantis diversas compõem uma programação para lá de especial. Neste momento, a rede conta com uma programação de lives no Instagram com autores e personalidades do universo literário que falam de seus lançamentos e debatem temas diversos em um bate-papo conduzido por Samuel Seibel, presidente da Vila.

Autor best-seller, padre Reginaldo Manzotti lança livro com mensagens cristãs e passatempos para o público infantil

A turma do Manzottinho em histórias e diversão
De Padre Reginaldo Manzotti
64 páginas + encarte | R$ 24,90
Editora Petra

O pequeno Manzottinho adora ler, escrever, fazer palavras cruzadas e ajudar sua comunidade. Na escola e nas aulas de catequese, está sempre fazendo perguntas, na tentativa de entender por que tantas pessoas fazem coisas erradas, mesmo depois do exemplo de bondade deixado por Jesus. No livro A turma do Manzottinho em histórias e diversão, o personagem, inspirado no querido Padre Reginaldo Manzotti, sempre acompanhado de seus melhores amigos, vai apresentar ao público infantil as principais narrativas bíblicas e ainda propor-lhe uma série de brincadeiras.

A turma Manzottinho em histórias e diversão é o primeiro livrão de passatempos infantil lançado pelo Padre Manzotti – autor que possui hoje mais de 20 títulos no mercado e que recentemente bateu a marca de seis milhões de exemplares vendidos. No volume, que chega às lojas pela Petra, o relato da criação do mundo inspira um caça-palavras, a trama da Arca de Noé dá a deixa para a produção de origamis de barquinhos e a luta de Davi contra Golias serve de base para um jogo de encontrar erros. Há também enigmas, labirintos, liga-pontos e imagens para colorir, além de um jogo da memória destacável e pôsteres. Em meio a tudo isso, uma história em quadrinhos fala aos pequenos leitores sobre a Última Ceia.

Desenvolvido para meninos e meninas da primeira e segunda infâncias, o título, recheado de mensagens positivas e de ensinamentos cristãos, aborda o valor da amizade, da família, do amor ao próximo e da vida de oração. Afinal, quem disse que a fé não pode andar de mãos dadas com a alegria e o bom humor? Que não é possível descobrir os grandes mistérios da salvação de maneira lúdica? Com 64 páginas supercoloridas, A turma Manzottinho é um de convite à criatividade, à imaginação e a um mundo de valiosos aprendizados.

Turma do Manzottinho
Em comemoração aos 15 anos da Associação Evangelizar É Preciso, em outubro de 2020, “A Turma do Manzottinho” ganhou uma publicação em forma de revista, com periodicidade mensal.

Pensada para crianças e adolescentes até 14 anos, a revistinha conta com 8 editorias: Catequese, com temas relacionados à doutrina da Igreja Católica; Santo do Mês; Você sabia?, com curiosidades sobre a Bíblia, símbolos da Igreja, orações etc.; Em família, com uma oração para ser rezada em família; Se liga!, que trata de cidadania, meio ambiente, saúde, valores cristãos etc.; Espaço do leitor, com desenhos e mensagens enviados pelos pequenos fiéis; passatempos, com brincadeiras; e Experimente!, com receitas culinárias.

Para conhecer mais sobre esse projeto, receber em casa ou presentear uma criança, acesse: www.evangelizarepreciso.com.br/turmadomanzottinho

Sobre o Padre Reginaldo Manzotti
Sacerdote, escritor, músico, compositor, cantor e apresentador de rádio e TV, o padre Reginaldo Manzotti ao completar 25 anos de sacerdócio, decidiu se reinventar e inovar mais uma vez em prol da evangelização.

Antenado com as mídias digitais, o sacerdote tem 7.3 milhões de seguidores no Facebook, 3.8 milhões de seguidores no Instagram, 2.76 milhões de pessoas inscritas em seu canal do YouTube, 695 mil seguidores no Twitter e 221 mil em seu canal Vevo. Seu portal, www.padrereginaldomanzotti.org.br, recebe mais de 1 milhão de acessos mês.

Sacerdote que evangeliza pelos meios de comunicação, o padre apresenta programas de rádio e televisão que são retransmitidos e exibidos em mais de 1680 emissoras do país, além de outros países como: Inglaterra, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Angola, Paraguai, Bolívia e Uruguai.

www.padrereginaldomanzotti.org.br
Facebook: facebook.com/padremanzotti
Twitter: twitter.com/padremanzotti
Instagram: @padremanzotti
Youtube: youtube.com/PadreManzotti
VEVO: youtube.com/Padremanzottivevo

JOÃO E MARIA GANHA NOVA VERSÃO NO FESTIVAL DE TEATRO INFANTIL “ERA UMA VEZ…ERAM DUAS, ERAM TRÊS”

“A nova adaptação do clássico da literatura infantil, que já está disponível em versão online, aborda a situação das crianças e pais em tempos de isolamento social na pandemia e seu comportamento. Toda a renda será revertida para as crianças e adolescentes atendidos pelo Programa Dedica e na ala Pediátrica do HC”.

Divertida, com bom humor e temática atual, a nova adaptação da peça “João e Maria” dos irmãos Grimm retrata a situação das crianças e pais em tempos de isolamento social na pandemia e seu comportamento. A segunda obra do Festival de teatro infantil “Era uma vez...Eram duas, eram três”, que este ano apresenta novo formato em versão online, realizado pela Montenegro, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e apoio da Associação dos Amigos do HC, já está disponível em formato online. Quem adquirir o ingresso poderá assistir ao vídeo da peça em alta qualidade com duração de 40 minutos de onde quiser, independente de horário, e ficará disponível até fevereiro de 2022. Os espetáculos produzidos com exclusividade para o Festival estão sendo gravados no palco do Teatro Bom Jesus, cumprindo todos os protocolos de segurança e prevenção a disseminação da Covid. As gravações contam com uma plateia diferenciada, formada por bonecos dos personagens pintados por pacientes do programa DEDICA, da Associação dos Amigos do HC e terão suas transmissões na plataforma Hotmart (www.hotmart.com). A primeira exibição foi Cinderela e depois de João e Maria, o festival dá sequência com Chapeuzinho Vermelho (30.09) e encerra com João e o Pé de Feijão (28.10).

As produções trazem leituras contemporâneas dos clássicos com linguagens que refletem temas cotidianos de pais e filhos. Um festival de múltiplas ideias, incontáveis saberes, diversas expressões de linguagens e qualificação, com atrações que ao mesmo tempo aproximam o tradicional teatro para a infância e juventude, da produção teatral contemporânea. Como seria a convivência de dois irmãos com muita energia e seu pai, que deve conciliar trabalho em casa e ainda enfrentar o desafio de cuidar dos filhos ao mesmo tempo? Muitas situações vividas na peça são cotidianas e comuns na época da quarentena e será facilmente reconhecida pelos pais, já que atualmente todos tiveram que se adaptar.

Diferente da peça tradicional, escrita pelos irmãos Grimm, a Bruxa má não aparece como encantadora de crianças, atraindo-os para dentro de casa na promessa de vários doces, mas sim, surge a figura da Rainha Tech, uma mulher poderosa, moderna e responsável por toda internet e tecnologia no mundo que tem por objetivo conectar as pessoas e fazê-las esquecer da vida normal e monótona. Ao ser descoberta em seu esconderijo na floresta, Rainha Tech decide manter João e Maria presos em sua casa, para que não espalhem seu segredo. Depois de se unirem para fugir e burlar o sistema, os irmãos finalmente conseguem despistá-la e sair correndo em busca do seu pai, que os procurava aflito.

“Sabemos que hoje em dia o uso de aparelhos eletrônicos e da tecnologia é inevitável, e, sem dúvida é necessário tanto para adultos quanto para crianças. Pensando nisso, e em todo o momento que estamos vivendo, ContArte procura trazer na nova adaptação da peça "João e Maria" uma reflexão do ponto de equilíbrio entre o uso da tecnologia, sem deixar que ela domine o universo da criança. Através das cenas de humor do pai com os filhos João e Maria, fica também clara a relação de exemplo que o pai representa, bem como da atenção que toda criança necessita e do carinho e companheirismo da família”, revela Gizáh Ferreira, diretora da ContArte. O recurso de gênero artístico do festival é a comédia, o deboche, a paródia. Nada mais adequado para tratar de assuntos tão distópicos, delicados e urgentes.

A contrapartida social desse projeto é realizada em parceria com a Associação dos Amigos do HC, que ficará com a renda integral da bilheteria, além de apresentações exclusivas aos pacientes do DEDICA – Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, programa de enfretamento à violência infantil mantido pela associação, oficinas criativas e de contação de histórias. Ainda como parte do projeto, a construção de um novo espaço de leitura nas instalações do DEDICA está prevista para ser entregue no segundo semestre. Escolas públicas vão receber também apresentações dos espetáculos, que devem atingir um público total de 5.000 mil pessoas, entre alunos e professores.

Os ingressos para o espetáculo João e Maria estão à venda através da plataforma Hotmart (http://campanha.amigosdohc.org.br/festivaleraumavez). Podem ser adquiridos em duas modalidades: JOÃO E MARIA (ingresso digital dá acesso para assistir ao vídeo da peça + 1 livreto digital para colorir “Brincando com João e Maria” para download ou impressão) – R$25,00 / JOÃO E MARIA – COMBO (ingresso digital + 2 mini almofadas de João e Maria, que será enviada por correio para o endereço informado no cadastro do comprador com frete já incluso + 1 livreto digital para colorir “Brincando com João e Maria” para download ou impressão) – R$90,00.

Com uma equipe de produção formada por criativos, cenógrafos, figurinistas, jornalistas, designers, fotógrafos, cinegrafistas, técnicos de som e luz, músicos, produtores, advogados, contadores, intérpretes, entre outros, o festival movimenta a cena cultural desse início de ano. Com essa terceira edição, o festival deverá ultrapassar a marca de 10 mil espectadores. “Gerar valor aos produtos culturais é a fórmula de sustentabilidade de um segmento tão sensível as oscilações da política e economia. Ao nos colocarmos como parte da máquina, gerando empregos, renda, impactos sociais e de imagem, garantimos a continuidade das produções artísticas”, afirma Carolina Montenegro, diretora da empresa, que já aprovou e executou mais de 80 projetos.

A edição 2021 do “Era uma vez...Eram duas, eram três conta com os patrocínios da Credipar, Fertipar Fertilizantes, Cattalini, Jaguáfrangos, Tecnolimp, RDP Petróleo, Servopa, Engepeças, Trützschler, Elejor, Sanepar, Banco Digimais, PASA (Paraná Operações Portuárias), Ravato, Greca Asfaltos, Impress The Decor Company, Nórdica, Quasar, Ítalo Supermercados, Magnetron Componentes Elétricos. Apoio: Teatro Bom Jesus, Teatro Guaíra, Tutu Ateliê de Sapatilhas, Kromossomos Estranhos, Espaço Fantástico das Artes, Padaria América, Atelie Miniart. Instituição Beneficiada: Associação dos Amigos do HC

O ERA UMA VEZ...ERAM DUAS, ERAM TRÊS conta com o apoio financeiro de mais de 70 empresas patrocinadoras, sendo que 70% dessas mantém seus investimentos em todas as edições do projeto. As notícias do festival computam mais de 1 bilhão de reais em mídia espontânea, somados ao plano de mídia com inserções em rádio, mobiliário urbano, impressos e internet.

Sobre a Montenegro
Atuando há 11 anos, a Montenegro sempre apostou na cultura, o maior valor do Brasil. A empresa busca, com a realização de seus espetáculos, debater e desenvolver o teatro para a infância e juventude no Brasil, movimentando e valorizando o cenário artístico com as suas contribuições.

Além de colaborar com a formação artístico-pedagógica das crianças e adolescentes, a empresa oferece, através de espetáculos, exposições, oficinas, contação de histórias, encontros temáticos e rodas de conversa, toda a bagagem necessária para o fortalecimento da cultura no país.

FICHA TÉCNICA:
Direção: Gizáh Ferreira
Elenco: Janaína Fukushima, Leandro Oliveira, Max Carlesso, Patrícia Pluschkat
Direção Musical: Gilson Fukushima
Sonoplastia: Adolfo Tortelli
Iluminação: Raul Freitas
Cenário: Cenarium
Figurinos: Wanessa Silva
Vídeo: Fábio Ortolan

Dias das exibições pela plataforma hotmart (www.hotmart.com):

Cinderela – já está disponível na plataforma até fevereiro de 2022
João e Maria – a partir de 19 de agosto
Chapeuzinho Vermelho – a partir de 30 de setembro
João e o Pé de Feijão – a partir de 28 de outubro

Serviço:
Ministério da Cidadania e Montenegro apresentam
“Era uma vez...Eram duas, eram três”
JOÃO E MARIA
Estreia: a partir de 19 de agosto de 2021
Transmissão Online: www.hotmart.com
Duração vídeo da peça: 40 minutos
Vendas: http://campanha.amigosdohc.org.br/festivaleraumavez . JOÃO E MARIA (ingresso digital dá acesso para assistir ao vídeo da peça + 1 livreto digital para colorir “Brincando com João e Maria” para download ou impressão) – R$25,00 / JOÃO E MARIA – COMBO (ingresso digital + 2 mini almofadas de João e Maria, que será enviada por correio para o endereço informado no cadastro do comprador com frete já incluso + 1 livreto digital para colorir “Brincando com João e Maria” para download ou impressão) – R$90,00.
Classificação etária: Livre. De 04 a 08 anos para o público infantil, e 08 a 12 anos para o público infanto-juvenil.
Informações: www.montenegroproducoes.com
Realização: Montenegro

CINDERELA ESTREIA FESTIVAL DE TEATRO INFANTIL “ERA UMA VEZ…ERAM DUAS, ERAM TRÊS”

“Na quinta, dia 15 de julho, o espetáculo faz sua estreia online. Toda a renda do festival será revertida para as crianças e adolescentes atendidos pelo Programa Dedica e na ala Pediátrica do HC. A exposição dos figurinos está fica em cartaz até o dia 30 de julho na fachada do Guairão”.

O Festival de teatro infantil “Era uma vez...Eram duas, eram três”, que este ano ganha novo formato em versão online, realizado pela Montenegro, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e apoio da Associação dos Amigos do HC estreia nesta quinta, dia 15 de julho, com o espetáculo Cinderela. A partir desta data, quem adquirir o ingresso poderá assistir ao vídeo da peça em alta qualidade com duração de 40 minutos de onde quiser, independente de horário, e ficará disponível até fevereiro de 2022. Os espetáculos produzidos com exclusividade para o Festival estão sendo gravados no palco do Teatro Bom Jesus, cumprindo todos os protocolos de segurança e prevenção a disseminação da Covid. As gravações contam com uma plateia diferenciada, formada por bonecos dos personagens pintados por pacientes do programa DEDICA, da Associação dos Amigos do HC e terão suas transmissões na plataforma Hotmart (www.hotmart.com). Na sequência acontecem as seguintes exibições: João e Maria (19.08), Chapeuzinho Vermelho (30.09) e João e o Pé de Feijão (28.10).

As produções trazem leituras contemporâneas dos clássicos com linguagens que refletem temas cotidianos de pais e filhos. Um festival de múltiplas ideias, incontáveis saberes, diversas expressões de linguagens e qualificação, com atrações que ao mesmo tempo aproximam o tradicional teatro para a infância e juventude, da produção teatral contemporânea. “Cada peça traz uma possibilidade diferente, de música e visual, construção da dramaturgia. Minha direção caminha para conectar o mundo da criança com o do adulto. Essa questão do teatro infantil ser para as crianças e para os pais também é uma das principais questões que me preocupo quando escrevo. Quem leva a criança para o teatro? O diálogo das cenas não é unilateral, somente para os pequenos, o foco também está nos pais”, conta Tiago Luz, diretor cênico do festival. Cinderela é quem abre a programação dos espetáculos. Essa adaptação, traz à cena uma inusitada abordagem sobre essa tão revisitada história. “Nossa Cinderela é um convite para que adultos e crianças, juntos, possam rir, se emocionar e construir caminhos possíveis na direção de um mundo mais justo, harmonioso e igualitário”, conta o diretor.

O conto, em suas primeiras versões, traz uma adolescente órfã abusada por sua madrasta e filhas. E a resolução dos seus problemas acontece de forma mágica. Um vestido para que Cinderela possa ir ao baile e conquistar o príncipe. Sem contar as cenas de terror. A madrasta mutila os pés de suas filhas para que caibam no sapatinho de cristal. Pombas delatoras que furam os olhos das irmãs invejosas. Todo esse contexto foi amenizado nas reproduções do século 20. Cientes disso, o festival traz uma Cinderela possível, que discute questões contemporâneas. Mas nesta abordagem passa longe do universo Disney, do estereótipo da princesa. Ela perde seu pai e a mãe se casa novamente, com um homem autoritário e dominador, com quem tem mais dois filhos. A mãe de Cinderela fica doente e entra em um estado catatônico. Cinderela cresce solitária, cuidando da mãe em uma cadeira de rodas e fazendo todo o serviço da casa. A chegada da "Fada Madrinha", uma antiga amiga de sua mãe, dá coragem e exemplo para que a menina supere seus problemas. Ao optar por esse caminho, é feita uma aproximação do conto a realidade de muitas mulheres, homens e crianças que, sejam opressores ou oprimidos, podem reconhecer sua condição e encontrar possibilidades para transformá-la. O recurso de gênero artístico do festival é a comédia, o deboche, a paródia. Nada mais adequado para tratar de assuntos tão distópicos, delicados e urgentes.

A contrapartida social desse projeto será realizada em parceria com a Associação dos Amigos do HC, que ficará com a renda integral da bilheteria, além de apresentações exclusivas aos pacientes do DEDICA – Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, programa de enfretamento à violência infantil mantido pela associação, oficinas criativas e de contação de histórias. Ainda como parte do projeto, a construção de um novo espaço de leitura nas instalações do DEDICA está prevista para ser entregue no segundo semestre. Escolas públicas vão receber também apresentações dos espetáculos, que devem atingir um público total de 5.000 mil pessoas, entre alunos e professores.

Os ingressos para o espetáculo Cinderela estão à venda através da plataforma Hotmart (http://campanha.amigosdohc.org.br/festivaleraumavez). Podem ser adquiridos em duas modalidades: CINDERELA (ingresso digital dá acesso para assistir ao vídeo da peça + 1 livreto digital de atividades “Brincando com a Cinderela” para download ou impressão) – R$25,00 / CINDERELA – COMBO (ingresso digital + 1 mini almofada da Cinderela, que será enviada por correio para o endereço informado no cadastro do comprador com frete já incluso + 1 livreto digital de atividades “Brincando com a Cinderela” para download ou impressão) – R$60,00.

Com uma equipe de produção formada por criativos, cenógrafos, figurinistas, jornalistas, designers, fotógrafos, cinegrafistas, técnicos de som e luz, músicos, produtores, advogados, contadores, intérpretes, entre outros, o festival movimenta a cena cultural desse início de ano. Com essa terceira edição, o festival deverá ultrapassar a marca de 10 mil espectadores. “Gerar valor aos produtos culturais é a fórmula de sustentabilidade de um segmento tão sensível as oscilações da política e economia. Ao nos colocarmos como parte da máquina, gerando empregos, renda, impactos sociais e de imagem, garantimos a continuidade das produções artísticas”, afirma Carolina Montenegro, diretora da empresa, que já aprovou e executou mais de 80 projetos.

A edição 2021 do “Era uma vez...Eram duas, eram três conta com os patrocínios da Credipar, Fertipar Fertilizantes, Cattalini, Jaguáfrangos, Tecnolimp, RDP Petróleo, Servopa, Engepeças, Trützschler, Elejor, Sanepar, Banco Digimais, PASA (Paraná Operações Portuárias), Ravato, Greca Asfaltos, Impress The Decor Company, Nórdica, Quasar, Ítalo Supermercados, Magnetron Componentes Elétricos. Apoio: Teatro Bom Jesus, Teatro Guaíra, Tutu Ateliê de Sapatilhas, Kromossomos Estranhos, Espaço Fantástico das Artes, Padaria América, Atelie Miniart. Instituição Beneficiada: Associação dos Amigos do HC

O ERA UMA VEZ...ERAM DUAS, ERAM TRÊS conta com o apoio financeiro de mais de 70 empresas patrocinadoras, sendo que 70% dessas mantém seus investimentos em todas as edições do projeto. As notícias do festival computam mais de 1 bilhão de reais em mídia espontânea, somados ao plano de mídia com inserções em rádio, mobiliário urbano, impressos e internet.
MOSTRA CAMINHOS DO ENCANTAMENTO
Quem passar em frente ao Teatro Guaíra (R: Conselheiro Laurindo, s/n) em passeios a pé ou de carro vai se surpreender. O motivo? A fachada do Guairão está com a exposição “Caminhos do Encantamento”, que marca o lançamento oficial do Festival de teatro infantil. A mostra ficará em cartaz até o dia 30 de julho. Figurinos confeccionados exclusivamente para a mostra, trazem releituras dos personagens da Cinderela, Chapeuzinho Vermelho, Bruxa do João e Maria, Madrastas, Fadas e o Pé de Feijão em estruturas recicladas. Sustentabilidade, reutilização e ressignificação de materiais estão presentes no trabalho do figurinista e artista visual Gustavo Krelling, que assina a criação. “Em minha proposta flerto sempre com as artes visuais, principalmente a performance. Essas questões, por sua vez, propõem ao espectador reflexões sobre o que está vendo em cena - materiais inusitados, texturas e novas possibilidades. Acredito que dessa maneira ampliamos a discussão do espetáculo em seu aspecto visual”, afirma o artista.

Volume, cores, formas e texturas também podem ser discutidos no traje para a exposição. A riqueza está na diversidade de estilos, com resultados inusitados, criativos e de cunho autoral. Peças feitas com material que pode ganhar outra chance em expressão e estilo, evitando o descarte prematuro. Para essa exposição, o figurino da Cinderela por exemplo, que tem como objeto icônico o sapato, será produzido inteiro com restos de couro de sapatos que iriam para o lixo. Os retalhos de restos são costurados em um vestido de baile. João e Maria, João Pé de Feijão, são outros personagens que receberão figurinos nessa mesma proposta.
Sobre a Montenegro
Atuando há 11 anos, a Montenegro sempre apostou na cultura, o maior valor do Brasil. A empresa busca, com a realização de seus espetáculos, debater e desenvolver o teatro para a infância e juventude no Brasil, movimentando e valorizando o cenário artístico com as suas contribuições.

Além de colaborar com a formação artístico-pedagógica das crianças e adolescentes, a empresa oferece, através de espetáculos, exposições, oficinas, contação de histórias, encontros temáticos e rodas de conversa, toda a bagagem necessária para o fortalecimento da cultura no país.

Dias das exibições pela plataforma hotmart (www.hotmart.com):

Cinderela – a partir de 15 de julho
João e Maria – a partir de 19 de agosto
Chapeuzinho Vermelho – a partir de 30 de setembro
João e o Pé de Feijão – a partir de 28 de outubro

Serviço:
Ministério da Cidadania e Montenegro apresentam
“Era uma vez...Eram duas, eram três”
CINDERELA
Estreia: a partir de 15 de julho de 2021
Transmissão Online: www.hotmart.com
Duração vídeo da peça: 40 minutos
Vendas: http://campanha.amigosdohc.org.br/festivaleraumavez . CINDERELA (ingresso digital dá acesso para assistir ao vídeo da peça + 1 livreto digital de atividades “Brincando com a Cinderela” para download ou impressão) – R$25,00 / CINDERELA – COMBO (ingresso digital + 1 mini almofada da Cinderela, que será enviada por correio para o endereço informado no cadastro do comprador com frete já incluso + 1 livreto digital de atividades e pintura “Brincando com a Cinderela” para download ou impressão) – R$60,00.
Classificação etária: Livre. De 04 a 08 anos para o público infantil, e 08 a 12 anos para o público infanto-juvenil.
Informações: www.montenegroproducoes.com
Realização: Montenegro

Festival de Teatro Infantil do Paraná divulga lista de companhias selecionadas

Foram escolhidos 9 espetáculos de 6 Estados, com muita música, contos de fadas, comédia, especialmente pensados para crianças de todas as idades
O Festival de Teatro Infantil do Paraná (Festin Paraná) terá em sua próxima edição companhias dos Estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Previsto inicialmente para o período de 18 a 23 de agosto, o Festin Paraná deverá ter nova data anunciada pela organização, por conta do cenário de pandemia da Covid-19.
“O Festival de Teatro Infantil do Paraná cancelou a execução do projeto em agosto deste ano tendo em conta que o cenário que o país apresentará na época não será favorável para celebrações artísticas ou de qualquer outra natureza, pois levamos em consideração todas as vidas que estão sendo perdidas neste árduo caminho. Uma nova data será estudada e formalizada por nota oficial pelos canais de comunicação do festival”, explicou a produtora executiva do evento, Bruna Bayley.
O Festin é um projeto aprovado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, e em respeito ao edital de chamamento para a seleção de espetáculos, a organização do Festin divulgou a lista de selecionados, mas também uma nota explicando a necessidade de repensar o formato do evento. De acordo com o edital, o Festin não se obriga a contratar todas as companhias relacionadas na listagem (nem de chamá-las na ordem em que estão colocadas), requisitando-as conforme logística, orçamento e disponibilidade dos equipamentos públicos culturais.
Devido às novas condições econômicas e de readequação orçamentária de empresas e setores públicos do país - provocadas pelo Coronavírus - os organizadores estão buscando a melhor maneira de viabilizar o festival. De acordo com a diretora geral do Festin, Cynthya Borges,o orçamento do festival deverá ser recalculado junto ao Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura e, se necessário, o projeto deverá ser readequado sem causar danos ao órgão público responsável pela sua aprovação, nem aos patrocinadores responsáveis pela sua viabilização.
Selecionados
Com o tema “Livre brincar, rir e cantarolar: espetáculos feitos para experimentar a infância e o esperançar”, a curadoria escolheu montagens pensadas especialmente para o público infantil, de forma lúdica, porém sem perder a criticidade e a reflexão. Foram 9 selecionados, de 207 inscritos.
O processo seletivo priorizou espetáculos que tivessem em suas propostas o imaginário infantil e o jogo de faz de contas - alguns mostrados a partir das experiências do livre brincar posto em cena, conforme explica uma das curadoras do Festin, Herica Veryano. “Tivemos também um olhar delicado para acolher a perspectiva da tradição oral representada pelos contadores e contadoras de histórias selecionados, transmitindo de uma geração a outra os contos de origem nacional e mundial. A comicidade também estará bem representada com os grupos de pesquisa clownesca que escolhemos. Outro ponto que levamos em consideração foi a musicalidade presente nos espetáculos, pois todos os trabalhos escolhidos para essa edição trazem à tona uma linguagem musical única, a maioria com canções originais e com dramaturgias refinadas, cuidadosamente pensadas para comunicar com o público infantil”, contextualiza Herica.

Conheça os escolhidos:
O Cravo e a Rosa – Uma Nova Canção (Grupo Paiol) – Arapongas/PR. Trabalho musical cômico com dramaturgia inteligente que parte da tradicional música da cultura popular, “O Cravo e a Rosa”.
Era uma vez: contos, lendas e cantigas (Rococó Produções Artísticas e Culturais) – Porto Alegre/RS. Em uma divertida mistura de técnicas de teatro, contação de histórias, dança e música, o espetáculo revisita histórias como a de Nossa Senhora Aparecida e a do Negrinho do Pastoreio com músicas do cancioneiro popular gaúcho e algumas compostas especialmente para a montagem.
Um golinho só (Cia Cornucópia De Teatro) – Ribeirão Preto/SP. Um trabalho com canções que aquecem o coração, executadas por atores-cantores. Em cena, eles contam a história da Vila da Pedra Quebrada, um vilarejo onde a água do riachinho, que outrora era cristalina e abundante, passou a ser suja e escassa.
Os 3 porquinhos (Cia. Le PlatduJour) – São Paulo/SP. Um trabalho cômico especialmente pensado para crianças, com duas atrizes-palhaças de longa carreira, que apresentam essa versão irreverente e única do clássico “Os três porquinhos”.
A fada, a flor e a princesa (Teatro da Pedra) – São João del Rei/MG. Singelo, forte e emocionante, o espetáculo é encenado por três atrizes que contam histórias por meio de cantos populares de trabalho, de amorosidade e saudade.
Foi coisa de Saci (Cia Contacausos) – Chapecó/SC. Numa casa de caboclo, quando alguma coisa estranha acontece, as pessoas dizem que foi coisa de saci! O espetáculo faz um passeio pelos causos da nossa gente brasileira que jura que viu, ouviu e até já prendeu o danadinho na garrafa.
Brincante (Cia AristoClowntas) – Rio de Janeiro/RJ. A companhia apresenta um trabalho de palhaçaria com números clássicos, acrobáticos, magia, malabarismo, dentre outros. Garantia de ótimas risadas e muita interação.
Vida seca (Cia Manipuladora De Formas Etc i Tal) – Navegantes/SC. A companhia de bonecos apresenta, por meio da tradicional técnica de bonecos de luva, um cenário inspirado no romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos e na obra de Portinari. Poético e arrebatador.
Monstros e Cia (Cia Talagadá – Teatro de Formas Animadas) – Itapira/SP. Um grupo que trabalha com bonecos de diferentes formas e tamanhos, com uma música potente em cena, apresenta um universo monstruoso para a criançada, numa encenação grandiosa e inteligente.
Além desses espetáculos, os organizadores escolheram também três montagens adicionais, para o caso de desistência ou impossibilidade de agenda dos nove selecionados.
Suplentes:
Yaga, uma história para crianças corajosas (Severina Cia de Teatro) – Pindamonhangaba/SP
Espetáculo MalabaRindo (Cia. MB Circo) – Piracicaba/SP
O Menino e os sortilégios – Ópera para crianças de Maurice Ravel (Pequeno Teatro do Mundo) – Bragança Paulista/SP
Festin 2020
Todo o processo de inscrição desta edição foi online. Os interessados enviaram a ficha de inscrição preenchida além de um vídeo da peça e dos demais documentos exigidos no edital, que ficou disponibilizado no site do festival.
O Festin é patrocinado pela Syngenta Brasil e tem o apoio cultural dos Hotéis Bourbon – Cascavel.

Carnaval para toda família é no Santa Villa

Carnaval para toda família é no Santa Villa

Vila gastronômica totalmente coberta é opção ideal para curtir com pequenos

A previsão é de tempo instável em Curitiba durante o feriado de carnaval. Mas, caso a chuva realmente apareça, não vai impedir que as famílias se divirtam muito. O Santa Villa é o único espaço totalmente coberto da cidade e preparou uma programação super especial para o feriado.

No sábado, segunda e terça-feira haverá camarim de pintura, escultura em balões, oficina de máscaras e o tradicional bailinho infantil. No domingo a oficina de slime promete ser disputada pelos pequenos.

O local oferece, ainda, um espaço kids completo com monitoria e pager de segurança. São milhares de bolinhas, em uma grande estrutura, para divertir os pequenos enquanto a família aproveita as diversas opções de alimentação.

As atividades programadas acontecem das 14h às 17h30 (sábado, domingo, segunda e terça). O espaço estará aberto desde o meio-dia durante o feriado.

O Santa Villa Gastronomia está localizado na Rua Francisco Derosso, 809, Xaxim, e conta com estacionamento próprio e gratuito. Mais informações: (41) 99602-2139. Acompanhe nas redes sociais: @santavillagastronomia (Instagram) ou www.facebook.com/santavillagastronomia

Brechózeiros: encontro de brechós reúne 40 expositores

E peças custam a partir de R$2,00

Acontece neste sábado (15) a terceira edição do Brechózeiros, um evento para apaixonados por brechó que reúne 40 expositores. No evento, roupas femininas, masculinas, infantil, acessórios, e calçados podem ser garimpados a partir de R$2,00. Tatuadores também vão estar no evento fazendo flash tattoo a partir de R$70.

Se o consumo sustentável e a economia que se pode fazer ao comprar em brechós estão na moda, participar de encontros de brechó também está em alta. “Amo o encontro dos brechózeiros, porque é uma chance maravilhosa para garimpar ótimas peças e fazer novas amizades. A galera dos brechós está sempre disposta a um bom papo e cheia de dicas e opiniões”, diz Graci Figueiredo, cliente assídua do encontro.

Essa é uma oportunidade para garimpar peças novas e semi novas, de diversos estilos. “É um encontro democrático, pois reúne peças com valores ótimos. É para todos os gostos e bolsos”, afirma a organizadora Stacy Barbosa.

A segunda edição do evento realizado pelo Tudo Curitiba aconteceu em janeiro de 2019 e recebeu mais de 1500 pessoas. De acordo com a organização, a expectativa para a terceira edição é ainda maior. “Estamos animados e preparamos um evento organizado e com produtos de excelente qualidade”, diz Stacy.

De acordo com Marianna Mendes e Lais Sebben, proprietárias do Azura Brechó, os preparativos já estão finalizados e a expectativa está a mil. “Nas outras edições tivemos a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas, viver experiências e trocas incríveis, e de apresentar um pouco do nosso acervo para todos que nos prestigiaram no evento”, fala Marianna.

O Brechózeiros será das 10h às 20h, no Food Park Lot, um espaço gastronômico que conta com containers de hambúrguer, espetinho, cachorro quente, drinks, chopp, e muito mais. A estrutura é coberta, pet friendly e a entrada no evento é gratuita.

Para mais detalhes, confira o evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/470280726971877/ ou no Instagram: @_brechozeiros

SERVIÇO

3º Brechózeiros

Data: 15/02

Local: Food Parking Lot – Av. dos Estados, 1006 – Água Verde

Horário: das 10h às 20h

Entrada: gratuita

Estacionamento: gratuito

Pet Friendly

SHOW DO BITA –  “DENTRO DO MUNDO LÁ FORA”

SHOW DO BITA - “DENTRO DO MUNDO LÁ FORA”

SINOPSE

Depois de passar por diversas cidades, em todas as regiões do Brasil, o MUNDO BITA chega com uma nova temporada de seu show. Intitulada “DENTRO DO MUNDO LÁ FORA”, a atração vai reforçar a mensagem que é a essência do fenômeno infantil: o incentivo às brincadeiras ao ar livre, estar em contato com outras crianças e viver momentos de alegria, carinho e diversão.

Flora, que já conquistou o coração da criançada nos outros shows e tem participação constante nos clipes do MUNDO BITA, segue como a cantora nesta nova temporada. Ela é uma das protagonistas ao lado de Dan, Lila, Tito e, claro, o Bita. Diversos outros personagens terão participação no show, a exemplo da Baratinha em “Insetos”, a Vaquinha em “Fazendinha” e o Palhaço em “Palhaçada”.

“DENTRO DO MUNDO LÁ FORA” conta com 19 canções contemplando todos os álbuns do MUNDO BITA. A seleção contou com a interação do público por meio das redes sociais, que escolheu as principais canções que não poderiam faltar no espetáculo.

O SHOW DO BITA é diversão garantida para toda a família!

----

Repertório de “Dentro do Mundo Lá Fora”

• Palco de brinquedos
• Eu quero ver você me pegar
• Coragem
• Fundo do mar
• Troca roupa
• Insetos
• A amizade
• A boneca e o boneco
• A diferença é o que nos une
• Magia das cores
• Onde se fabrica o pensamento
• Trem das estações
• Palhaçada
• Viajar pelo safari
• Meu pequeno coração
• Voa voa passarinho
• Nem tudo que sobra é lixo
• Fazendinha
• Dinossauros

Gratuito, Halloween do Estação acontece neste sábado (26)

Gratuito, Halloween do Estação acontece neste sábado (26)

Festa infantil contará com personagens, Zombie Dance, cortejo e espetáculo

Já virou tradição a comemoração de Dia das Bruxas no Shopping Estação, que há alguns anos prepara festas de Halloween divertidas para as crianças aproveitarem com seus familiares. Gratuita e aberta ao público, a edição de 2019 acontece neste sábado (26) e promete encantar os presentes. As atividades serão realizadas no Espaço Faz de Conta (Piso 1). Um cortejo na temática Zombie Walk percorrerá todos os corredores do shopping na parte final do evento.

A partir das 14h30 o público será recepcionado pela principal personagem das comemorações: a Bruxa. Em seguida, das 15h às 16h será exibido o espetáculo Pluft – O Fantasminha do Bem. E o Zombie Dance está marcado para o período das 16h às 16h30.

E às 16h30 será a vez da chegada do Drácula. Durante toda a programação também será possível aproveitar o Camarim de Tatuagens Horripilantes.

Doces ou Travessuras

E tem mais: das 16h30 às 17h30 a criançada poderá participar de um cortejo pelos corredores do Shopping, com muitos ‘doces ou travessuras’, em parceria com as lojas participantes. Para ganhar as guloseimas, os pequenos devem entrar nas lojas que estão envolvidas com a ação e fazer a pergunta tema da brincadeira.

Vale lembrar que todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

Shopping Estação

Av. Sete de Setembro, 2.775, Rebouças

Curitiba (PR)

(41) 3094-5300

www.shoppingestacao.com.br

@shopping_estacao |www.facebook.com/ShoppingEstacao

Lançamento da nova obra infantil de Adélia Woellner movimentou Biblioteca Pública

Lançamento da nova obra infantil de Adélia Woellner movimentou Biblioteca Pública

O livro “A Montanha dos Encantos” faz parte do projeto RECONTAR e traz encartes com histórias escritas por duas crianças paranaenses, de Jaboti e Quitandinha, que venceram concurso literário

Caravanas dos municípios de Quitandinha, Mallet e Jaboti vieram prestigiar a escritora Adélia Maria Woellner e outras duas autoras paranaenses que ingressaram recentemente na literatura. Amanda Vitória Melo de Castro, de 10 anos, da cidade de Jaboti, escreveu “A Árvore Encantada”, e Gabriele Machado da Cruz, de 8 anos, da cidade de Quitandinha, é autora de “Montanha dos Encantos”. As duas sagraram-se campeãs do Concurso Literário “Recontar a História Cria Novas Aventuras” e a premiação foi à publicação das narrativas em forma de encarte na obra “A Montanha dos Encantos”, de Adélia Woellner. Na última segunda-feira, as três receberam amigos, familiares, integrantes da Academia Paranaense de Letras e imprensa na Biblioteca Pública do Paraná para sessão de autógrafos.

O evento fechou com chave-de-ouro o projeto RECONTAR, idealizado pela produtora cultural Dnize Castro e proposto por Adélia Maria Woellner. O projeto foi viabilizado por meio de fomento da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, através do PROFICE (Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura), com o patrocínio da COPEL (Companhia Paranaense de Energia).

Na primeira etapa, Adélia percorreu quatro cidades (Quitandinha, Mallet, Piên e Jaboti), no mês de junho, e ministrou a oficina literária “Meu jeito de escrever”. Crianças de 8 a 14 anos da rede pública de ensino tiveram a oportunidade de aprender com a renomada escritora o processo de criação literária. “Mostrei para eles que a realidade é uma matéria-prima rica, uma fonte de inspiração para a ficção. Nossa intenção foi fazer com que as crianças trouxessem à tona, por meio da literatura, seus pensamentos e sentimentos acerca do mundo”, explica Adélia.

Com o lápis nas mãos, chegou a hora de colocar em prática todos os ensinamentos de Adélia. Mais de 500 crianças produziram textos e o objetivo do projeto, de estimular o público a buscar o prazer da leitura e a criar o gosto pela expressão escrita, foi cumprido com louvor. A participação em massa dos aspirantes a escritores deu bastante trabalho para todos os envolvidos no projeto. Coube aos professores selecionar apenas dez textos de cada cidade para a próxima fase do Concurso. Passaram para o crivo da comissão julgadora 40 textos. O comitê de avaliação foi composto por Adélia, Etel Frota e Nílson Monteiro, que são membros da Academia Paranaense de Letras. Lilia Souza, presidente da Academia Paranaense da Poesia, também contribuiu com a seleção.

A escolha de um vencedor foi tão difícil que os jurados tiveram que fazer uma modificação no regulamento do concurso e premiar duas escritoras com o primeiro lugar. “Confesso que fui surpreendida com tanta criatividade flutuando no mundo dessas crianças quando realizei a oficina, estimulando exatamente o uso ilimitado da imaginação. Foi bem difícil chegar num vencedor. Muitas histórias nos encantaram e tivemos que discutir muito para chegar num consenso”, diz Adélia.

Gabriele Machado da Cruz, uma das vencedoras, ficou surpresa com a conquista. “Estou muito feliz e não esperava vencer. O mais legal de tudo é saber que os outros vão ler uma história que saiu da minha cabeça”, comemora.

Durante o lançamento, Lilia Souza enalteceu o Projeto Recontar. “A Adélia e a Dnize estão de parabéns por realizarem esse trabalho, na área da educação, que incentiva a leitura. A longo prazo, no futuro, essa ação será muito importante para elas”, encerra a presidente da Academia Paranaense da Poesia.

Ao todo, 3.000 exemplares do livro e do encarte serão distribuídos gratuitamente, de forma estratégica e direcionada.

A obra

Em “A Montanha dos Encantos” a personagem Cenira se aventura na exploração do mundo. A trajetória é repleta de surpresas e conduz a protagonista por espaços até então sequer imaginados.

“Ela percorre caminhos originais, admiráveis, diversos daqueles normalmente trilhados. Parece sonho, mas não é, porque a sua vivência é intensa, impregnada pela emoção de poder observar, com nitidez, formas, cores, atitudes, danças, espaços, músicas e a arte do universo que está conhecendo. Cenira fica impregnada da beleza que a natureza lhe oferece, aceita os desafios, vive e desfruta o encantamento que esses momentos incomuns lhe oferecem. Ela faz de toda essa experiência um grande e valioso aprendizado. É a versatilidade dos acontecimentos que a levam para uma viagem prazerosa. Cenira aceita com gratidão o que a vida lhe oferece a cada instante”, conta Adélia Maria Woeller.

Para a realização do Projeto RECONTAR, a escritora Adélia Maria Woellner conta com o suporte dos seguintes profissionais: Heliana Grudzien (ilustradora), Neumar Carta Winter (revisão) e Dnize Castro (coordenação e produção).

FICHA TÉCNICA:

LIVRO: “A Montanha dos Encantos”
AUTORA: Adélia Maria Woellner
ILUSTRAÇÕES: Heliana Grudzien
REVISÃO: Neumar Carta Winter
COORDENAÇÃO, PRODUÇÃO E ELABORAÇÃO: Dnize Castro
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Jaqueline Gluck, Giovana Chiquim e Lara Pessoa

Sobre a autora:

A poetisa e prosadora Adélia Maria Woellner é nascida em Curitiba, no Paraná. Formada em Direito pela UFPR, pertence às seguintes instituições: Academia Paranaense de Letras (Cadeira nº 15), Academia Feminina de Letras do Paraná (Cadeira nº 18), Centro de Letras do Paraná, Academia de Letras José de Alencar (Cadeira nº 8), Centro Paranaense Feminino de Cultura, Academia Paranaense da Poesia (Cadeira nº 26), Academia de Letras e Artes de Pato Branco-PR (Cadeira nº 27), União Brasileira de Trovadores – Seção de Curitiba e Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil.

Obras: Balada do Amor que se Foi, Nhanduti, Poesia Trilógica, Encontro Maior, Avesso Meu..., Poemas Soltos, Infinito em Mim (traduzido para vários idiomas), Poemas para Orar e Meditar, A Literatura e a História do Paraná, Graciette Salmon – A Ciranda da Estrela Sozinha , Sempre Poesia, CD com 52 Poemas 1999 , Poemas para Amar, Para onde vão as Andorinhas..., Férias no Sítio. Poesias, Luzes no Espelho.

Domingo é dia de caminhada e corrida infantil no Parque Barigui

Domingo é dia de caminhada e corrida infantil no Parque Barigui

Eventos estimulam mudanças de hábitos para diminuir a obesidade, além de promover integração

No mês de setembro a Clinipam completou 36 anos de atuação. E para comemorar a data com seus beneficiários e toda a comunidade de Curitiba, a operada realiza caminhada para os adultos no próximo domingo, dia 20 de outubro, às 7h30, no Parque Barigui. Na sequência, às 8 horas, haverá a 3ª Etapa da Corrida Clinipam - Circuito Infantil de Corridas de Curitiba, uma realização da Prefeitura com patrocínio da Clinipam. A estimativa é de 500 pessoas na caminhada e 2.500 crianças e adolescentes na corrida.

Cadri Massuda, diretor executivo da Clinipam, afirma que a melhor forma de comemorar o aniversário da empresa é promovendo ações para melhorar a saúde. “Ao longo desses 36 anos atuamos na vanguarda no segmento de medicina privada e conquistamos a confiança de quase 330 mil vidas no Paraná e em Santa Catarina. Desde a nossa fundação, nosso foco não é tratar doenças, mas, acima de tudo, desenvolver programas capazes de melhorar a condição de saúde dos nossos beneficiários. Por isso criamos, há mais de 10 anos, o Centro de Qualidade de Vida (CQV) da Clinipam, uma unidade especializada para atendimento de pacientes com doenças crônicas. Nossa equipe multidisciplinar não mede esforço para melhorar a qualidade de vida e a sensação de bem-estar dos nossos clientes. E quando nos envolvemos em eventos como a corrida e a caminhada, nosso objetivo é estender nossas ações voltadas para a promoção da saúde, como fazemos no CQV, para toda a comunidade”, explica Massuda.

A corrida Clinipam já se tornou uma tradição entre os pequenos que apreciam essa modalidade. A intenção de promover a competição é estimular a mudança de hábitos: a obesidade infantil atinge pelo menos cinco milhões de crianças com menos de cinco anos em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). “Não vale deixar os filhos apenas no sofá, em frente à televisão e fixados nos jogos eletrônicos. Esse estilo de vida prejudica a saúde das crianças, que devem fazer qualquer atividade física, sem maiores cobranças, para evitar problemas como a obesidade. Temos que cuidar e respeitar as fases de desenvolvimento e não cobrar desempenho esportivo de idades iniciais. O importante é se movimentar”, diz o preparador físico da Clinipam, Diego Mariano de Souza.

O profissional faz parte do Mova-se, um Programa específico para controlar e combater à obesidade infantil por meio da adoção de novos hábitos por parte de toda a família. Os números expressivos e alarmantes colocam a obesidade infantil na categoria de epidemia. Por isso, botar a criançada para correr é uma forma de contribuir com sua saúde. “Desde que se respeite o limite individual, a corrida não apresenta contraindicação para nenhuma idade”, diz o Diego Mariano de Souza.

Ele reforça que a corrida infantil da Clinipam alcança pequenos de todas as idades: dos seis aos oito anos o evento é festivo e segue para o lado lúdico; para crianças a partir dos nove já é uma prática que exige disciplina e orientação mais intensiva. “Existem muitos exercícios que melhoram o desempenho na corrida. Quando pensamos em crianças o essencial é dar oportunidade para diversas vivências: correr, saltar, rolar, escalar e equilibrar, por exemplo”, detalha o profissional.

Os três primeiros colocados sobem no pódium e todos os participantes vão ganhar medalhas.