Natal Condor em Curitiba tem carrossel gratuito, espetáculo e decoração instagramável

O parque mais antigo de Curitiba, o Passeio Público, ganhará do Condor uma programação especial de Natal a partir deste sábado (26/11), com estreia às 19h30. O destaque do Natal Condor no Passeio é o Carrossel Veneziano, que terá entrada gratuita e funcionamento até 8/1/23 (exceto 25/12 e 1/1/23), de segunda a sexta, das 14h às 21h, e nos fins de semana das 10h às 21h.

O local arborizado, que já se destaca no centro da cidade, estará iluminado por uma decoração instagramável com enfeites gigantes, trenó com renas natalinas e a Casa do Papai Noel, com a presença do bom velhinho para interação com as crianças até 23/12, de terça a sexta, das 14h às 17h, e nos fins de semana, das 14h às 19h.

Para os visitantes aproveitarem ainda mais toda a magia do Natal, o Condor realiza até 18/12 o espetáculo “Auto de Natal” na Ilha dos Poetas, com apresentações gratuitas de quinta-feira a domingo às 19h30 (sem agendamento).

“Nos sentimos muito honrados em sermos parceiros da Prefeitura de Curitiba e por patrocinarmos o Natal da cidade desde a primeira edição. A capital paranaense vem se tornando referência em Natal no país e isso é motivo de orgulho para a nossa empresa. Além disso, comemorar esta data com os curitibanos e proporcionar momentos de lazer e entretenimento no parque mais antigo da cidade vem ao encontro do nosso carinho e respeito por Curitiba”, afirma o presidente do Condor, Pedro Joanir Zonta.

Nova companhia de ópera de Curitiba faz sua estreia com o espetáculo “La Sonnambula”

Estrelada pela soprano ítalo-brasileira Ornella de Lucca, Companhia Santa Cecília se apresenta no próximo dia 27 de novembro, no Guairinha

Curitiba acaba de ganhar uma nova companhia de ópera. Trata-se da Companhia Santa Cecília, que faz sua estreia com o espetáculo “La Sonnambula”, que será apresentado no próximo dia 27 de novembro (domingo), às 20 horas, no Guairinha (auditório Salvador de Ferrante).

Com direção musical de Thiago Plaça Teixeira, o concerto lírico será estrelado pela soprano ítalo-brasileira Ornella de Lucca, que acaba de voltar para a capital paranaense após uma temporada de trabalhos e estudos na Itália. Formada pela conceituada Universität Mozarteum de Salzburg, da Áustria, ela já participou de vários concertos, óperas e operetas tanto no Brasil quanto no exterior, cantando papéis principais.

Em “La Sonnambula”, Ornella será acompanhada pelo tenor Vitorio Scarpi, pelo barítono Cláudio de Biaggi, pela também soprano Melissa Bergonso e pela mezzo-soprano Diana Danieli. Com formações variadas e diversos trabalhos já realizados, todos eles integram a Companhia Santa Cecília, sendo naturais do Paraná e residentes de Curitiba.

O coro será formado pelos cantores líricos convidados Lívia Ribeiro, Maria Julia Mello e Paloma López (sopranos); Maico Sant’Anna, Mario Malinconi e Odair Sebaniski (tenores); e Divonei Scorzato, Johann Kamien e Roberto Guimarães (baixos). A narração será feita pelo ator Renet Lyon.

A orquestra que tocará na montagem de estreia é composta por músicos de Curitiba que também participam de outros grupos da cidade, como Orquestra Sinfônica do Paraná, Camerata Antiqua de Curitiba e Orquestra Filarmônica da UFPR. Eles contarão com a regência do maestro Felipe Biesek.

La Sonnambula

A ópera La Sonnambula, do compositor italiano Vicenzo Bellini, é dividida em dois atos, tendo sido apresentada pela primeira vez no Teatro Carcano, em Milão, em 1831. A ação acontece em uma vila suíça no início do século XIX. Amina (que será interpretada por Ornella de Lucca) - filha adotiva de Teresa (Diana Danieli), dona do moinho da vila - comemora seu noivado com Elvino (Vitorio Scarpi), um jovem e rico fazendeiro.

Durante os festejos, chega um misterioso estrangeiro, que é, na verdade, o Conde Rodolfo (Cláudio de Biaggi), que retorna à vila de sua infância depois de muitos anos. O Conde hospeda-se naquela noite na hospedaria da vila, cuja proprietária é Lisa (Melissa Bergonso), apaixonada por Elvino.

Ninguém sabe, mas Amina é sonâmbula e justamente naquela noite perambula pela vila chegando até o quarto do Conde. Vendo a moça em estado de sonambulismo, o Conde discretamente se retira, mas a presença dela no quarto é descoberta por Lisa e revelada, dando origem a um grande conflito.

FICHA TÉCNICA:

Direção musical e correpetição: Thiago Plaça Teixeira.

Solistas: Ornella de Lucca, Vitorio Scarpi, Cláudio de Biaggi, Melissa Bergonso e Diana Danieli.

Coro: Lívia Ribeiro, Maria Julia Mello, Paloma López, Maico Sant’Anna, Mario Malinconi, Odair Sebaniski, Divonei Scorzato, Johann Kamien e Roberto Guimarães.

Ator/narrador: Renet Lyon.

Regência: Felipe Biesek.

Violino I: Ângelo Martins da Silva (spalla), Pablo Malagutti, Paulo André Hübner,

Pedro Ferreira, Vinícius Henrique Batista e Vitor Andrade.

Violino II: Dan Tolomony (chefe de naipe), Cesar Augusto Vieira, Everton Escorissa Santos e Vinicius Marini Woicolesko.

Viola: Jader da Cruz (chefe de naipe) e Fabiane Nishimori Ferronato.

Violoncelo: Samuel Pessatti (chefe de naipe) e Bruno Vinicius Rosa.

Contrabaixo: Vitor Vieira da Costa.

Flauta: Denusa Castellain.

Oboé: Maicon Alves Nogueira.

Clarinete: Elvis Willian Ferreira Tosta e Karine Leticia Fragoso.

Fagote: Juliano Pontes.

Trompa: João Gustavo Schmidt Braz e Weber Alesandro Gomes.

Trompete: Otavio Rasera.

Tímpano: Ivan Souza Lemes.

Iluminação: Lucas Amado.

Projeções: Lumen Audiovisual.

SERVIÇO:

Ópera “La Sonnambula”

Quando: 27 de novembro (domingo)

Onde: Teatro Guaíra (Auditório Salvador de Ferrante - Guairinha). Rua XV de Novembro, 971, Centro, Curitiba.

Horário: 20 horas

Duração do espetáculo: uma hora e trinta minutos

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

Classificação etária: 7 anos

Venda de ingressos: site Ticket Fácil (https://www.ticketfacil.com.br/eventos/cctg-concerto-lirico-la-sonnambula-de-bellini.aspx)

DIVERSÃO EM CENA CHEGA A SUA 12ª EDIÇÃO EM CURITIBA

“Voltada para toda família com foco na criação de novas plateias, a programação traz o premiado espetáculo ´Clarice Matou os Peixes´ para curta temporada de apresentações neste sábado (05.11) e domingo (06.11), no Auditório Antônio Carlos Kraide/Portão Cultural. A releitura fala sobre a relação com os bichos de estimação para abordar, poeticamente, temas sensíveis como a morte e o sentimento da perda. A entrada é gratuita”.

Após passar por São Francisco do Sul e Joinville, chega neste final de semana a Curitiba a 12ª edição do programa Diversão em Cena, voltado para toda família com foco na criação de novas plateias. São oficinas e apresentações gratuitas do premiado espetáculo “Clarice Matou os Peixes”, com direção de Letícia Guimarães da Cia do Abração. Com apoio da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba, a curta temporada na capital paranaense acontece no sábado (05 de novembro) e no domingo (06 de novembro) às 16horas no Auditório Antônio Carlos Kraide/Portão Cultural (Av. Rep. Argentina, 3430).

No palco, Clarão, Clarito e Esclarecida, três divertidos ‘clowns’, questionam qual deles seria o culpado pela morte dos peixinhos e refletem sobre a ligação de cada personagem com os seus animais de estimação. Buscando equilibrar dramaticidade e sensibilidade, dentro do contexto do universo infantil, o espetáculo proporciona ao público uma experiência poética, tratando de maneira lúdica e delicada temas profundos como a morte e o sentimento de perda.

Sempre fundamentada nos princípios socioconstrutivistas, a Cia do Abração propõe um espetáculo sob as técnicas da contação de histórias, abstração e manipulação de objetos e teatro de sombras. Por meio da pedagogia do amor, que encontra suas bases no processo Montessoriano, a poesia está acompanhada da abstração e manipulação de objetos do cotidiano, método que o grupo encontrou para traduzir o amor e conduzir o espectador ao universo lúdico da criança.

A busca pela simplicidade e poesia, é materializada no cenário, que traz três biombos que formam peixes, em “patchwok”. Ainda compõem a cena, tubos azuis de tecido, que são manipulados durante a narrativa. Para completar o conceito dramático, uma estante sustenta pequenos potes de vidros com água e uma simbólica máquina de escrever. A cor predominante é o azul, em seus variados tons, aludindo ao elemento água, símbolo eleito para metaforizar a vida.

O espetáculo coleciona diversos prêmios, como Prêmio Governador do Estado do Paraná – Troféu Gralha Azul, na categoria de melhor espetáculo infantil em seu ano de estreia (2011). Ainda neste mesmo ano, consagrado pelo público e pela imprensa, foi eleito pela Gazeta do Povo - um dos cinco melhores espetáculos teatrais. Desde então já circulou por 5 estados, realizando apresentações em 13 cidades.

O projeto “Clarice Matou os Peixes – Um crescer Brincante”, promovido pelo Programa Diversão em Cena, além das apresentações abertas ao público, também realizou uma apresentação gratuita para alunos da Rede Pública de Ensino de Joinville e uma oficina teatral “A ARTE DE BRINCAR”, direcionada a professores.

Promovido pela Fundação ArcelorMittal, o espetáculo “Clarice Matou os Peixes” integra o programa Diversão em Cena, que tem o compromisso de democratizar o acesso à cultura, levando apresentações teatrais gratuitas ou a preços populares a teatros, escolas e praças públicas, em mais de 60 municípios. A iniciativa é viabilizada com o patrocínio da Fundação ArcelorMittal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Sobre a Fundação ArcelorMittal - Criada em 1988, a Fundação ArcelorMittal atua com o propósito de transformar a vida das pessoas de forma coletiva e participativa, compartilhando conhecimento e inovação, contribuindo para a inclusão e a formação de cidadãos. A Fundação atua em três eixos prioritários: Educação, Cultura e Esporte. Na área de Cultura, a Fundação atua principalmente no campo da formação e de democratização do acesso às artes. Em 33 anos de atuação, mais de 10 milhões de pessoas foram atendidas pelas iniciativas promovidas pela Fundação ArcelorMittal. Saiba mais em: www.famb.org.br

Sobre a Cia. do Abração
Em atividade desde 2001, vem produzindo espetáculos que têm como proposta principal a pesquisa e produção teatral para todas as idades, realizados com dramaturgia própria e difundidos como espetáculos de repertório. Sua proposta estética está alicerçada na fusão de linguagens artísticas diversas, que partem de investigações advindas de processos colaborativos. Por meio de seu Grupo de Pesquisas Cênicas e Dramatúrgicas mantém um repertório com 21 espetáculos que unem a arte-educação e o teatro. Entre os temas abordados estão, preferencialmente, obras literárias ou assuntos relevantes em arte e cultura. Promove desde 2009, “O Pequeno Grande Encontro de Teatro para Crianças – Festival de teatro destinado a crianças e jovens. ”

Ficha Técnica do espetáculo
Direção: Letícia Guimarães
Dramaturgia: Criação Coletiva Sob A Supervisão De Letícia Guimarães
Iluminação: Anry Aider
Cenografia: Blas Torres e Guga Cidral
Figurinos: Maureen Miranda
Adereços: Blas Torres E Guga Cidral
Sonoplastia, composição e direção musical: Karla Izidro
Elenco: Blas Torres, Ana Sercunvius e Heloisa Giovenardi

SERVIÇO | DIVERSÃO EM CENA
12ª edição Diversão em Cena - “Clarice Matou os Peixes”
Apoio Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba
Local: Auditório Antônio Carlos Kraide/Portão Cultural (Av. Rep. Argentina, 3430 - Água Verde)
Data: 05 e 06 de novembro de 2022 (sábado e domingo)
Horário: Abertura do teatro: 15h / Início do espetáculo: 16h
Classificação etária: Livre
Valores Ingressos: Gratuito
Retirada de ingressos: A partir de 1h antes do espetáculo com limite de até 15minutos antes do seu início, na bilheteria do teatro ou através do aplicativo do Diversão em Cena. Limite de 2 ingressos por pessoa.

UP ExperienceOrquestra filantrópica recebe pianista internacional no Teatro Positivo

Público pode apreciar, gratuitamente, obras de Beethoven, Mussorgsky e Dvořák

O grande concerto de encerramento do “V Festival Orquestra Jovem Alegro” acontece no dia 14 de novembro, às 20h, no Teatro Positivo. A apresentação conta com participação especial do solista internacional Cristian Budu, no piano, e também da Orquestra Infantil Alegro (OIA). A entrada é gratuita e limitada, por ordem de chegada. No repertório, obras de Beethoven, Mussorgsky e Dvořák.

Realizado pela Associação Musical Alegro, fundada pelo músico britânico Edward Matkin, o concerto é a celebração de uma semana inteira de atividades musicais com jovens instrumentistas de todo o país. A associação tem como objetivo incentivar e transformar, por meio da música, a realidade de crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social. Além de Curitiba, a Alegro está presente em Almirante Tamandaré, Antonina, Paranaguá e Piraquara, apoiando projetos sociais nos quais crianças e adolescentes têm a oportunidade de estudar um instrumento e encontrar, na música, um caminho para o futuro e suporte para enfrentar os desafios do cotidiano.

Uma parceria de apoio cultural leva as apresentações da Associação Musical Alegro para a UP Experience, responsável pela gestão do Teatro Positivo e do Teatro UP Experience (TUX). O TUX é a casa oficial dos músicos que, desde o início do ano, passaram a realizar todos os ensaios nos espaços da universidade. Ainda neste ano, os músicos serão anfitriões do Grande Concerto de Natal, em dezembro, com participação da Orquestra Jovem Alegro. Para o diretor da UP Experience, Eduardo Faria Silva, "essa parceria é uma iniciativa que busca apoiar um projeto inovador e de alta qualidade, que permite a crianças e adolescentes desenvolverem um aprendizado musical e, ao mesmo tempo, apresentarem à sociedade belíssimos concertos no maior teatro do Paraná”.

O maestro Roberto Ramos é o encarregado de transmitir a mensagem do compositor e estruturar a interpretação da música segundo sua visão artística. “Sem a plateia, o músico se sente como se chegasse em casa e a encontrasse abandonada e vazia. Por isso, queremos que toda a população participe desse grande espetáculo”, reforça o convite. Confira a playlist do concerto no Spotify.

Serviço

V Festival Orquestra Jovem Alegro

Local: Teatro Positivo - Universidade Positivo (Campus Ecoville) - Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300 - Ecoville

Quando: segunda-feira, 14 de novembro de 2022, às 20h

Ingressos: entrada gratuita e limitada, por ordem de chegada

Mais informações: (41) 99870-6229

Programação V Festival Orquestra Jovem Alegro

Quinta-feira, 10 de novembro, 20h Música de Câmara

Concerto de alunos e professores do V Festival Orquestra Jovem Alegro

Capela Santa Maria (Rua Conselheiro Laurindo, 273 - Centro)

Sexta-feira, 11 de novembro, 20h Música de Câmara

Concerto de alunos e professores do V Festival Orquestra Jovem Alegro

Auditório Regina Casillo (Rua Lourenço Pinto, 500 - Centro)

Sábado, 12 de novembro, 20h Música de Câmara

Concerto de alunos e professores do V Festival Orquestra Jovem Alegro

Auditório Regina Casillo (Rua Lourenço Pinto, 500 - Centro)

Domingo, 13 de novembro, 17h Música de Câmara

Concerto de alunos e professores do V Festival Orquestra Jovem Alegro

Auditório Regina Casillo (Rua Lourenço Pinto, 500 - Centro)

PROGRAMA V Festival Orquestra Jovem Alegro

Igor Stravinsky: Apollon Musagète

Benjamin Britten: Fanfarra para St Edmundsbury

Ludwig van Beethoven: Concerto para piano n.º 5 em Mi bemol maior, op. 73 - “Imperador” Modest Mussorgsky: Great Gate of Kiev & Hopak (Grande Portão de Kiev e Hopak)

Georg Friedrich Händel: Hallelujah

Antonín Leopold Dvořák: Sinfonia n.º 9 em Mi menor (Sinfonia do Novo Mundo) Op. 95 Manuel Artés: Chamambo - BIS

Sobre a Associação Musical Alegro

Desde março de 2016, a Associação Musical Alegro vem desenvolvendo um intenso programa de educação musical de reconhecida relevância e excelência no sul do Brasil. O trabalho da Alegro se desenvolve sobre três pilares: Núcleos de Ensino de Música, Orquestra Infantil Alegro e Orquestra Jovem Alegro. A Alegro apoia seis Núcleos de Ensino que proporcionam acesso à educação musical para crianças e jovens, muitos em situação de vulnerabilidade social. Em 2022, a Alegro está apoiando mais de 800 crianças e jovens em Piraquara, Almirante Tamandaré, Antonina, Paranaguá, no bairro CIC, em Curitiba, e na cidade da Lapa.

Mauricio Manieri apresenta megashow com participação especial de Jon Secada em Curitiba

Apresentação da tour “Classics - O Amor está no Ar” com o renomado cantor internacional acontece no dia 15 de dezembro, no Teatro Positivo

Repertório traz hits da carreira dos cantores e as melhores músicas do universo pop romântico mundial das décadas de 70, 80 e 90

Ingressos já à venda em diskingressos.com.br

Crédito da foto: Giu Pera
Para mais fotos, acesse: https://bit.ly/Manieri
Mauricio Manieri é um verdadeiro showman! A sua voz marcante, grave e rouca, continua a emocionar e encantar o público, além de embalar milhares de romances com músicas que trazem mensagens especiais de amor e afeto.

O artista vem colecionando uma sequência de shows com ingressos esgotados por todo o país, e agora conta com a grande novidade para a tour “Classics - O Amor Está no Ar”. No mês de dezembro, Mauricio Manieri terá como special guest o cantor internacional Jon Secada em seis capitais brasileiras.

Em Curitiba, a apresentação será no dia 15 de dezembro, no Teatro Positivo e os ingressos já estão à venda em diskingressos.com.br

“Meus amores, estou muito feliz em anunciar a participação mais do que especial do meu grande e querido amigo Jon Secada em alguns shows da tour Classics. Será algo bastante especial na minha carreira e será um prazer dividir o palco com ele novamente. Vamos brindar o público com um espetáculo super produzido, com muito romantismo e emoções. Tenho certeza que viveremos noites inesquecíveis!”, declarou Maurício Manieri.

Durante esses shows especiais, os fãs poderão ter uma experiência inédita e mais intimista com Maurício Manieri e Jon Secada. O público que adquirir ingressos para o setor diamante terá direito de acessar o camarim e ainda posar para foto oficial com os artistas.

Vale a pena lembrar que, Jon Secada é uma das principais atrações do DVD “Classics”. Ele participou do registro cantando as músicas “Angel” e “Just Another Day”. A turnê tem a assinatura da Opus Entretenimento.

Todas as informações sobre datas, locais e venda de ingressos já estão disponíveis no site mauriciomanierioficial.com.br e em todas as redes sociais de Mauricio Manieri (Instagram, Twitter e Facebook):

10/12 - Espaço Unimed - São Paulo/SP - feat. Jon Secada (últimos ingressos)
11/12 - Espaço Unimed - São Paulo/SP - feat. Jon Secada (sessão extra)
13/12 - Palácio das Artes - Belo Horizonte/MG - feat. Jon Secada
14/12 - Araújo Viana - Porto Alegre/RS - feat. Jon Secada
15/12 - Teatro Positivo - Curitiba/PR - feat. Jon Secada
16/12 - Navio Daniel - feat. Jon Secada
17/12 - Vivo Rio - Rio de Janeiro/RJ - feat. Jon Secada

Em um ambiente de muito carinho, diversão e com um repertório eclético e dançante, Manieri e Jon prometem colocar todo mundo para se divertir em aproximadamente 2h de exibição.

O setlist é composto pelos seus maiores sucessos e compilando outros hits, como “Minha Menina”, “Bem Querer”, “Se Quer Saber”, além de clássicos do universo pop romântico nacional e internacional como “Easy”, “Just Another Day”, “Little Respect”, “Love Is In The Air” e “Angel”, entre outros.

Os fãs que estão animados para esta nova performance, também podem acessar o canal oficial de Manieri no YouTube e conferir as novidades musicais, lançamentos e transmissões ao vivo.

Ao longo do período de afastamento social, o músico fez questão de manter contato com seu público e entregar conteúdos inéditos e de grande qualidade, como as faixas de seu novo DVD "Classics", que contou com a participação de grandes artistas nacionais e internacionais como Ivete Sangalo, Chitãozinho & Xororó, Alexandre Pires, Daniel e os internacionais Jon Secada e Gilbert.

Já estão disponíveis as músicas “Home”, “Mandy”, “É Tarde Demais”, “All Out Of Love”, “Adoro Amar Você” (com a participação do cantor Daniel), “Me Devendo Um Beijo” (com a participação da cantora Ivete Sangalo), “Just Another Day” (com a participação do cantor Jon Secada), “Angels”, “Caça e Caçador”, “Take A Look At Me Now” e “Classics”.

Sobre Jon Secada
Jon Secada é um dos maiores artistas contemporâneos da década de 90, vendendo mais de seis milhões de cópias em todo o Mundo e ícone da música romântica latino-americana. O compositor cubano-americano foi backing vocal de Gloria Estefan, compôs músicas para os astros como Jennifer Lopez e Ricky Martin e se lançou em carreira solo com o debut álbum “Jon Secada” em 1992.

Os grandes sucessos foram “Just Another Day”, “Angel” e “Do You Believe in Us”. Sua versão espanhola para o disco “Otro Dia Mas Sin Verte”, se tornou o primeiro na parada da Billboard para o mercado latino e também ganhou um Grammy como melhor álbum Pop Latino.

Em 2005, gravou o álbum “Same Dream”, que conseguiu expressivas posições em paradas americanas com as faixas “Window to My Heart”, “Tender Love” e “Free”. Em 2010, lançou pela gravadora Som Livre, o álbum “Stage Rio”, primeiro trabalho em DVD e ao vivo, gravado no Rio de Janeiro.

Atualmente, Jon Secada se prepara para o lançamento de mais um álbum, que mesclará músicas inéditas com novas leituras, além de um livro autobiográfico intitulado “A New Day” para outubro, mês de seu aniversário.

Sobre a Opus Entretenimento
Celebrando 46 anos de atividade, a Opus Entretenimento é a maior plataforma de shows e entretenimento ao vivo do Brasil e acredita no poder transformador da tríade cultura, conteúdo e experiência, trazendo ao Brasil grandes artistas nacionais e internacionais.
Administradora de 10 casas de espetáculos pelo país nas regiões Nordeste, Sul e
Sudeste, responsável por receber mais de dois milhões de espectadores por ano,
também faz a gestão artística de importantes nomes da música e do entretenimento brasileiro como Ana Carolina, Seu Jorge, Alexandre Pires, KLB, Luccas Neto, EME, Daniel, Maurício Manieri, Roupa Nova, Munhoz & Mariano, Só Pra Contrariar, Hello Adele Tribute, Sinatra 1915 Tribute, além dos ilusionistas Henry e Klauss. Para mais informações, acesse o site da Opus.

SERVIÇO CURITIBA
“Classics - O Amor está no Ar: Maurício Manieri convida Jon Secada”
Local: Teatro Positivo
Endereço: R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - Campo Comprido, Curitiba - PR, 81280-330
Horário: Abertura: 20h // Evento: 21h

VALORES
PLATEIA DIAMANTE: a partir de R$700,00 + taxas
PLATEIA A: a partir de R$195,00 + taxas
PLATEIA B: a partir de R$165,00 + taxas
PLATEIA C: a partir de R$120,00 + taxas
PLATEIA D: a partir de R$95,00 + taxas
PLATEIA E: a partir de R$70,00 + taxas

VENDAS ON LINE: https://www.diskingressos.com.br/event/551

PONTOS DE VENDA:
Ventura Shopping
Endereço: Funcionamento de Seg. à Sab. de 10h às 22h. Domingo de 14h às 20h.
Cidade: Curitiba
Bairro: Portão
Estado: PR
CEP: 81070-150

Bilheteria Teatro Positivo - Curitiba
Endereço: Funcionamento de Seg. à Sex. de 11h às 15h e das 16:10 às 20h. Sábado de 17h às 21h
Cidade: Curitiba
Bairro: Domingo somente em dias de espetáculo com 2h de antecedência ao início do evento.
Estado: PR
CEP: 81280-330

Teatro Fernanda Montenegro
Endereço: De Seg. à Sex. de 10h às 14h e das 15:10 às 18h. Sáb. 12h às 16 e das 17:10 às 20h.
Cidade: Curitiba
Bairro: Batel
Estado: PR
CEP: 80420-060

DESCONTOS
50% Estudante: Lei Federal 12.933/13, Decreto Federal 8.537/15 e Medida Cautelar Provisória concedida pelo STF em 29/12/2015 - obrigatória apresentação de Carteira de Identificação Estudantil (CIE).
50% Idoso: Lei Federal 10.741/2003 - obrigatória apresentação de identidade ou documento oficial com foto que comprove a sua condição.
50% Doadores regulares de sangue*: Lei Estadual n° 13.891/12 - obrigatória apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. *São considerados doadores regulares de sangue a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.
50% Professores de ensino público e privado mediante a carteira de identificação, conforme lei Estadual 15.876/2008
50% Portadores de Câncer, com o devido comprovante, conforme lei 18445 de 05/02/2015
50% Jovens com até 15 ANOS: Lei Estadual n° 14.612/14 - obrigatória apresentação do documento de identidade oficial com foto.
50% Pessoas com deficiência: (e acompanhante quando necessário): Lei Federal 12.933/13 e Decreto Federal 8.537/15 - obrigatória apresentação do Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar no 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto

Teatro Novelas Curitibanas – Claudete Pereira Jorge recebe espetáculos, pocket shows, instalações e performances durante todo o mês de outubro

A programação integra a 2ª Mostra Claudete Pereira Jorge, que acontece de 08 a 28 de outubro, de forma totalmente gratuita

Créditos: Gilson Camargo

Durante todo o mês de outubro, o Teatro Novelas Curitibanas - Claudete Pereira Jorge recebe 20 atrações gratuitas, com programação gratuita para toda a família. Isso porque a 2ª edição da Mostra Claudete Pereira Jorge, que acontece entre os dias 08 e 28 de outubro, promove uma verdadeira ocupação do Teatro, com espetáculos adultos e infantis, pocket shows, instalações e performances. A Mostra ainda oferece oficinas, realizadas em outros espaços culturais da cidade.

Ao todo, quatro pocket shows vão ocupar o palco do Teatro — batizado em homenagem à atriz Claudete Pereira Jorge, que também dá nome à Mostra —, sempre antecedendo uma apresentação de teatro. No dia 14, a artista Klüber apresenta as canções do recém-lançado disco “Pra Duvidar”. Já no dia 20, é a vez de Daniel Montelles, músico maranhense radicado em Curitiba, subir ao palco com as canções de “Matriz”, seu novo trabalho. No dia 21, o casal de músicos Yoná Masullo e Claudemir Franco entretem a plateia com músicas autorais e instrumentos de corda. A agenda de pocket shows se encerra no dia 22 de outubro, quando Chico Paes se apresenta com voz e violão.

Além do palco, o hall do Teatro também é ocupado com exposição, manifesto, aberturas de processos e performances. Durante todo o período da Mostra, o público pode visitar a exposição “CLAU”, do artista Samuel Gallo, que utiliza de formas com tinta acrílica, carvão, caneta, texturas e diversos corantes naturais, como o café, chás e vinho para homenagear e celebrar a trajetória de Claudete Pereira Jorge. No dia 09 de outubro, Marcel Malê faz a leitura de trechos do manifesto autoral “Até Quando?”. No feriado do dia 12, a atriz Helena de Jorge Portela realiza a abertura de processo da obra “O Barco”, nova montagem da Cia. Fluctissonante que leva a audiodescrição para dentro da cena. No dia 16, acontece a intervenção/performance “Dentro do Peito uma Bomba”, da atriz Patrícia Cipriano. Outra abertura de processo acontece no dia 19, dessa vez com “Dito”, da Súbita Companhia de Teatro. No dia 23, a “rádiO atalalaiA - O Amor Está no Ar” chega com a proposta de promover uma transmissão “corpa a corpa”. Para fechar a programação de ações paralelas, a artista Stéfano Belo se apresenta com a performance “Acarajé Dada Pocket Show”.

A programação também oferece quatro oficinas gratuitas para artistas e público interessado: “Introdução ao teatro para surdas e surdos”, com Catharine Moreira e Helena de Jorge Portela, no Sesi Paula Gomes. Já a Biblioteca Pública do Paraná recebe as oficinas “Criação autoral”, com Maíra Lour, “O corpo e a voz”, com Katia Drumond e “Cabaré jogo ferida obra aberta”, com Ricardo Nolasco. O artista Chico Paes realizará, em escolas da rede pública de ensino, a oficina direcionada “Meu Primeiro Samba”, em que alunos do ensino médio da rede pública poderão compor suas primeiras letras.

Já a programação teatral, que é o foco principal da Mostra, fica por conta de “A memória é uma ilha de edição”, com Arthur Augustus e Igor Kierke, e “Karingana Ua Karingana! - Histórias de Áfricas”, do Grupo Baquetá, nos dias 08 e 09; “Alexandria 8836BR”, com o Grupo P.U.T.O, nos dias 13 e 14; “Os Reis do Ringue” e “Caça às Bruxas”, dos coletivos drags Kings Of The Night e PsicoDrags, nos dias 15 e 16; “Tropeço”, da Tato Criação Cênica, nos dias 20 e 21 de outubro; “Carmela, Caramelo e Remela”, da Arto Companhia de Teatro, e “O Arquipélago”, da Súbita Companhia de Teatro, no final de semana dos dias 22 e 23; “Trava Bruta”, com a atriz Leonarda Glück, nos dias 26 e 27 e; “Cabaret Tarot” + “Um bailinho perdido”, ambos da Selvática Ações Artísticas, no dia 28, para fechar a Mostra.

Uma apresentação de cada espetáculo contará com interpretação simultânea em Libras, sendo “A memória é uma ilha de edição” no dia 08, “Karingana Ua Karingana! - Histórias de Áfricas” no dia 09, “Alexandria 8836BR” no dia 14, “Caça às Bruxas” no dia 16, “O Arquipélago” no dia 23, “Trava Bruta” no dia 27 e “Cabaret Tarot” + “Um bailinho perdido” no dia 28.

O diretor de produção da Mostra, Igor Augustho, comenta sobre a pluralidade da programação. “A ideia é que o público possa, também, ocupar o teatro de outros modos. Em uma mesma noite é possível assistir a um pocket show e uma peça de teatro, ampliando a experiência de quem vier ao Novelas e possibilitando outros olhares para o panorama das artes de Curitiba. Às vezes, o público que viria assistir a uma peça específica, acaba tendo contato com um músico que não assistira normalmente”, diz ele.

O evento, realizado pela Cia. Fluctissonante, NBP Produções e Pomeiro Gestão Cultural, reúne uma intensa programação gratuita, com produções consagradas ou que estão em destaque na cena curitibana, de modo a democratizar o acesso à cultura da população. A primeira edição aconteceu nos meses de junho e julho de 2019 e apresentou um breve recorte da produção artística em voga na época.

PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.

Sobre Claudete Pereira Jorge
Claudete Pereira Jorge nasceu em Ponta Grossa em 1954. Com 20 anos, recém chegada de Cascavel, foi convidada para substituir uma atriz que havia faltado um ensaio. Pronto! Foi o que bastou para que, daquele dia em diante, além de substituir a faltosa em definitivo, demonstrasse o talento nato para o teatro. Desde o início da carreira integrou a NBP Produções, dirigindo e atuando em diversas montagens. Paralelamente, esteve em dezenas de espetáculos curitibanos. Com a direção de Manoel Carlos Karam em “O Cavalo Branco De Napoleão”; Antônio Carlos Kraide em “Curitiba Velha de Guerra” e “A Dama de Copas e o Rei de Cuba”; Oraci Gemba em “Zumbi”, “Via Cruscis” e “O Cerco da Lapa”; Felipe Hirsch em “Por um Novo Incêndio Romântico” e Marcelo Marchioro em “Pequenos Assassinatos”, “Lulu”, “Medeia”, “À Grega” e “Pico na Veia”, sendo que por estes dois últimos ganhou o Troféu Gralha Azul de Melhor Atriz. Claudete se tornou grande amiga do diretor Ademar Guerra e, sob a sua direção, atuou em “Noite na Taverna”, “Colônia Cecilia”, entre outras peças. Sob a direção de Octavio Camargo, atuou em “Leminski – A justa razão aqui delira” e “Catatau”. Além de Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, e a convite da primeira Bienal de Arte Contemporânea de Tessalônik na Grécia, apresentou em Atenas, Berlim, Skopje e Amsterdam o Canto I da Ilíada de Homero na língua portuguesa. Em Curitiba, esteve junto a grupos como Cia. Fluctissonante, Selvática Ações Artísticas, Minha Nossa, Tamanduá Produções, TCP, CiaIliadaHomero, entre outros. Claudete Pereira Jorge, atuou em muitos outros trabalhos, com outros tantos diretores e diretoras e com diversos atores e atrizes de Curitiba em teatro e cinema. Nos deixou, desde 2016, um legado incalculável, que merece ser respeitado, lembrado e aplaudido pelas futuras gerações das artes brasileiras.

SERVIÇO
2ª Mostra Claudete Pereira Jorge
De 08 a 28 de outubro
No Teatro Novelas Curitibanas - Claudete Pereira Jorge
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.222 - São Francisco, Curitiba
Entrada gratuita - distribuição de ingressos uma hora antes de cada apresentação.

Mais informações no Instagram da Mostra: https://www.instagram.com/mostraclaudete/

A MEMÓRIA É UMA ILHA DE EDIÇÃO
8 e 9/out I 20h00 I Arthur Augustus + Igor Kierke I 16 anos
SINOPSE: O espetáculo tem em seu DNA a marginalidade e a transcendência: surge sobre a divindade muito humana, como uma flor no lixão. Livremente inspirada nos textos do poeta Wally Salomão - muitos deles escritos no presídio - e em pilares como Augusto Boal e Glauber Rocha, a peça une o teatro e a performance. “A memória é uma ilha de edição [...] O indesejado das gentes entrou enfim na cidade. [...] A cidade é uma nebulosa de sonho. [...] Viajar, para que e para onde, se a gente se torna mais infeliz quando retorna? [...] Onirismo miserável. [...] Experimentar o experimental. [...]”

KARINGANA UA KARINGANA! - Histórias de Áfricas
8 e 9/out I 15h00 I Grupo Baquetá I Livre
SINOPSE: Contar uma história é encontrar as sementes e puxar da raiz a nossa própria história. Essas são chamadas de karinganas em Moçambique, um dos 55 países do Continente Africano, e divertem e ensinam adultos e crianças. Para que a história comece, o contador grita: “Karingana ua Karingana?” E quem ouve, responde: “Karingana!”. As karinganas, contadas em roda, são ricas em ritmos, danças, cores e ancestralidade. De onde vem nossas raízes? Composto por contos de origem africana e afro-brasileira,o espetáculo traça uma rota de identificação com nossas raízes negras, a contribuição para a construção do país e herança cultural.

MANIFESTO ATÉ QUANDO?
Dia 09/out I 19h20 I Marcel Malê I Livre
SINOPSE: Leitura de trechos do “manifesto até quando?” que propõe reflexões sobre inclusão e tokenismo, elaborado pelo ator Marcel Malê.

O BARCO - Abertura de Processo
12/out I 20h00 I Cia. Fluctissonante I 16 Anos
SINOPSE: Em seu mais recente espetáculo, a Cia. Fluctissonante propõe-se, pela primeira vez, criar um espetáculo que leva a audiodescrição para dentro da cena. Continuando a pesquisa iniciada em “Foi Assim Que O Oceano Invadiu a Minha Casa”, Helena de Jorge Portela revisita suas memórias familiares, desta vez homenageando seu pai, Nautilio Bronholo Portela, que em 2022 comemora 50 anos de trajetória no teatro. Nesta abertura do processo que teve início em 2022, através de residência artística no festival Acessa BH, Helena realizará a leitura do texto de sua autoria, em que, frente ao teatro vazio, rememora sua trajetória no teatro.

ALEXANDRIA 8836BR
13 e 14/out I 20h00 I Grupo P.U.T.O I 16 anos
SINOPSE: Quais as chances de se evitar uma tragédia anunciada? O que se espera do futuro que se constrói nesse presente caótico? De que serve um artista no meio de tudo isso? Essas (e algumas outras) questões conduziram o processo de criação que metaforiza o Brasil pandêmico e pandemônico para ALEXANDRIA 8836BR: Uma nave. Uma arca. Uma biblioteca. Um bunker. Uma cápsula do tempo. Uma tentativa de salvar a humanidade, de antemão frustrada, por não conseguir precisar o que “humanidade” significa.

PRA DUVIDAR
14/out I 19h20 I Joã Klüber I Livre
SINOPSE: Klüber apresenta em seu show canções do disco Pra Duvidar, recém-lançado em 23 de setembro. Trans não-binária, a artista se apresenta ao piano numa concepção intimista, ácida, pragmática e terna.

O REI DO RINGUE + CAÇA ÀS BRUXAS
15 e 16/out I 20h00 I Kings Of The Night + PsicoDrags I 18 anos
SINOPSE: Essa minimostra reúne os trabalhos 'Caça às bruxas', das Psicodrags, e 'O rei do ringue', dos Kings of the night, coletivos com base em Curitiba que partem do transformismo e do burlesco, com humor, crítica, acidez e com uma relação direta e dinâmica com o público, típica do formato cabaré. "Caça às bruxas" (2019) reúne números e performances musicais, teatrais, burlescas e de dublagem, tendo como foco as bruxas, não só as bruxas do imaginário europeu, mas a bruxa como a figura que tem o potencial de ser perseguida e de segurar o tranco. Já "O rei do ringue", traz paródias da masculinidade, recriando em um espaço cultural um dos lugares considerados mais masculinos na nossa sociedade: um ringue de luta. Nesse ringue surgem as personalidades totalmente diversas de cada king, debochadas, irônicas, filosóficas, absurdas.
*O Rei do Ringue será apresentado no dia 15 e Caça às Bruxas será apresentado no dia 16.

DENTRO DO PEITO UMA BOMBA
16/out I 19h20 I Patricia Cipriano I Livre
SINOPSE: Pela cidade um corpo campo minado em trânsito. Um corpo que rejeita a mulheridade e invoca a fúria retirada a força em detrimento da doçura enfiada goela abaixo! “dentro do peito uma bomba” é uma intervenção e performance criada por Patricia Cipriano em parceria com Amira Massabki, as matérias primas deste acontecimento são o mito da medusa e a pedra. Aqui o olhar que cruza não petrifica e sim convoca. Já não há mais heróis, eles viraram escombros e o marco zero é aqui agora. Este trabalho também é um convite para erguer novos monumentos e contar outras histórias a partir da pergunta: o que podem os corpos que portam bombas dentro do peito?

DITO - Abertura de Processo
19/out I 20h00 I Súbita Companhia I 16 Anos
SINOPSE: Dito é um processo de criação no qual o ator Pablito Kucarz coloca em perspectiva sua construção de imagem de pai e de filho. Expõe universos distintos que coabitam para abrir possibilidades de fala entre eles, a partir de uma história familiar erguida através do silêncio sobre assuntos sensíveis. Esta proposta aprofunda a pesquisa da Companhia em teatro documental e auto ficcional iniciadas no projeto Habitat, composto por 6 solos autorais que estrearam em 2019.

TROPEÇO
20 e 21/out I 20h00 I Tato Criação Cênica I 14 anos
SINOPSE: Tropeço trata das relações humanas ao mesmo tempo em que fala da solidão. O espetáculo traz à cena a relação de duas personagens em seu cotidiano de vida em comum. A partir da linguagem da animação corporal, cria-se um mundo onde dois atores manipuladores e suas mãos dão vida a duas velhas que moram juntas. Partindo da costumeira visão que temos da velhice mostra-se sua solidão e as pequenas ações rotineiras num universo de sutileza e extravagância, poesia e comicidade em mãos que andam, dançam, bebem, respiram, riem e choram.

MATRIZ
20/out I 19h20 I Daniel Montelles I Livre
SINOPSE: Após o lançamento de seu primeiro EP "Imensidão" o músico maranhense, radicado em Curitiba, Daniel Montelles, apresenta seu novo trabalho. Matriz nasce do desejo apaixonante do artista em trazer aos palcos as vozes das Marias de sua família, mulheres anônimas, mães, filhas, esposas, mães de santo, seus amores e os ventres de mulheres que lutaram e resistiram apesar da estrutura social e financeira. Daniel cresceu no seio matriarcal de sua família paterna. Aprendeu a ler e escrever com sua avó Maria Dulcey e teve em sua mãe, Lucia, cabeleireira e manicure sua fonte de inspiração.

DUETO EM CY - SOM DE BOLSO
21/out I 19h20 I Yoná Masullo e Claudemir Franco I Livre
SINOPSE: O Dueto em CY surgiu em 2017 e é formado pela professora e musicista Yoná Masullo no Violino, além de seu esposo, o músico e compositor curitibano Claudemir Franco no violão. Para a II Mostra Claudete Pereira Jorge, o Dueto em CY apresentará o Som de Bolso. Um pocket show de trinta minutos que conta com músicas autorais de Claudemir Franco.

O ARQUIPÉLAGO
22 e 23/out I 20h00 I Súbita Companhia de Teatro I 14 Anos
SINOPSE: O solo do ator Pablito Kucarz, leva a cena a história de sua mãe. Uma mulher comum, como diversas outras mães que abandonaram sua casa muito jovens para trabalhar na cidade grande. Também se permite questionar esta história quando, em busca de sua própria identidade, se confronta com temas como preconceito, bullying, machismo e violência. Com tom suave, a narrativa tem ares de fábula pessoal ao lançar mãos de metáforas poderosas: a família que é um arquipélago, juntos porém separados pela água salgada; o garoto mariposa, agredido por ser diferente dos outros garotos; a pedra lançada como um projétil que, ao invés de ferir, prefere dançar.

CARMELA, CARAMELO E REMELA
22 e 23/out I 15h00 I Arto Companhia de Teatro I Livre
SINOPSE: Não existe melhor investigador no mundo que uma criança, seja de verdade ou de brincadeira. Nesse espírito de descobertas - Feijó, Cadu, Teteia e Babu - mergulham numa deliciosa aventura para decifrar um enigma de uma carta misteriosa. E que enigma! As crianças desvendam mais que apenas uma charada: caminham pela descoberta das próprias emoções, lembranças e reconhecem um talento precioso e essencial escondido no interior de cada uma delas. Inspirada no livro da poetisa Adélia Prado - Quando eu era Pequena, essa é uma jornada sobre as gostosuras da infância e a nossa essência mais rica: a habilidade de sermos poetas.

CHICO PAES - VOZ E VIOLÃO
22/out I 19h20 I Chico Paes I 12 anos
SINOPSE: Chico Paes nos apresenta seu show voz e violão em um clima intimista, uma experiência singular entre o artista e o espectador por meio da canção em sua forma mais pura. Suas músicas permeiam a vida cotidiana, as dores e amores, experimentando as possibilidades criativas entre os gêneros brasileiros regionais e sonoridades contemporâneas dos grandes centros urbanos globais. Uma voz marcante e um violão certeiro nos levam por caminhos entre o tradicional e o desconhecido.

rádiO atalalaiA - O Amor Está no Ar
23/out I 19h20 I Filhas da Fruta I 14 anos
SINOPSE: A radiO atalalaiA sintoniza com você o quadro "O Amor está no Ar". Quer enviar um bilhetinho amassado, uma indireta certeira, um recado musical, uma notícia inventada, um correio galante para alguém especial ou pessoa desconhecida? Esse é o momento! rádiO atalalaiA uma rádio de transmissão corpa a corpa "a única rádio que toca em você".

TRAVA BRUTA
26 e 27/out I 20h00 I Leonarda Glück + Pomeiro Gestão Cultural I 18 Anos
SINOPSE: Partindo de sua experiência transexual, Leonarda Glück apresenta um manifesto cênico que propõe uma ponte e também um contraponto entre o contexto artístico e a atual conjuntura política e social do Brasil no campo da sexualidade. Sozinha em cena, a atriz e dramaturga discute a relação da cultura com a transexualidade, discorre sobre como é ser uma artista trans no país de hoje e de que forma a sociedade reage a um corpo que provoca, a um só tempo, repulsa e desejo. Para tanto, o espetáculo busca tensões entre a ficção e a realidade, costurando diversas camadas de artificialidade, como videoprojeções, efeitos sonoros, filtros de redes sociais (que modificam a aparência da atriz) e artifícios de figurino, que ora revelam, ora ocultam. São recursos que vão sendo destruídos e desconstruídos ao longo da narrativa, num constante questionamento sobre quais ficções são permitidas e quais diversidades são aceitas.

CABARET TAROT + UM BAILINHO PERDIDO
28/out I 20h00 I Selvática Ações Artísticas I 18 anos
SINOPSE: Pés marcados no cimento quase duro de uma política mercado imobiliário de revitalização. No corpo do performer entrelaçam-se mitologias, memórias, percursos, vidas, acontecimentos.
É um recipiente alquímico- encruzilhada- lápide sacrificial.
Carta manifesto esquizo bruxaria rito jocoso carregada de sarcasmo e ironia.
Espetáculo bufo.
Tragédia pós e pré dramática.
Opereta work in progress xamã.
Ditirambo.
Vida vagabunda, destino vadio, carne de carnaval.
GILDA É PURO JAZZ!
Entre cartas, canções, memórias, fragmentos e cenas entramos juntes em um cabaret imaginário de evocação a Gilda: exercício radical de ficção e reconstrução da realidade. Cabaret tarot é um estudo do tarot através da prática do cabaré. O tarot é um cabaret de mesa.

ACARAJÉ DADA
28/out I 19h20 I Stéfano Belo I Livre
SINOPSE: Um acarajé pout-pourri batido com pimenta e tempero para Claudete Pereira Jorge

CLAU por Samuel Gallo
Visitação permanente I Samuel Gallo I Livre
SINOPSE: Samuel Gallo, homenageia e celebra a trajetória de Claudete Pereira Jorge, expondo o que chama de "retratos experimentais" da atriz. Buscando a representação da realidade e do sonho, ele reúne estes dois universos, criando formas com tinta acrílica, carvão, caneta, texturas e diversos corantes naturais, como o café, chás e vinho.

FICHA TÉCNICA
Direção Artística: Nautilio Portela
Curadoria: Helena de Jorge Portela e Igor Augustho
Mediação Bate Papos: Luciana Romagnolli
Tradução Libras: Taepé - Libras e Cultura
Identidade Visual 2022: Pablito Kucarz
Ilustração Identidade Visual: Conde Baltazar
Assessoria de Imprensa e Marketing Digital: Platea Comunicação e Arte
Assessoria em Mídias Sociais (Orgânicas): Bruna Bazzo
Direção de Produção: Igor Augustho
Produção Executiva: Gabriela Berbert
Assistentes de Produção: Bruna Bazzo e Rebeca Forbeck
Estagiáries de Produção: Alyssa Riccieri, Babi Ferreira, Gabriel Spanemberg, Mariana Pinheiro
Direção Técnica: Luigi Castel
Coordenação Técnica: Effex Tecnologia
Técnica de Som: Vini Ruiz
Técnico de Luz: Lucio Nogueira
Técnico de Teatro: Rafael Solla
Assistência de Técnica de Som: Felipe Novashinsky (Felino)
Assistência de Técnica de Luz: Juan Lis
Registro Audiovisual e Fotográfico: Chico Paes
Captação de Recursos: Meire Abe
Realização e Idealização: Cia. Fluctissonante e NBP Produções
Realização e Produção: Pomeiro Gestão Cultural

PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.

Semana da Criança começa neste sábado no Sesc da Esquina

Sistema Fecomércio Sesc Senac PR

Semana da Criança começa neste sábado no Sesc da Esquina

Neste sábado (8), a partir das 9h, começam as atividades em comemoração ao Dia da Criança no Sesc da Esquina, com a Oficina a Arte de Brincar. Ao longo de toda a semana, até o sábado (15), serão realizadas diversas atividades como oficinas, exibição de filmes, contação de histórias, espetáculos teatrais, recreação, pintura facial, malabares, algodão doce, pernas-de-pau e música.

As atividades são destinadas a crianças de todas as idades, pais, mães, irmãos, tios e tias. Algumas oficinas têm vagas limitadas e devem ser feitas pré-inscrições pelo site do Sesc PR.

Confira a programação completa no site https://www.sescpr.com.br/2022/10/semana-da-crianca-comeca-neste-sabado-no-sesc-da-esquina/

8 de outubro (Sábado)

9h - 13h: Oficina a “Arte de Brincar”

Vagas limitadas - Gratuito

Inscrições: https://www.sescpr.com.br/atividade/oficina-teatral-a-arte-de-brincar-08-10-2022-0900/

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Auditório - 1º andar

10h: Cineclubinho “Lipe, vovô e o monstro”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

10h30: Hora do Conto “O monstro que adorava ler”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

11h30 - 14h30: Feijoada

Ingressos: R$ 25 (trabalhador do comércio); R$ 30 (público em geral) - crianças até 12 anos não pagam, se acompanhadas de um pagante.

Local: Restaurante do Sesc da Esquina

12h: Espetáculo de teatro “Que festa é essa, criatura?”

Gratuito

Público: livre | O espetáculo conta com tradução simultânea em Libras

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

13h15: Espetáculo de teatro “O circo é nosso”

Gratuito

Público: livre

Local: Refeitório do Sesc da Esquina

15h15: Pocket show “Canções infantis com Cauê Menandro”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Hall de entrada do Sesc da Esquina

16h: Espetáculo “Estórias brincantes de muitos paizinhos”

Ingressos: R$ 10 (trabalhador do comércio); R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)

Público: livre | Espetáculo com tradução simultânea em Libras

Local: Teatro do Sesc da Esquina

10 de outubro (Segunda-feira)

11h30 - 13h30: Recreação: Xadrez gigantes, cesta de basquete, cama elástica, jogos, brincadeiras e algodão doce

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

11h30 - 13h30: Camarim de Pintura Facial

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

14h: CineSesc “O grilo feliz e os insetos gigantes”

Gratuito

Público: livre

Local: Teatro do Sesc da Esquina

16h: Oficina “Toycraft - Eu crio o que eu brinco”

Vagas limitadas - Gratuito

Inscrições: https://www.sescpr.com.br/atividade/oficina-toycraft-eu-crio-o-que-eu-brinco-10-10-2022-1600/

Público: a partir de 7 anos de idade

19h: CineSesc - filme “O grilo feliz e os insetos gigantes”

Gratuito

Público: livre

Local: Teatro do Sesc da Esquina

11 de outubro (Terça-feira)

11h30 - 13h30: Recreação: Xadrez gigantes, cesta de basquete, cama elástica, jogos, brincadeiras e algodão doce

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

11h30 - 13h30: Camarim de Pintura Facial

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

13h30: CineSesc “Eu e meu guarda-chuva”

Gratuito

Público: livre

Local: Teatro do Sesc da Esquina

15h: Hora do Conto “Histórias de bichos do mato”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

15h30: Oficina “Confecção de animais de massinha”

Vagas limitadas - Gratuito

Inscrições: https://www.sescpr.com.br/atividade/oficina-confeccao-de-animais-de-massinha-11-10-2022-1530/

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

19h: CineSesc - filme “Eu e meu guarda-chuva”

Gratuito

Público: livre

Local: Teatro do Sesc da Esquina

13 de outubro (Quinta-feira)

11h30 - 13h30: Recreação: Xadrez gigantes, cesta de basquete, cama elástica, jogos, brincadeiras e algodão doce

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

11h30 - 13h30: Camarim de Pintura Facial

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

16h: Oficina Teatro e Família: jogos de dramatização teatral como forma de conexão com as crianças

Vagas limitadas - Gratuito

Inscrições: https://www.sescpr.com.br/atividade/oficina-teatro-e-familia-jogos-de-dramatizacao-teatral-como-forma-de-conexao-com-as-criancas-13-10-2022-1600/

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

14 de outubro (Sexta-feira)

11h30 - 13h30: Recreação: Xadrez gigantes, cesta de basquete, cama elástica, jogos, brincadeiras e algodão doce

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

11h30 - 13h30: Camarim de Pintura Facial

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

11h30 - 13h30: Circo: Malabares e Pernas-de-pau

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

11h30 - 13h: Apresentação Musical

Gratuito

Público: livre

Local: Calçadão em frente ao Sesc da Esquina

15h: Hora do Conto “Bruxa, bruxa, venha a minha festa” - com teatro de sombras

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

15h30: Oficina “Confecção de teatro de sombras e personagens”

Vagas limitadas - Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

15h - 16h: Espetáculo “O Pequeno Príncipe”

Ingresso: 1 brinquedo novo ou em bom estado de conservação

Público: livre

Local: Teatro do Sesc da Esquina

15 de outubro (Sábado)

10h: Cineclubinho “O velho aquecedor”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

10h30: Hora do Conto: “Contos africanos e indígenas para crianças”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Biblioteca - 3º andar

13h - 14h: Oficina Brincando de Dançar

Vagas limitadas - Gratuito

Inscrições: https://www.sescpr.com.br/atividade/oficina-brincando-de-dancar-15-10-2022-1300/

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

15h15: Pocket show “Canções infantis com Cauê Menandro”

Gratuito

Público: Pais e filhos, crianças até 12 anos

Local: Hall de entrada do Sesc da Esquina

16h - 17h: Espetáculo “O Pequeno Príncipe”

Ingresso: 1 brinquedo novo ou em bom estado de conservação

Público: livre

Local: Teatro do Sesc da Esquina

Poesia de Shakespeare inspira concerto da Orquestra Ladies Ensemble

Ator Alexandre Barillari, conhecido por papéis na TV e no teatro, vai interpretar alguns dos sonetos do bardo. O espetáculo é realizado pelo Ministério da Cultura e Solar do Rosário.

Nesta sexta-feira (23), o espetáculo será às 20h. No sábado (24), às 17h. Os ingressos custam R$ 35 (inteira) e R$ 17,50 (meia) e já estão disponíveis para compra antecipada no site da Disk Ingressos: https://www.diskingressos.com.br/

O roteiro da apresentação é de Liana de Camargo Leão, professora titular de Literaturas de Língua Inglesa na Universidade Federal do Paraná e uma das maiores especialistas brasileiras em Shakespeare. Ela conta que os ingleses da época do poeta adoravam música. Eles tocavam, cantavam, dançavam ou simplesmente sentavam e apreciavam.

A música era também uma parte vital no teatro do autor. Ele incluiu muitas músicas em suas peças. Os personagens frequentemente cantam baladas e canções populares, sendo acompanhados por instrumentos como flauta, alaúde, trompas, tambores e violino. “Mas as próprias palavras de Shakespeare podem ser entendidas como uma espécie de música falada”, diz Liana, que é vice-presidente do Centro de Estudos Shakespearianos do Brasil e coautora do livro O que você precisa saber sobre Shakespeare antes que o mundo acabe (2022). Liana também ministra cursos de extensão no Solar do Rosário.

Os concertos terão a participação do músico Roger Burmester, solista no alaúde, instrumento da época. O ator Alexandre Barillari interpretará alguns sonetos, mostrando sua versatilidade. Na televisão, teve atuação em novelas da Rede Globo como Alma Gêmea, Caminhos do Coração e Nos Tempos do Imperador. A regência será do maestro venezuelano Roberto Ramos.

Programa e dificuldade

O programa conta com músicas de compositores da época de Shakespeare, como Lachrimae Pavan de John Dowland, e Greensleeves, de autoria desconhecida - mas há uma lenda que atribui a composição ao rei Henrique VIII. Outras composições são baseadas na obra do dramaturgo, como as suítes Romeu e Julieta, de Sergei Prokofiev, e Sonho de uma Noite de Verão, de Felix Mendelssohn.

“É um repertório muito difícil, principalmente as suítes do Prokofiev e do Mendelssohn”, afirma a fundadora, diretora artística e musical da orquestra, Fabiola Bach Akel. São obras feitas para orquestras completas, e a Ladies Ensemble é uma orquestra de cordas. Para que tudo funcione com a qualidade que caracteriza as Ladies, os arranjadores Alexandre Brasolin, de Curitiba, e Paulo Galvão Filho, de São Paulo, estão fazendo um arranjo inédito. “Estamos fazendo uma ‘mágica’ para isso soar bem só com cordas, percussão e piano. Temos essa ousadia de tocar repertórios originalmente compostos para grandes orquestras e fazê-los soar tão bem. Não vemos isso como uma limitação, mas como um desafio”, orgulha-se Fabiola.

“A ideia do tema das músicas da época de obras de Shakespeare surgiu pela parceria que o Solar do Rosário tem com a professora Liana Leão e por ser algo diferente do visto normalmente em concertos”, diz Lucia Casillo Malucelli, diretora do Solar do Rosário, um centro cultural mantido pela iniciativa privada. “As pessoas poderão perceber que as músicas reconhecidas, que são usadas no ballet, teatro e cinema, são músicas clássicas tocadas por uma orquestra. E são essas diversas artes que fazem o chamado erudito ser mais acessível ao público. Quem nunca ouviu o tema de Romeu e Julieta, por exemplo? E é essa democratização, acesso e formação de plateia que queremos nos projetos do Solar do Rosário”, completa.

A Ladies Ensemble

Primeira orquestra formada só por mulheres no Brasil, a Ladies Ensemble atua desde 2009 e reúne musicistas de diferentes idades, vertentes, influências e inspirações, o grupo é expoente em um universo com diminuta presença feminina em posições de liderança e mostra que mulheres podem ser protagonistas em uma orquestra.

O apoio a causas da mulher é uma de suas missões centrais - entre elas, a conscientização sobre o câncer de mama. Para isso, produz iniciativas como o “Concerto das Rosas” - espetáculo apresentado para milhares de pessoas entre 2017 e 2018 com o objetivo de arrecadar fundos para a compra de próteses mamárias.

Hoje com “casa própria” no Auditório Regina Casillo, a Ladies Ensemble tem entre suas missões a formação de plateia, a democratização da música clássica e a formação de musicistas. Desde seu início pioneiro como noneto até hoje, a orquestra influencia e inspira outras mulheres a seguirem seus sonhos e paixões sem medo.

Neste ano, em parceria com o Solar do Rosário, o projeto “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” tem dois concertos mensais com programação diferente a cada mês. O projeto foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo.

A qualidade musical e artística da Orquestra Ladies Ensemble tem possibilitado que o grupo receba músicos de grande talento e renome, como o pianista Arnaldo Cohen, as cantoras Fortuna, Daniele de Oliveira e Masami Ganev e as violinistas Carolina Kliemann e Soraia Landim.

O projeto anual “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e Governo Federal, e conta com patrocínio das empresas BHS Corrugated, Oregon, Nórdica Veículos, Guararapes, Impextraco, Tintas Dacar, Sollo Sul, Ferragens Negrão, Transunion, Abase Vet, Grupo Barigui Veículos, Grasp, Milium, Trutzschler, Agrosul Catarinense, GV2C, Tintas Alessi, Fobras, PASA, Delta Cable, Plast & Pack, M.A. Máquinas, Dissul, Stampa Food e Perkons. A Instituição beneficiada é o Hospital Pequeno Príncipe. A realização é do Solar do Rosário, espaço particular de Arte e Cultura em Curitiba fundado em 1992. Com direção geral de Lucia Casillo Malucelli e direção musical de Fabiola Bach Akel.

Serviço
Concerto Músicas do tempo e baseadas na obra de Shakespeare
Datas: 23 e 24 de setembro de 2022
Horário: Sexta às 20h | Sábado às 17h
Local: Auditório Regina Casillo - Rua Lourenço Pinto, 500, Centro, Curitiba – PR
Ingressos: R$ 35 (inteira) / R$ 17,50 (meia)
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 | https://www.diskingressos.com.br/

Estacionamento gratuito no local

Crédito das fotos
Ladies Ensemble: @osgonzagasoficial
Alexandre Barillari: Divulgação

Assessoria de imprensa
Isabela França Comunicação
Érika Busani/Isabela França
(41) 9 9773-1672
erika@isabelafranca.com.br
isabela@isabelafranca.com.br

“O homem que não tem música em seu coração, que não é movido pela harmonia dos doces sons, é traiçoeiro, dado a estratagemas. Não confie nesse homem.”

William Shakespeare

Em curtíssima temporada, a peça Se Eu fosse Deus chega a Araucária

Com sessões agendadas para os dias 1 e 29 de outubro, a tragicomédia estreia no palco do Teatro da Praça

O que aconteceria com o mundo se você tivesse todo o poder para fazer o que quisesse? Será que você mediria as consequências de seus atos? Com essa premissa, a peça teatral Se Eu fosse Deus, do autor paranaense Jr. Manduchi, retorna aos palcos e chega ao Teatro da Praça, em Araucária (PR). Após uma temporada de estreia de sucesso, o Grupo Curitibanices apresenta duas sessões nos dias 1 e 29 de outubro, às 19h30.
Com trilha sonora original criada pelo músico André Richter, Se Eu fosse Deus apresenta um enredo centrado em sete personagens que convivem em uma pequena pensão. Durante uma reunião de condomínio, a história mergulha em preconceitos que partem de uma simples implicância da personagem Dona Rosa com o novo vizinho do apartamento 8.
Na história, após uma explosão combinada com a falta de energia, Salvador, Frederiko, Antonieta, Vitor, Dona Rosa e Patrícia levantam cada vez mais teorias e suspeitas absurdas até a tragicomédia atingir o caos completo.

Da reunião condominial ao caos em 50 minutos

Para o diretor e produtor cultural, Daniel de Mattos Keller, a peça traz o julgamento como principal narrativa. Machismo, religião, intolerância e abuso psicológico são apenas alguns dos temas presentes. “Por isso apostamos na tragicomédia. Dessa forma, conseguimos apresentar temas complexos de uma forma mais suave. Com personagens típicos e de fácil identificação, aumentamos as chances das mensagens chegarem ao público e das pessoas levarem essas discussões adiante no convívio cotidiano”, comenta o diretor.
Keller aponta que essa é uma oportunidade para levar mais do teatro independente à região metropolitana de Curitiba. “Não criamos a peça com isso em mente, mas iniciar uma nova temporada às vésperas das eleições, após um período econômico, social e político tão conturbado, torna essas novas sessões ainda mais especiais. Estamos animados e também muito orgulhosos por conseguir apresentar essa peça novamente e dessa vez, em outra cidade”.
A atriz Anidria Stadler - que este ano celebrou 30 anos de teatro - também marca presença com uma participação especial na peça.
“Buscando discutir situações do cotidiano de forma leve, porém provocativa, o espetáculo ‘Se Eu Fosse Deus’, traz à tona essa inquietação: ‘O que te torna um ser melhor do que outro?’ ‘As suas decisões, forma de agir e preocupações interferem apenas na sua vida ou no seu núcleo e sociedade?’ Esses são apenas alguns questionamentos que essa peça me provoca. E você, se fosse Deus, o que faria?”, comenta a atriz.

A peça tem classificação indicativa para 16 anos e os ingressos já estão disponíveis pela plataforma Sympla a R$30 e R$15 (meia entrada).

Ingressos para o dia 1/10:

https://www.sympla.com.br/se-eu-fosse-deus-teatro-da-praca---araucariapr__1701358
Ingressos para o dia 29/10:

https://www.sympla.com.br/se-eu-fosse-deus-teatro-da-praca---araucariapr__1701738

Serviço
Se Eu fosse Deus (Grupo Curitibanices)
Dias 1 e 29 de outubro, às 19h30, no Teatro da Praça.
End.: Rua São Vicente de Paulo, 1197, Sabiá - Araucária/PR.
Ingressos pela plataforma Sympla (R$ 30 e R$ 15).
Facebook: https://www.facebook.com/espetaculoseeufossedeus
Instagram: https://www.instagram.com/espetaculoseeufossedeus

Ficha Técnica
Grupo Curitibanices
Texto: Jr. Manduchi
Direção: Daniel de Mattos Keller
Elenco: André Moiano, Angélica Bueno, Daniel de Mattos Keller, Patty Sozzi, Lara Moutinho, Luana Johnson e Vilson Kurz (participação especial de Anidria Stadler)
Cenário: Vilson Kurz
Maquiagem: Taynara Siqueira
Luz e operação técnica: Nathan Balaguer
Trilha original: André Richter
Figurino e Produção: o grupo

Sinopse: "Se Eu fosse Deus" retrata personalidades e arquétipos espelhos de uma sociedade doentia. A montagem traz questionamentos contemporâneos que surgem a partir de uma reunião de condomínio onde, aos poucos, sete personagens vão se revelando com personalidades diferentes e conflitantes. Cada um com a sua verdade e os seus interesses. O espetáculo é uma tragicomédia que questiona: se você tivesse todo o poder necessário para fazer o que bem quisesse, como seria o mundo ao seu redor?

Poesia de Shakespeare inspira concerto da Orquestra Ladies Ensemble

Ator Alexandre Barillari, conhecido por papéis na TV e no teatro, vai interpretar alguns dos sonetos do bardo. O espetáculo é realizado pelo Ministério da Cultura e Solar do Rosário.

A Orquestra Ladies Ensemble apresenta em setembro dois concertos com músicas baseadas na obra e nos tempos de William Shakespeare, num espetáculo realizado pelo Ministério do Turismo e Centro Cultural Solar do Rosário. As apresentações acontecem nos dias 23 e 24 de setembro, no Auditório Regina Casillo, no centro da cidade. O ator Alexandre Barillari, conhecido por papéis na televisão e no teatro, participa interpretando sonetos de Shakespeare.

Na sexta-feira, o espetáculo será às 20h. No sábado, às 17h. Os ingressos custam R$ 35 (inteira) e R$ 17,50 (meia) e já estão disponíveis para compra antecipada no site da Disk Ingressos: https://www.diskingressos.com.br/

O roteiro da apresentação é de Liana de Camargo Leão, professora titular de Literaturas de Língua Inglesa na Universidade Federal do Paraná e uma das maiores especialistas brasileiras em Shakespeare. Ela conta que os ingleses da época do poeta adoravam música. Eles tocavam, cantavam, dançavam ou simplesmente sentavam e apreciavam.

A música era também uma parte vital no teatro do autor. Ele incluiu muitas músicas em suas peças. Os personagens frequentemente cantam baladas e canções populares, sendo acompanhados por instrumentos como flauta, alaúde, trompas, tambores e violino. “Mas as próprias palavras de Shakespeare podem ser entendidas como uma espécie de música falada”, diz Liana, que é vice-presidente do Centro de Estudos Shakespearianos do Brasil e coautora do livro O que você precisa saber sobre Shakespeare antes que o mundo acabe (2022). Liana também ministra cursos de extensão no Solar do Rosário.

Os concertos terão a participação do músico Roger Burmester, solista no alaúde, instrumento da época. O ator Alexandre Barillari interpretará alguns sonetos, mostrando sua versatilidade. Na televisão, teve atuação em novelas da Rede Globo como Alma Gêmea, Caminhos do Coração e Nos Tempos do Imperador. A regência será do maestro venezuelano Roberto Ramos.

Programa e dificuldade

O programa conta com músicas de compositores da época de Shakespeare, como Lachrimae Pavan de John Dowland, e Greensleeves, de autoria desconhecida - mas há uma lenda que atribui a composição ao rei Henrique VIII. Outras composições são baseadas na obra do dramaturgo, como as suítes Romeu e Julieta, de Sergei Prokofiev, e Sonho de uma Noite de Verão, de Felix Mendelssohn.

“É um repertório muito difícil, principalmente as suítes do Prokofiev e do Mendelssohn”, afirma a fundadora, diretora artística e musical da orquestra, Fabiola Bach Akel. São obras feitas para orquestras completas, e a Ladies Ensemble é uma orquestra de cordas. Para que tudo funcione com a qualidade que caracteriza as Ladies, os arranjadores Alexandre Brasolin, de Curitiba, e Paulo Galvão Filho, de São Paulo, estão fazendo um arranjo inédito. “Estamos fazendo uma ‘mágica’ para isso soar bem só com cordas, percussão e piano. Temos essa ousadia de tocar repertórios originalmente compostos para grandes orquestras e fazê-los soar tão bem. Não vemos isso como uma limitação, mas como um desafio”, orgulha-se Fabiola.

“A ideia do tema das músicas da época de obras de Shakespeare surgiu pela parceria que o Solar do Rosário tem com a professora Liana Leão e por ser algo diferente do visto normalmente em concertos”, diz Lucia Casillo Malucelli, diretora do Solar do Rosário, um centro cultural mantido pela iniciativa privada. “As pessoas poderão perceber que as músicas reconhecidas, que são usadas no ballet, teatro e cinema, são músicas clássicas tocadas por uma orquestra. E são essas diversas artes que fazem o chamado erudito ser mais acessível ao público. Quem nunca ouviu o tema de Romeu e Julieta, por exemplo? E é essa democratização, acesso e formação de plateia que queremos nos projetos do Solar do Rosário”, completa.

A Ladies Ensemble

Primeira orquestra formada só por mulheres no Brasil, a Ladies Ensemble atua desde 2009 e reúne musicistas de diferentes idades, vertentes, influências e inspirações, o grupo é expoente em um universo com diminuta presença feminina em posições de liderança e mostra que mulheres podem ser protagonistas em uma orquestra.

O apoio a causas da mulher é uma de suas missões centrais - entre elas, a conscientização sobre o câncer de mama. Para isso, produz iniciativas como o “Concerto das Rosas” - espetáculo apresentado para milhares de pessoas entre 2017 e 2018 com o objetivo de arrecadar fundos para a compra de próteses mamárias.

Hoje com “casa própria” no Auditório Regina Casillo, a Ladies Ensemble tem entre suas missões a formação de plateia, a democratização da música clássica e a formação de musicistas. Desde seu início pioneiro como noneto até hoje, a orquestra influencia e inspira outras mulheres a seguirem seus sonhos e paixões sem medo.

Neste ano, em parceria com o Solar do Rosário, o projeto “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” tem dois concertos mensais com programação diferente a cada mês. O projeto foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo.

A qualidade musical e artística da Orquestra Ladies Ensemble tem possibilitado que o grupo receba músicos de grande talento e renome, como o pianista Arnaldo Cohen, as cantoras Fortuna, Daniele de Oliveira e Masami Ganev e as violinistas Carolina Kliemann e Soraia Landim.

O projeto anual “Orquestra Ladies Ensemble no Auditório Regina Casillo” foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e Governo Federal, e conta com patrocínio das empresas BHS Corrugated, Oregon, Nórdica Veículos, Guararapes, Impextraco, Tintas Dacar, Sollo Sul, Ferragens Negrão, Transunion, Abase Vet, Grupo Barigui Veículos, Grasp, Milium, Trutzschler, Agrosul Catarinense, GV2C, Tintas Alessi, Fobras, PASA, Delta Cable, Plast & Pack, M.A. Máquinas, Dissul, Stampa Food e Perkons. A Instituição beneficiada é o Hospital Pequeno Príncipe. A realização é do Solar do Rosário, espaço particular de Arte e Cultura em Curitiba fundado em 1992. Com direção geral de Lucia Casillo Malucelli e direção musical de Fabiola Bach Akel.

Serviço
Concerto Músicas do tempo e baseadas na obra de Shakespeare
Datas: 23 e 24 de setembro de 2022
Horário: Sexta às 20h | Sábado às 17h
Local: Auditório Regina Casillo - Rua Lourenço Pinto, 500, Centro, Curitiba – PR
Ingressos: R$ 35 (inteira) / R$ 17,50 (meia)
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808 | https://www.diskingressos.com.br/

Estacionamento gratuito no local

Crédito das fotos
Ladies Ensemble: @marceloeliasfoto
Alexandre Barillari: Divulgação

4ª edição da Super Mostra de Palhaços acontece de 07 a 18 de setembro em Curitiba

Os espetáculos serão apresentados no Teatro EBANX Regina Vogue e Centro Cultural Boqueirão

A SUPER MOSTRA DE PALHAÇOS chega a sua 4ª edição com espetáculos para todas as idades. O evento acontece de 07 a 18 de setembro em dois locais de Curitiba: Teatro EBANX Regina Vogue e Centro Cultural Boqueirão.

A SUPER MOSTRA nasceu da união de ARTISTAS CURITIBANOS DA PALHAÇARIA e tem como objetivo fomentar a cena curitibana com a produção contemporânea local através da formação de rede de artistas e da formação de plateia. "A palhaçaria faz parte de uma tradição popular que tem raízes profundas. A SUPER MOSTRA traz a diversidade dessa linguagem que se renova a cada edição com espetáculos, oficinas e rodas de conversa de artistas consagrados e também jovens palhaços e palhaças, gente de circo, de teatro e de rua." Rodrigo Fowolski, coordenador geral do evento.

A 4ª edição conta com 20 espetáculos de artistas e grupos reunindo velhos e jovens palhaços e palhaças, além de rodas de conversa e oficinas, retratando a diversidade de práticas artísticas associadas ao universo da palhaçaria. A SUPER MOSTRA resgata a memória dos circos de lona, da palhaçaria de rua e também da palhaçaria contemporânea trazendo muito improviso aos espetáculos com a participação do próprio público. Segundo Rafael Alípio, responsável pela curadoria e direção artística do evento, "a SUPER MOSTRA de Palhaços tem como missão difundir a Arte da Palhaçaria, promover uma troca entre artistas e deixar como legado uma cena mais forte e ativa na cidade por meio de debates e cursos, além da formação de plateia local, que passa a descobrir a riqueza e a multiplicidade de linguagens abrangentes no ofício desta Arte”.

Entre os artistas convidados para essa edição estão: Palhaço Klaus, de São Paulo/SP, com o espetáculo "Animo Festas" e a oficina O Sombrio no Jogo do Palhaço; Ésio Magalhães, do Barracão Teatro, de Campinas/SP, com o espetáculo "O Pintor" e a oficina "E o Palhaço o que é?"; e Lu Lopes, a Palhaça Rubra, que é Arte-educadora, diretora, escritora, musicista, mestre de cerimônias e apresentadora de TV, de São Paulo/SP, com o espetáculo Gramophone 2000 e a oficina Autonomia Criativa.

Em meio aos espetáculos, o evento também promove oficinas artísticas com o objetivo de implementar uma mostra de artes cênicas e apresentar a arte da palhaçaria. Entre as oficinas que serão realizadas entre os dias 06 e 16 de setembro estão: “Autonomia Criativa”, “O Sombrio no Jogo do Palhaço”, “Levando o Riso a Sério”, “E o Palhaço o que é?”.

Tabela com mais informações sobre as oficinas:

terça a sexta

6 a 9/09

14 às 17h

AUTONOMIA CRIATIVA

PALHAÇA RUBRA

SÃO PAULO

Teatro EBANX Regina Vogue

sábado

10/set.

9 às 13h

O SOMBRIO NO JOGO DO PALHAÇO

PALHAÇO KLAUS

SÃO PAULO

Centro Cultural Boqueirão

domingo

11/set.

9 às 13h

LEVANDO O RISO A SÉRIO

PALHAÇO ALÍPIO

CURITIBA

Centro Cultural Boqueirão

terça a sexta

13 a 16/09

14 às 17h

E O PALHAÇO O QUE É?

ÉSIO MAGALHÃES

CAMPINAS

Teatro EBANX Regina Vogue

Ao final de cada espetáculo, como em apresentações de rua os artistas "passam o chapéu". Assim o público, consciente do trabalho envolvido para realização do espetáculo, e do valor que ele dá para vivenciar esta experiência, escolhe quanto acha adequado pagar pelo seu ingresso, de acordo com sua condição financeira. Confira a programação dos espetáculos no site https://www.supermostra.com.

Confira a ficha técnica do evento:

Curadoria e direção artística: Rafael Alípio

Coordenação Geral: Rodrigo Fowolski

Direção de Produção: Prescila do Amaral

Assessoria de Imprensa: BelPress Agência de Conteúdo

Design gráfico e redes sociais: Tanity Miranda

Realização: Ohz Produções

Apoio: O Pão que o Viado Amassou; Pipoteca

Incentivo: Grupo TIMBER; Randon – Rodoparaná; Fundação Cultural de Curitiba; Prefeitura Municipal de Curitiba

PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA.

SERVIÇO:
SUPER MOSTRA DE PALHAÇOS | 4ª EDIÇÃO
Quando? De 7 a 18 de setembro
Locais: Teatro EBANX Regina Vogue (Shopping Estação - Av. Sete de Setembro, 2775, lj 2004 – Rebouças) e Centro Cultural Boqueirão (Rua José Guercheski, 281 – Boqueirão)
Espetáculos: https://www.supermostra.com
Entrada: Pague quanto vale ou Contribuição voluntária ao chapéu*
*Ingresso consciente é uma parceria entre o público e o artista para viabilizar as apresentações, sem abrir mão da democratização da cultura.
Mais informações: (41) 991912588 ou https://www.supermostra.com
Instagram: @supermostra
Facebook: https://www.facebook.com/ohzproducoes

Sugestão de tags: Super Mostra de Palhaços, Curitiba , palhaçaria, cultura, comédia, entretenimento, eventos

Curitiba terá diversas atrações culturais gratuitas em setembro

Projeto feito por artistas locais valoriza a literatura e a oralidade; Apresentações serão em vários bairros da capital paranaense

Entre os dias 03 a 24 de setembro, a cidade de Curitiba terá uma extensa programação cultural gratuita. Denominada Mostra Contos Por Todos Os Cantos, as ações englobam contações de histórias, espetáculos narrativos, performances literárias e musicais, intervenções urbanas com bicicletas, apresentações de slam poesia, oficinas de formação e aperfeiçoamento.

“Todas as atividades foram elaboradas por artistas locais. Os objetivos são valorizar a literatura e a oralidade e difundir as diversas expressões culturais às plateias de todas as idades e classes sociais”, explica o idealizador, Rafael Di Lari.

As apresentações públicas acontecerão na Casa da Leitura Wilson Bueno [bairro Portão], no Teatro Cleon Jacques [bairro São Lourenço], no Parque Bacacheri [bairro Bacacheri], na Boca Maldita e na praça Santos Andrade [no Centro] - sempre em horários variados. Outras mostras fechadas serão realizadas em oito escolas municipais e 20 instituições sociais da capital paranaense.

Para todos os gostos
No enredo dos espetáculos, temas que envolvem as histórias da África e os povos indígenas brasileiros, as memórias narrativas folclóricas, contos da cultura popular nacional, eslava e afro-brasileira.

As apresentações também trazem músicas, adivinhas, trava-línguas, improvisações com a plateia; intervenções urbanas com bicicletas; performance musical de traduções de poemas antigos, medievais, modernos e contemporâneos; declamação de poesias autorais inéditas; contação de histórias, oficinas de leitura de poesia e de leitura e oralidade.

“A realização da Mostra é uma oportunidade de a população curitibana usufruir de produções culturais com formatos diversificados, que dão um panorama sobre as possibilidades expressivas em relação à oralidade. Portanto, convidamos todas as pessoas a prestigiarem e acompanharem essa bela programação gratuita”, destaca Rafael Di Lari.

O projeto Mostra Contos Por Todos Os Cantos é realizado pela Barbas de Molho Produções Artísticas, é produzido pela Marianinho Produções, tem o apoio da Pipoteca e d’O Pão Que O Viado Amassou, o incentivo da EBANX e conta com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

A programação completa e a agenda das apresentações está disponível no site www.mostracontosportodoscantos.com.br

Serviço
O que: Programação cultural Mostra Contos Por Todos Os Cantos
Quando: De 03 a 24 de setembro
Onde: Casa da Leitura Wilson Bueno [bairro Portão], no Teatro Cleon Jacques [bairro São Lourenço], no Parque Bacacheri [bairro Bacacheri], na Boca Maldita e na praça Santos Andrade [no Centro]
Quanto: Entrada franca
Programação completa: www.mostracontosportodoscantos.com.br

Sugestão de legenda
Diversas atividades culturais gratuitas serão realizadas na Mostra Contos Por Todos Os Cantos; Eventos acontecem em vários locais de Curitiba, entre 03 a 24 de setembro

Crédito da arte
Manu Assini

Relacionamento com a imprensa | Barbas de Molho Produções Artísticas

Musical “Roberta, uma Ópera Rock” faz nova temporada gratuita dias 19, 20 e 21 de agosto em Curitiba, depois do sucesso no Festival de Teatro

As apresentações gratuitas acontecem dias 19, 20 e 21 de agosto, no Teatro José Maria Santos, com ingressos distribuídos 1h antes no local

O espetáculo musical “Roberta, uma Ópera Rock” faz três apresentações gratuitas no Teatro José Maria Santos nos dias 19, 20 e 21 de agosto às 20h. Os ingressos são distribuídos no local 1h antes das apresentações. O espetáculo estreou com sucesso no tradicional Festival de Curitiba deste ano.

O espetáculo retrata a trajetória de um grupo de jovens que, na década de 80, circulam pelas ruas da cidade em busca de respostas para seus dilemas. Na trama, Roberta, uma jovem usuária de drogas, encontra em Giovanni uma oportunidade de fugir do vício e deixar o grupo liderado pelo traficante Ugo que, por sua vez, fará de tudo para mantê-la por perto. A tragédia contemporânea funde as linguagens da Ópera Clássica e do Rock and Roll para falar de amor e do uso de drogas na juventude.

"A superprodução conquistou o público com talento paranaense de sobra e merece ganhar os palcos nacionais”, afirmou o crítico de São Paulo, Miguel Arcanjo, em seu blog, depois de assistir ao espetáculo, em abril deste ano.

O texto é de Roberto Innocente e a obra tem composição e direção musical de Alessandro Sangiorgi, com direção artística de Nena Inoue e Maurício Vogue. Além do ator convidado Marwem Hd, o elenco selecionado a partir de audições e oficinas, conta com os artistas Duilio de Pol, Gustavo Godoy, Larissa Carangi, Madu Forti, Margheurita Dissá, Marina Gobetti, Paulo Soares, Wilyah Schmitt e o casal protagonista Matheus González, como Giovanni e Priscila Esteves, como Roberta.

“Patrícia, uma Ópera Rock” era o título original da obra, porém Nena Inoue e Alessandro Sangiorgi decidiram pela mudança para “Roberta, uma Ópera Rock” em homenagem ao dramaturgo e idealizador do projeto, Roberto Innocente, diretor, ator e produtor italiano radicado em Curitiba, que faleceu em abril de 2021, vítima de COVID-19.

Ao todo, são 18 músicas originais, que remetem aos anos 80, tocadas e cantadas ao vivo. O diretor musical do projeto, Alessandro Sangiorgi, fala sobre os principais desafios. “O rock sempre fez parte da minha vida e a ideia de escrever músicas de uma ópera rock me instigou muito. Sou maestro de música clássica e pianista por ofício, então o desafio já começou por aí. Depois veio a necessidade de readequar o projeto por conta do falecimento do Roberto que, além de parceiro no projeto, era um grande amigo. E o grande desafio de fazer um musical é combinar as músicas com o texto, mas está sendo uma experiência muito interessante”, declara o maestro.

A diretora artística da obra, Nena Inoue comenta sobre a trama: “este espetáculo fala sobre o uso de drogas na juventude e suas consequências e estão presentes os altos e baixos da vida, o amor como saída, o tempo, a noite, a morte. E mostra onde esses jovens estão, porquê estão, o que querem e o que conseguem… ou não”, completa a artista.

O projeto tem o apoio da Copel e Unicultura Soluções Culturais e o incentivo do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) - Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura - Governo do Estado do Paraná e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Sobre Roberto Innocente
Nascido em Padova, Itália, formou-se como ator na “Academia Veneta dello Spettacolo” em 1985. Chegou ao Brasil em 2005 convidado pelo Teatro Guaíra para dirigir “La Boheme” e coordenar no ano seguinte o projeto de montagem de “La Serva Padrona”, atelier de formação sobre todos os aspectos cênicos de encenação da ópera. Em 2013/14 colaborou com o Projeto Ademar Guerra, em São Paulo e em Curitiba, e em 2015, com a Ópera Orquestra Curityba com apresentações na Ópera de Arame. Dirigiu “L’occasione fa il ladro” e “Suor Angelica” e convidado pela direção cênica da Camerata Antígua de Curitiba, dirigiu “A comédia do senhor Carlo Goldoni” e “La Barca di Venezia per Padova” (2018). “Livietta e Tracollo” (2013) e “Marc’Antonio e Cleópatra” (2015), na Capela Santa Maria. Criou junto com Nena Inoue, o Grupo Comédia Dell’ACT (2006 a 2008) onde recebeu vários prêmios por seu trabalho em direção e em seguida, o Grupo Arte da Comédia, referência de Comédia dell’Arte no Brasil, onde se manteve como diretor e idealizador até o ano de seu falecimento em 2021.

SERVIÇO
Roberta, uma Ópera Rock
Apresentações gratuitas dias 19, 20 e 21 de agosto às 20h
Teatro José Maria Santos - R. Treze de Maio, 655 - São Francisco, Curitiba - PR
ENTRADA GRATUITA, com retirada de ingressos no local uma hora antes do espetáculo.
Classificação indicativa: 14 anos.
Duração: 90 minutos

FICHA TÉCNICA
Texto: Roberto Innocente
Direção Musical: Alessandro Sangiorgi
Direção Artística: Nena Inoue e Mauricio Vogue
Elenco: Duilio de Pol, Gustavo Godoy, Madu Forti, Margheurita Dissá, Marina Gobetti, Paulo Soares, Wilyah Schmitt. Matheus González, como Giovanni e Priscila Esteves, como Roberta.
Ator Convidado: Marwem Hd
Músicas: Alessandro Sangiorgi
Banda: Denis Mariano - Bateria, Luís Follmann - Guitarra, Murilo Macari - Guitarra, Vic Vilandez - Baixo.
Pianista: Priscila Malanski
Preparação Vocal: Babaya
Coreografia: Raphael Fernandes
Iluminação: Beto Bruel
Cenografia e Figurino: Paulinho Maia
Visagista e Arte Visual (tambores): Fabi Melatte
Assistente / Programador / Operador de Luz: Anry Aider
Técnico de Áudio: Luigi Castel
Designer Gráfico: Martin Castro
Fotografia: Roberto Reitenbach, Lis Guedes, Anelize Tozetto e Nay Klym.
Assessoria de Imprensa e Mídias Sociais: Platea Comunicação e Arte
Assistente de Produção: Vinícius Jardim e Ana Luiza Metzger
Diretor de Produção: Marcos Trindade
Proponente: Alessandro Sangiorgi
Apoio Cultural: Centro Cultural Teatro Guaíra, UFPR, Padaria América, Bar Quermesse.
Apoio: Copel - Companhia Paranaense de Energia e Unicultura Soluções Culturais
Incentivo: Profice - Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura - Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura - Governo do Estado do Paraná e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

“PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA ESTADUAL DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA (PROFICE) – SECRETARIA DE ESTADO DA COMUNICAÇÃO SOCIAL E DA CULTURA – GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ”.

Matinhos recebe espetáculos gratuitos de bonecos

Projeto cultural vai percorrer quatro cidades do Paraná, fazer 16 apresentações com entrada franca e ensinar a arte bonequeira

A cidade de Matinhos, no litoral paranaense, será o palco do espetáculo infantil de bonecos “No tanque do quintal tem um mar pra Juvenal”. As apresentações acontecem no Auditório da UFPR Litoral (rua Jaguariaíva, 512, Matinhos). No dia 14 de agosto, será às 16h. No dia 15 de agosto, será às 9h45, 13h45 e 15h - sempre com entrada franca.

Com realização da Companhia Analgésica e elaborado pela Pingüim Produções, a peça integra o Projeto de Circulação de Norte a Sul do Paraná 2022, que vai percorrer quatro cidades, com 16 apresentações gratuitas. Além de Matinhos, também recebem o espetáculo os municípios de Guaíra, Palmas, Jacarezinho entre setembro e novembro.

Além das apresentações, em todas as cidades haverá bate-papos com a plateia mirim e oficinas criativas sobre a arte bonequeira. “Desejamos que as crianças compartilhem suas impressões, reflexões e dúvidas sobre o que assistiram”, explica Rodrigo Hayalla, diretor do espetáculo.

“A partir das vozes dos pequenos, seus comentários e feedbacks, podemos construir uma conversa que os aproxime dos elementos artísticos que compõem a obra, as técnicas de manipulação dos bonecos e as escolhas estéticas que conduziram à criação de luz, figurinos e demais elementos”, completa.

O espetáculo
A peça dura cerca de 40 minutos. O protagonista é o menino Juvenal. Entediado com os dias seguidos de chuva, finalmente sai e brinca de bolinha de gude no quintal de sua avó até que o brinquedo cai em um tanque e de lá surge o peixe Linguado – linguaruuuudo – que o leva para o fundo dos oceanos em busca de sua bolinha.

Lá a trama se desenrola e ele encontra outros amigos como a Ostra, a Sereia, o jornalista Caranguejo, o juiz Pirarucu, o joalheiro Baiacu, entre outros.

As oficinas
Os organizadores do projeto também vão realizar – em todas as cidades - uma oficina artística com dez horas de duração, voltada aos interessados na arte bonequeira e profissionais da educação.

Denominada Pet Vira Pet, essa atividade vai reutilizar materiais descartáveis para a criar bonecos (bichos de estimação) com diversas técnicas de manipulação. Serão utilizados jornais, papéis, retalhos de tecidos, sacos plásticos, lã, tinta acrílica e outros utensílios simples para a confecção das marionetes.

“As técnicas que serão compartilhadas são extremamente simples, mas podem ser de grande utilidade para instrumentalizar os profissionais da educação em suas criações no âmbito escolar, instigando-os a propor experiências artísticas com as crianças, mesmo mediante a escassez de materiais e verbas de apoio que enfrentam em sua prática cotidiana”, destaca Hayalla.

O Projeto de Circulação de Norte a Sul do Paraná 2022 foi aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura Profice da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultural, Governo do Estado do Paraná e tem apoio da Copel.

Serviço
O que: Espetáculo infantil de bonecos “No tanque do quintal tem um mar pra Juvenal”
Quando: Dias 14 e 15 de agosto. No dia 14, será às 16h. No dia 15, será às 9h45, 13h45 e 15h
Onde: Auditório da UFPR Litoral (rua Jaguariaíva, 512, Matinhos-PR)
Como participar: A entrada é franca
Informações: www.producoesdopinguim.com.br
Sugestão de legenda
Projeto cultural gratuito ensina a arte bonequeira em cidades paranaenses; Matinhos recebe espetáculos nos dias 14 e 15 de agosto

Crédito das fotos
Jordana Ferri

Relacionamento com a imprensa | www.producoesdopinguim.com

Sesc da Esquina traz ao público curitibano dois espetáculos teatrais e oficina

Sesc PR

A segunda quinzena de agosto será marcada, em Curitiba, por dois espetáculos no Teatro do Sesc da Esquina, trazendo uma nova visita à história e a uma das maiores obras teatrais já escritas.

No dia 20 de agosto, às 19h30, o ator Vinícius Piedade apresenta o espetáculo solo Hamlet Cancelado. Em cena, Vinícius representa um figurante que, inconformado com o cancelamento do espetáculo Hamlet em sua cidade, decide fazer uso de fragmentos do texto original de William Shakespeare, de pedaços do cenário e retalhos dos figurinos que estavam sendo preparados. O público assistirá a uma pequena versão de uma das obras-primas do dramaturgo inglês.

Hamlet Cancelado tem texto escrito por Flávio Tonnetti e Vinícius Piedade, livremente inspirados em Shakespeare. A direção e atuação também são de Vinícius Piedade e o técnico de luz e som será Evandro Carretero.

A Cia. Mútua, de Itajaí (SC), traz ao palco do Teatro do Sesc da Esquina, no dia 24 de agosto, às 19h30, o espetáculo de bonecos Contestados, tendo como cenário de fundo uma das mais dramáticas guerras que já ocorreram em solo brasileiro. A peça conta a história da Guerra do Contestado – um violento conflito armado que ocorreu nos primeiros anos do século XX envolvendo posseiros e pequenos proprietários de terra quando os governos federal e dos estados do Paraná e Santa Catarina.

No dia anterior (23), das 13h30 às 17h30, o dramaturgo Guilherme Peixoto ministra a oficina Figura Plana: criação e construção de mecanismos para o teatro de animação. A oficina gratuita é voltada para estudantes de teatro, bonequeiros, atores, professores e demais interessados, e aborda de forma prática a construção de mecanismos para a manipulação de figuras planas no teatro de animação, as possibilidades de articulações e efeitos de movimento, além de diferentes materiais que podem ser utilizados na criação.

Para conhecer a programação completa do Sesc PR, clique AQUI.

www.sescpr.com.br

SERVIÇO

Peça teatral – Hamlet Cancelado

Data e horário: 20 de agosto, às 19h30

Classificação: 12 anos

Local: Teatro do Sesc da Esquina – Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Centro

Ingressos: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia) e R$ 10 (trabalhador do comércio)

Peça teatral – Contestados

Data e horário: 24 de agosto, às 19h30

Classificação: 12 anos

Local: Teatro do Sesc da Esquina – Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Centro

Ingressos: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia) e R$ 10 (trabalhador do comércio)

Oficina Figura Plana: criação e construção de mecanismos para o teatro de animação

Data e horário: 23 de agosto, das 13h30 às 17h30

Local: Sesc da Esquina – Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Sala 226

Inscrições gratuitas pelo site: www.sescpr.com.br

MINISTÉRIO DO TURISMO e BRITÂNIA apresentam

“No próximo dia 06 de agosto, Curitiba será palco para estreia nacional do espetáculo do renomado diretor Diego Ramiro, que faz o público ter uma experiência imersiva sensorial completa. A apresentação será no Ópera Concept Hall. Ingressos já estão à venda”

Teatro musical? Circo? Restaurante? O que tudo isso tem a ver? O espetáculo Levity, apresentado pelo Ministério do Turismo e Britânia, é a união de todas estas artes para entregar ao público um momento único e inesquecível. Diretor de grandes espetáculos da Broadway no Brasil, como o superpremiado e grande sucesso de bilheteria Shrek O Musical, Diego Ramiro inova e cria uma peça original, que transportará o espectador para uma experiência imersiva artística sensorial, desde a arte no palco até a arte no paladar. O público curitibano poderá conferir em primeira mão este grande espetáculo, que estreia no país no próximo dia 06 de agosto, no Ópera Concept Hall (R. Via Veneto, 505 - Santa Felicidade) às 19horas.

Levity conta a história – ambientada na Londres do século XIX – do casal Noah e Alice, amigos desde a infância e que buscam descobrir juntos respostas sobre a vida e o autoconhecimento. Noah é um médico neurologista no campo da psicologia e entusiasta no campo da Botânica. Juntos em um experimento, acessam um mundo surreal onde entrarão em contato com suas verdadeiras emoções e descobrirão o caminho para a verdadeira felicidade. O enredo se relaciona com a época em que foi escrito, durante a pandemia, momento o qual levou muitas pessoas a se reavaliar, entrar em contato com as próprias emoções e evoluir emocionalmente.

O diretor Diego Ramiro tem vasta experiência e credibilidade no mundo artístico, desde atuações memoráveis na televisão nos anos 1990 até a parte de produção, foi o responsável pelo premiado “Shrek O Musical”, que ganhou diversas condecorações, como o "Prêmio Arte Qualidade Brasil 2013", como melhor musical, e o "Prêmio Bibi Ferreira 2014", como melhor versão brasileira. Este musical foi desenvolvido por meio da Kabuki Live, uma empresa de entretenimento fundada por Ramiro, que se tornou a primeira da América do Sul a representar oficialmente a DreamWorks.

O espetáculo

O autor da obra, Diego Ramiro, explica esta concepção artística inovadora que chega ao Brasil: “Este conceito, em inglês one stop shop, que em um lugar você consegue ter toda a experiência, é uma tendência fora do Brasil, e eu resolvi trazê-lo, juntando circo, teatro musical e a gastronomia molecular. Nos dias atuais isto é um facilitador. Você vai em um único ambiente e consegue ter algo único, diferente, sensorial, para o paladar, para a audição, enfim. A gente consegue entregar um todo nesta experiência. Por isto é muito bacana e um grande diferencial nosso, da Kabuki Live, em desenvolver este tipo de conteúdo aqui no Brasil”.

A união da gastronomia molecular com o que será apresentado no palco permite ao espectador mergulhar no conceito, relacionando os pratos servidos – que também contam uma história – com a apresentação em si. A parte gastronômica foi desenvolvida por Gabriel Herrera, formado pela renomada Basque Culinary Center em San Sebastian, na Espanha. “O grande diferencial do Levity, é que eu, como diretor, me preocupei muito que a gastronomia ajudasse na narrativa do espetáculo. O público chega e tem o welcome drink, depois a entrada, prato principal e sobremesa, durante os intervalos, e todos os pratos se conectam com a narrativa”, adiciona Ramiro.

O público curitibano poderá prestigiar em primeira mão esta imersão artística gastronômica, circense e teatral que rodará o Brasil nos próximos meses. A Kabuki Live, fundada em São Paulo, escolheu a cidade para esta e outras iniciativas que fomentam a produção cultural: “Tenho um carinho muito grande por este espetáculo, que eu pensei e escrevi durante a pandemia. Nosso desafio é fazer uma grande estreia nacional de Levity, que vai rodar o Brasil inteiro, começando em Curitiba”.

Posteriormente, há datas agendadas, até o momento, para outubro em São Paulo e dezembro e janeiro em Foz do Iguaçu. A superprodução deve contar com uma equipe de aproximadamente uma centena de profissionais, incluindo 10 atores, cantores, bailarinos e artistas circenses, para entregar um momento único aos presentes.

Portanto, Levity é um espetáculo que vai impactar o público com suas músicas e números circenses emocionantes, além da gastronomia molecular, unindo experiências diversas em um único produto. Será um evento completo com diversão, festa e momentos memoráveis.

Os ingressos estão à venda e os valores custam a partir de R$90,00 (meia-entrada) + taxa adm, de acordo com o setor. Bistrô sem Jantar – R$180,00 (inteira) e R$90,00 (meia-entrada) + taxa adm/ Mesa com Jantar – R$280,00 (inteira) e R$190,00 (meia-entrada) + taxa adm / Mesa Vip com Jantar e Bebidas – R$395,00 (inteira) e R$270,00 (meia-entrada) + taxa adm. Jantar completo: Welcome drink, entrada, prato principal, sobremesa e bebidas não alcoólicas. Bebidas alcoólicas somente para maiores de 18 anos. A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs). É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada da casa.

Ficha Técnica

Direção Geral: Diego Ramiro
Direção de cena e movimento: Giovana Póvoas
Direção Musical e versões: Débora Bérgamo
Desenhador de Luz: Reinaldo Wuicik
Desenhador de Som: Chico Esmanhoto
Figurino e Visagismo: Alex D'arc
Elenco: André Tonanni, Madu Forti e grande elenco.
Realização: Kabuki Live
Patrocinadores: Ministério do Turismo e Britânia
Projeto através de Lei Nacional de Incentivo à Cultura

SERVIÇO:
LEVITY
Quando: 06 de Agosto de 2022 (sábado)
Onde: Ópera Concept Hall (R. Via Veneto, 505 - Santa Felicidade)
Horários: Abertura: 19h / Início do espetáculo: 19h30
Duração: cerca de 120 minutos.
Ingressos: a partir de R$90,00 (meia-entrada) + taxa adm, de acordo com o setor.
Bistrô sem Jantar – R$180,00 (inteira) e R$90,00 (meia-entrada) + taxa adm;
Mesa com Jantar – R$280,00 (inteira) e R$190,00 (meia-entrada) + taxa adm;
Mesa Vip com Jantar e Bebidas – R$395,00 (inteira) e R$270,00 (meia-entrada) + taxa adm. Jantar completo: Welcome drink, entrada, prato principal, sobremesa e bebidas não alcoólicas. Bebidas alcoólicas somente para maiores de 18 anos.
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por titular.
Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
Forma de Pagamento: Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Ventura Shopping - de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), na bilheteria do teatro Guaira (de terça a sábado, das 12 às 21 horas).
Venda online: https://www.diskingressos.com.br/evento/3378/06-08-2022/pr/curitiba/levity
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: livre (a produção recomenda crianças acima de 10 anos para que possam aproveitar a experiência)
Informações p/ o público: (41) 33150808
Realização: Kabuki Live