Uninter comemora 25 anos com sonoro parabéns virtual

Considerada uma das dez maiores instituições de ensino superior do Brasil, o Grupo Uninter abre nesta sexta-feira as comemorações oficiais pelos 25 anos de atividades dedicadas ao desenvolvimento de pessoas e transformando suas histórias por meio da Educação.

A programação será aberta as 9h30 com o programa especial Conversa com o Reitor no qual serão conhecidos os ganhadores do concurso cultural “Histórias que fazem a nossa história”, projeto em comemorativo que reuniu histórias de todos os alunos do país compartilhadas em 11 episódios. O anúncio dos premiados será feito pelo reitor do Centro Universitário Internacional Uninter, Benhur Gaio.

Na parte da tarde, uma live virtual reunirá os 1600 colaboradores da instituição para que todos cantem junto os parabéns e relembrem momentos históricos. Encerrando as comemorações, será realizado Ciclo de Palestras, “presente” para os mais de 300 mil alunos da instituição, transmitido a partir das 19h pela plataforma da Uninter, direto do auditório do campus Moreira Garcez, em Curitiba.

Sobre o Grupo Uninter
O Grupo Uninter está entre os maiores players do segmento educacional e é a única instituição de educação a distância do Brasil recredenciada com nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, o centro universitário conquistou o conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado pelo MEC. O resultado, aliado à nota máxima de seu programa de educação a distância (EAD), consolida a Uninter como a melhor instituição EAD no Brasil, à frente dos outros cinco maiores grupos educacionais que atuam na modalidade. Com sede em Curitiba (PR) e atuação em todo o Brasil e no exterior, já formou mais de 500 mil alunos e, hoje, tem mais de 300 mil estudantes ativos nos mais de 700 cursos ofertados entre graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e extensão, nas modalidades presencial, semipresencial, a distância e telepresencial – inovadora metodologia onde os alunos acompanham as aulas e atividades ao vivo de suas próprias casas. Com mais de 700 polos de apoio presencial para EAD, mantém cinco campi presenciais em Curitiba. Para saber mais acesse uninter.com

Maratona de Sustentabilidade: 12 horas de lives alertam para a importância da preservação da vida

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, Uninter aborda assuntos sobre o nosso futuro comum, e conta com palestrantes de renome internacional

Como combater o Greenwashing e estimular práticas minimalistas para ajudar na preservação do planeta e as próximas gerações. Vamos precisar de mais água, mais alimentos e muito insumos para os quase 10 bilhões de humanos que habitarão o planeta até 2050.

Temas extremamente importantes como estes serão discutidos durante a 2ª Maratona de Sustentabilidade, promovida pelo Centro Universitário Internacional Uninter, no próximo dia 11 de junho.

Serão 12 horas de “lives”, transmitidas gratuitamente por meio do Facebook e YouTube oficiais da instituição. Com o tema central “O Nosso Futuro Comum”, o evento tem como pano de fundo o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho.

O evento tem como objetivo levar informação de qualidade e conscientização a estudantes, professores, profissionais e comunidade em geral sobre os riscos e agressões que nosso planeta vem sofrendo, além de instruções em como podemos contribuir para reverter tais situações.

“A população precisa tomar conhecimento desses temas, pois eles fazem parte e interferem diretamente em nosso cotidiano. Ao conhecê-los podemos mudar nossos hábitos, atitudes e, até mesmo, cobrar mudanças dos nossos gestores governamentais”, afirma o professor Rodrigo Silva, coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Uninter.

Os temas das palestras estão alinhados com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas a serem alcançados até 2030. Entre eles, a mudanças de comportamento para termos atitudes mais sustentáveis, relação entre humanos e a meio ambiente, saneamento básico e qualidade da água, igualdade de gênero, doenças emergentes, tráfico de animais silvestres, agroecologia e energia.

“Cada tema tem sua importância dentro dos 17 objetivos. A ideia é que o público entenda que Meio Ambiente e Sustentabilidade não se restringe apenas a questões ambientais, mas também passam por outras áreas que muitas vezes são ignoradas, como, por exemplo, questões sociais, econômicas, culturais e éticas”, reforça o coordenador.

Entre os convidados para o ciclo de debates estão: Eduardo Bessa, que compõe a diretoria do Painel Internacional de Mudanças no Comportamento da ONU; Dener Giovanini, cineasta e produtor premiado que coordena a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres. O professor e especialista em Agroecologia da EMBRAPA de Aracaju/SE, Edmar Siqueira; a professora e pesquisadora atuante em gênero e sexualidade, Bettina Heerdt; a professora Adriana Ribeiro com sua visão em não apropriação sobre outro animal; e o YouTuber Pinho, que compartilha hábitos minimalistas para um consumo consciente.

A programação também contará com a presença de professores e coordenadores de cursos da graduação e pós-graduação de diferentes áreas e escolas da Uninter.

Para se inscrever gratuitamente, clique aqui.

Confira a programação completa:

9h - Abertura
Prof. Dr. Benhur Etelberto Gaio - UNINTER
Prof. Dr Jorge Luiz Bernardi - UNINTER
Prof. Dr Nelson Pereira Castanheira - UNINTER
Prof. Dra. Dinamara Pereira Machado - UNINTER
Prof. Dr Elton Ivan Schneider - UNINTER
Prof. Dra. Debora Cristina Veneral - UNINTER
Prof. Me. Antonio Lázaro Conte - UNINTER
Prof. Me. Marlus Humberto Geronasso - UNINTER
Prof. Dr. Rodrigo Berté - UNINTER

Palestras
09:50 - Como estimular atitudes mais sustentáveis numa escala global? A missão do painel internacional de mudanças comportamentais (PNUMA/ONU)
Prof. Dr. Eduardo Bessa - (UnB e PNUMA/ONU)

10:40 - Minimalismo: uma saída para a sustentabilidade
Pinho (Designer e Youtuber)

11:30 - Marketing verde e greenwashing
Prof.ª Me. Maria Carolina Bianchi de Avis Neves - UNINTER

12:40 - As formas de relação dos seres humanos com os animais não humanos e as implicações ambientais
Prof.ª Dra. Adriana Ribeiro Ferreira Rodrigues- (SEED/PR)

13:30 - Cidades sustentáveis e educadoras
Prof. Dr. Alceli Ribeiro Alves - UNINTER

14:20 - SUS e meio ambiente: a questão do saneamento no Brasil
Prof.ª Dra. Ivana Maria Saes Busato - UNINTER
Prof. Me. Augusto Lima da Silveira

15:10 - O panorama da fome e desperdício de alimentos
Prof. Me. Alisson David Silva - UNINTER

16:00 - Igualdade de gênero
Prof.ª Dra. Bettina Heerdt (UEPG/PR)

16:50 - A promoção da sustentabilidade por meio da fotografia
Alessandro Castanha - UNINTER

18:00 - Qual o futuro da nossa matriz energética?
Prof. Dr. Marcos Proença – UNINTER

18:50 - O tráfico de animais e as futuras pandemias
Prof Dr. Denner Giovanini (RENCTAS - Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres)

19:40 - Agroecologia
Prof. Dr Edmar Ramos Siqueira (EMBRAPA – Aracaju/SE)

20:30 - O nosso futuro comum
Prof. Dr. Rodrigo Berté - UNINTER

Serviço:
2ª Maratona da Sustentabilidade Uninter
Quando: dia 11 de junho, a partir das 9h.
Inscrições: clique aqui
Transmissão: Facebook e YouTube Uninter
Mais informações: tutoriaambiental@uninter.com

Turismo e lazer por um dia: uma alternativa viável para quem não abre mão de viajar

Adriana Czajkowski e Grazielle Ueno Maccoppi (*)

Ahhh viajar, passear, relaxar, conhecer novos lugares e se desligar da rotina. Sem dúvida estas são alternativas perfeitas para recarregarmos as energias, não é mesmo? Vale ir sozinho, com os amigos ou acompanhado da família. Como é bom desfrutar de uma boa paisagem, aproveitar os momentos de descanso e descobertas fora do nosso espaço habitual. Justamente por isso que o turismo é caracterizado como uma atividade completa de lazer.

Com tantos desafios impostos pela pandemia da COVID-19 é o reconhecimento da necessidade das atividades de lazer que está mantendo a cadeia de serviços turísticos ativa neste período de incertezas. De acordo com a Organização Mundial do Turismo, em dados divulgados esse ano, o turismo mundial sofreu, no ano de 2020, uma queda média de 70% no fluxo e movimentação de turistas, ocasionando uma reorganização do setor de forma ampla e estrutural.

Contudo, apesar do momento delicado para o setor, muitos empresários têm buscado alternativas viáveis aos seus empreendimentos para responder a necessidade da demanda reprimida, visando criar oportunidades de arrecadação coerentes aos seus negócios. Frente a esta nova realidade, também se tornaram premissas imprescindíveis aos empreendimentos do setor o cumprimento das medidas de prevenção da COVID-19, incluindo: atenção ao acesso de clientes, oferta de espaços exclusivos com pouca movimentação de pessoas, e observação das resoluções dos Órgãos Técnicos e Oficiais a respeito das questões higiênicas e sanitárias em vigor.

A partir disso, observa-se o crescimento dos deslocamentos e viagens com distâncias curtas e períodos reduzidos. Os atrativos e equipamentos turísticos próximos aos grandes polos emissores e livres das aglomerações caíram no gosto dos consumidores ávidos pelo turismo. E o serviço de day use está em pleno crescimento, sendo cada vez mais utilizado por diferentes empreendimentos que compõem a oferta turística. A expressão de origem inglesa significa “uso por um dia”, ou seja, uma “mini hospedagem” onde é possível usufruir de toda a infraestrutura e recursos oferecidos pelo empreendimento. Por exemplo: piscina, serviço de praia, SPA, restaurante, sauna, sala de jogos, espaço para eventos, entre outros. Mas o uso é durante um espaço de tempo mais reduzido, sem o pernoite.

Com a mudança de hábitos e a busca de locais seguros e próximos da própria residência, o day use se formata como uma importante alternativa de renda para os empreendimentos, trazendo retorno financeiro e garantia de lazer por um período de tempo viável aos visitantes. Este é um motivo em que é possível considerar o day use umas das grandes tendências atuais aos setores de turismo e hospedagem, destacando-se como uma opção segura para quem deseja uma boa experiência.

E para curtir um day use é importante se programar e reservar com antecedência: o controle do fluxo tem sido elemento fundamental para gerar segurança e conforto. Sendo assim, o limite no número de visitantes é essencial para empreendimento e visitante. Lembre-se, o conceito do day use está diretamente associado a sustentabilidade. Por esse motivo, aproveite as atividades e espaços de lazer de maneira consciente, respeitando o ambiente, cultura e raízes históricas locais.

Por fim, mas não menos importante: realize a confirmação do funcionamento das atividades antes de sair de casa. Com toda a dinâmica do momento, regras e decretos sobre o funcionamento dos empreendimentos podem comprometer a sua programação. Por isso, mesmo com reserva antecipada, é importante confirmar o seu passeio na véspera.

(*) Adriana Czajkowski é coordenadora dos Cursos de Secretariado e Assessoria Executiva Digital do Centro Universitário Internacional UNINTER

(*) Grazielle Ueno Maccoppi é coordenadora dos Cursos de Gestão de Turismo e Gestão Empreendedora de Serviços do Centro Universitário Internacional UNINTER

Os seres humanos como parte do meio ambiente Valéria Pilão

O meio ambiente é tema que a cada década se avoluma no espaço político e econômico e muito se tem discutido sobre medidas para protegê-lo. A ordem econômica brasileira, prevista na Constituição da República de 1988, está fundada em alguns princípios e, dentre eles, está a defesa do meio ambiente. Na mesma Carta está previsto que a propriedade rural deve atender a função social na mesma medida em que deve preservar o meio ambiente.
Ainda, para conferir status constitucional ao tema, há um capítulo específico, no artigo 225, afirmando que se impõe ao poder público e à coletividade o dever de defender e preservar o meio ambiente ecologicamente equilibrado ao qual todos têm direito, tanto as gerações presentes como as gerações futuras. Interessante notar que, o documento máximo da República impõe que as medidas sejam guiadas a atender a salvaguarda do meio ambiente a fim de garantir condições de vida aos humanos ainda vindouros.
No Rio de Janeiro, em 1992, a “Declaração do Rio sobre o meio ambiente e desenvolvimento” reafirmou a “Declaração da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano”, adotada em Estocolmo em 16 de junho de 1972, e elevou o patamar da discussão, consolidando o tema como de alta importância para os países signatários, incluso o Brasil.
Vale lembrar que em 1987 foi divulgado o documento final da Conferência de Estocolmo, chamado de Relatório “Nosso Futuro Comum” e reconhecido como “Relatório Brundtland” em razão do sobrenome da então primeira-ministra norueguesa, Gro Harlem Brundtland (1939-), e foi neste documento que houve efetiva aproximação entre direitos humanos e meio ambiente, impondo a integração dessa temática às agendas políticas nacionais.
A Agenda 2030, voltada para o desenvolvimento sustentável, mostra a construção histórica de instrumentos protetivos do meio ambiente e a preocupação da Organização das Nações Unidas e, portanto, de seus países membros, com o debate e a necessidade de implementação de políticas públicas com esse viés.
Há sérios e profundos debates sobre sua definição que não cabem nesta oportunidade. De qualquer forma, vale dizer que ao falar em meio ambiente a compreensão contida é que se trata de todos os organismos vivos e não vivos do planeta Terra e que, se atingidos, afetaram o conjunto da fauna, da flora e dos seres humanos. Fazem parte, portanto, as águas, o clima, as florestas, os desertos, o ar, o espaço, o petróleo, etc. Ademais, soma-se a isso, a forma como produzimos e ordenamos rejeitos, o modo como conduzimos a produção de alimentos no campo, por exemplo.
Na declaração de 1972 ficou consagrado que o homem é construtor e obra do meio ambiente, na mesma medida em que dele se vale para o seu sustento material bem como para o seu desenvolvimento intelectual, moral, social e espiritual. Os seres humanos, portanto, são parte desse todo e dependentes de uma gestão sustentável do meio ambiente.
Não à toa, o primeiro documento de destaque da ONU que compromete a todos os países membros é chamado de “Declaração da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano”. Assim, saber-se membro dessa coletividade inescapável é o primeiro passo para a manutenção de um planeta habitável, garantindo saúde para as gerações presentes e futuras.

(*) Valéria Pilão é doutora em Ciências Sociais e professora do curso de Sociologia da Área de Humanidades do Centro Universitário Internacional UNINTER

Lar doce lar: a pandemia e o crescimento da categoria Casa-Jardim

Imagine a cena: você sentando em seu sofá, trabalhando no seu notebook, dá uma espiadinha e percebe que sua cortina está desbotada. Olha para o teto e vê aquela lâmpada com a fiação aparente, que está muito feia! É fato: as pessoas estão mais em casa e, com isso, redescobrem (ou descobrem) o seu lar. Antes, para muitos, a casa servia apenas como uma espécie de “hotel” (jantar, tomar banho, dormir). Porém, com o isolamento social, as pessoas têm ficado mais no local, logo, tem se preocupado em tornar seus lares mais confortáveis e bonitos.

Segundo dados da Consultoria McKinsey & Company, com a pandemia, as “casas” assumiram um novo papel: elas viraram o “centro da vida das pessoas”. Não é mais só um lugar de descanso, mas sim um espaço de entretenimento, de socialização, de cuidados pessoais, de exercícios físicos e claro, de trabalho. Portanto, este “centro” está recebendo uma atenção especial. Para provar o que estou falando, pesquisei no Google Trends as buscas que as pessoas fizeram nos últimos 12 meses, primeiramente na categoria “casa e jardim” (Figura 01) e depois em “viagens” (figura 02). Percebam que a primeira curva está em tendência clara de subida, enquanto que a segunda está em tendência de queda.

E digo mais: esse será nosso novo normal! Não estou falando que as pessoas vão deixar de viajar. É claro que, passando esta situação de pandemia, esta atividade, aos poucos, voltará a crescer. Porém, o “lar” vai continuar sendo nosso centro de atenções, pois muitas empresas e autônomos perceberam que é tão agradável como produtivo trabalhar em casa. Assim sendo, as pessoas vão continuar a ficar mais em casa, mesmo no período pós-pandemia.

Logo, se você tem uma empresa nesse setor, fique feliz, pois esta é uma ótima notícia e corra para ampliar seus negócios. Mas se não, faça uma reflexão de como a sua empresa pode se adaptar e oferecer algo que deixe a casa deste novo consumidor mais agradável, bonita e funcional.

Por exemplo, se você tem uma empresa que comercializa cosméticos, pense em algo que você possa oferecer para aumentar o bem-estar, como velas, incensos, difusores de fragrâncias, etc... Ou ainda, se você comercializa produtos para marcenaria, que tal oferecer kits prontos de pequenos armários, racks e prateleiras? Isso porque a tendência do DIY (Do it Yourself ou “faça você”) vai crescer também.

Enfim, nem sempre esta descoberta será fácil ou mesmo possível. Mas é importante que este exercício seja feito. Só alerto para um cuidado: não tente ir para um setor “muito longe” do que sua empresa já trabalha. Corre-se o risco de causar estranheza e não caber no que eu chamo de “gôndola mental” do consumidor. Um exemplo clássico foi quando a empresa Yakult, que vende leite fermentado, resolveu fazer cosméticos e, claro, não deu certo. Mas, se for o caso de optar por algo muito diferente, pense em lançar uma nova marca. Infelizmente os empreendedores neste momento, sempre terão este trade off: usar a marca forte e já conhecida para lançar novos produtos? Ou construir uma marca nova, do zero, para não “queimar” a marca atual? Minha resposta: pesquise e pergunte para seu consumidor o que ele acha. Afinal, a opinião dele é a que importa, e não a sua ou a minha!

Autora: Shirlei Miranda Camargo é tutora do Curso de Gestão Comercial do Centro Universitário Internacional Uninter.

Sherlock Homes sem Sherlock Homes

Willian e Jô são um casal de detetives com uma carreira brilhante. O sucesso nos casos é tanto, que ambos são considerados os Sherlock Homes e Watson, respectivamente, da sua geração. Já aposentados, o casal recebe uma proposta de escrever um livro sobre suas carreiras. A partir daí, lembranças dos principais casos e velhos segredos acabam vindo à tona, trazendo dúvidas sobre a relação profissional e pessoal dos dois detetives.

A peça será estreada no Festival de Curitiba 2020 e tem um processo de direção coletiva com todos os integrantes do grupo. Neste processo, em que não tem apenas um responsável, tudo parte da dramaturgia (roteirizada por Taylon Nizer). É um trabalho um pouco mais lento do que a direção exclusiva, porque por mais que cada membro da Cia. tenha uma visão diferente sobre determinada cena ou situação, é uma tarefa em equipe e tudo é discutido e combinado para agradar a todos e, principalmente, o público.

Além disso, conta com a atuação de Julia Beghetto e Taylon Nizer, produção de Isabela Karpen e Juliana Perález e trabalhos técnicos de Alexandre Leonardo Luft e Juliana Perález.

Serviço:
Datas: 29/03 às 14:00 e 17:00 e dia 30/03 às 20:30
Local: UNINTER-Garcez (Boca Maldita) - Rua Luiz Xavier n°103, Centro
Ingressos: R$20,00 (inteira) / R$10,00 (meia)
Classificação: Livre

Sinopse
Willian e Jô são um casal de detetives aposentados com uma carreira tão brilhante que ambos são considerados os Sherlock Holmes e Watson da sua geração. Quando a oportunidade de recordar os casos de sucesso do passado surge, velhos segredos são inevitavelmente relembrados também.

Sobre a Companhia
A Companhia Teatral independente “AhPronto!” começou em 2019 por Alexandre Leonardo Luft, Isabela Karpen, Julia Beghetto, Juliana Perález e Taylon Nizer, estudantes de Artes Cênicas da Faculdade de Artes do Paraná. A companhia surgiu para aprimorar as experiências profissionais e promover os projetos desenvolvidos pelo grupo, além de disseminar a arte e a cultura.

Curitibano vencedor do MasterChef bate-papo sobre empreendedorismo em evento gratuito

Conversa acontece na Uninter; inscrições estão abertas ao público

Vitor Bourguignon, vencedor do reality show gastronômico MasterChef – Revanche, participa de bate-papo sobre empreendedorismo e gastronomia no Centro Universitário Internacional Uninter. O evento, marcado para o dia 03 de março, abre o ano letivo dos cursos de Administração de Empresas e Gestão Estratégica Empresarial, com entrada aberta ao público e gratuita.

Para a coordenadora dos cursos, Vanessa Estela Rolon, encontros como esse ajudam alunos e comunidade na troca de conhecimento. ‘‘Nosso objetivo é preparar os estudantes para o mercado de trabalho e começar as aulas com histórias inspiradoras e casos de sucesso”, explica.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente por meio do link https://bit.ly/2HLDK9f para a palestra presencial, que acontece a partir das 19h no Campus Garcez.

Quem não puder comparecer ao local, ou estiver em outras cidades do Brasil, pode acompanhar a conversa pela transmissão ao vivo na página do Facebook da Uninter https://www.facebook.com/grupoeducacionaluninter/ ou por meio do portal do aluno Univirtus.

Serviço

Bate-papo com Vitor Bourguignon

Tema: Empreendedorismo e Sabores

Data: 03 de março, às 19h

Local: Campus Uninter Garcez – Rua Luiz Xavier, 103

Inscrições gratuitas no link https://bit.ly/2HLDK9f

Acompanhe ao vivo em todo o país pelo Facebook: https://www.facebook.com/grupoeducacionaluninter/

Sobre o Grupo Uninter

O Grupo Uninter está entre os maiores players do segmento educacional, e é a única instituição de ensino a distância do Brasil recredenciada com nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, o centro universitário conquistou o conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado pelo MEC. O resultado aliado à nota máxima de seu programa de educação a distância (EAD), consolida a Uninter como a melhor instituição EAD no Brasil, à frente dos outros cinco maiores grupos educacionais que atuam na modalidade.

Sediado em Curitiba (PR), já formou mais de 500 mil alunos e, hoje, tem mais de 250 mil alunos ativos nos mais de 200 cursos ofertados entre graduação, pós-graduação, mestrado e extensão, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Com polos de apoio presencial, estrategicamente localizados em todo o território brasileiro, mantém cinco campi no coração de Curitiba. São 2 mil funcionários trabalhando todos os dias para transformar a educação brasileira em realidade. Para saber mais acesse uninter.com

Engordei no fim de ano, o que fazer?

Engordei no fim de ano, o que fazer?

Graças a Deus o fim do ano chegou. Esse momento é muito aguardado por milhares de brasileiros para descansar, rever os familiares e curtir os amigos. Antes disso tudo, você é convidado entre o mês de novembro e dezembro para participar das confraternizações do trabalho e grupos sociais. Sem nem pensar, você participa feliz de todas e não perde nenhuma, comendo e bebendo sem dor na consciência. Depois de passar por esse momento “difícil” do ano, você ainda viaja para a casa dos familiares e lá você come, bebe e dorme sem qualquer tipo de restrição.

As tão esperadas férias chegaram e você nem se lembra de fazer qualquer tipo de exercício físico. Devemos destacar que é neste período que você tem tempo para caminhar, correr ou tonificar aqueles músculos que estão precisando de uma forcinha.

Você pode pensar: não é hora de fazer exercícios físicos, é hora de curtir. Praia, sol, mar, comidas gostosas e calóricas e você o que faz? Come e repete várias vezes o churrasquinho, a linguicinha, o camarãozinho, o peixinho frito, além de abusar das bebidas alcoólicas. Com isso, os intermináveis dias de férias passam e com eles você fatalmente vai engordar. Neste momento você nem pensa em olhar para o espelho, pois ele não é o seu melhor amigo.

As férias acabaram e você engordou. Para piorar o problema, agora você não tem tempo para fazer uma atividade física, porque retornou ao trabalho e ainda tem que cuidar dos filhos, casa e os cachorros.

Para resolver os quilos que ganhou no final do ano e que estão te incomodando muito, a solução é fazer aquela dieta infalível. Por isso a primeira decisão sua é cortar o café da manhã e tomar apenas café puro e sem açúcar. Na sequência, você leva inúmeros tipos de chás para o trabalho: chá verde, chá de limão, de hortelã, bebe vinagre de maçã puro, toma meio copo de limão em jejum e ainda segue diariamente todas a dietas orientadas na internet.

Continuando o sacrifício, durante o dia você ainda evita os doces e comidas gordurosas. A noite come uma saladinha básica e alguns ovos para matar a fome, afinal o corpo está querendo se alimentar e você simplesmente ignora, imaginando que deixá-lo sem comida é a solução. Assim a dieta é feita por longos e intermináveis dias, até que aquela necessidade de comer começa a te irritar e, de uma hora para outra, volta a comer tudo novamente.

Caros leitores, descrevi apenas alguns capítulos da longa novela que grande parte dos brasileiros passa todos os anos, isso baseada nas longas e intermináveis conversas com as amigas. Com isso, resolvi escrever algumas sugestões para que você mude o capítulo dessa novela no próximo fim de ano, a partir de simples atitudes antes, durante e depois das férias.

Mesmo antes das férias, procure um nutricionista que possa realizar uma reeducação alimentar no seu cardápio. Tenho certeza que esse profissional não vai privar de comer as comidas mais deliciosas antes, durante e após o fim de ano;
Não aguarde as férias acabarem para tomar atitudes;
As férias são um bom momento de começar ou CONTINUAR os exercícios físicos. Neste período você tem tempo para se exercitar, sentir as fatais dores musculares, mas acima de tudo, poderá descansar e se recuperar dos treinos;
Procure uma atividade física que goste e que sinta prazer de realizar;
Esta informação é muito importante, porque sem isso fatalmente você vai desistir. Se a academia não te atrai, faça uma caminhada orientada no parque, no seu bairro ou na quadra da sua residência;
Não tente correr antes de caminhar. Para correr é necessário que o corpo esteja condicionado a essa prática e isso acontece a partir da caminhada;
O tempo de fazer atividade física é você quem determina. Não encontre desculpas ou atribuições para não realizar;
Não coma exageradamente nem antes, durante ou depois das férias. SEU CORPO é retrato da sua alimentação;
Normalmente os alimentos ingeridos nas férias são mais gordurosos e nem tão saudáveis como você pensa, por isso a palavra é controle alimentar juntamente com os exercícios físicos.
Nas férias, permitimos que os nossos filhos ultrapassem algumas regras alimentares e nem nos damos conta de que isso não é bom para eles. Quando sair para realizar os exercícios físicos, leve-os. Lembre-se sempre que os hábitos saudáveis são repassados de pais para os filhos. Por isso, sejam bons exemplos, inclusive nas férias.
Férias é um período merecido, mas não podemos esquecer que os resultados bons ou ruins da nossa alimentação serão notados externamente ou internamente polo nosso corpo. Por isso, cuide-se com carinho e não esqueça de exercitar-se em todos os momentos do ano.
Caro leitor, esperamos que este texto traga boas reflexões, mas acima de tudo, possam trazer mudanças nas atitudes, tanto dos hábitos alimentares quanto na melhora da qualidade de vida e saúde dos indivíduos.

Autora: Marina Aggio é professora mestre no curso de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Meia Maratona do Litoral do Paraná acontece em fevereiro

Organizada pelo Grupo Uninter, evento tem categorias de 5km e 21km.

Matinhos vai ficar movimentada no dia 23 de fevereiro com a Meia Maratona Litoral Uninter 2020. A prova terá trajetos com 21 e 5 quilômetros, com saída do Balneário da Praia Grande.

Para os atletas que vão percorrer a maior distância, a largada será às 7h; já para o percurso de cinco quilômetros, a saída é às 7h10.

Podem participar adultos com idades entre 18 e 65 anos ou mais nas categorias feminina e masculina de 21 quilômetros; e 16 e 65 anos, no percurso dos cinco quilômetros.

Além da corrida para adultos, a Meia Maratona também terá a categoria ‘Corrida Kids’. Crianças de quatro a seis anos podem percorrer a distância de 100 metros; assim como as de sete a nove podem participar da corrida com distância de 200 metros; além delas, os que tem entre 10 e 12 anos podem correr na categoria dos 400 metros de distância. A largada acontecerá às 10h.

Os atletas que quiserem participar podem fazer a inscrição e encontrar mais informações pelo site https://bit.ly/2Gipe8q

Sobre o Grupo Uninter
O Grupo Uninter está entre os maiores players do segmento educacional, e é a única instituição de ensino a distância do Brasil recredenciada com nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, o centro universitário conquistou o conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado pelo MEC. O resultado aliado à nota máxima de seu programa de educação a distância (EAD), consolida a Uninter como a melhor instituição EAD no Brasil, à frente dos outros cinco maiores grupos educacionais que atuam na modalidade.

Sediado em Curitiba (PR), já formou mais de 500 mil alunos e, hoje, tem mais de 250 mil alunos ativos nos mais de 200 cursos ofertados entre graduação, pós-graduação, mestrado e extensão, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Com polos de apoio presencial, estrategicamente localizados em todo o território brasileiro, mantém cinco campi no coração de Curitiba. São 2 mil funcionários trabalhando todos os dias para transformar a educação brasileira em realidade. Para saber mais, acesse uninter.com

Engordei no fim de ano, o que fazer?

Graças a Deus o fim do ano chegou. Esse momento é muito aguardado por milhares de brasileiros para descansar, rever os familiares e curtir os amigos. Antes disso tudo, você é convidado entre o mês de novembro e dezembro para participar das confraternizações do trabalho e grupos sociais. Sem nem pensar, você participa feliz de todas e não perde nenhuma, comendo e bebendo sem dor na consciência. Depois de passar por esse momento “difícil” do ano, você ainda viaja para a casa dos familiares e lá você come, bebe e dorme sem qualquer tipo de restrição.

As tão esperadas férias chegaram e você nem se lembra de fazer qualquer tipo de exercício físico. Devemos destacar que é neste período que você tem tempo para caminhar, correr ou tonificar aqueles músculos que estão precisando de uma forcinha.

Você pode pensar: não é hora de fazer exercícios físicos, é hora de curtir. Praia, sol, mar, comidas gostosas e calóricas e você o que faz? Come e repete várias vezes o churrasquinho, a linguicinha, o camarãozinho, o peixinho frito, além de abusar das bebidas alcoólicas. Com isso, os intermináveis dias de férias passam e com eles você fatalmente vai engordar. Neste momento você nem pensa em olhar para o espelho, pois ele não é o seu melhor amigo.

As férias acabaram e você engordou. Para piorar o problema, agora você não tem tempo para fazer uma atividade física, porque retornou ao trabalho e ainda tem que cuidar dos filhos, casa e os cachorros.

Para resolver os quilos que ganhou no final do ano e que estão te incomodando muito, a solução é fazer aquela dieta infalível. Por isso a primeira decisão sua é cortar o café da manhã e tomar apenas café puro e sem açúcar. Na sequência, você leva inúmeros tipos de chás para o trabalho: chá verde, chá de limão, de hortelã, bebe vinagre de maçã puro, toma meio copo de limão em jejum e ainda segue diariamente todas a dietas orientadas na internet.

Continuando o sacrifício, durante o dia você ainda evita os doces e comidas gordurosas. A noite come uma saladinha básica e alguns ovos para matar a fome, afinal o corpo está querendo se alimentar e você simplesmente ignora, imaginando que deixá-lo sem comida é a solução. Assim a dieta é feita por longos e intermináveis dias, até que aquela necessidade de comer começa a te irritar e, de uma hora para outra, volta a comer tudo novamente.

Caros leitores, descrevi apenas alguns capítulos da longa novela que grande parte dos brasileiros passa todos os anos, isso baseada nas longas e intermináveis conversas com as amigas. Com isso, resolvi escrever algumas sugestões para que você mude o capítulo dessa novela no próximo fim de ano, a partir de simples atitudes antes, durante e depois das férias.

Mesmo antes das férias, procure um nutricionista que possa realizar uma reeducação alimentar no seu cardápio. Tenho certeza que esse profissional não vai privar de comer as comidas mais deliciosas antes, durante e após o fim de ano;
Não aguarde as férias acabarem para tomar atitudes;
As férias são um bom momento de começar ou CONTINUAR os exercícios físicos. Neste período você tem tempo para se exercitar, sentir as fatais dores musculares, mas acima de tudo, poderá descansar e se recuperar dos treinos;
Procure uma atividade física que goste e que sinta prazer de realizar;
Esta informação é muito importante, porque sem isso fatalmente você vai desistir. Se a academia não te atrai, faça uma caminhada orientada no parque, no seu bairro ou na quadra da sua residência;
Não tente correr antes de caminhar. Para correr é necessário que o corpo esteja condicionado a essa prática e isso acontece a partir da caminhada;
O tempo de fazer atividade física é você quem determina. Não encontre desculpas ou atribuições para não realizar;
Não coma exageradamente nem antes, durante ou depois das férias. SEU CORPO é retrato da sua alimentação;
Normalmente os alimentos ingeridos nas férias são mais gordurosos e nem tão saudáveis como você pensa, por isso a palavra é controle alimentar juntamente com os exercícios físicos.
Nas férias, permitimos que os nossos filhos ultrapassem algumas regras alimentares e nem nos damos conta de que isso não é bom para eles. Quando sair para realizar os exercícios físicos, leve-os. Lembre-se sempre que os hábitos saudáveis são repassados de pais para os filhos. Por isso, sejam bons exemplos, inclusive nas férias.
Férias é um período merecido, mas não podemos esquecer que os resultados bons ou ruins da nossa alimentação serão notados externamente ou internamente polo nosso corpo. Por isso, cuide-se com carinho e não esqueça de exercitar-se em todos os momentos do ano.
Caro leitor, esperamos que este texto traga boas reflexões, mas acima de tudo, possam trazer mudanças nas atitudes, tanto dos hábitos alimentares quanto na melhora da qualidade de vida e saúde dos indivíduos.

Autora: Marina Aggio é professora mestre no curso de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.