Traga seus filhos para a etapa infantil de corridas de rua de Curitiba

Traga seus filhos para a etapa infantil de corridas de rua de Curitiba

Inscrições são gratuitas e competição será em abril; a realização é da Prefeitura de Curitiba, com patrocínio da Clinipam

Preparar, apontar, fogo: está dada a largada para Corrida Infantil Clinipam – 1ª Etapa do Circuito Infantil de Corridas de Curitiba – Corrida Clinipam. O evento será no dia 14 de abril e é aberto para crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos. A ação é realizada pela Prefeitura de Curitiba, com o patrocínio da Clinipam, para comemorar o mês mundial da saúde, celebrado em abril.

A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde para conscientizar a população a respeito da importância de manter o corpo e mente saudável, além de debater assuntos relacionados à preservação da saúde e qualidade de vida.

O Circuito Infantil de Corrida de Rua tem como objetivo estimular a prática da atividade física e favorecer o intercâmbio esportivo e social e é aberta a toda comunidade. O evento é gratuito e acontece no Parque Barigui, em frente ao Restaurante Maggiore, a partir das 8 horas. Todos os competidores vão receber medalhas e os vencedores, de cada categoria, vão subir no pódium.

Na ocasião, haverá arrecadação de tênis em bom estado para serem doados a crianças carentes atendidas pela FAS.

Inscrição gratuita

Para a comunidade, o período de inscrição é de 1 a 5 de abril no site da Prefeitura. Para as crianças de 6 a 8 anos a competição será festiva e as inscrições serão feitas no local.

Dieta Detox pós fim de ano funciona?

Dieta Detox pós fim de ano funciona?
Nutricionista esclarece indicações e riscos de fazer o famoso Detox depois da virada

As comemorações de fim de ano já passaram e agora começa a correria para eliminar tudo o que se comeu durante as ceias. É nesse período “pós-festança” que a dieta Detox entra em ação, aumentando o aporte de nutrientes e ajudando o corpo a eliminar toxinas. Segundo Cintya Bassi, nutricionista do Grupo São Cristóvão Saúde, essa alimentação é recomendada após períodos de consumo exagerado de comidas gordurosas, industrializadas, muito açucaradas e que contêm grandes quantidades de sal e substâncias químicas.
Somados a esses excessos, fatores como cigarro, estresse e poluição acabam contribuindo com a piora da saúde nessa época do ano. Cintya indica os malefícios que podem ser decorrentes disso:
Diarreia ou constipação
Gosto amargo na boca
Dores de cabeça
Baixa resistência imunológica
Inchaço
Alergia
Insônia
Ansiedade
Indisposição
Mas, o que está incluso em uma dieta Detox? De acordo com a nutricionista, frutas, verduras, legumes, peixes, ervas e chás são essenciais para reequilibrar a saúde do corpo, dando sempre preferência a produtos orgânicos e à ingestão de bastante água ao longo do dia. Confira alguns alimentos que podem ser usados:
Abacaxi – auxilia na eliminação de impurezas,
Gengibre – melhora a digestão, fortalece o sistema imunológico e combate a constipação intestinal,
Berinjela – tem ação digestiva e laxante,
Couve – estimula a produção de enzimas que ajudam na eliminação de toxinas e é fonte de vitamina B,
Limão, laranja, kiwi e acerola – possuem substâncias antioxidantes e fortalecem a imunidade,
Hibisco, chá verde – fonte de antioxidantes.
E ainda temos as fibras, que ajudam a equilibrar os níveis de glicose no sangue e podem ser encontradas em biscoitos, arroz e pães integrais, aveia, açúcar mascavo, linhaça e cereais em geral. Os benefícios das receitas Detox à saúde incluem a melhora do sistema imunológico, do funcionamento intestinal e do metabolismo, além da diminuição da retenção de líquido, do estresse e das dores de cabeça.
No entanto, a nutricionista avisa que nutrientes essenciais presentes na carne e no leite não podem ficar muito tempo fora da dieta, sem a substituição adequada. “A ausência deles pode acarretar em diminuição no fornecimento de energia para as atividades diárias, perda muscular e carência de vitaminas e minerais. Por isso, a dieta Detox tem que ser bem planejada e orientada. Diabéticos, gestantes e lactantes não devem segui-la”, alerta.