Heloisa Garrett completa um ano à frente do Lide Paraná

Empresária faz uma análise de sua gestão em um ano atípico, que forçou a reinvenção em meio à pandemia

A jornalista e empresária Heloisa Garrett completou, no último dia 01 de setembro, seu primeiro ano como presidente da regional Paraná do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE Paraná). Desde que assumiu as operações da unidade, Heloisa havia traçado um calendário de atividades intenso para 2020. "Contudo, não esperávamos a pandemia. Mas reformulamos a operação, redefinimos as prioridades do LIDE Paraná e nos aproximarmos dos filiados, criando formas de engajá-los, de gerar valor para a entidade e de promovemos esse ambiente rico de discussões e negócios, dentro de uma agenda positiva", avalia ela.

Hoje, o LIDE Paraná é tido como uma das principais unidades do Brasil, graças à sua excelente representatividade, ideias inovadoras, pioneirismo em uma série de iniciativas sociais, promoção de eventos online, conteúdo e engajamento. "Temos levantado uma série de demandas dentro do LIDE e isso tem impactado outras unidades maduras dentro do sistema LIDE, o que torna nossa atuação ainda mais relevante", completa Heloisa.

Outra questão a ser destacada dentro desse primeiro ano é a expansão das iniciativas para o interior do estado. "Mesmo não estando presente fisicamente nessas localidades, o que era um plano bem consistente antes da pandemia, consegui crescer em pautas importantes como logística, agronegócio e serviços. Enfim, usei do meu relacionamento e habilidades como comunicadora para crescer como entidade nessa pandemia, e essa é uma questão muito positiva. O fato de ser mulher e ser jovem traz uma vitalidade para a operação e isso é reconhecido pelos filiados e pelo sistema empresarial como um todo", pontua a presidente.

Para ela, o ano passou muito rápido e surpreendeu a todos. "Foi um ano de reencontros, recomeços, redefinições e muito crescimento. Mesmo sem os eventos presenciais, o LIDE Paraná foi uma das unidades que mais teve novos filiados e que cresceu em demandas de conteúdo. Isso me deixa muito orgulhosa, especialmente pela qualidade dos eventos, das discussões e alianças que promovemos", continua Heloisa.

E ela não para. "Toda semana busco inovar, uma vez que tudo no mundo digital tem uma volatilidade muito rápida e é preciso acompanhar essa nova dinâmica de trabalho e crescimento com agilidade, liderança dinâmica e jovialidade. Importante mencionar que ainda são poucas as lideranças femininas à frente de entidades empresariais e, como mulheres, temos muita sensibilidade para tratar de uma série de temas, tais como violência contra a mulher e a pobreza, além de gerenciar o relacionamento entre os filiados e acelerar uma série de situações", coloca.

O respaldo que Heloisa tem do comitê de gestão criado do LIDE Global, que congrega todas as unidades nacionais e internacionais do sistema, e de presidentes de outras unidades que têm operações mais maduras, também tem sido fundamental nesse primeiro ano. "Recebo muita orientação para saber lidar com todas as pressões e dificuldades que o momento impõe. Uma liderança não se faz sozinha. Com o comitê de Gestão e com os filiados tenho uma troca muito rica. É preciso sempre envolver boas pessoas para construir uma boa liderança. Não podemos estar juntos fisicamente, mas estamos conectamos e juntos unidos pela retomada da nossa economia e somando esforços para salvar vidas. Também não temos todas as respostas, mas estamos trabalhando para construir saídas possíveis e nos fortalecermos como comunidade empresarial neste difícil momento que vivemos. Colocamos a estrutura do LIDE à disposição dos empresários paranaenses, o que nos fortalece para nos recuperarmos mais rapidamente", finaliza Heloisa.

Confira o que o LIDE Paraná já fez pelos empresários paranaenses durante a pandemia:

Integração das agendas com unidades do LIDE de todo o Brasil e internacionais, possibilitando acesso a mais conteúdos e conexões de negócio;
Diariamente oferece boletins econômicos e boletins de saúde em suas redes sociais, porque informação é uma arma poderosa neste momento;
Semanalmente tem uma grade de conteúdo rica de insights e uma pauta positiva com autoridades e grandes empresários para superarmos este momento;
Ampliou a conexão entre as 20 unidades no Brasil e nove unidades no exterior, com o objetivo de gerar negócios para os filiados;
Em suas redes sociais valoriza as boas práticas dos empresários paranaenses que são pioneiros em inovação e solidariedade;
Monitora o ecossistema empresarial por meio de pesquisas periódicas que dão insights e geram conteúdo rico e direcionam nossos pleitos da classe empresarial ao poder público;
Lançou gratuitamente o EAD contra a Covid-19 como uma forma de ampliar o alcance dos colaboradores das empresas a como ter medidas eficientes de prevenção contra o vírus;
Apoia às ações da Santa Casa nas comemorações dos 140 anos da entidade, um dos centros de referência no Combate à Covid-19. Mobilização na arrecadação de recursos e EPIs;
Com o projeto Um novo Olhar, o LIDE Mulher está chamando a atenção para um problema que tem números dignos de uma pandemia, a violência contra a mulher. Um problema que se agravou com o isolamento social;
Apoia a iniciativa Rooms Against Covid para que profissionais da saúde possam usar quartos de hotéis, fazendo o distanciamento social de seus familiares enquanto estão trabalhando na linha de frente do combate à pandemia;
Com o Bazar do LIDE Mulher na TROC, mobilizou mulheres para doarem peças de seus guarda-roupas para serem vendidas online, além de incentivarmos a sustentabilidade na moda. Os recursos arrecadados estão sendo revertidos em toneladas de alimentos.

Um pouco sobre Heloisa Garrett
Heloisa Garrett é jornalista, com especialização em gestão cultural, artes visuais e negociação estratégica. Empresária atuante na área empresarial com uma agência de eventos B2B, a The Way, e cofundadora da startup Conecta, plataforma de incentivos fiscais. Hoje divide sua rotina executiva com a presidência do LIDE Paraná. Casada e mãe de três filhos, também foi responsável pela produção e editoração do livro Arte do Vestuário.

O consumo consciente da moda pode trazer mudanças positivas no hábito individual e ambiental

O LIDE Paraná participa da iniciativa internacional de consumo consciente de moda, o “setembro em segunda mão”. Através da plataforma TROC, o grupo angariou roupas de afiliadas e o valor arrecadados converteu em insumos para a famílias em situação de vulnerabilidade atendidas pelo Projeto Luz

Setembro é o mês do consumo consciente da moda. O impacto ambiental da indústria têxtil é uma das mais danosas para o meio ambiente, isso porque para a produção de tecidos é utilizado uma grande quantidade de recursos naturais não renováveis. Além de que é necessário cerca de 150 litros de água para a produção de um quilo de tecido, sendo que 88% acaba sendo descartado como efluentes líquidos e 12% são perdidos por evaporação.

Para conscientizar as pessoas dos impactos ambientais causados pela indústria da moda, a organização solidária britânica Oxfam lançou o desafio “setembro em Segunda Mão”, a ideia é encorajar consumidores a passar a consumir roupas de segunda mão, pelo menos no mês de setembro. A percepção dessa mudança de paradigma sensibilizou também marcar grandes que decidiram reduzir a quantidade de coleções a serem lançadas e focando em alternativas mais sustentáveis nas produções.

Essa mudança já pode ser sentida, mesmo que em pequenos passos. As gerações passadas vivenciaram um crescimento do mercado da moda e sentiram a necessidade de encher os armários com as mais diversas peças, com o intuito de ter quantidade a qualidade. Mas essa mentalidade vem se transformando com a conscientização dos impactos causados ao meio ambiente.

Com vasto conhecimento na área têxtil, a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, produziu um livro “Arte e técnica do vestuário em Santa Catarina” sobre a indústria têxtil em conjunto com a jornalista Astrid Façanha e compreende a importância de dar visibilidade a esta causa.

A questão do meio ambiente vem ganhando força nos últimos anos para cá e as pautas que envolvem esta temática estão ganhando visibilidade. Para além de dar visibilidade para a causa do consumo consciente e sustentável, o LIDE Paraná atua com iniciativas que têm retorno social para além da criação de consciência individual.

Com uma loja na TROC, plataforma de brechó online, o grupo arrecadou roupas de suas filiadas e o valor recebido na venda das peças foi convertido em insumos para famílias em situação de vulnerabilidade atendidos pelo Projeto Luz.

LOGÍSTICA INTEGRADA

Benefícios em escala e redução de custos ganham a adesão de diferentes segmentos de produtos; websérie reúne líderes, fomentando soluções

Por Íntegra Comunicação Estratégica / Mídia Partner LIDE MT

Otimizar processos, reduzir custos e aumentar a produtividade e a satisfação do cliente são objetivos da logística integrada. Aliada do reposicionamento de negócios durante e no pós-pandemia, esse sistema integrado de fluxos, serviços e informações tem na ampliação dos serviços ferroviários no Brasil um caminho concreto para o fortalecimento de diferentes marcas e segmentos. Unindo duas gigantes do mercado, Brado e Amaggi, a logística sobre trilhos e as perspectivas para o Brasil é o mote do 7º episódio da Websérie Especial Logística Integrada, promovida pelo LIDE Grupo de Líderes Empresariais do Paraná, Mato Grosso e Santos.

Com uma cobertura atual da ordem de 70% do território nacional, a Brado deu passos largos nos últimos anos para atender à alta demanda por competitividade e ganhos de escala no mercado brasileiro e internacional. A empresa que vem crescendo em média 20% ao ano incorporou aos serviços a oferta de vagões empilhados, os chamados double-stack, ampliando em 40% a capacidade de carregamento. Em “dois andares” repletos de diferentes mercadorias, muitas vezes num mix de commodities e subprodutos, os vagões carreiam pelos trilhos 70 tipos de produtos, todos os dias, entre Sumaré (SP) e Rondonópolis (MT).

Essa variedade é facilmente percebida na carteira de 230 clientes, que inclui marcas como ADM, Carrefour, Eldorado, JBS e Minerva Foods. “A gente não vende transporte, a gente proporciona solução, com benefícios de qualidade, segurança, controle. Nós podemos levar a soja, mas também o feijão, a glicerina, cerveja, vestuário. Isso é oportunidade para a construção de novos negócios. Hoje, por exemplo, boa parte do material de construção que chega a Mato Grosso vai pelos contêineres. O nosso business é oferecer soluções integradas a toda a cadeia”, declara Douglas Goetten, diretor comercial da Brado.

Quando o assunto é o caminho das commodities pelos trilhos do Brasil, destaca-se que não apenas de soja se enchem os vagões. O algodão, que tem um processamento diferenciado, também aderiu à matriz ferroviária. Mostra desse movimento, pela quarta safra consecutiva, a Amaggi utiliza contêineres da Brado para a remessa de algodão até o Porto de Santos (SP).

“A Amaggi sempre vinha num tipo de escoamento muito tradicional. O algodão chegava em Santos, fazia a estufagem e processamento nos berços para ser exportado. Uma grande preocupação sempre foi a estrutura de preparo nos portos para a exportação. Após conversarmos bastante, a Brado trouxe essa inovação”, pontua o supervisor de Logística da Amaggi, Alexandre Botter Fonzar.

Soluções em logística integrada podem ser consideradas um dos pilares que alçaram a Amaggi de produtora de grãos ao status de um dos grupos econômicos de maior projeção no Brasil e no mundo. O gerente de Logística Anilton Carmo observa que 80% das commodities movimentadas pela Amaggi são escoadas por meio de intermodais, associando as tradicionais carretas a hidrovias e ferrovias. O caminho mais ágil aos portos resguarda os prazos de embarque nos navios que levam grãos até diferentes compradores internacionais.

“A ferrovia é uma forma de chegar ao porto com a mercadoria mais preparada para embarcar no navio. Cada vez mais essa estrutura chega ao interior do Brasil. A intermodalidade não é o futuro. Para nós, já é o presente”, destaca.

Logística integrada – Promovido pelo LIDE Mato Grosso, LIDE Santos e LIDE Paraná, o projeto “Logística Integrada – Debates e Soluções” reúne lideranças no objetivo de diagnosticar gargalos, oportunidades e soluções à logística e infraestrutura nacional. Para assistir aos episódios da websérie que compõe o projeto, basta acessar o canal do LIDE Paraná no Youtube. Os programas são apresentados por Heloísa Garret, presidente do Lide Paraná, tendo a participação de presidente do LIDE Mato Grosso, Evandro César Santos, e do presidente do LIDE Santos, Jarbas Vieira Marques.

LIDE arrecada toneladas de alimentos para o Projeto Luz

Além da arrecadação com o Bazar do LIDE na TROC, a entidade também mobilizou doações diretas de empresas filiadas que estão se envolvendo com o projeto que atende comunidades e pessoas em situação de vulnerabilidade social

A pandemia do Covid-19 agravou os problemas sociais e muitas famílias foram impactadas com a perda de renda e o desemprego e ações sociais se tornaram indispensáveis para amparar aqueles que mais precisam do básico para sobreviver. E o LIDE Paraná, encontrou no Projeto Luz, uma forma de ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade. No último sábado, 29, voluntários do projeto fizeram uma grande ação social no CIC, distribuindo cestas básicas e alimentos para a comunidade, que tem mais de 5.000 moradores e muitos trabalhadores informais que foram impactados com o desemprego e perda de renda nos últimos meses.

"Eu trabalhava de zeladora, mas fui despedida há quatro meses. Tenho tenho três filhos, sou sozinha e a ajuda que estamos recebendo é a única forma de sustento que temos. Não vejo a hora de conseguir meu emprego e voltar a trabalhar", conta Maria de Jesus, moradora da comunidade. Esta infelizmente é a realidade de milhares de brasileiros nos últimos meses, que viram a renda de suas famílias despencar e passaram a viver de assistência social. E a comunidade atendida no sábado recebeu um grande número de refugiados haitianos nos últimos meses e a situação sanitária é agravada por um lixão a céu aberto no seu entorno e pela falta de saneamento básico.

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas) o desigualdade social é um dos maiores desafios para o enfrentamento da pandemia do Covid-19 no mundo, em especial no Brasil. Nosso país já ultrapassou mais de 3,8 milhões de diagnósticos de contágio e tem mais de 120 mil óbitos, e segundo o monitoramento do Ministério da Saúde e de acordo com IBGE há um abismo racial no alcance da doença. Os prejuízos financeiros e de saúde causados pelo Covid-19, pesam muito mais sobre mulheres, negros e pobres: 39% dos trabalhadores e trabalhadores pretos e pardos estão em regime de informalidade, ante 29,9% de brancos.

Iniciativas emergenciais

A primeira iniciativa da entidade foi promover um bazar solidário envolvendo as filiadas do LIDE Mulher em uma grande cadeia do bem onde essas "madrinhas" arrecadaram roupas e acessórios que estão sendo vendidos na plataforma TROC, o maior brechó on-line do Brasil que é uma startup curitibana. A ação já arrecadou mais de R$50 mil em roupas, sapatos e acessórios e segue coletando peças que são desejo no guarda-roupa de toda mulher, unindo, sustentabilidade, moda e solidariedade, deste montante mais de R$30 mil já foram vendidos e revertidos em alimentos.

"Era para ser uma iniciativa pontual, mas nosso bazar deu tão certo que vamos manter a arrecadação de roupas e a venda na plataforma da TROC para ter uma receita permanente para o Projeto Luz. Além disso, nossa mobilização gerou uma série de doações e engajou outros empresários que passaram a conhecer o projeto e se envolver com as iniciativas", conta a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, que também passou a ser voluntária do projeto.

No Dia da Família, o Colégio Amplação mobilizou sua rede de mais de 1.000 alunos na arrecadação de alimentos e cobertores para doação. A Valore Investimentos "arrematou" a página doada pela revista Top View para o Projeto e converteu o valor que seria pago no anúncio para a compra de cestas básicas. A Fibria Alimentos, está mobilizando seus fornecedores para a doação de alimentos e insumos ao projeto. "Conhecemos o Projeto Luz pelo LIDE, e estamos muito felizes em nos envolver neste projeto. Vemos paixão nos voluntários, vemos uma grande rede de solidariedade envolvida e faz muito sentido para todo o time da Valore se envolver nesta iniciativa. O abismo social existente no Brasil é invisível aos olhos de muitos e cresce silenciosamente para todos os lados, precisamos fazer mais pelo próximo", explica o CEO da Valore, Marcos Fernandes que participou da entrega das cestas básicas no último sábado.

Para enfrentar a atual conjuntura, o Projeto Luz faz a entrega mensal de cerca de 600 cestas básicas a comunidades carentes que não são atendidas por outros programas sociais, além de 3200 marmitas distribuídas na Praça Tiradentes, todas as segundas e quartas-feiras no período da noite. O Projeto é totalmente voluntário e só é possível ser realizado graça as doações de pessoas físicas e jurídicas. "O LIDE Paraná tem sido é um aliado importante do projeto e em conjunto de parceiros busca ajudar na doação de insumos para a manutenção e realização das atividade", destaca Luciana Almeida, idealizadora e coordenadora do Projeto.

Para saber mais sobre as rotinas do Projeto Luz ou doar siga o Projeto no Instagram @projeto_luz.

LIDE TALKS Paraná apresentará iniciativas onde empresários ajudam no combate à pandemia

Durante um dos períodos mais difíceis que o Brasil vivencia, empresários se unem para ajudar no combate à prevenção do contágio do novo coronavírus e também nos danos nas famílias que perderem seus entes queridos

Chegamos à triste marca de mais de 100 mil óbitos e vemos uma série de iniciativas onde os empresários se mobilizam para ajudar no combate à pandemia. Como forma de ajudar, dar voz e um espaço para debate, nesta quinta-feira (13), às 17h, o LIDE TALKS PARANÁ, receberá Nastassia Romano Leite de Castro, coordenadora do Rooms Against Covid Brasil e Eduardo Otoni, diretor geral Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba.

"Uma das nossas missões é fomentar iniciativas que ajudem a sociedade. Vemos a classe empresarial mobilizada no combate a pandemia. Precisamos não só salvar nossas empresas, mas contribuir para conter o vírus e salvar vidas", destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

Serviço:
Lide Talks Paraná
Data: 13 de agosto
Horário: 17h
Inscrições: https://bit.ly/LIDEtalksSAUDE

LIDE Futuro Paraná promove mentoring com a CEO da Hinode, Marília Rocca

Na próxima quinta-feira (13), às 18h30, O LIDE Futuro Paraná, iniciativa do LIDE Paraná para promover a aproximação de jovens lideranças, realizará mais um mentoring, evento que recebe a presença de grandes líderes para incentivarem os novos e futuros líderes.

A convidada é a CEO da Hinode, Marília Rocca. Durante o evento, a executiva compartilhará detalhes de sua trajetória, relatos de experiências, histórias inspiradoras, desafios, superação e lições de carreira. O evento, exclusivo para filiados do LIDE Futuro, promoverá um ambiente propício à integração e troca entre os participantes.

O mentoring é uma das modalidades do LIDE FUTURO, braço de atuação do LIDE Paraná que é formado foi jovens lideranças empresariais que atuam em diferentes áreas de atuação, desde sucessores de grandes grupos empresariais, e empreendedores. Para conhecer mais sobre a atuação do LIDE Futuro, acesse o site oficial www.lideparana.com.br.

Presidente da Bosh para a America Latina, Besaliel Botelho participa de mentoring do LIDE Futuro

O LIDE Futuro Paraná, iniciativa do LIDE Paraná para promover a aproximação de jovens lideranças, realizará na quinta-feira (6), às 19h, mais um mentoring, evento que recebe a presença de grandes líderes para incentivarem os novos e futuros líderes.

O convidado é o engenheiro eletrônico e presidente da Bosch para a América Latina, Besaliel Botelho. Durante o evento, Botelho compartilhará histórias inspiradoras, detalhes de sua trajetória, relatos de experiências, desafios, superação e lições de carreira que inspiram a todos. O evento promoverá um ambiente propício à integração e troca com filiados do LIDE Futuro Paraná.

O mentoring é uma das modalidades do LIDE FUTURO, braço de atuação do LIDE Paraná que é formado foi jovens lideranças empresariais que atuam em diferentes áreas de atuação, desde sucessores de grandes grupos empresariais, e empreendedores. Para conhecer mais sobre a atuação do LIDE Futuro, acesse o site oficial www.lideparana.com.br.

LIDE Mulher Paraná lança iniciativa que visa enfrentamento à violência e reinserção das vítimas na sociedade

Programa “Um novo olhar” atua no resgate da auto-estima e a recolocação no mercado de trabalho. LIDE Talks da última quinta-feira (30) apresentou o time de embaixadoras que vai atuar na linha de frente das ações no Paraná.

A cada 4 minutos uma mulher é agredida no Brasil e os números só aumentam. Além de agravar as situações de conflito, a pandemia intensificou a tensão no ambiente familiar e tem dificultado o pedido de ajuda das vítimas que, muitas vezes, são vigiadas pelo agressor. Por isso a importância de ampliar a discussão e os pontos de contato da vítima com os canais que ela possa pedir ajuda, independente da sua classe social.

Como forma de auxiliar mulheres na retomada de suas relações pessoais e profissionais e assim, dar a oportunidade de acreditarem que uma nova história possa ser construída, o LIDE Talks da última quinta-feira (30) reuniu autoridades e embaixadoras do projeto “Um novo olhar”, recentemente lançado pelo LIDE Mulher Paraná.

Para a médica cirurgiã Carla Góes, idealizadora do Programa, a informação é fundamental para o combate dessa violência como forma de prevenção e uma alternativa de diminuir agressões e até o feminicídio. Como forma de levar essa informação, o projeto se expandiu para outros estados, como no caso do Paraná, o primeiro a receber o projeto depois de São Paulo. “Atendi a vítima de número 1.000 do Programa Justiceiras e isso me fez pensar em levar o Um novo Olhar para outros estados, e nossa primeira primeira prisão em flagrante aconteceu no Paraná.” Além de idealizadora do “Um novo Olhar”, Carla é a líder médica nacional do Programa Justiceiras que vem atuando em todo o Brasil no enfrentamento aos casos de violência contra mulher.

A iniciativa que teve início em seu consultório em São Paulo, surgiu como uma forma de olhar de outra maneira para essa violência. Com a união de mulheres no resgate de outras mulheres sem julgamento e adversão, as fortalecendo emocionalmente para que tenham uma vida digna. “50,62% da nossa população é de mulheres, somos a maioria nesse país. Temos que aprender sororidade”, reforçou a Desembargadora Lenice Bodstein, referência na defesa dos direitos da mulher no Paraná e uma das embaixadoras do programa no estado.

No Paraná o projeto será ampliado dentro das empresas, na escola, e até mesmo no mercado do luxo, não só dentro das delegacias, desmistificando que esse problema ocorre apenas nas classes mais baixas e trazendo outras vertentes para se trabalhar dentro da temática.

Também participaram do encontro a publicitária Letícia Lopes que está cuidando da condução da temática em diferentes segmentos, a joalheira Tania Vicenzi, que vai desenvolver a temática dentro do segmento do luxo, Gisele Mantovani Pinheiro, empresária no segmento da educação, Julianne Stier, advogada e empresária no segmento da moda, Heloisa Koerner, médica otorrinolaringologista especialista em rinoplastia e cirurgia de face e Priscilla Placha Sá, desembargadora e coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Paraná.

No próximo dia 07 de agosto a Lei Maria da Penha completa 14 anos, e o Projeto “Um novo olhar” desenvolveu uma cartilha que vai disponibilizar para download gratuito. “Falar desse tema é sensível e deve ser feito por toda a sociedade, os números são alarmantes e a violência está infelizmente dentro das empresas, dos nossos grupos de amigos. A responsabilidade de reduzir esses números, que são dignos de uma epidemia, é de todos nós! Este é um problema problema social do nosso país que faz vítimas a cada minuto!” destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

LIDE Paraná Talks – Assista o episódio completo em www.lideparana.com.br/talks

Talk aborda um novo olhar sobre a Violência contra Mulher

LIDE Talks desta quinta (30) reunirá embaixadoras do programa "Um novo olhar" e autoridades para tratar do tema que tem números dignos de uma pandemia. Problema que está presente em todas as classes sociais e se agravou com o isolamento social.

A pandemia agravou as situações de conflito, aumentando a pressão social, psicológica, medo e insegurança, e, consequentemente, os casos de violência. De acordo com dados publicados pelo 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado em 2019, com números de 2018 - um caso de violência contra mulher ocorre a cada 24 minutos no Paraná. Já um levantamento feito pelo Portal Catarinas mostrou que a cada 1 hora, 15 mulheres denunciaram terem sofrido algum tipo de violência no Paraná no período de isolamento social.

Para debater o assunto, o LIDE Paraná irá promover o LIDE Talks, nesta quinta-feira (30), às 19h. Heloisa Garrett, presidente do LIDE Paraná, receberá as embaixadoras do projeto "Um novo olhar", recentemente lançado pelo LIDE Mulher no estado como uma forma de disseminar o enfrentamento à violência, os cuidados às vítimas e, a reinserção dessas mulheres na sociedade com o resgate da auto-estima e a recolocação no mercado de trabalho.

Participam do encontro a médica médica cirurgiã e idealizadora do Um Novo Olhar, Dra Carla Góes, que deu início a ação em São Paulo e o Paraná é o primeiro estado brasileiro a receber o projeto depois da capital paulista. E graças a capitalidade e envolvimento das filiadas do LIDE Mulher, que atuarão como embaixadoras da iniciativa, aqui o projeto terá uma visão ampliada. "Vamos trabalhar na conscientização, mas também em várias outras frentes desta temática que muitas vezes é velada da nossa sociedade, mas merece ser tratada dentro das empresas, na escola, e até mesmo no mercado do luxo, não só dentro das delegacias", destaca a presidente do LIDE, Heloisa Garrett.

Também participam do encontro a Desembargadora Lenice Bodstein, referência na defesa dos direitos da mulher no Paraná, Gisele Mantovani Pinheiro, empresária no segmento da educação, Letícia Lopes, publicitária especialista em branding e marketing empresarial, Tania Vicenzi, empresária no segmento luxo, Julianne Stier, advogada e empresária no segmento da moda e Heloisa Koerner, médica otorrinolaringologista especialista em rinoplastia e cirurgia de face. O evento também contará com a participação especial de Priscilla Placha Sá, desembargadora e coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Paraná.

Sobre as embaixadoras do projeto Um novo Olhar

Letícia Lopes
Publicitária, com especializações em marketing empresarial, planejamento e gestão de negócios, é a profissional com 20 anos de mercado que está a frente da empresa de consultoria estratégica Letícia Lopes Branding. Atuando no planejamento de marketing e nas ações de comunicação, está conosco trazendo um olhar ampliado e estratégico à causa, o que garantirá novas frentes de atuação, maior relevância e visibilidade.

Gisele Mantovani Pinheiro
Em sua maior essência, é primeiramente uma apaixonada pela transformação da educação. Pedagoga, educadora e fundadora do Colégio Amplação, instituição com 25 anos de história e mais de 1.000 alunos e famílias, atua no propósito da educação de mentes e emoções, sendo esses os pilares determinantes para a educação do século XXI. Gisele abraçou a causa do Um Novo Olhar, como abraçar cada um de seus alunos, entendendo que a educação e culturização da não-violência deve ser trabalhada desde a infância, em projetos pedagógicos e de desenvolvimento sócio emocional.

Heloísa Koerner
Médica otorrinolaringologista, especialista em rinoplastia e plástica fácil. Uma artista que, também apaixonada pela fotografia, ajusta o foco de sua lente humanizada para a cirurgia facial, trabalhando no retrato perfeito de cada paciente. Será o braço médico do projeto no atendimento às vítimas, na "reimpressão" do rosto de cada uma delas, com um "novo olhar" para a vida, em toda sua plenitude.

Julianne Stier
Advogada por formação, especializada em direito tributário e societário e há sete anos mudou seu foco profissional, passando a atuar no ramo empresarial na área de varejo. Apaixonada por moda, trend forecaster (pesquisadora de tendências) e preocupada com a autoestima da mulher se envolve no Um novo Olhar para despertar às vítimas a voltarem a acreditarem no seu potencial como mulher.

Tania Vicenzi
Profissional joalheira com 30 anos de mercado é fundadora da Joalheria Viccenza, presente nos principais shoppings da cidade. Empresária e mulher que se conecta diariamente com mulheres de alto poder aquisitivo, entende que muitas mulheres dessa classe social também são vítimas de violência, de uma maneira mais velada. Por meio de uma metáfora à solidez do diamante e ao brilho da joia, incentiva que toda mulher lapide sua autoestima e lute pelo resgate de seu brilho nos olhos.

Lenice Bodstein ⠀
Graduada em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Especialista em Direito de Família pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR) e Direito Constitucional pela Escola da Magistratura do Paraná (EMAP). Integrante da primeira turma da EMAP. Frequência em cursos temporários sobre Direitos Humanos na Itália, Alemanha e Portugal. Magistrada desde 1.986. Sócia-fundadora e 2ª Presidente Seccional do Instituto de Direito de Família do Paraná (IBDFAM/PR). Atuou como Ouvidora-Geral do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) no biênio 2017/2018 e Coordenadora da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID/TJPR) por seis anos. Atualmente, é Desembargadora do TJPR, integrante da 11ª Câmara Cível.

Serviço:
LIDE Mulher Talks "Um novo olhar sobre a Violência contra Mulher"
Data: 30/07
Horário: 19h
Participe pelo link: https://bit.ly/novoolharPR

LIDE Especial Logística Integrada – Gargalos na cadeia do etanol da cana e do milho (30/07 às 11)

Dando sequência a nossa série de debates sobre os desafios que os empresários enfrentam relacionados aos entraves logísticos que inteferem na competitividade da nossa produção, nesta quinta-feira, 30, às 11h00, o quinto episódio da Webisérie Especial Logística integrada das unidades do LIDE Paraná, Mato Grosso e Santos aborda a temática: “Os gargalos da Logística na cadeia do etanol da cana e do milho”.

Nossos convidados são Guilherme Nolasco, presidente da UNEM - União Nacional do Etanol do Milho e Miguel Rubens Tranin - Presidente da Alcopar - Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná.

Participe pelo link: https://bit.ly/webiserielog5

LIDE, quem é líder participa!

SANTA CASA PROMOVE CAMPANHA PARA ARRECADAR FUNDOS PARA ATENDIMENTO À COVID 19

Ocupação de leitos exclusivos para COVID aumentou nas últimas semanas e despesas com materiais e insumos também cresceu

A Santa Casa de Curitiba é um dos hospitais que está na linha de frente no atendimento a pacientes com o novo coronavírus e, com a abertura do novo Hospital especializado em tratamento da Covid, em julho, soma hoje 130 leitos exclusivos SUS para atendimento à doença, o maior de toda a cidade.

Para um atendimento desse porte, houve um aumento significativo nos custos do hospital, que precisou reforçar compra de EPIs, equipamentos e insumos, como álcool gel, além de intensificar os procedimentos de assepsia de leitos, enxovais e roupas usadas pelos profissionais – medidas essenciais para evitar a contaminação de pacientes e profissionais. Por isso, o hospital deu início à Campanha Santa Casa a Favor da Vida, cujo objetivo é arrecadar R$ 3 milhões que serão destinados ao custeio dessas despesas até o fim da pandemia. Até o momento, com ajuda de empresas, desde abril, quase metade deste valor já foi arrecadado, com o qual foi possível adquirir novos respiradores e monitores cardíacos e inaugurar uma nova UTI com 10 leitos.

Com o apoio do LIDE Paraná (Grupo de Líderes Empresariais), que abraçou a campanha e vem dialogando com empresários e outros representantes de segmentos da sociedade que podem contribuir neste momento, a meta é atingir a marca de 3 milhões. Para a presidente do Lide Paraná, Heloisa Garrett, "É fundamental que as empresas e a comunidade ajudem nesta situação emergencial. Vemos que os casos são crescentes e os insumos não estão sendo suficientes. Como entidade estamos mobilizados para levantar recursos para que a Santa Casa consiga atender todos os seus pacientes, sem faltar nenhum insumo", destaca.

NOVO HOSPITAL ESPECIALIZADO EM TRATAMENTO DA COVID

A Santa Casa assumiu neste mês de julho a gestão (em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba) do novo hospital especializado em tratamento da COVID - instalado no antigo Instituto de Medicina, no Alto XV. Nesta unidade, estão em funcionamento 110 leitos, sendo 60 de enfermaria e 50 de UTI, todos para pacientes do SUS.

Segundo o diretor-geral da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba, Eduardo Otoni, a estimativa é de que em apenas um trimestre mais de 1.000 pacientes sejam assistidos nesta nova unidade. “Estruturamos o antigo Instituto de Medicina, que possui mais de 3,2 mil m2 de área construída, para atender em média 340 pacientes/mês. Foi um trabalho árduo e rápido, já que a necessidade de abertura desses leitos era urgente devido ao aumento de novos casos de covid nas últimas semanas”, destaca o diretor.

Até então, a Santa Casa já vinha atuando na linha de frente com 20 leitos exclusivos para atendimento covid a pacientes do SUS, sendo 10 de UTI e 10 em enfermaria. Com a queda das temperaturas no fim de maio, foram vários os dias em que a ocupação desses leitos atingiu 100%.

Hoje, somados, são 130 leitos exclusivos SUS, prontos para atender a população neste período de pico da pandemia na cidade.

DOAÇÕES

Para ajudar a Santa Casa na Campanha Santa Casa a Favor da Vida é simples. Pelo link http://santacasacuritiba.com.br/santacasaafavordavida/ é possível entrar em uma aba descrita como "Doação" em que o participante escolhe como prefere contribuir: pelo Botão pagseguro, Paypal, Conta bancária do Bradesco do Hospital ou Cartão. Podem doar pessoas físicas e jurídicas e não há valores fixos para a doação. Qualquer quantia é bem-vinda.

Com a abertura da nova unidade, a necessidade de compra de itens de proteção e segurança torna-se ainda mais importante. Por isso, o hospital continua contando com o apoio daqueles que puderem ajudar.

Serviço:
Setor de captação de recursos da Santa Casa
Telefone: (41) 3271-5721
Celular / WhatsApp: (41) 99177-6299
E-mail: doesantacasa@santacasacuritiba.com.br
Depósitos bancários:
Banco: Bradesco (237) Agência: 3645
Conta corrente: 6156-5
CNPJ: 76.613.835/0001-89
Razão Social: Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba

Segunda edição do Leilão do LIDE Mulher em prol do Projeto Luz acontece nesta quinta

O sucesso da primeira edição que arrecadou recursos para a compra de 16 toneladas de alimentos motivou a realização da segunda LIVE Leilão que vai acontecer pelo instagram da TROC e terá peças de grifes como Valentino, Prada, Dior, Gucci, Marc Jacobs, Dolce & Gabbana, Christian Dior, Michael Kors, Kate Spade, além e grandes estilistas nacionais como Glória Coelho e Reinaldo Lourenço.

Nesta quinta-feira, 23, às 20h00 acontece pelo instagram (@trocreal) a segunda edição da LIVE Leilão do LIDE Mulher em parceria com a Troc, uma iniciativa que está mobilizando muitas mulheres, que abriram seus guarda-roupas para fazer o bem e doaram peças incríveis de marcas famosas. 100% do recurso arrecadado será revertido para o Projeto Luz, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A primeira edição da LIVE Leilão aconteceu no dia 30 de junho foi um sucesso, e graças às doações recebidas e aos pedidos de uma nova edição as empresárias Michelle Jamur, uma referência em curadoria de moda, Emmanuele Mourão Spaine, membro do Comitê do LIDE Mulher, Ana Claudia Michelin, que é envolvida diretamente com a operação do Projeto Luz, Luanna Toniolo Domakoski, CEO e Co-Fundadora da Troc, e Heloisa Garrett, Presidente do LIDE Paraná e idealizadora da iniciativa se reúnem em um encontro que promete ser super animado.

"Desde que abrimos nossa lojinha do Bazar na Troc e com nosso primeiro bazar, já mobilizamos recursos para a compra de 16 toneladas de alimentos. Todas que estão participando fazem muita a diferença, seja doando suas peças ou comprando, você faz uma doação e leva uma peça linda pro seu guarda-roupa. Estamos em um momento de repensar muitas coisas, entre elas o consumo e nossas relações. Todos podem ajudar", comenta a presidente do LIDE, Heloisa Garrett.

Motivado pelo grande número de trabalhadores informais que estavam perdendo seus postos de trabalho e aumentando os bolsões de pobreza em Curitiba e Região Metropolitana, o LIDE Mulher decidiu mobilizar seu quadro de filiadas para uma ação de sustentabilidade, unindo moda, inovação e fazendo o bem, e aí surgiu o Bazar do LIDE em parceria com a startup curitibana TROC que é o maior brechó online do país.

Segundo a ONU, o mundo terá mais de 132 milhões de pessoas passando fome em 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. E esta realidade está muito próxima, muitas mães e idosos, e principalmente, profissionais liberais estão com dificuldade de ter acesso ao auxílio emergencial e está faltando alimento em muitos lares.

A iniciativa do Bazar contou com as Madrinhas do Bem que ajudaram na mobilização e angariação de peças para a campanha. Participaram Ana Lemos, Ana Carolina de Catherine, Alessandra Bittencourt, Bruna de Donno, Caroline Boscardin, Carol Tarouco, Cintia Malaquias, Cyntia Castro, Conceição Contin, Daniella Piccinin Soares Kirsten, Davielle Vinha dos Santos Machado, Dionéia Mendes, Evelise Trombini, Felicia Pretto Tomassi, Flávia Ader, Flavia Andrade, Geisa Carla Cividini Miksza, Gisela Alves Santos Trovo, Gisele Mantovani Pinheiro, Karla Petrelli, Lívia Rangel, Luciana Burko Maciel, Marcele Poiani, Mariane Domingues, Mary Schaffer, Mira Graçano, Michelle Lipatin, Nicole Freire, Raphaela Ribas Lupion Gubert, Roberta Keppe, Silvia Lopes Nunes e Tania Vicenzi.

"A mobilização foi muito além das 'Madrinhas do Bem' conseguimos doações generosas de peças lindas. O que está sobrando em muitos guarda-roupas fará a diferença na mesa de muitas famílias", destaca Heloisa. A lojinha do bazar do LIDE Mulher na Troc vai continuar e as doações podem ser direcionadas à sede do LIDE. As peças que não forem aceitas pelos padrões de curadoria da Troc (que podem ser consultadas no site) são destinadas para doação para famílias carentes atendidas pelo próprio Projeto Luz.

Serviço:
Mais informações sobre as doações e sobre a campanha pelo concierge do LIDE Mulher Paraná (41) 9111-8248.

Live Leilão - Bazar do LIDE na TROC
Quando: 23/07 às 20h00
local: perfil da TROC no Instagram @trocreal

LIDE Talks reúne especialistas para discutir as novas fontes de energia de baixa emissão de gases de efeito estufa

Tema é essencial para alertar a sociedade em relação a uma nova forma de pensar na sustentabilidade aliada ao desenvolvimento econômico

No mundo todo, são discutidos temas que podem contribuir efetivamente para a redução da emissão de gases de efeito estufa no planeta. Neste cenário, o gás natural ganha destaque, por ser um combustível que apresenta uma menor emissão de poluentes quando comparado a outros de origem fóssil e por suas características competitivas para o desenvolvimento industrial.

Na próxima terça-feira (21), LIDE Paraná reunirá especialistas para debater o assunto com o intuito de alertar a sociedade para uma nova forma de pensar na sustentabilidade aliada ao desenvolvimento . O LIDE TALKS receberá Rafael Lamastra, Presidente da Compagás e vice-presidente do Conselho de Administração da Abegás (Associação Brasileira de Gás Canalizado), Alessandro Gardemann, Presidente da Abiogás (Associação Brasileira de Biogás) e Cassio Silva – Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Copel.

O objetivo é compartilhar experiências e informações sobre como o uso de combustíveis que apresentam baixa emissão pode contribuir de forma significativa para a economia da indústria e ainda trazer ganhos importantes ao meio ambiente.

"O gás natural é um insumo que contribui para o desenvolvimento e a nossa expectativa é de crescimento no uso deste combustível e da sua participação na matriz energética, tanto em cenário nacional quanto estadual", declara Rafael Lamastra, Presidente da Compagás e vice-presidente do Conselho de Administração da Abegás.

Segundo Lamastra, a abertura de mercado proposta pelo Governo Federal está estimulando a entrada de novos players do segmento e com isso será possível ter uma maior competitividade nos preços praticados, o que beneficiará todos os consumidores. O processo deve contribuir também para a aceleração da expansão da rede canalizada e para o desenvolvimento de aplicações do uso do gás – como geração de energia elétrica, usos industriais, veículos leves e pesados e também nas residências.

No entanto, o país ainda carece de uma infraestrutura de transporte maior e que dê suporte ao crescimento do consumo. "Penso que isso é algo que tem que começar a trabalhar agora para se resolver daqui a alguns anos – é necessário investimento e suporte legal para permitir a ampliação da infraestrutura de distribuição, buscando a interiorização."

Com relação aos impactos da pandemia, de março até aqui, a Compagás, chegou a perder 30% do volume distribuído, mas a indústria já mostra sua recuperação e a curva de consumo começa a mostrar uma retomada e estabilização. Diferente de outros Estados, no Paraná a redução demorou algumas semanas para acontecer e, em consequência, demorará um pouco mais de tempo para se normalizar. "No entanto, acreditamos que parte deste volume pode não ser recuperado ou que essa recuperação aconteça de forma mais espaçada – reflexo dos efeitos negativos que a pandemia vai deixar como herança para a nossa Economia."

A missão do LIDE (Grupo de Líderes Empresariais) é fomentar a livre iniciativa e a presidente da entidade no Paraná, Heloisa Garrett, comenta que promover esta discurso neste momento é importante para nos prepararmos para a retomada e para um novo momento da indústria. "Estamos repensando novas formas de produção, e a energia é um dos fatores cruciais que também precisamos discutir, interfere diretamente na competitividade e no meio ambiente", destaca.

Para ampliar o debate, o webinar promovido pelo LIDE será aberto ao público por meio da plataforma zoom. O acesso será pelo link: https://bit.ly/omercadodogas

Um novo olhar contra a violência

No Dia do Homem, LIDE Mulher PR lança projeto de conscientização contra a agressão às mulheres e cuidado às vítimas

Além da pandemia do Covid-19, as mulheres também estão enfrentando uma batalha que está invisível aos olhos de muitos, a cada 4 minutos uma mulher é agredida no Brasil. E neste dia 15 de julho, quando se comemora o Dia do Homem, o LIDE Mulher Paraná, dá início a uma campanha de mobilização para a conscientização ao tema, lançando o projeto "Um novo olhar".

"Muito se fala sobre o Dia da Mulher, e resolvemos dar início a este movimento no Dia do Homem, valorizando os homens que respeitam às mulheres, a sua mulher e a dos outros" destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

A pandemia agravou as situações de conflito, aumentando a pressão social, psicológica, medo e insegurança, muitos homens estão cumprindo seu papel de masculinidade tóxica e, potencializado por questões econômicas, estão aumentando os casos de violência. "A convivência nos lares está se tornando mais intensa e as pessoas estão vivendo um turbilhão de emoções, e muitas vezes o lugar de aconchego e cuidado que é o lar, acaba se tornando uma prisão com seu próprio agressor". destaca a médica cirurgiã especialista em dermatologia Carla Góes, que idealizou o projeto Um novo Olhar, que tem como objetivo resgatar mulheres que foram vítimas de agressões. Além da reconstrução facial, necessária em muitos casos de agressões graves, o projeto visa romper ciclo da violência.

A presidente do LIDE Paraná, conta que o objetivo de trazer o projeto "Um novo olhar" para o estado é para ampliar a conscientização sobre a rede de proteção e cuidado às mulheres. "Além da rede de apoio legal, o cuidado que a Dra Carla possibilita no resgate à autoestima dessas mulheres, o retorno delas no mercado de trabalho e ao convívio social e essencial para que elas retomem suas atividades e possam recomeçar". Dentro do LIDE Mulher, as filiadas da entidade serão convidadas a se envolver em uma série de iniciativas visando o fortalecimento da rede de proteção, cuidado, amparo e reinserção das vítimas no mercado de trabalho.

Além de aumentar a tensão no ambiente familiar, a quarentena também tem dificultado o pedido de ajuda das vítimas que muitas vezes são vigiadas pelo agressor. Por isso a importância de ampliar a discussão e os pontos de contato da vítima com os canais que ela possa pedir ajuda, independente da sua classe social.

Violência no Paraná

De acordo com dados publicados pelo 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado em 2019, com números de 2018 - um caso de violência contra mulher ocorre a cada 24 minutos no Paraná. Fato que certamente se intensificou durante a quarentena, mas sem dados oficiais e com a subnotificação, a rede que atua no enfrentamento à violência contra a mulher atua no escuro. Um levantamento feito pelo Portal Catarinas mostrou que a cada 1 hora, 15 mulheres denunciaram terem sofrido algum tipo de violência no Paraná no período de isolamento social.

Rede Nacional de Proteção

O projeto Um novo Olhar de Carla Góes também faz parte da Rede as Justiceiras, idealizada pela promotora Gabriela Mansur que já conta com 3.000 profissionais voluntárias entre advogadas, assistentes sociais e psicólogas que atendem durante a quarentena mulheres vítimas de violência em todo o Brasil, oferecendo apoio e orientação gratuíto e online por meio do whatsapp (11) 99639-1212.

"Atendi a vítima de número 1.000 do Justiceiras e isso me fez pensar em levar o Um novo Olhar para outros estados, e nossa primeira primeira prisão em flagrante aconteceu no Paraná. Acredito que a força de mobilização do LIDE no estado será muito importante para conscientizarmos a comunidade empresarial e as lideranças desse assunto latente e que merece tanta atenção", destaca Dra. Carla que é a líder médica nacional da Rede Justiceiras.

Na última semana a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que estabelece medidas de combate à violência doméstica durante o estado de emergência de saúde pública provocado pela pandemia. O texto visa assegurar a continuidade do atendimento das mulheres vítimas de violência domésticas em meio à pandemia.

Leilão de grifes de luxo vai arrecadar recursos para compra de alimentos

Marcas desejo como Louboutin, Prada, Dolce & Gabbana e Louis Vuitton estão entre as selecionadas para a live leilão do Bazar do LIDE Mulher que acontece nesta terça-feira, 30 e vai arrecadar alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo Projeto Luz

Muitas mulheres abriram seu guarda-roupa para fazer o bem nas últimas semanas e o resultado da arrecadação das Madrinhas do Bem, iniciativa do LIDE Mulher Paraná, foi fantástico. Peças que são desejo de qualquer mulher serão vendidas online pela startup curitibana TROC, uma referência em e-commerce no ramo no Brasil.

"Conseguimos mobilizar nossas filiadas em uma grande campanha e teremos peças que são desejo de qualquer mulher em nosso bazar online. A ideia foi praticar uma ação de solidariedade, usando também a sustentabilidade na moda e o resultado de todas as vendas será revertido em alimento para pessoas que foram profundamente impactadas com a pandemia e estão sem o essencial, o alimento", destaca a presidente do LIDE Paraná e idealizadora da ação Heloisa Garrett.

Todas as peças que serão vendidas passaram pela curadoria e controle de qualidade da TROC e as "peças desejo" mais exclusivas e de grifes internacionais serão vendidas por meio de uma live leilão que acontece às 20h00 desta terça-feira, 30, pelo instagram da @trocreal. "Selecionamos peças incríveis, o engajamento das minhas amigas foi surpreendente e com certeza os lances serão disputadíssimos", destaca uma das Madrinhas do Bem e que teve a ideia de lançar as vendas com a live leilão, a empresária Michelle Jamur. Também vão participar da ação, tomando todas as medidas de orientação das autoridades sanitárias, Ana Claudia Michelin, representando o Projeto Luz, Emmanuele Mourão, representando o LIDE Mulher, e Luanna Toniolo, fundadora da TROC.

A iniciativa levantou uma grande corrente de solidariedade. "Agora vamos para a fase mais importante que é mobilizar para a compra das peças e assim atingirmos nosso objetivo que é arrecadar o máximo possível para converter em pratos de comida para população de rua e cestas básicas", complementa Garrett. A TROC não terá nenhum lucro sobre as vendas

Mais informações sobre as doações e sobre a campanha pelo concierge do LIDE Mulher Paraná (41) 99111-8248.

Serviço:
Live Leilão - Bazar do LIDE na TROC
Quando: 30/06 às 20h00
Local: perfil da TROC no Instagram @trocreal

Crédito do texto: LIDE Paraná

Sebrae apresenta ferramentas de apoio à empreendedores no LIDE Paraná Talks

LIDE Paraná Talks desta quarta-feira (24) recebeu Vitor Tioqueta, diretor superintendente do Sebrae PR que apresentou as ferramentas que a entidade tem colocado à disposição dos empreendedores paranaenses para a crise financeira

O Sebrae tem uma atuação fundamental para garantir a saúde de pequenas e médias empresas, e em um cenário onde empreendedores de todos os portes foram atingidos pela crise financeira resultante da Covid-19, a atuação da entidade é ainda mais essencial para manter empregos e a sustentabilidade de negócios. Para entender as iniciativas que a entidade está oferecendo aos empreendedores paranaenses o LIDE Paraná Talks do último dia 24, recebeu o diretor superintende da entidade, Vitor Tioqueta.
“Criamos uma verdadeira força tarefa para dar suporte e apoio aos empreendedores do Paraná reunindo todas as equipes no preparo de produtos digitais para empresários. Essa iniciativa foi essencial para terem condições de atender, desde o primeiro dia de quarentena, todas as empresas do estado que tinham necessidade e precisavam do Sebrae de forma remota” explicou Tioqueta, destacando que o Sebrae já vinha trabalhando no processo de transformação digital.
O Sebrae pausou 100% o atendimento presencial, mas supriu a demanda com ferramentas remotas para dar suporte a todos os programas e serviços “As pessoas preferem o atendimento mais pessoal e nós fizemos isso colocando os telefones disponíveis de todas nossas unidades, além de e-mail e WhatsApp. Esse preparo inicial foi fundamental para que pudéssemos ser rápidos e ágeis para atender a todos de forma eficiente”, afirma Tioqueta.
A medida do isolamento avançou, ele mostrou que muitas empresas não estavam preparadas para ficarem fechadas por um período muito longo, em alguns casos nem por poucos dias. Com a dificuldade em suprir suas necessidades de capital de giro, ou seja, despesas de curto prazo, pagamentos de fornecedores e colaboradores começou uma necessidade de créditos. No entanto, com o período aumentando começaram a surgir outras demandas e foi preciso se reinventar e buscar inovações.
“As empresas precisaram reinventar seus negócios e encontrar diferente maneiras de atender seus clientes. Esse momento trouxe novas oportunidades e a possibilidade de enxergar as necessidades das empresas. As pesquisas mostram que as empresas sofreram um impacto, mas mesmo assim, hoje, temos uma análise otimista de que uma grande parte das empresas está conseguindo abrir, retomar sua produção e vender seus produtos”, declara Vitor.
Claro que, devido ao momento que estamos passando o empresário precisará de um período para se recuperar, para isso existe a necessidade de prazo de pagamento, taxa e carência, mas além disso, ele precisa de garantia. “Muitos empresários, principalmente, micro e pequenas empresas, têm dificuldade de conseguir garantias. O Paraná é muito bem organizado nessa parte, nós temos as Sociedades de Garantia de Crédito (SGC), uma rede de garantia do Paraná que foram criadas a partir de um incentivo do Sebrae para fazer o fundo e ajudar o empresário a garantir o crédito”, destacou.
No início da pandemia o Sebrae fez um acordo com o Governo de Estado onde foi possível aumentar sua participação em 5 milhões na garantidora de crédito, além disso a entidade colocou mais 5 milhões e a Cooperativa Sicoob colocou mais 5 milhões. Esses 15 milhões garantem 150 milhões de créditos para empresários paranaenses. “Quando nós conseguimos fazer esse aumento veio uma possibilidade de buscarem muito mais créditos através dos bancos oficiais”, explicou Tioqueta.
Os empresários estão precisando de orientação, informação e conhecimento para fazerem as mudanças que eles precisam dentro dessas empresas. “O Sebrae está chegando em todas as regiões e está podendo fazer a diferença. Temos tido um resultado muito positivo. As pessoas querem capacitação e estão nos buscando para isso. Isso está dando oportunidade de lançarmos novos produtos digitais”, finaliza Tioqueta.
O Sebrae é um grande parceiro do LIDE em todo o Brasil e no Paraná não é diferente. A presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, destacou que as duas entidades estão trabalhando em um plano de desenvolvimento de fornecedores para integrar pequenas, médias e grandes empresas. “Temos um grande poder de mobilização, e vamos trabalhar em ações inclusivas, focadas no fortalecimento das empresas paranaenses”, destaca.
LIDE Paraná Talks – A websérie criada pelo LIDE Paraná tem a finalidade de auxiliar os empresários neste momento de incertezas, trazendo uma rica agenda com participação de especialistas e autoridades em diversos assuntos. Assista o episódio complete em www.lideparana.com.br/talks