LIDE Paraná promove evento internacional focado em Agronegócio

Grãos, fibras, carnes, reflorestamento e biocombustíveis estão na pauta de discussões focada na abertura de novos mercados para os produtos paranaenses

O agronegócio é responsável por 33,9% do PIB (Produto Interno Bruto) do Paraná, mas entendendo que ainda há muitos mercados a serem explorados o LIDE Paraná promove nesta semana um encontro internacional para fortalecer as relações já existentes e fomentar novos negócios com o mercado europeu.

O evento será online e contará com a presença de autoridades no tema como Luiz Fernando Furlan, Chairman do LIDE Global e ex- Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Marcos Jank, professor sênior de Agribusiness do INSPER, e lideranças empresariais do setor.

Segundo a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, o encontro faz parte das discussões propositivas em torno da retomada da economia do estado. "O LIDE tem como missão o desenvolvimento da economia e estamos usando a força das nossas unidades no Brasil e no exterior para potencializar negócios para a economia do nosso estado", destaca.

O Encontro é uma iniciativa conjunta das unidades do LIDE Paraná, Mato Grosso, Alemanha e Reino Unido. Será transmitido nas línguas portuguesa e inglesa, e contará com a presença de autoridades e especialistas nos seguintes mercados: Grãos, fibras e sementes; oleaginosa; carnes; prática florestal sustentável; e biocombustíveis

Acesse o link: https://lideagribusiness.com/

LIDE Futuro promove mentoring com Marcelo Scandian

O primeiro unicórnio, apelido dado às companhias avaliadas em US$ 1 bilhão, anunciado em 2021 no Brasil é paranaense, o e-commerce MadeiraMadeira recebeu um aporte de US$190 milhões do fundo japonês Softbank e passou a ser a segunda startup fora de São Paulo a figurar na lista das bilionárias do país.

Marcelo Scandian, CFO e Co-Founder do Madeiramadeira abriu as mentorias do LIDE Futuro Paraná na última quarta-feira, 27, e recebeu um grupo de filiados na sede da empresa em Curitiba, seguindo todos os protocolos de segurança da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Scandian contou a trajetória de erros e acertos que levou do pequeno barracão em São José dos Pinhais, em 10 anos, a se tornar uma das empresas mais valiosas do país. "A fórmula é praticar o day one, cada dia pensar o que podemos fazer para superar nossos resultados. Sempre pensamos na frente, temos metas audaciosas, comemoramos as conquistas, mas no dia seguinte é começar tudo de novo. Um processo de crescimento constante", destacou.

Entre os principais desafios abordados por ele durante a mentoria está relacionado a pessoas, tanto na gestão quando na contratação eficiente. Hoje a empresa tem 300 vagas abertas e Scandian conta que tem dificuldade de preencher essas colocações. "Buscamos ajuda no Sebrae, em profissionais de recursos humanos. O problema do Brasil não é o desemprego, é a falta de mão de obra qualificada". Até o final de 2021 a MadeiraMadeira pretende ter um quadro de 3.000 colaboradores diretos.

Hoje a MadeiraMadeira atende todo o Brasil, cresce em ritmo acelerado ano a ano e com o recente aporte vai ampliar o mix de produtos, investir em private label, e em lojas físicas onde aumentará a experiência do consumidor com a marca. A presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett conduziu o encontro e destacou que uma das missões da entidade é inspirar os filiados com trajetórias vencedoras. "Estamos aos poucos retomando nossos encontros presenciais e é muito importante, neste momento onde os empreendedores passam por momentos desafiadores e também se deparam com oportunidades, ver que não estão sozinhos e podem encontrar em nosso ecossistema ajuda e inspiração", destaca.

Mais informações sobre o LIDE Paraná: www.lideparana.com.br

LIDE Paraná promove evento de experiência para apresentar seu plano de retomada 2021/2022

Entidade usa do seu poder de articulação para formatar o maior plano privado de recuperação econômica. Atração de investimentos, abertura de mercado e desenvolvimento de cadeias produtivas estão no foco das iniciativas que serão apresentadas em evento de experiência em São Luiz do Purunã

Desde março a agenda do LIDE Paraná tem sido marcada não só pela intensidade e alto nível do seu conteúdo, mas pela proposta de pauta positiva trazida pela presidente Heloisa Garrett, que reunirá os filiados no próximo dia 21 de novembro em um evento de experiência em São Luiz do Purunã para apresentar o plano de retomada da entidade para o próximo biênio.

"Os últimos meses têm sido intensos e de muito trabalho, mas também uma oportunidade de me aproximar dos empresários, entender suas dores e trabalhar na construção de uma agenda positiva de estratégia para o desenvolvimento do Paraná. O LIDE é muito mais que uma entidade promotora de eventos e networking, ele tem o papel de impulsionar os líderes e suas organizações, ser a voz que aplica e traduz o pensamento dos líderes para a sociedade. Construímos um plano de trabalhos e alianças em cima desta visão.", destaca a presidente.

Dentro do Plano de Retomada, Heloisa adianta alguns pontos estratégicos como um programa de atração de investimentos, fortalecimento de cadeias produtivas locais e de fornecedores, formação de liderança, incentivo à boas práticas de governança, capacitação para empregabilidade, abertura de novos mercados e fortalecimento do mercado exterior usando a rede Global de unidades do LIDE e, claro, o desenvolvimento de políticas de sustentabilidade e inclusão. A partir de 2021, a entidade também terá uma atuação em todo o Paraná, desenvolvendo pólos regionais de atuação.

E para iniciar o Plano de forma prática e valorizando a marca do estado e um pilar importante de desenvolvimento que é o turismo, o evento será realizado em São Luiz do Purunã, no Rancho P&R, uma região com rico potencial e atração de investimentos. No formato gastronômade, será um dia de experiências gastronômicas onde os convidados serão recebidos com a tradicional costela de fogo de chão, prato típico da região, e poderão curtir um dia com a família em uma das mais belas paisagens do Paraná, nos Campos Gerais. O evento seguirá todos os protocolos de segurança estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde.

Para saber mais sobre o LIDE Paraná acesse: www.lideparana.com.br

Crédito do texto: LIDE Paraná

LIDE Futuro Paraná apoia curso gratuito de programação

Curso de introdução à programação será online e gratuito para público geral, sem a necessidade de conhecimento prévio. A Kenzie Academy, com apoio do LIDE Futuro Paraná, realiza o evento nos dias 16 a 29 de novembro

A área de Tecnologia está cada vez mais em alta no mercado, a procura de profissionais qualificados só aumenta a cada ano. Para quem nunca teve contato com a área pode ficar difícil saber se este ramo é ou não o indicado para ela. Para abrir as portas a Kenzie Academy, com apoio do LIDE Futuro Paraná, vai oferecer curso online e gratuito sobre introdução à programação. O evento acontecerá entre os dias 16 a 29 de novembro com mais de 80 horas de conteúdo exclusivo. Para quem nunca teve contato com programação esta será uma excelente oportunidade de saber mais sobre o assunto, já que além das aulas haverá suporte em tempo real e uma comunidade exclusiva aos participantes.

Com o mercado de programação em constante ascensão, segundo a consultoria Mckinsey, até 2030 cerca de 3 milhões de vagas na área serão abertas. O mercado que já movimentou R$479 bilhões em 2018 tem previsão de crescimento de 5,7% até 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, a Brasscom. Além disso, dentro da área de Tecnologia da Informação, o setor de programação corresponde a 40% das vagas no mercado.

Acontece que nem todas as pessoas têm a oportunidade de pagar por um curso para compreender mais sobre o assunto. E fazer um curso de programação é extremamente importante para quem busca este primeiro contato com a área. Começar programação pode parecer um desafio muito complicado para quem não tem conhecimento na área de tecnologia, mas com profissionais competentes da área o primeiro passo fica mais fácil e ágil.

Por ser um curso introdutório à programação, os alunos matriculados não precisam de um conhecimento prévio sobre o assunto, muito menos necessitam trabalhar na área. A ideia é justamente passar conhecimento inicial sobre programação. O curso é justamente feito e pensado para quem quer ter o primeiro contato com tecnologia, o único pré-requisito é querer saber mais sobre a área.

Sobre a Kenzie Academy

A Kenzie Academy é uma escola norte-americana que veio para o Brasil com o objetivo de ofertar ensino de qualidade para quem deseja trabalhar na área da tecnologia. Com o foco no aprendizado do aluno, ensina as principais linguagens de programação do mercado para o desenvolvimento de um programador full stack, inclusive soft skills. A metodologia inovadora vai ao encontro do modelo de negócio inédito, em que o estudante só paga a mensalidade do curso após estar empregado e com remuneração mínima de R$ 3 mil por mês.

Para inscrição e mais informações: https://participe.kenzie.com.br/curso-javascript-16

LIDE Paraná apoia a quarta edição de um dos maiores eventos de inovação e cultura corporativa do Paraná

Com nova roupagem, o Lidere 2020 promovido pela Associação Comercial e Industrial de Londrina está na quarta geração e vai acontecer no formato digital e gratuito, ampliando seu alcance e sendo ainda mais democrático ao público empreendedor
O ano de 2020 gerou a necessidade de inovação e mudança de mindset de empresários, mas nem sempre é fácil assimilar tantas mudanças. Com o objetivo de provocar discussões para gerar inspiração sobre gestão, inovação, liderança e empreendedorismo, um dos maiores eventos do Paraná, o Lidere 2020 realizado pela Acil - Associação Comercial e Industrial de Londrina, começa dia 20 de outubro e conta com o apoio do LIDE Paraná.

O evento que já impactou milhares de pessoas em edições presenciais nos anos anteriores, traz agora a possibilidade de troca de experiências, vivências e aprendizados, além de uma grande oportunidade de networking. "O LIDE está ampliando sua atuação para todo o estado e a ACIL é um parceiro importante para nós. O conteúdo do evento está fantástico e com certeza fará diferença para nossos filiados e para toda a comunidade empresarial", destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

Devido a pandemia de Covid-19, o Lidere 2020 e este ano o evento será online e contará com a presença de Marcio Fabbris, Vp Sales And Marketing Vivo; Amaury Couto, Presidente Do Grupo Lowçucar; Pedro César, Co Founder Miss Pink; Felipe Meldonian, Cfo Chilli Beans; Tania Maranha, Talent Management La Director Na Electrolux; Silvana Romagnole, Cfeg Cambridge Family Enterprise Group; Flávio Huf, Fundador E Diretor Executivo Da Ast Facilities E We Can Br; Nelson De Lorenzi Campelo, Chief Executive Officer South America Na Atos; Bill Moraes, Franklincovey Enterprise Brasil; Tiago Dalvi, Ceo E Fundador Do Olist; Guilherme Abbud, Ex Diretor Hsbc | Fundador Da Persevera Fundo De Destaque Na Xp Investimentos; Eduardo Ribeiro Bueno Netto, Mediador; Simone Millan Shavarski, Mediadora; Lucas Ferreira, Mediador; e Dr. Hitendra Patel, Fundador E Ceo Da Ixl Center E Da Global Innovation Management Institute.

Para a inscrição e maiores informações, acesse: https://www.lidereacil.com.br/

Crédito do texto: LIDE Paraná

Heloisa Garrett completa um ano à frente do Lide Paraná

Empresária faz uma análise de sua gestão em um ano atípico, que forçou a reinvenção em meio à pandemia

A jornalista e empresária Heloisa Garrett completou, no último dia 01 de setembro, seu primeiro ano como presidente da regional Paraná do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE Paraná). Desde que assumiu as operações da unidade, Heloisa havia traçado um calendário de atividades intenso para 2020. "Contudo, não esperávamos a pandemia. Mas reformulamos a operação, redefinimos as prioridades do LIDE Paraná e nos aproximarmos dos filiados, criando formas de engajá-los, de gerar valor para a entidade e de promovemos esse ambiente rico de discussões e negócios, dentro de uma agenda positiva", avalia ela.

Hoje, o LIDE Paraná é tido como uma das principais unidades do Brasil, graças à sua excelente representatividade, ideias inovadoras, pioneirismo em uma série de iniciativas sociais, promoção de eventos online, conteúdo e engajamento. "Temos levantado uma série de demandas dentro do LIDE e isso tem impactado outras unidades maduras dentro do sistema LIDE, o que torna nossa atuação ainda mais relevante", completa Heloisa.

Outra questão a ser destacada dentro desse primeiro ano é a expansão das iniciativas para o interior do estado. "Mesmo não estando presente fisicamente nessas localidades, o que era um plano bem consistente antes da pandemia, consegui crescer em pautas importantes como logística, agronegócio e serviços. Enfim, usei do meu relacionamento e habilidades como comunicadora para crescer como entidade nessa pandemia, e essa é uma questão muito positiva. O fato de ser mulher e ser jovem traz uma vitalidade para a operação e isso é reconhecido pelos filiados e pelo sistema empresarial como um todo", pontua a presidente.

Para ela, o ano passou muito rápido e surpreendeu a todos. "Foi um ano de reencontros, recomeços, redefinições e muito crescimento. Mesmo sem os eventos presenciais, o LIDE Paraná foi uma das unidades que mais teve novos filiados e que cresceu em demandas de conteúdo. Isso me deixa muito orgulhosa, especialmente pela qualidade dos eventos, das discussões e alianças que promovemos", continua Heloisa.

E ela não para. "Toda semana busco inovar, uma vez que tudo no mundo digital tem uma volatilidade muito rápida e é preciso acompanhar essa nova dinâmica de trabalho e crescimento com agilidade, liderança dinâmica e jovialidade. Importante mencionar que ainda são poucas as lideranças femininas à frente de entidades empresariais e, como mulheres, temos muita sensibilidade para tratar de uma série de temas, tais como violência contra a mulher e a pobreza, além de gerenciar o relacionamento entre os filiados e acelerar uma série de situações", coloca.

O respaldo que Heloisa tem do comitê de gestão criado do LIDE Global, que congrega todas as unidades nacionais e internacionais do sistema, e de presidentes de outras unidades que têm operações mais maduras, também tem sido fundamental nesse primeiro ano. "Recebo muita orientação para saber lidar com todas as pressões e dificuldades que o momento impõe. Uma liderança não se faz sozinha. Com o comitê de Gestão e com os filiados tenho uma troca muito rica. É preciso sempre envolver boas pessoas para construir uma boa liderança. Não podemos estar juntos fisicamente, mas estamos conectamos e juntos unidos pela retomada da nossa economia e somando esforços para salvar vidas. Também não temos todas as respostas, mas estamos trabalhando para construir saídas possíveis e nos fortalecermos como comunidade empresarial neste difícil momento que vivemos. Colocamos a estrutura do LIDE à disposição dos empresários paranaenses, o que nos fortalece para nos recuperarmos mais rapidamente", finaliza Heloisa.

Confira o que o LIDE Paraná já fez pelos empresários paranaenses durante a pandemia:

Integração das agendas com unidades do LIDE de todo o Brasil e internacionais, possibilitando acesso a mais conteúdos e conexões de negócio;
Diariamente oferece boletins econômicos e boletins de saúde em suas redes sociais, porque informação é uma arma poderosa neste momento;
Semanalmente tem uma grade de conteúdo rica de insights e uma pauta positiva com autoridades e grandes empresários para superarmos este momento;
Ampliou a conexão entre as 20 unidades no Brasil e nove unidades no exterior, com o objetivo de gerar negócios para os filiados;
Em suas redes sociais valoriza as boas práticas dos empresários paranaenses que são pioneiros em inovação e solidariedade;
Monitora o ecossistema empresarial por meio de pesquisas periódicas que dão insights e geram conteúdo rico e direcionam nossos pleitos da classe empresarial ao poder público;
Lançou gratuitamente o EAD contra a Covid-19 como uma forma de ampliar o alcance dos colaboradores das empresas a como ter medidas eficientes de prevenção contra o vírus;
Apoia às ações da Santa Casa nas comemorações dos 140 anos da entidade, um dos centros de referência no Combate à Covid-19. Mobilização na arrecadação de recursos e EPIs;
Com o projeto Um novo Olhar, o LIDE Mulher está chamando a atenção para um problema que tem números dignos de uma pandemia, a violência contra a mulher. Um problema que se agravou com o isolamento social;
Apoia a iniciativa Rooms Against Covid para que profissionais da saúde possam usar quartos de hotéis, fazendo o distanciamento social de seus familiares enquanto estão trabalhando na linha de frente do combate à pandemia;
Com o Bazar do LIDE Mulher na TROC, mobilizou mulheres para doarem peças de seus guarda-roupas para serem vendidas online, além de incentivarmos a sustentabilidade na moda. Os recursos arrecadados estão sendo revertidos em toneladas de alimentos.

Um pouco sobre Heloisa Garrett
Heloisa Garrett é jornalista, com especialização em gestão cultural, artes visuais e negociação estratégica. Empresária atuante na área empresarial com uma agência de eventos B2B, a The Way, e cofundadora da startup Conecta, plataforma de incentivos fiscais. Hoje divide sua rotina executiva com a presidência do LIDE Paraná. Casada e mãe de três filhos, também foi responsável pela produção e editoração do livro Arte do Vestuário.

O consumo consciente da moda pode trazer mudanças positivas no hábito individual e ambiental

O LIDE Paraná participa da iniciativa internacional de consumo consciente de moda, o “setembro em segunda mão”. Através da plataforma TROC, o grupo angariou roupas de afiliadas e o valor arrecadados converteu em insumos para a famílias em situação de vulnerabilidade atendidas pelo Projeto Luz

Setembro é o mês do consumo consciente da moda. O impacto ambiental da indústria têxtil é uma das mais danosas para o meio ambiente, isso porque para a produção de tecidos é utilizado uma grande quantidade de recursos naturais não renováveis. Além de que é necessário cerca de 150 litros de água para a produção de um quilo de tecido, sendo que 88% acaba sendo descartado como efluentes líquidos e 12% são perdidos por evaporação.

Para conscientizar as pessoas dos impactos ambientais causados pela indústria da moda, a organização solidária britânica Oxfam lançou o desafio “setembro em Segunda Mão”, a ideia é encorajar consumidores a passar a consumir roupas de segunda mão, pelo menos no mês de setembro. A percepção dessa mudança de paradigma sensibilizou também marcar grandes que decidiram reduzir a quantidade de coleções a serem lançadas e focando em alternativas mais sustentáveis nas produções.

Essa mudança já pode ser sentida, mesmo que em pequenos passos. As gerações passadas vivenciaram um crescimento do mercado da moda e sentiram a necessidade de encher os armários com as mais diversas peças, com o intuito de ter quantidade a qualidade. Mas essa mentalidade vem se transformando com a conscientização dos impactos causados ao meio ambiente.

Com vasto conhecimento na área têxtil, a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, produziu um livro “Arte e técnica do vestuário em Santa Catarina” sobre a indústria têxtil em conjunto com a jornalista Astrid Façanha e compreende a importância de dar visibilidade a esta causa.

A questão do meio ambiente vem ganhando força nos últimos anos para cá e as pautas que envolvem esta temática estão ganhando visibilidade. Para além de dar visibilidade para a causa do consumo consciente e sustentável, o LIDE Paraná atua com iniciativas que têm retorno social para além da criação de consciência individual.

Com uma loja na TROC, plataforma de brechó online, o grupo arrecadou roupas de suas filiadas e o valor recebido na venda das peças foi convertido em insumos para famílias em situação de vulnerabilidade atendidos pelo Projeto Luz.

LOGÍSTICA INTEGRADA

Benefícios em escala e redução de custos ganham a adesão de diferentes segmentos de produtos; websérie reúne líderes, fomentando soluções

Por Íntegra Comunicação Estratégica / Mídia Partner LIDE MT

Otimizar processos, reduzir custos e aumentar a produtividade e a satisfação do cliente são objetivos da logística integrada. Aliada do reposicionamento de negócios durante e no pós-pandemia, esse sistema integrado de fluxos, serviços e informações tem na ampliação dos serviços ferroviários no Brasil um caminho concreto para o fortalecimento de diferentes marcas e segmentos. Unindo duas gigantes do mercado, Brado e Amaggi, a logística sobre trilhos e as perspectivas para o Brasil é o mote do 7º episódio da Websérie Especial Logística Integrada, promovida pelo LIDE Grupo de Líderes Empresariais do Paraná, Mato Grosso e Santos.

Com uma cobertura atual da ordem de 70% do território nacional, a Brado deu passos largos nos últimos anos para atender à alta demanda por competitividade e ganhos de escala no mercado brasileiro e internacional. A empresa que vem crescendo em média 20% ao ano incorporou aos serviços a oferta de vagões empilhados, os chamados double-stack, ampliando em 40% a capacidade de carregamento. Em “dois andares” repletos de diferentes mercadorias, muitas vezes num mix de commodities e subprodutos, os vagões carreiam pelos trilhos 70 tipos de produtos, todos os dias, entre Sumaré (SP) e Rondonópolis (MT).

Essa variedade é facilmente percebida na carteira de 230 clientes, que inclui marcas como ADM, Carrefour, Eldorado, JBS e Minerva Foods. “A gente não vende transporte, a gente proporciona solução, com benefícios de qualidade, segurança, controle. Nós podemos levar a soja, mas também o feijão, a glicerina, cerveja, vestuário. Isso é oportunidade para a construção de novos negócios. Hoje, por exemplo, boa parte do material de construção que chega a Mato Grosso vai pelos contêineres. O nosso business é oferecer soluções integradas a toda a cadeia”, declara Douglas Goetten, diretor comercial da Brado.

Quando o assunto é o caminho das commodities pelos trilhos do Brasil, destaca-se que não apenas de soja se enchem os vagões. O algodão, que tem um processamento diferenciado, também aderiu à matriz ferroviária. Mostra desse movimento, pela quarta safra consecutiva, a Amaggi utiliza contêineres da Brado para a remessa de algodão até o Porto de Santos (SP).

“A Amaggi sempre vinha num tipo de escoamento muito tradicional. O algodão chegava em Santos, fazia a estufagem e processamento nos berços para ser exportado. Uma grande preocupação sempre foi a estrutura de preparo nos portos para a exportação. Após conversarmos bastante, a Brado trouxe essa inovação”, pontua o supervisor de Logística da Amaggi, Alexandre Botter Fonzar.

Soluções em logística integrada podem ser consideradas um dos pilares que alçaram a Amaggi de produtora de grãos ao status de um dos grupos econômicos de maior projeção no Brasil e no mundo. O gerente de Logística Anilton Carmo observa que 80% das commodities movimentadas pela Amaggi são escoadas por meio de intermodais, associando as tradicionais carretas a hidrovias e ferrovias. O caminho mais ágil aos portos resguarda os prazos de embarque nos navios que levam grãos até diferentes compradores internacionais.

“A ferrovia é uma forma de chegar ao porto com a mercadoria mais preparada para embarcar no navio. Cada vez mais essa estrutura chega ao interior do Brasil. A intermodalidade não é o futuro. Para nós, já é o presente”, destaca.

Logística integrada – Promovido pelo LIDE Mato Grosso, LIDE Santos e LIDE Paraná, o projeto “Logística Integrada – Debates e Soluções” reúne lideranças no objetivo de diagnosticar gargalos, oportunidades e soluções à logística e infraestrutura nacional. Para assistir aos episódios da websérie que compõe o projeto, basta acessar o canal do LIDE Paraná no Youtube. Os programas são apresentados por Heloísa Garret, presidente do Lide Paraná, tendo a participação de presidente do LIDE Mato Grosso, Evandro César Santos, e do presidente do LIDE Santos, Jarbas Vieira Marques.

LIDE arrecada toneladas de alimentos para o Projeto Luz

Além da arrecadação com o Bazar do LIDE na TROC, a entidade também mobilizou doações diretas de empresas filiadas que estão se envolvendo com o projeto que atende comunidades e pessoas em situação de vulnerabilidade social

A pandemia do Covid-19 agravou os problemas sociais e muitas famílias foram impactadas com a perda de renda e o desemprego e ações sociais se tornaram indispensáveis para amparar aqueles que mais precisam do básico para sobreviver. E o LIDE Paraná, encontrou no Projeto Luz, uma forma de ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade. No último sábado, 29, voluntários do projeto fizeram uma grande ação social no CIC, distribuindo cestas básicas e alimentos para a comunidade, que tem mais de 5.000 moradores e muitos trabalhadores informais que foram impactados com o desemprego e perda de renda nos últimos meses.

"Eu trabalhava de zeladora, mas fui despedida há quatro meses. Tenho tenho três filhos, sou sozinha e a ajuda que estamos recebendo é a única forma de sustento que temos. Não vejo a hora de conseguir meu emprego e voltar a trabalhar", conta Maria de Jesus, moradora da comunidade. Esta infelizmente é a realidade de milhares de brasileiros nos últimos meses, que viram a renda de suas famílias despencar e passaram a viver de assistência social. E a comunidade atendida no sábado recebeu um grande número de refugiados haitianos nos últimos meses e a situação sanitária é agravada por um lixão a céu aberto no seu entorno e pela falta de saneamento básico.

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas) o desigualdade social é um dos maiores desafios para o enfrentamento da pandemia do Covid-19 no mundo, em especial no Brasil. Nosso país já ultrapassou mais de 3,8 milhões de diagnósticos de contágio e tem mais de 120 mil óbitos, e segundo o monitoramento do Ministério da Saúde e de acordo com IBGE há um abismo racial no alcance da doença. Os prejuízos financeiros e de saúde causados pelo Covid-19, pesam muito mais sobre mulheres, negros e pobres: 39% dos trabalhadores e trabalhadores pretos e pardos estão em regime de informalidade, ante 29,9% de brancos.

Iniciativas emergenciais

A primeira iniciativa da entidade foi promover um bazar solidário envolvendo as filiadas do LIDE Mulher em uma grande cadeia do bem onde essas "madrinhas" arrecadaram roupas e acessórios que estão sendo vendidos na plataforma TROC, o maior brechó on-line do Brasil que é uma startup curitibana. A ação já arrecadou mais de R$50 mil em roupas, sapatos e acessórios e segue coletando peças que são desejo no guarda-roupa de toda mulher, unindo, sustentabilidade, moda e solidariedade, deste montante mais de R$30 mil já foram vendidos e revertidos em alimentos.

"Era para ser uma iniciativa pontual, mas nosso bazar deu tão certo que vamos manter a arrecadação de roupas e a venda na plataforma da TROC para ter uma receita permanente para o Projeto Luz. Além disso, nossa mobilização gerou uma série de doações e engajou outros empresários que passaram a conhecer o projeto e se envolver com as iniciativas", conta a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, que também passou a ser voluntária do projeto.

No Dia da Família, o Colégio Amplação mobilizou sua rede de mais de 1.000 alunos na arrecadação de alimentos e cobertores para doação. A Valore Investimentos "arrematou" a página doada pela revista Top View para o Projeto e converteu o valor que seria pago no anúncio para a compra de cestas básicas. A Fibria Alimentos, está mobilizando seus fornecedores para a doação de alimentos e insumos ao projeto. "Conhecemos o Projeto Luz pelo LIDE, e estamos muito felizes em nos envolver neste projeto. Vemos paixão nos voluntários, vemos uma grande rede de solidariedade envolvida e faz muito sentido para todo o time da Valore se envolver nesta iniciativa. O abismo social existente no Brasil é invisível aos olhos de muitos e cresce silenciosamente para todos os lados, precisamos fazer mais pelo próximo", explica o CEO da Valore, Marcos Fernandes que participou da entrega das cestas básicas no último sábado.

Para enfrentar a atual conjuntura, o Projeto Luz faz a entrega mensal de cerca de 600 cestas básicas a comunidades carentes que não são atendidas por outros programas sociais, além de 3200 marmitas distribuídas na Praça Tiradentes, todas as segundas e quartas-feiras no período da noite. O Projeto é totalmente voluntário e só é possível ser realizado graça as doações de pessoas físicas e jurídicas. "O LIDE Paraná tem sido é um aliado importante do projeto e em conjunto de parceiros busca ajudar na doação de insumos para a manutenção e realização das atividade", destaca Luciana Almeida, idealizadora e coordenadora do Projeto.

Para saber mais sobre as rotinas do Projeto Luz ou doar siga o Projeto no Instagram @projeto_luz.

LIDE TALKS Paraná apresentará iniciativas onde empresários ajudam no combate à pandemia

Durante um dos períodos mais difíceis que o Brasil vivencia, empresários se unem para ajudar no combate à prevenção do contágio do novo coronavírus e também nos danos nas famílias que perderem seus entes queridos

Chegamos à triste marca de mais de 100 mil óbitos e vemos uma série de iniciativas onde os empresários se mobilizam para ajudar no combate à pandemia. Como forma de ajudar, dar voz e um espaço para debate, nesta quinta-feira (13), às 17h, o LIDE TALKS PARANÁ, receberá Nastassia Romano Leite de Castro, coordenadora do Rooms Against Covid Brasil e Eduardo Otoni, diretor geral Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba.

"Uma das nossas missões é fomentar iniciativas que ajudem a sociedade. Vemos a classe empresarial mobilizada no combate a pandemia. Precisamos não só salvar nossas empresas, mas contribuir para conter o vírus e salvar vidas", destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

Serviço:
Lide Talks Paraná
Data: 13 de agosto
Horário: 17h
Inscrições: https://bit.ly/LIDEtalksSAUDE

LIDE Futuro Paraná promove mentoring com a CEO da Hinode, Marília Rocca

Na próxima quinta-feira (13), às 18h30, O LIDE Futuro Paraná, iniciativa do LIDE Paraná para promover a aproximação de jovens lideranças, realizará mais um mentoring, evento que recebe a presença de grandes líderes para incentivarem os novos e futuros líderes.

A convidada é a CEO da Hinode, Marília Rocca. Durante o evento, a executiva compartilhará detalhes de sua trajetória, relatos de experiências, histórias inspiradoras, desafios, superação e lições de carreira. O evento, exclusivo para filiados do LIDE Futuro, promoverá um ambiente propício à integração e troca entre os participantes.

O mentoring é uma das modalidades do LIDE FUTURO, braço de atuação do LIDE Paraná que é formado foi jovens lideranças empresariais que atuam em diferentes áreas de atuação, desde sucessores de grandes grupos empresariais, e empreendedores. Para conhecer mais sobre a atuação do LIDE Futuro, acesse o site oficial www.lideparana.com.br.

Presidente da Bosh para a America Latina, Besaliel Botelho participa de mentoring do LIDE Futuro

O LIDE Futuro Paraná, iniciativa do LIDE Paraná para promover a aproximação de jovens lideranças, realizará na quinta-feira (6), às 19h, mais um mentoring, evento que recebe a presença de grandes líderes para incentivarem os novos e futuros líderes.

O convidado é o engenheiro eletrônico e presidente da Bosch para a América Latina, Besaliel Botelho. Durante o evento, Botelho compartilhará histórias inspiradoras, detalhes de sua trajetória, relatos de experiências, desafios, superação e lições de carreira que inspiram a todos. O evento promoverá um ambiente propício à integração e troca com filiados do LIDE Futuro Paraná.

O mentoring é uma das modalidades do LIDE FUTURO, braço de atuação do LIDE Paraná que é formado foi jovens lideranças empresariais que atuam em diferentes áreas de atuação, desde sucessores de grandes grupos empresariais, e empreendedores. Para conhecer mais sobre a atuação do LIDE Futuro, acesse o site oficial www.lideparana.com.br.

LIDE Mulher Paraná lança iniciativa que visa enfrentamento à violência e reinserção das vítimas na sociedade

Programa “Um novo olhar” atua no resgate da auto-estima e a recolocação no mercado de trabalho. LIDE Talks da última quinta-feira (30) apresentou o time de embaixadoras que vai atuar na linha de frente das ações no Paraná.

A cada 4 minutos uma mulher é agredida no Brasil e os números só aumentam. Além de agravar as situações de conflito, a pandemia intensificou a tensão no ambiente familiar e tem dificultado o pedido de ajuda das vítimas que, muitas vezes, são vigiadas pelo agressor. Por isso a importância de ampliar a discussão e os pontos de contato da vítima com os canais que ela possa pedir ajuda, independente da sua classe social.

Como forma de auxiliar mulheres na retomada de suas relações pessoais e profissionais e assim, dar a oportunidade de acreditarem que uma nova história possa ser construída, o LIDE Talks da última quinta-feira (30) reuniu autoridades e embaixadoras do projeto “Um novo olhar”, recentemente lançado pelo LIDE Mulher Paraná.

Para a médica cirurgiã Carla Góes, idealizadora do Programa, a informação é fundamental para o combate dessa violência como forma de prevenção e uma alternativa de diminuir agressões e até o feminicídio. Como forma de levar essa informação, o projeto se expandiu para outros estados, como no caso do Paraná, o primeiro a receber o projeto depois de São Paulo. “Atendi a vítima de número 1.000 do Programa Justiceiras e isso me fez pensar em levar o Um novo Olhar para outros estados, e nossa primeira primeira prisão em flagrante aconteceu no Paraná.” Além de idealizadora do “Um novo Olhar”, Carla é a líder médica nacional do Programa Justiceiras que vem atuando em todo o Brasil no enfrentamento aos casos de violência contra mulher.

A iniciativa que teve início em seu consultório em São Paulo, surgiu como uma forma de olhar de outra maneira para essa violência. Com a união de mulheres no resgate de outras mulheres sem julgamento e adversão, as fortalecendo emocionalmente para que tenham uma vida digna. “50,62% da nossa população é de mulheres, somos a maioria nesse país. Temos que aprender sororidade”, reforçou a Desembargadora Lenice Bodstein, referência na defesa dos direitos da mulher no Paraná e uma das embaixadoras do programa no estado.

No Paraná o projeto será ampliado dentro das empresas, na escola, e até mesmo no mercado do luxo, não só dentro das delegacias, desmistificando que esse problema ocorre apenas nas classes mais baixas e trazendo outras vertentes para se trabalhar dentro da temática.

Também participaram do encontro a publicitária Letícia Lopes que está cuidando da condução da temática em diferentes segmentos, a joalheira Tania Vicenzi, que vai desenvolver a temática dentro do segmento do luxo, Gisele Mantovani Pinheiro, empresária no segmento da educação, Julianne Stier, advogada e empresária no segmento da moda, Heloisa Koerner, médica otorrinolaringologista especialista em rinoplastia e cirurgia de face e Priscilla Placha Sá, desembargadora e coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Paraná.

No próximo dia 07 de agosto a Lei Maria da Penha completa 14 anos, e o Projeto “Um novo olhar” desenvolveu uma cartilha que vai disponibilizar para download gratuito. “Falar desse tema é sensível e deve ser feito por toda a sociedade, os números são alarmantes e a violência está infelizmente dentro das empresas, dos nossos grupos de amigos. A responsabilidade de reduzir esses números, que são dignos de uma epidemia, é de todos nós! Este é um problema problema social do nosso país que faz vítimas a cada minuto!” destaca a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett.

LIDE Paraná Talks – Assista o episódio completo em www.lideparana.com.br/talks

Talk aborda um novo olhar sobre a Violência contra Mulher

LIDE Talks desta quinta (30) reunirá embaixadoras do programa "Um novo olhar" e autoridades para tratar do tema que tem números dignos de uma pandemia. Problema que está presente em todas as classes sociais e se agravou com o isolamento social.

A pandemia agravou as situações de conflito, aumentando a pressão social, psicológica, medo e insegurança, e, consequentemente, os casos de violência. De acordo com dados publicados pelo 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado em 2019, com números de 2018 - um caso de violência contra mulher ocorre a cada 24 minutos no Paraná. Já um levantamento feito pelo Portal Catarinas mostrou que a cada 1 hora, 15 mulheres denunciaram terem sofrido algum tipo de violência no Paraná no período de isolamento social.

Para debater o assunto, o LIDE Paraná irá promover o LIDE Talks, nesta quinta-feira (30), às 19h. Heloisa Garrett, presidente do LIDE Paraná, receberá as embaixadoras do projeto "Um novo olhar", recentemente lançado pelo LIDE Mulher no estado como uma forma de disseminar o enfrentamento à violência, os cuidados às vítimas e, a reinserção dessas mulheres na sociedade com o resgate da auto-estima e a recolocação no mercado de trabalho.

Participam do encontro a médica médica cirurgiã e idealizadora do Um Novo Olhar, Dra Carla Góes, que deu início a ação em São Paulo e o Paraná é o primeiro estado brasileiro a receber o projeto depois da capital paulista. E graças a capitalidade e envolvimento das filiadas do LIDE Mulher, que atuarão como embaixadoras da iniciativa, aqui o projeto terá uma visão ampliada. "Vamos trabalhar na conscientização, mas também em várias outras frentes desta temática que muitas vezes é velada da nossa sociedade, mas merece ser tratada dentro das empresas, na escola, e até mesmo no mercado do luxo, não só dentro das delegacias", destaca a presidente do LIDE, Heloisa Garrett.

Também participam do encontro a Desembargadora Lenice Bodstein, referência na defesa dos direitos da mulher no Paraná, Gisele Mantovani Pinheiro, empresária no segmento da educação, Letícia Lopes, publicitária especialista em branding e marketing empresarial, Tania Vicenzi, empresária no segmento luxo, Julianne Stier, advogada e empresária no segmento da moda e Heloisa Koerner, médica otorrinolaringologista especialista em rinoplastia e cirurgia de face. O evento também contará com a participação especial de Priscilla Placha Sá, desembargadora e coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Paraná.

Sobre as embaixadoras do projeto Um novo Olhar

Letícia Lopes
Publicitária, com especializações em marketing empresarial, planejamento e gestão de negócios, é a profissional com 20 anos de mercado que está a frente da empresa de consultoria estratégica Letícia Lopes Branding. Atuando no planejamento de marketing e nas ações de comunicação, está conosco trazendo um olhar ampliado e estratégico à causa, o que garantirá novas frentes de atuação, maior relevância e visibilidade.

Gisele Mantovani Pinheiro
Em sua maior essência, é primeiramente uma apaixonada pela transformação da educação. Pedagoga, educadora e fundadora do Colégio Amplação, instituição com 25 anos de história e mais de 1.000 alunos e famílias, atua no propósito da educação de mentes e emoções, sendo esses os pilares determinantes para a educação do século XXI. Gisele abraçou a causa do Um Novo Olhar, como abraçar cada um de seus alunos, entendendo que a educação e culturização da não-violência deve ser trabalhada desde a infância, em projetos pedagógicos e de desenvolvimento sócio emocional.

Heloísa Koerner
Médica otorrinolaringologista, especialista em rinoplastia e plástica fácil. Uma artista que, também apaixonada pela fotografia, ajusta o foco de sua lente humanizada para a cirurgia facial, trabalhando no retrato perfeito de cada paciente. Será o braço médico do projeto no atendimento às vítimas, na "reimpressão" do rosto de cada uma delas, com um "novo olhar" para a vida, em toda sua plenitude.

Julianne Stier
Advogada por formação, especializada em direito tributário e societário e há sete anos mudou seu foco profissional, passando a atuar no ramo empresarial na área de varejo. Apaixonada por moda, trend forecaster (pesquisadora de tendências) e preocupada com a autoestima da mulher se envolve no Um novo Olhar para despertar às vítimas a voltarem a acreditarem no seu potencial como mulher.

Tania Vicenzi
Profissional joalheira com 30 anos de mercado é fundadora da Joalheria Viccenza, presente nos principais shoppings da cidade. Empresária e mulher que se conecta diariamente com mulheres de alto poder aquisitivo, entende que muitas mulheres dessa classe social também são vítimas de violência, de uma maneira mais velada. Por meio de uma metáfora à solidez do diamante e ao brilho da joia, incentiva que toda mulher lapide sua autoestima e lute pelo resgate de seu brilho nos olhos.

Lenice Bodstein ⠀
Graduada em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Especialista em Direito de Família pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR) e Direito Constitucional pela Escola da Magistratura do Paraná (EMAP). Integrante da primeira turma da EMAP. Frequência em cursos temporários sobre Direitos Humanos na Itália, Alemanha e Portugal. Magistrada desde 1.986. Sócia-fundadora e 2ª Presidente Seccional do Instituto de Direito de Família do Paraná (IBDFAM/PR). Atuou como Ouvidora-Geral do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) no biênio 2017/2018 e Coordenadora da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID/TJPR) por seis anos. Atualmente, é Desembargadora do TJPR, integrante da 11ª Câmara Cível.

Serviço:
LIDE Mulher Talks "Um novo olhar sobre a Violência contra Mulher"
Data: 30/07
Horário: 19h
Participe pelo link: https://bit.ly/novoolharPR

LIDE Especial Logística Integrada – Gargalos na cadeia do etanol da cana e do milho (30/07 às 11)

Dando sequência a nossa série de debates sobre os desafios que os empresários enfrentam relacionados aos entraves logísticos que inteferem na competitividade da nossa produção, nesta quinta-feira, 30, às 11h00, o quinto episódio da Webisérie Especial Logística integrada das unidades do LIDE Paraná, Mato Grosso e Santos aborda a temática: “Os gargalos da Logística na cadeia do etanol da cana e do milho”.

Nossos convidados são Guilherme Nolasco, presidente da UNEM - União Nacional do Etanol do Milho e Miguel Rubens Tranin - Presidente da Alcopar - Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná.

Participe pelo link: https://bit.ly/webiserielog5

LIDE, quem é líder participa!