OFICINA GRATUITA DE DRAMATURGIA COM MARCIO ABREU EM CURITIBA

A ação integra o processo do novo projeto da Cia Ilimitada, Movimentos Sobre a Cidade.

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=251201&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CPH0PR22MB3521CFC04A907697DF307EDEA19E9%2540PH0PR22MB3521.namprd22.prod.outlook.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CPH0PR22MB3521CFC04A907697DF307EDEA19E9%40PH0PR22MB3521.namprd22.prod.outlook.com%3E-1.1.2

A Oficina de Dramaturgia com o diretor Marcio Abreu da Companhia Brasileira de Teatro é uma ação do projeto Movimentos sobre a Cidade, novo projeto da Cia Ilimitada que irá resultar em um espetáculo com estreia prevista para o primeiro semestre de 2023. A oficina será realizada na Biblioteca Pública do Paraná, em Curitiba, dias 11 e 12 de agosto (quinta e sexta), das 14h às 20h e dias 13 e 14 (sábado e domingo) das 11 às 17h.

A escolha do local não foi à toa, como o projeto tem como um dos objetivos tratar da relação dos moradores da cidade com os espaços oferecidos por ela, a escolha da Biblioteca se deu por tratar-se de um espaço democrático, de livre acesso e que promove encontros e saberes.

A oficina gratuita é voltada a qualquer pessoa que tenha interesse na escrita, na composição, improviso e criação para a performance e teatro.

Marcio Abreu já realizou outros trabalhos com a Cia Ilimitada, a direção do show Noël (2006). “Renovar esta parceria com o Marcio Abreu neste novo trabalho é motivo de celebração”, comemora Marcio Juliano, idealizador do projeto.

Movimentos sobre a Cidade terá uma dramaturgia autoral, escrita por Marcio Abreu, construída a partir da relação dos artistas e dos moradores de Curitiba com os lugares que habitam e que ocupam na cidade.

Os integrantes da Trupe Periferia, do diretor Kenni Rogers, são parceiros do projeto e estarão presentes na oficina, juntamente com os participantes que serão selecionados através das inscrições por e-mail.

Para esta imersão inicial, o medo foi o tema escolhido como foco de experimentação e pesquisa para este primeiro movimento sobre a cidade.
As inscrições podem ser feitas pelo email: ciailimitadaoficina@gmail.com, as vagas são limitadas.

Este projeto é uma realização da Cia Ilimitada e foi incentivado pelo EBANX por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Serviço:

Oficina de Dramaturgia com Marcio Abreu

Quando/Que horas: 11 e 12 de agosto (quinta e sexta), das 14h às 20h

13 e 14 (sábado e domingo) das 11 às 17h.

Onde: Biblioteca Pública do Paraná (Av. Cândido Lopes, 133 - Centro)

Quanto: Gratuito (20 vagas)

Inscrições e informações pelo e-mail: ciailimitadaoficina@gmail.com

Contatos:

Produção

Marcio Juliano

41 99902 5147

Biblioteca Pública do Paraná homenageia Clarice Lispector

Eventos gratuitos, em agosto, celebram o centenário de nascimento da consagrada escritora brasileira
Já estão abertas as inscrições gratuitas para o Ciclo de Leitura sobre a vida e a obra de Clarice Lispector, que serão realizadas nos dias 06, 13, 20 e 27 de agosto, na Biblioteca Pública do Paraná. Os interessados podem se inscrever pelo site www.producoesdopinguim.com

Os eventos fazem parte do projeto Viva Clarice! que celebra o centenário de nascimento da escritora brasileira e organiza diversas atividades culturais em escolas municipais, colégios estaduais e bibliotecas de Curitiba. Desde março deste ano, já foram realizadas 300 rodas de leitura na rede pública de ensino da capital paranaense, com aproximadamente 9 mil participantes.

“O Viva Clarice! terá 400 ações literárias que envolvem contos, romances, crônicas e literatura infantil. Também vai abordar a produção da escritora na área de artes visuais e as adaptações de suas obras para o cinema”, explica o coordenador Rodrigo Hayalla.

Diversas oficinas de mediação literária, realizadas pela atriz e escritora Lilyan de Souza, também integram o projeto.

Atividades na biblioteca
O Ciclo de Leitura será composto por quatro encontros, onde os mediadores vão apresentar aspectos distintos e complementares sobre Clarice Lispector.

No dia 06 de agosto, o tema é a vida da escritora e haverá leitura de suas cartas e crônicas. No dia 13, será realizada uma explanação dos seus livros infantis, meios de mediação desses textos e uma conversa sobre a literatura infantil.

Já no dia 20, os participantes conhecerão a narrativa do último romance de Clarice, A Hora da Estrela, por meio da leitura de trechos do enredo, mesclados com passagens do filme homônimo, que foi dirigido por Suzana Amaral. O longa-metragem entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema como um dos cem melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Em seguida, no dia 27, o evento vai tratar das artes visuais e haverá uma leitura dos quadros feitos pela escritora brasileira. Todas as conferências acontecem das 9h30 às 11h30 e a classificação indicativa é para maiores de 16 anos.

Ações nas escolas
O centenário de nascimento de Clarice Lispector [10 de dezembro de 2020] coincidiu com a pandemia. Por isso, muitos eventos comemorativos foram remarcados e acontecem agora.

Professores e diretores interessados podem solicitar as ações gratuitas em suas escolas pelo e-mail vivaclarice@gmail.com e ver todas as informações no site www.producoesdopinguim.com

O projeto Viva Clarice! é realizado com os recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. A organização é da Pinguim Produções, com apoio do Colégio Positivo.

Serviço
O que: Ciclo de Leitura sobre a vida e a obra de Clarice Lispector
Quando: Dias 06, 13, 20 e 27 de agosto, das 9h30 às 11h30
Onde: Na Biblioteca Pública do Paraná, que fica na rua Cândido Lopes, 133, Centro de Curitiba
Como participar: Mediante inscrições gratuitas e antecipadas pelo site www.producoesdopinguim.com
Quanto: Gratuito e indicado para maiores de 16 anos

Sugestão de legenda
Durante mês de agosto, Biblioteca Pública do Paraná sedia Ciclo de Leitura em homenagem ao centenário de nascimento de Clarice Lispector

Crédito das fotos do projeto
Jordana Ferri

Crédito da foto de Clarice Lispector
Divulgação

Mês das Mulheres destaca o protagonismo das mulheres na cultura

Mesas-redondas, palestras, declamação de poesias, roda de leitura, apresentações musicais, oficinas, visitas mediadas e uma exposição fazem parte da programação
A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC) promove em março o Mês das Mulheres, com destaque para o protagonismo das mulheres na cultura. O objetivo é apresentar ao público uma ampliação de repertório de mulheres na cultura: artistas, pesquisadoras, trabalhadoras do audiovisual, musicistas, poetisas, empreendedoras e agentes culturais. Na programação, mesas-redondas, palestras, declamação de poesias, roda de leitura, apresentações musicais, oficinas, visitas mediadas e uma exposição. As atividades são abertas a toda a população.
“A realização das atividades no Mês das Mulheres deseja colocar luz e ampliar o repertório sobre a presença das mulheres nas diversas áreas da cultura. Todos os diálogos fazem parte das narrativas concebidas pela pluralidade de formas de ser mulher em 2020”, explica a coordenadora de Ação Cultural da SECC, Mariana Bernal.
DIÁLOGOS PERTINENTES – O ciclo de mesas-redondas “Diálogos pertinentes: mulheres e cultura” vai reunir profissionais mulheres de diferentes áreas de atuação para falar sobre suas experiências em cinco perspectivas: fazer, criar, sentir, refletir e empreender. De 10 a 13 de março, sempre às 18h30, na Sala Adalice Araújo (R. Ébano Pereira, 240, Centro, Curitiba-PR).
No dia 10 de março o diálogo é com as mulheres que fazem: Ariane Santos, Marielle Loyola e Rosângela Nina Araújo. Na quarta 11, as mulheres que criam Simone Landal e Uiara Bartira conduzem a conversa. Quinta, 12, Camila Macedo e Emanuela Siqueira são as mulheres que imaginam. Encerrando o ciclo de mesas, dia 13, as mulheres que refletem, Kênia Coqueiro, Mariana Sanchez e Silvia Monteiro se reúnem para o bate-papo.
Haverá também uma oficina de empreendedorismo no dia 18 de março, com foco em mulheres que empreendem na economia criativa. Serão duas turmas, às 9h e às 14h, conduzidas por Geovana Conti. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site da secretaria.
PROGRAMAÇÃO – As primeiras atividades ocorrem na sexta, dia 6 de março, na Biblioteca Pública do Paraná (BPP), com declamação de poesias com o coletivo SLAM das gurias às 11h30, 15h45 e 17h45. No mesmo dia, às 16h30, o Mulherio das Letras faz uma roda de leitura sobre feminicídio. Quase no fim do dia, às 18h, a orquestra Ladies Ensemble faz um concerto. Ainda na BPP, no dia 27, das 17h às 20h, a coordenadora de Políticas para a Mulher da Casa Civil, Goretti Bussolo, organiza rodas de conversas com mulheres que viveram a violência e fizeram da dor poesia.
No domingo, dia 8, o Museu Oscar Niemeyer (MON) propõe programação o dia todo. Das 11h às 14h30 a equipe do Educativo realiza a oficina “livros livres” e às 16h30 conduz uma visita mediada pela exposição “Sou o espaço onde estou” do programa Artistas do acervo. Já às 15h, a artista Juliana Stein ministra a oficina “Eu, curadora de mim”, utilizando a técnica de pintura em aquarela e encadernação de diário.
O Museu Paranaense (MUPA) traz as musicistas Bettina Jucksch e Carmen Fregoneze para o show “Música paranaense para violino e piano” no dia 12 de março, às 19h. E no dia 26 de março, também às 19h, o museu recebe a pesquisadora Sandra Benites, primeira mulher indígena a ser curadora de um museu de arte do Brasil, o MASP, para uma palestra sobre seu trabalho e sua trajetória.
Trabalhadoras da área audiovisual conversam sobre cinema no Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) no dia 13 de março, às 19h. O evento integra a série de mesas-redondas “Conversas de cinema – 10 diálogos com trabalhadoras do audiovisual” que segue com encontros até dezembro de 2020. “Roteiro” é o tema do primeiro diálogo, que reúne Alana Rodrigues, Alessandra Pajolla, Jessica Candal e Maria Shu, com mediação de Sônia Procópio.
No Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR) a mesa-redonda “Arte não tem gênero, mas artista sim” é a programação no dia 19, às 19h. No dia seguinte, 20 de março, às 19h, tem palestra com Ana Paula Simioni, pesquisadora sobre artistas mulheres na história da arte moderna brasileira.
O Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG) expõe de 8 a 20 de março, nas vitrines externas do espaço, uma mostra em homenagem a grandes atrizes paranaenses. Serão homenageadas Claudete Pereira Jorge, Delcy D'Ávila, Lala Schneider, Luciana Querubim, Neusa Cascaes, Odelair Rodrigues e Yara Sarmento.
SERVIÇO
Mês das Mulheres
6 a 27 de março de 2020
Programação completa: www.cultura.pr.gov.br
ENDEREÇOS
Biblioteca Pública do Paraná. Rua Cândido Lopes, 133. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Centro Cultural Teatro Guaíra. Rua XV de Novembro, 971. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Rua Marechal Hermes, 999. Centro Cívico. Curitiba/PR. Entrada R$20 e R$10

Museu da Imagem e do Som do Paraná. Rua Barão do Rio Branco, 395. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Museu Oscar Niemeyer. Rua Marechal Hermes, 999. Centro Cívico. Curitiba/PR. Entrada R$20 e R$10

Museu Paranaense. Rua Kellers, 289. Alto São Francisco. Curitiba/PR. Entrada gratuita

Superintendência da Cultura. Rua Ébano Pereira, 240. Centro. Curitiba/PR. Entrada gratuita