Araucária recebe 6 toneladas de alimentos da Corrente de Esperança Condor

Com o objetivo de ajudar Araucária neste momento difícil de pandemia, o Condor Super Center realizou a entrega de 6 toneladas de alimentos para o município, neste dia 6 de abril. A doação faz parte da Campanha “Corrente de Esperança Condor”, que segue até o dia 4 de maio e vai destinar parte da venda dos produtos anunciados nos tabloides específicos da ação.

Viabilizada em parceria com os fornecedores da rede, a “Corrente de Esperança Condor” já doou 14 toneladas de alimentos até o momento.

Segundo o diretor de operações do Condor, Maurício Bendixen, a campanha tem como objetivo ajudar as comunidades a enfrentarem este momento difícil. “No ano passado, já fizemos uma campanha semelhante, mas como a pandemia continua e os reflexos dela estão ainda mais fortes, decidimos criar uma corrente que ajude a população a passar por essas dificuldades com mais esperança e tranquilidade”.

A secretária de ação social de Araucária, Leonice Lara Lacerda, disse que a doação chega em boa hora. “Hoje, temos 8 regionais através do CRAS, que possuem critérios de vulnerabilidade que são avaliados por nossas assistentes sociais da linha de frente, por isso, agradeço o carinho do Condor por estar tendo este olhar neste momento difícil que estamos passando”.

A rede também vai entregar no dia 8 de abril, às 14h, quase 5,5 toneladas de alimentos para Campo Largo (Avenida Padre Natal Pigatto, 925 - gabinete do Prefeito).

Mais informações sobre a dinâmica da campanha e os produtos participantes podem ser conferidos no site www.condor.com.br.

Oral Unic Implantes inaugura unidade em Araucária

A estrutura da clínica recebeu investimento de cerca de R$ 750 mil

A cidade de Araucária (PR) ganha nova unidade da Oral Unic Implantes - clínica especializada em implantodontia e com procedimentos de estética orofacial, como lentes de contato dental, ortodontia, botox, bichectomia, entre outros. A inauguração foi na última quinta-feira (14).

“A chegada de uma clínica com essa estrutura e qualificação vem valorizar a opção de atendimento na área odontológica para a população de Araucária. A Oral Unic conta uma estrutura moderna e diferenciada na qual o paciente esquece que está no dentista. Nossos especialistas são extremamente qualificados, oferecendo um atendimento humanizado, que trata o paciente de forma única e com muito respeito, transformando não somente o sorriso, mas a vida desses pacientes”, afirma o Dr. Robert Divino de Oliveira, especialista em implantodontia, que é diretor clínico e responsável técnico da clínica. Ao lado dele como sócios estão o Dr. Luiz Werner, especialista em implantodontia, e os empresários Luciana Moroni, Rafael Moroni e Halison Klain Paiva.

Localizada na avenida Dr. Victor do Amaral, 955, Centro, a Oral Unic Araucária oferece o conceito All-in-one, que possibilita aos pacientes realizar todos os exames e acompanhamentos necessários para o tratamento em um só lugar.

Instalada em um ambiente amplo e agradável, com estrutura climatizada e 750 metros quadrados de área construída, a Oral Unic foi projetada para que o paciente tenha um atendimento único, que, além de oferecer conforto e comodidade, conta com equipamentos de última geração, como raio-x panorâmico digital, estúdio fotográfico e laboratório de próteses próprio, que proporciona mais agilidade e assertividade nas entregas.

O local dispõe ainda de três consultórios e um centro cirúrgico devidamente equipado com monitor cardíaco, oxímetro e ventilação mecânica, salas confortáveis de pré e pós-operatório, oferecendo mais segurança aos atendimentos.

“A Oral Unic é um modelo de clínica que traz o melhor aos nossos pacientes no que diz respeito à qualidade de atendimento, estrutura e tecnologia avançada”, finaliza Dr. Robert.

Sobre a Oral Unic

A Franquia Premium Oral Unic Implantes foi fundada em junho de 2016 em Itajaí (SC), conta com a melhor gestão no ramo, e está presente em mais 95 cidades além de Araucária, espalhadas por 15 estados (Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Ceará, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Goiás, Pernambuco, Rio de Janeiro, Distrito federal e Tocantins).

Oral Unic Araucária

Endereço: Dr. Victor do Amaral, 955, Centro, próximo a Caixa Econômica Federal.

Telefones: 41 36070000| 41 991721700

Dia Nacional da Araucária

Sem fiscalização e manejo adequado, Araucária pode estar extinta nas próximas décadas

Presente na região Sul e em áreas elevadas do Sudeste, a Araucária tem influência cultural por causa de sua semente: o pinhão, que faz parte da culinária em festividades juninas

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=172498&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCP2P15201MB23388657C35C0F979FCD4EB9AF950%2540CP2P15201MB2338.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCP2P15201MB23388657C35C0F979FCD4EB9AF950%40CP2P15201MB2338.LAMP152.PROD.OUTLOOK.COM%3E-1.3

Nesta quarta-feira (24), comemora-se o Dia Nacional da Araucária, uma árvore ancestral do Brasil, mas que corre grandes riscos de extinção em razão do desmatamento e dos efeitos das mudanças climáticas. A Araucária é uma árvore encontrada majoritariamente na região Sul do País, em um ecossistema da Mata Atlântica conhecido como Floresta Ombrófila Mista. É a árvore-símbolo do Paraná, por isso também chamada de pinheiro-do-paraná, estado que, originalmente, concentrava a maior parte do ecossistema que abriga a espécie.

De acordo com o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, em 2019, o desmatamento no bioma cresceu 27,2%, perdendo um total de 14.500 hectares de floresta. Desse total, cerca de 24% foram nos estados do Paraná e de Santa Catarina, onde a madeira da Araucária ainda é usada ilegalmente para, por exemplo, abastecer de tábuas a construção civil. “Estima-se que hoje a Floresta com Araucárias ocupe menos de 3% de sua área original, o que a coloca em grande risco de ser extinta nas próximas décadas se não houver uma mudança por parte dos proprietários rurais, da iniciativa privada e do poder público na forma como exploram e cuidam desse que é um dos mais emblemáticos e ameaçados ambientes naturais do Brasil. Lembrando que o que está em jogo não é apenas uma espécie, mas todo um ecossistema com uma grande diversidade de plantas, como imbuias e canelas, e animais, como o papagaio-de-peito-roxo”, afirma Guilherme Karam, coordenador de Negócios e Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

A preocupação com a situação das araucárias não é exagero. Em 2019, um artigo publicado na revista científica Global Change Biology ficou famoso por prever o fim das araucárias até 2070 se nenhuma estratégia de conservação for posta em prática para reverter o ritmo de destruição. O estudo, com participação de cientistas britânicos e brasileiros, explica que depois de sofrer ao longo do século 20 com o desmatamento descontrolado promovido por interesses econômicos, o ecossistema tem agora um cenário igualmente grave para o século 21: o aquecimento global. “A floresta ombrófila mista ocupa os extremos mais altos e frios da Mata Atlântica (temperatura anual média de 12-20 ºC, com frequentes geadas), condições que provavelmente serão cada vez mais raras no futuro próximo”, dizem os pesquisadores.

Por estar geograficamente localizada no Sul e em alguns pontos mais elevados do Sudeste brasileiro (além de pequenos trechos da Argentina e do Paraguai), a Araucária tem influência cultural nessa região por causa de sua semente: o pinhão, presença garantida em festividades juninas e comum nos cardápios de restaurantes e celebrações culinárias durante os meses de inverno. Famosa por sua copa em formato de candelabro, a Araucária pode chegar a 50 metros de altura e tem sua origem no período Jurássico de formação da Terra.

Floresta em pé

Para preservar a espécie e seu ecossistema, a Fundação Grupo Boticário e a Fundação CERTI mantêm o Araucária+, iniciativa que promove a conservação da Floresta com Araucárias por meio de um modelo de negócio que proporciona a inclusão socioeconômica de proprietários de áreas naturais em cadeias produtivas inovadoras. O objetivo da iniciativa é mostrar a importância socioeconômica da floresta em pé.

Por meio do Araucária+, proprietários de terra na área da floresta são estimulados a adotar práticas sustentáveis de manejo do solo e da vegetação, em especial quanto à colheita das sementes de pinhão e das folhas de erva-mate, que é uma planta nativa e existente dentro da Floresta com Araucárias. Entre as práticas acordadas com os proprietários estão a não retirada da totalidade do pinhão (garantindo uma parte para a alimentação da fauna nativa) e a retirada gradual do gado de áreas sensíveis, já, que pisoteia e compacta o solo, dificultando a germinação de sementes das espécies vegetais nativas, fundamental para a perpetuação do ecossistema.

Em relação ao manejo de erva-mate, a extração das folhas só pode acontecer fora do período de floração, que vai de setembro a dezembro, e as árvores precisam ficar com pelo menos 30% das folhas para que tenham condições de sobreviver. Em contrapartida, a iniciativa mobiliza sua rede para vender o pinhão e as folhas de mate para novos mercados que valorizam um produto de origem sustentável e que ajuda a conservar a biodiversidade.

Mais fotos disponíveis no link: https://drive.google.com/drive/folders/1A4n8UremZlEq-Tp9jbrt5G116zRt_3tc. Crédito das fotos: Mauro Scharnik-IAP/Fotos Públicas.

“Somos Mais Arq. PR” completa cinco semanas de arrecadação e já ajudou mais de 5 mil famílias de Curitiba e Região Metropolitana

O grupo tem angariado fundos para a doação de alimentos, itens de higiene e entrega de álcool gel. Até o momento, mais de 60 comunidades já receberam a ajuda da rede.

Arquitetura e solidariedade, juntos! Desde o início da pandemia no Brasil, um grupo de arquitetos de São Paulo se uniu para fazer a diferença: criaram o “Juntos Somos Mais Arquitetos”, um grupo de profissionais de arquitetura e decoração que buscam angariar fundos, alimentos e itens de higiene para pessoas em situação vulnerável. A iniciativa se espalhou de forma rápida pelo Brasil e atualmente conta com mais de 3800 envolvidos.

No Paraná, não foi diferente. A ação chegou com o nome “Somos + Arq PR”, sob a liderança dos arquitetos Jayme Bernardo, Elaine Zanon e Jorge Elmor e tem atingido famílias de todo o estado. “Fazer o bem é uma das maiores realizações que podemos ter. Estamos vivendo uma experiência magnífica com a ação. Vemos na prática que a união faz a força. Os profissionais têm se envolvido e tem sido muito bacana. Estamos nos surpreendendo.”, contou o arquiteto Jayme Bernardo.

O grupo trabalha com formas de arrecadação como doação de alimentos e itens de higiene, depósito em conta e leilões de vinhos e peças de mobiliário, arte e design, em que peças e vinhos são doadas pelos próprios arquitetos, lojas e ateliês e visam adquirir valores para o projeto. Desde o início da ação no Paraná, há cinco semanas, foram arrecadados mais de R$300 mil reais, 76 toneladas de alimentos, 5190 kits de higiene/limpeza ajudando a mais de 5 mil famílias. O total angariado foi destinado a moradores de mais de 60 comunidades de Curitiba e Região Metropolitana, como Araucária, Piraquara, Colombo e Campo Magro.

Além das entregas dos itens, outra frente de atuação do grupo é a ação do Álcool Gel liderada pela arquiteta Caroline Bollmann em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Voluntários do grupo se reúnem semanalmente para ajudar a produzir, envazar e embalar álcool gel. Na última semana, foram produzidos 500 litros de álcool gel e entregues 1.100 garrafinhas com o produto para comunidades. A produção contou com o apoio do professor Fernando Molin, da UTFPR, que ensinou o grupo a fabricar o álcool gel, além de doações das garrafas pela FontLife, de insumos pela BM Comércio de Produtos Químicos LTDA e MC Química, da produção de rótulos pela Bio Placas e da produção da arte dos rótulos pelo Chefe Coelho Designer. Segundo a arquiteta, esse é mais uma frente para salvar vidas que muitas vezes não tem onde lavar as mãos. “Temos dados todas as orientações necessárias para eles e nossa meta é continuar fazendo essa produção e entregando muito mais. O que mais precisamos a cada semana são de parceiros para a compra do álcool líquido, para a produção do álcool gel”.

Para o mês de maio, a meta do grupo “Somos + Arq PR” é ajudar 8 mil famílias. Os interessados em colaborar com a ação, podem realizar depósitos de qualquer valor na conta conjunta que está no nome dos três arquitetos: Bradesco (237), agência 5753 e conta corrente nº 20.861-2. O CPF para a transação é 462.689.369-49, do arquiteto Jayme Bernardo. As cestas básicas têm um custo médio de R$65, mas qualquer valor está sendo arrecadado. Para a doação do álcool líquido, para a produção do álcool gel, as empresas interessadas podem fazer contato com a arquiteta Caroline Bollmann pelo telefone (41) 99977-1943.

Sobre Juntos Somos + Arq. PR

O “Juntos Somos + Arq. PR” é uma rede de arquitetos e designers, liderados no Paraná por Jorge Elmor, Jayme Bernardo e Elaine Zanon, em uma ação nacional, buscando ajudar famílias carentes no período de pandemia. No Paraná, o grupo é formado por mais de 200 arquitetos e designers de todo o estado.

Juntos Somos + Arq. PR
Instagram: https://www.instagram.com/juntossomosmais.arq/
Arrecadações:
Bradesco (237) | ag. 5753 | conta corrente 20.861-2 | CPF: 462.689.369-49

MRV disponibiliza apartamentos prontos para morar com grandes descontos em Curitiba e Região Metropolitana

Todo o processo de aquisição, incluindo a assinatura de contrato, poderá ser feito remotamente e em segurança, evitando deslocamentos e aglomerações

Empresa lançou no início do ano plataforma que permite aos clientes realizarem todas as etapas da compra pela internet (Foto: MRV)

Mais do que nunca, o lar se tornou sinônimo de segurança. Assim, a MRV, uma plataforma de soluções habitacionais, entende que faz parte do seu propósito oferecer oportunidades para a aquisição de uma nova moradia para famílias de todo o país. Para facilitar o acesso ao sonho da casa própria de forma imediata em um momento único na rotina dos brasileiros, a companhia está oferecendo condições especiais para aquisição de apartamentos prontos e semiprontos em todo o Brasil.

Entre os dias 3 a 12 de abril, a MRV disponibilizará seu estoque de forma inédita, completamente online. Durante o período, imóveis prontos e semiprontos da construtora estarão disponíveis em um feirão digital para que os clientes possam mudar para a casa própria o mais rápido possível.

Para preservar a segurança das pessoas evitando deslocamentos e aglomerações e proporcionar maior agilidade no processo de aquisição, tudo pode ser feito de forma remota, desde a escolha do imóvel até a assinatura eletrônica do contrato.

A MRV possui uma plataforma digital de vendas, que possibilita ao cliente realizar a jornada de compra de um apartamento sem sair de casa. A ferramenta, que foi lançada em janeiro, foi aprimorada durante o período de isolamento social para que clientes de todo o Brasil possam comprar apartamentos remotamente de forma segura.

Descontos especiais serão aplicados em unidades habitacionais de todo o Brasil. Além de Curitiba, apartamentos em Araucária, São José dos Pinhais e Colombo também terão descontos que podem ser conferidos no site www.mrv.com.br. Pelo chat do site o cliente receberá o atendimento de um corretor que irá direciona-lo para a plataforma digital da MRV. O atendimento para as unidades disponíveis no feirão também poderá ser feito através do Whatsapp (31) 9900-9000.

O diretor de Marketing e Novos Negócios da MRV, Rodrigo Resende, explica que o feirão de apartamentos prontos é uma forma de facilitar o acesso à casa própria neste momento tão específico para todos os brasileiros, “Estamos vivenciando uma transformação no modo de nos relacionarmos com nossas casas. Além de ambiente familiar, a casa também se tornou local de trabalho, nosso mundo. Entendemos essas mudanças e temos condições de atender essa demanda imediatamente”.

ENSAIOS A TODO VAPOR PARA PAIXÃO DE CRISTO DO GRUPO LANTERI

A tradicional encenação, que atrai um público de mais de 20 mil pessoas, será apresentada dia 10 de abril, na Sexta-Feira Santa, em Araucária.

Os ensaios e preparativos para a tradicional apresentação do espetáculo “Paixão de Cristo”, do Grupo Lanteri, de Curitiba, já começaram e estão a todo vapor. Os encontros acontecem todos os finais de semana até a data da encenação, que este ano será no dia 10 de abril. Assim como nos anos anteriores, a apresentação será no Parque Cachoeira, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Qualquer pessoa interessada pode participar, não precisa ter experiência com teatro e não há idade limite, basta comparecer aos ensaios realizados nos finais de semana, no Colégio CEEP, localizado no Boqueirão, próximo ao terminal do Carmo (Rua Frederico Maurer, 3015). Aos sábados, às 19h e aos domingos, às 14h30. Para mais informações é só acessar: www.grupolanteri.com.br ou facebook.com/GrupoLanteri e instagram:@grupolanterioficial

A encenação do Grupo Lanteri é a segunda maior, ao ar livre, do Brasil, ficando atrás apenas da Nova Jerusalém, em Pernambuco, e envolve cerca de 1.200 mil voluntários entre atores, técnica e produção. Esta será a 43ª montagem da peça que teve início na Vila São Paulo/Uberaba, em 1978.

CONTATOS:

Produção e Coordenação

Edson Luiz Martins

41 99935 8698

edsonluizmartins@gmail.com

Direção Geral

Aparecido Massi

41 99974 6330

massi@aparecidomassi.com.br