NUTRINNOVATION: NUTRIMENTAL LANÇA EDITAL PARA ACELERAR ATÉ 10 STARTUPS NO RAMO DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A empresa de alimentos Nutrimental acaba de lançar o edital Programa de Aceleração Nutrinnovation Amazonascap 2021/2. O Programa é organizado pela AmazonasCap e tem como objetivo contribuir para acelerar novos produtos de até 10 startups no segmento de alimentos e bebidas saudáveis. As inscrições já estão abertas e vão até 5 de dezembro de 2021.

O programa “Nutrinnovation” faz parte da estratégia da companhia para estimular a cooperação entre empresas de diferentes portes, para gerar um impacto positivo no segmento de alimentação. O objetivo é contribuir para soluções criativas e assim incentivar a pesquisa e o desenvolvimento na área de alimentação saudável.

O período de aceleração do programa ocorrerá de 15 de dezembro de 2021 a 15 de abril de 2022. Podem participar tanto startups early stage como já maduras, desde que já estejam operacionais, já tendo, portanto, realizado o MVP (Produto Mínimo Viável). Serão selecionadas de 6 a 10 startups para serem aceleradas pelo Nutrinnovation.

“Por itens saudáveis, estamos em busca de alimentos e/ou bebidas orgânicos, veganos, livres de açúcares, glúten, gordura trans e excesso de sódio e corantes. E também alimentos funcionais ou nutracêuticos (que contribuam com a melhora da imunidade, fortalecimento de ossos, emagrecimento), alimentos para idosos ou mulheres na menopausa e/ou ingredientes para alimentos com funcionalidades reconhecidas”, explica Rodrigo Rocha Loures, presidente da Nutrimental.

Os produtos podem ser embalados em vidros, latas, pouch ou outras embalagens e devem ter validade de no mínimo seis meses. Outro ponto importante é que os produtos não devem exigir refrigeração. “Há especial interesse em startups de impacto social, que tragam soluções que possam auxiliar na nutrição de uma grande parcela da população, de forma acessível e democrática”, completa Loures, destacando a sinergia com o propósito da Nutrimental. As inscrições já podem ser feitas por meio do link: bit.ly/nutrinnovation.

Premiação Nutrinnovation

A startup vencedora no programa de aceleração receberá o prêmio em dinheiro de: R$ 80 mil. Já a segunda e a terceira colocadas terão, respectivamente, R$ 50 mil e R$ 20 mil. A Nutrimental terá a opção, mas não a obrigação, de investir nas startups selecionadas, adquirindo entre 10% (dez por cento) e 15% (quinze por cento) de equity pelo valuation a ser estimado pela AmazonasCap e validado pelos sócios das startups. Já a AmazonasCap estima adquirir 5% (cinco por cento) de equity nas startups que venham a receber investimento da Nutrimental ou outros investidores convidados para o Investor's Day, como é chamada a final do programa de quatro meses de aceleração.

Os testes de produto necessários serão realizados no Senai alimentos e custeados pela Nutrimental, sempre com prévia aprovação de orçamentos. Outro benefício que poderá atrair as startups será a possibilidade de contar com a distribuição dos produtos a nível nacional pela Nutrimental. Isso porque a empresa pretende apresentar às selecionadas um plano de distribuição comercial a ser validado conjuntamente pelas partes.

Conheça os 5 critérios de avaliação

Uma comissão de seleção, integrada por profissionais da Nutrimental e mentores da AmazonasCap, será responsável por avaliar todos os projetos apresentados de acordo com os 5 critérios abaixo:

1. Equipe: qualificação e habilidades dos Participantes integrantes de cada equipe;
2. Problema Identificado/Solução Proposta: pertinência mercadológica do produto ou inovação proposta, bem como sua capacidade em solucionar determinado problema ou falha de mercado;
3. Fundamentação do modelo de negócios: viabilidade econômica e de mercado do modelo de negócio proposto;
4. Tecnologia/Grau de Inovação: novidade e capacidade de inovação do produto ou solução proposta;
5. Mercado/Time to Market/Concorrência: grau de concorrência e dificuldade do mercado, bem como a capacidade de recepção do produto ou solução no mercado relevante.

Após a análise, os representantes das startups pré-selecionadas serão convidados a apresentar seus projetos para uma banca de mentores em formato “Elevator Pitch”. Trata-se de uma apresentação de até cinco minutos, seguida de mais cinco minutos para responder perguntas da banca. O intuito será selecionar até 10 Startups que farão parte do ciclo de aceleração.

As Startups selecionadas que desejarem poderão utilizar para apoio físico as instalações que serão disponibilizadas pela Nutrimental em coworking localizado no bairro Jardim Paulista, em São Paulo. Os participantes contarão também com um programa de mentoria e preparação para o Investor's Day, que será realizado em março de 2022. “O Participante deverá comparecer em palestras, dinâmicas e mentorias oferecidas pelo Programa, de acordo com a grade de atividades a ser estabelecida de comum acordo com a Startup”, explica Hiran Castelo Branco, presidente da AmazonasCap.

Ao término das atividades planejadas, os participantes serão convidados a apresentarem seus projetos para os mentores da AmazonasCap, em data a ser anunciada. Esta será a fase semifinal do Nutrinnovation, que terá como objetivo selecionar os aprovados para o Investor's Day. A AmazonasCap, através da banca final de especialistas convidados, terá a liberdade de convidar para o Investor’s Day a quantidade de projetos que julgar preparados para o evento. A fase final consistirá na apresentação dos projetos pelos participantes para uma banca de investidores e profissionais da indústria de alimentícia do Brasil, em evento aberto ao público. Mais informações no link: bit.ly/nutrinnovation.

8 alimentos aliados da pele e dos cabelos

Para ver os efeitos estéticos, é necessário o consumo diário adequado de nutrientes essenciais para a produção, manutenção e a proteção dos componentes que fazem parte dos tecidos cutâneo e capilar

Não é só uma rotina de uso de dermocosméticos e produtos capilares que garante a saúde e a beleza da pele e dos cabelos. De acordo com a nutricionista consultora da Jasmine Alimentos, Fernanda Seiffer, uma alimentação rica em nutrientes específicos pode ser o grande diferencial para deixar mais saudáveis e bonitos os cabelos, pele e unhas.

“Muito além da rotina de beleza, precisamos incluir em nossas vidas hábitos alimentares equilibrados e que proporcionem o aporte diário adequado de nutrientes essenciais para a produção, manutenção e a proteção dos componentes que fazem parte dos tecidos cutâneo e capilar, como o colágeno, o ácido hialurônico e a queratina, além de vitaminas e minerais, como o zinco, vitamina C, vitamina A e ferro. Além de se preocupar com a saúde intestinal, responsável pela absorção dos nutrientes ingeridos.”, afirma a nutricionista.

Ela acrescenta que o cuidado com a escolha de ingredientes para cada uma das refeições deve levar em consideração o perfil “pro-aging”, ou seja, que cada alimento contribuam para a desaceleração do envelhecimento cutâneo e do enfraquecimento capilar.

“É importante lembrar, ainda, do papel do ômega-3, que proporciona efeito anti-inflamatório e dos compostos bioativos presentes nos alimentos, como licopeno, betacaroteno, sesamina, catequinas, antocianinas e ácido elágico, que fornecem efeito antioxidante, combatendo os radicais livres gerados por fatores como exposição ao sol, padrão alimentar inadequado, estresse, tabagismo e poluição. Todos afetam a estrutura da pele, podendo estimular a flacidez, a presença de rugas e manchas e, nos cabelos, levar à despigmentação, proporcionando um aumento dos fios brancos”, completa Fernanda.

Entretanto, é essencial atentar para a observação destacada pela engenheira de alimentos da Jasmine, Erika de Almeida Rodrigues Zifchak. Ela explica que, para que exerçam efeitos positivos, os alimentos precisam ser consumidos associados a outros hábitos saudáveis, como uma alimentação variada. “Por isso, o envolvimento de médicos e nutricionistas no processo é tão importante”, reforça.

Os 8 aliados da saúde e da estética

"Pela oferta de nutrientes, alguns alimentos são mais indicados para a manutenção de uma pele saudável e de um cabelo bem nutrido", aponta a analista de pesquisa e desenvolvimento da Jasmine Alimentos. Erika de Almeida. Confira 8 indicados pela engenheira de alimentos:

Quinoa: Uma pesquisa do Programa de Mestrado e Doutorado em Biotecnologia Industrial da Universidade Positivo (UP) descobriu que as propriedades hidratantes e antioxidantes do óleo de Quinoa fazem dele um componente valioso para aplicação em produtos cosméticos. O estudo foi desenvolvido em parceria com O Boticário e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), publicada na renomada revista Scientific Reports. Ao ser ingerida na alimentação, a Quinoa pode trazer ao organismo oferta de magnésio, vitaminas do complexo B, ferro, potássio, cálcio, fósforo, vitamina E e antioxidantes. A semente fornece, ainda, os aminoácidos essenciais para o bom funcionamento do corpo.
Red berries: goji berry, cranberry e açaí são frutas vermelhas e roxas que atuam como aliadas da saúde capilar e cutânea. O consumo de goji berry, além de favorecer a amenização de desordens estéticas, como a celulite, já que apresenta flavonóides e polissacarídeos em sua composição, substâncias com efeito antioxidante, é uma excelente fonte de vitamina C, nutriente essencial para a síntese de colágeno. O cranberry e o açaí, ricos em antocianinas e resveratrol, respectivamente, pode oferecer também proteção à pele e aos cabelos.
Amêndoas: os efeitos do consumo diário de amêndoas na pele de mulheres menopausadas se mostraram muito benéficos, segundo estudos, e demonstraram que estas oleaginosas contribuíram com a melhora da hiperpigmentação da pele e da presença de rugas faciais, ocasionadas pelo fotoenvelhecimento. Tais benefícios podem se relacionar com o fato de as amêndoas serem uma rica fonte de polifenóis e vitamina E, que atuam como antioxidantes, protegendo a pele.
Chia: por ter aminoácidos essenciais, contribui com a síntese proteica, essencial para a manutenção dérmica e o crescimento dos fios capilares, favorecendo o fortalecimento dos cabelos e da pele. Também concentra alto teor de ômega-3, que irá modular a inflamação e outras desordens cutâneas associadas, como celulite e acne.
Castanha do Brasil: são uma das principais fontes alimentares de selênio, mineral com efeito antioxidante que protege a pele e o cabelo dos radicais livres.
Gergelim: uma semente rica em sesamina, um composto bioativo que tem potencial papel na redução da queda de cabelo e na proteção da coloração dos fios capilares. Além disso, contém excelentes concentrações de vitamina B1, ferro, magnésio, manganês, cobre e zinco, que podem auxiliar a manutenção da saúde capilar e cutânea.
Aveia: é fonte de silício, um importante mineral para a saúde capilar e cutânea, por atuar na sustentação do colágeno, proteína presente em ambos os tecidos.
Molho de tomate orgânico: o licopeno do molho de tomate contribui com a saúde cardiovascular e, associado a outros nutrientes e nas quantidades adequadas, exerce efeito fotoprotetor, favorecendo a amenização dos danos causados pelos radicais livres produzidos após a exposição solar.

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal no Paraná, há 30 anos. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014 a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa. Mais informações: www.jasminealimentos.com.

Alimentação rica em nutrientes pode minimizar sequelas cognitivas causadas pela Covid-19

De acordo com o levantamento do Incor, 80% dos pacientes que enfrentaram a infecção viral tiveram problemas, como a perda de memória

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, destaca a importância de incluir alimentos ricos em ômega-3, antioxidantes e vitaminas para auxiliar na recuperação

Em fevereiro deste ano, o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), realizou um estudo com pacientes recuperados da Covid-19. De acordo com o levantamento, foi possível identificar sequelas cognitivas em 80% dos avaliados, como a perda de memória recorrente.

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica que a infecção viral pode afetar o sistema neurológico, trazendo a confusão mental e, consequentemente, a falha na memória. Apesar de não haver uma estratégia comprovada para auxiliar os problemas posteriores causados pelo coronavírus, a alimentação rica em nutrientes pode auxiliar o corpo na recuperação.

“O consumo adequado de nutrientes ajuda na recuperação de um modo geral. Isso porque a nutrição reduz o estresse oxidativo e, no que diz respeito à atividade cerebral, garante a saúde das células relacionadas à memória por mais tempo”, explica.

De acordo com a nutricionista, é importante buscar alimentos ricos em ômega-3, visto que essa gordura - presente principalmente nos peixes - ajuda na formação de uma camada importante na estrutura dos neurônios e, portanto, é indicada que o seu consumo seja frequente.

Os compostos com ação antioxidante também favorecem a saúde das células do sistema nervoso central. Para as pessoas que sofrem com a perda de memória, é interessante incluir legumes e verduras no dia a dia das refeições.

“Quando o assunto é o cuidado com o cérebro, frutas como o morango, uva roxa e melancia são uma excelente opção. Esses alimentos são fontes de antocianinas, resveratrol e licopeno, respectivamente. Todas elas trazem efeitos positivos para a nossa mente”, destaca Renata.

Além disso, a vitamina B12, presente em grande quantidade nas carnes e nos ovos, está muito associada à saúde cerebral. Por essa razão, é importante avaliar a necessidade de suplementação para vegetarianos e veganos.

Com base nas informações passadas pela nutricionista, é possível concluir que alguns alimentos podem ser benéficos para minimizar as probabilidades de perda de memória. Contudo, também é importante destacar que há vilões no que diz respeito aos cuidados com a mente. Um deles, muito presente no nosso dia a dia, é o açúcar. Portanto, Renata alerta: é necessário dosar a quantidade.

“Já é bem definido pela ciência que o consumo frequente de açúcar pode favorecer doenças neurológicas, como o Alzheimer. Isso porque, quando em excesso, há o aumento do estresse oxidativo no nosso organismo, que prejudica diversos sistemas e funcionalidades internas”, pontua.

Saudabilidade
O consumo adequado de nutrientes gera um sistema nervoso saudável, principalmente a longo prazo. Quando há a busca por alimentos ricos em vitaminas, o sistema imune é favorecido. Esse hábito, segundo Renata, pode reduzir inflamações causadas pela Covid-19.

O consumo de proteínas e vegetais, durante o processo da infecção viral e no momento de recuperação após a doença, também é extremamente indicado para manter a saudabilidade do corpo. Porém, é fundamental estar atento aos casos mais graves do coronavírus. “Quando é necessário fazer reabilitação pulmonar, precisamos adequar a quantidade de calorias ingeridas, assim como o total de proteínas, para auxiliar na recuperação da massa muscular perdida e, também, na melhora da função pulmonar”, informa.

Algumas outras estratégias, segundo a nutricionista, também são bem-vindas, já que a Covid-19 é uma doença que afeta diversos órgãos. Portanto, o consumo de nutrientes que ajudam na melhora da coagulação, na função renal e hepática que podem ficar prejudicadas, deve ser avaliado junto com profissionais da área.

SOBRE O OBA HORTIFRUTI
A rede é referência em qualidade e variedade de produtos, e oferece diariamente um atendimento mais próximo, que prioriza o relacionamento com o cliente, garantindo o equilíbrio perfeito entre sabor e saúde para a vida das pessoas. Acredita que reunir a família e os amigos ao redor da mesa é um momento gostoso e saudável. Referência em saudabilidade e prazer em comer bem, O Oba é fonte para quem deseja manter uma boa alimentação.

A rede já foi premiada duas vezes pela Folha de S. Paulo, na pesquisa Top Of Mind, como a marca mais lembrada pelos brasileiros na categoria hortifruti, pela edição da revista Veja Comer & Beber, como o estabelecimento mais amado pelos paulistanos e também no ranking IBEVAR – FIA 2020, como uma das empresas mais eficientes do varejo brasileiro.

Atualmente, a marca possui mais de 60 lojas espalhadas pelos Estados de São Paulo, Goiás e Distrito Federal. Com mais de 40 anos de história, o Oba expandiu sua atuação no mercado com setores de frios e laticínios, açougue, adega, mercearia, importação própria, pré-lavados, lanchonete, floricultura, padaria e restaurante, que complementam o setor de hortifruti.

Como suporte para o processo de recuperação dos pacientes que enfrentaram o coronavírus, a nutricionista indica quatro receitas saborosas, fáceis e nutritivas que auxiliam na funcionalidade do corpo. Confira:

*Crédito das imagens das receitas: Divulgação

Salada de bacalhau com endívias
Ingredientes:
100g de endívias
2 xícaras de chá de salada de bacalhau Oba
2 colheres de sopa de creme de ricota ou cream cheese

Preparo:
1) Abra as folhas de endívia em uma travessa;
2) Espalhe uma pequena quantidade de creme de ricota ou cream cheese em cada folha;
3) Recheie com a salada de bacalhau Oba e sirva em seguida.

Pasta de avelã caseira com morangos
Ingredientes:
1 xícara de avelãs sem casca
1 colher de sopa de cacau em pó
2 xícaras de tâmaras sem caroço

Preparo:
1) Deixe as tâmaras picadas de molho por 30 minutos;
2) Bata as avelãs no liquidificador até formar uma farinha;
3) Acrescente o cacau em pó e as tâmaras hidratadas;
4) Bata até formar uma pasta. Se necessário, acrescente um pouco de água (o mínimo possível).
5) Corte os morangos ao meio e decore com uma pequena porção da pasta de castanhas.

Smoothie de uva com açaí

Ingredientes:
1 xícara de chá de uvas roxas com casca
1 xícara de chá de polpa de açaí
1 xícara de chá de banana picada congelada
2 colheres de sopa de mel

Preparo: bata tudo no liquidificador e sirva em seguida

Carne louca de pernil
Ingredientes:
1 kg de pernil suíno sem osso
2 tomates cortados em tiras
Suco de 2 limões
1 xícara de pimentão verde cortado em tiras
3 dentes de alho amassados
1 cebola cortada em tiras
½ xícara de cheiro verde picado
3 colheres de sopa de azeite
Orégano e sal a gosto

Preparo:
1) Corte a carne em fatias finas;
2) Tempere com sal, orégano, o azeite e o limão e deixe na geladeira por pelo menos duas horas;
3) Misture o tomate, o alho, a cebola e o cheiro verde à carne temperada;
4) Leve para a panela de pressão e cozinhe até que a carne fique bem macia (cerca de 50 minutos);
5) Retire da panela e termine de desfiar a carne;
6) Recheie tortas, sanduíches ou use como acompanhamento de saladas e batatas cozidas.

Inverno chegou: confira 7 dicas para criar uma rotina de alimentação saudável

A mudança de estação traz a possibilidade de inovar no cardápio sem prejudicar a saúde

Com a chegada do inverno, os descuidos com a alimentação começam a dar sinais. A explicação para as mudanças que ocorrem no nosso organismo nessa época do ano, segundo médicos, é que, com as temperaturas mais baixas, o corpo gasta mais energia para se manter aquecido, necessitando de uma quantidade maior de calorias. Mas, será que é possível manter uma alimentação saudável em dias tão gelados? A engenheira de alimentos Erika de Almeida garante que sim, e o melhor, sem abrir mão de comidas gostosas e, ao mesmo tempo, cuidando da saúde.

“Com o clima frio, é importante redobrar a atenção com o que comemos. Da mesma forma, cuidar para não cometer exageros nas refeições, pois no inverno ficamos vulneráveis a algumas doenças sazonais. E lembrando que manter uma alimentação saudável é fundamental para a preservação da saúde”, aconselha a analista de pesquisa e desenvolvimento da Jasmine Alimentos. Com a pandemia de Covid-19, se torna ainda mais vital tomar todos os cuidados para conservar a imunidade.

Confira abaixo sete dicas de alimentos que ajudam na diversificação do cardápio e na manutenção da saúde (e do peso) durante o inverno.

Frutas como doce

Esfriou e já dá aquela vontade de comer chocolates e doces variados? A engenheira de alimentos alerta que é preciso intensificar os cuidados com o consumo desses alimentos nos dias mais frios - que sempre “pedem” um docinho. Uma alternativa é trocar o doce por uma fruta da estação, como morango, maçã, pêra, uva, laranja e outras, que pode ser consumida em qualquer momento do dia e saciar o desejo de comer doces. “É claro que é importante se conhecer e ter esses momentos de “flexibilidade”, mas vale salientar que é necessário ter equilíbrio e buscar sempre se alimentar da forma mais saudável possível”, destaca.

Varie nas sopas com ingredientes nutritivos

A estação mais fria do ano combina com sopas, caldos e cremes. Mas, embora possam ser muito saudáveis, dependendo dos ingredientes, podem surtir o efeito contrário e propiciar ganho de peso. Erika de Almeida orienta que, na hora do preparo, sejam evitados ingredientes ricos em carboidratos em uma mesma receita como, por exemplo, arroz, batata, mandioca e macarrão. Sendo assim, uma alternativa é acrescentar legumes e verduras nas sopas. Além de altamente nutritivos e saudáveis para a manutenção da imunidade, eles agregam mais sabor ao prato. Algumas opções são: brócolis, couve-flor, couve, acelga, cenoura e agrião.

Aposte na granola

Conhecidas por integrarem o café da manhã, as granolas são ótimas pedidas para o lanche da tarde e a refeição antes de dormir, de acordo com Erika. Com grãos que auxiliam o bom funcionamento do intestino, além de serem super saborosas.

Substitua o pão branco

Para acompanhar as sopas típicas do inverno, as torradas e o pão branco são os queridinhos de muitos. No entanto, a sugestão é a substituição pelo pão integral com grãos e pelo pão sem glúten, opções mais saudáveis.

Troque por integrais

O consumo de produtos integrais propicia o aumento da sensação de saciedade por conta das fibras que, por sua vez, previnem os exageros. Além disso, auxiliam o organismo na redução dos níveis de colesterol e de açúcar no sangue, e não contém açúcares nem gorduras, portanto, não provocam aumento de peso.

De olho no açúcar

Basta cair a temperatura e logo o consumo de bebidas quentes, como café e chás, ganha destaque. Mas é preciso, segundo Erika, cuidar na hora de adoçar a bebida. “Hoje em dia, existem outros substitutos ao açúcar branco. O ideal é tomar o líquido sem nenhum aditivo químico, no entanto, para quem gosta da bebida mais doce, algumas opções são o Stevine Líquido, um adoçante natural e com zero caloria, Açúcar Mascavo e Calda de Agave”, sugere.

Alimentos com vitaminas

No inverno, a vitamina C é fundamental, reforça Erika, pois atua nas células de defesa do organismo, fortalecendo os anticorpos e prevenindo gripes e resfriados. É encontrada em alimentos como: laranja, limão, goji berry, acerola, morango, brócolis, couve e cenoura. Já a vitamina E age diretamente como antioxidante e fortalece o sistema imunológico. Castanha do Pará, amêndoas e nozes, óleos vegetais, folhas verde-escuras, como rúcula, couve, agrião e espinafre são alimentos que contêm a vitamina.

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal há 30 anos, no Paraná. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014, a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa.

Mais informações: www.jasminealimentos.com

3 receitas para experimentar no Dia Mundial Sem Carne que vão além das saladas

De entreveiro a escondidinho, são diversas opções para uma dieta equilibrada, deliciosa e sem origem animal

O Dia Mundial Sem Carne (20 de março) foi criado em 1985, nos Estados Unidos, pela Farm Animal Rights Movement (FARM) e há mais de 30 anos vem desafiando as pessoas a substituírem produtos alimentícios de origem animal por uma refeição vegana ou vegetariana. O objetivo da iniciativa é comprovar que é, sim, possível ter uma alimentação equilibrada, prazerosa e saborosa sem o consumo animal, e ainda ajudar na sustentabilidade do planeta e a melhorar a própria saúde. Só no Brasil, de acordo com uma pesquisa do IBOPE Inteligência realizada em 2018, 14% da população se declara vegetariana.

Atenta à essa tendência, a Vapza Alimentos – empresa que trabalha com alimentos saudáveis e práticos embalados a vácuo e cozidos a vapor – conquistou, em 2019, a Certificação Vegan Internacional. O selo é emitido pela Vegan Society que comprova a procedência vegana da linha. São vários produtos que não possuem qualquer origem animal, e reforçam a preocupação da empresa com a sustentabilidade e o meio ambiente.

Para o Dia Mundial Sem Carne, a Vapza separou três indicações que utilizam suas criações e vão muito além das tradicionais folhas. Confira abaixo todos os ingredientes necessários e o modo de preparo simplificado de cada um dos pratos:

Entreveiro Vegano de Grão de Bico

Ingredientes

1 Kg de Grão de Bico VAPZA

200 gramas de Pimentão Verde (cubos)

200 gramas de Pimentão Amarelo (cubos)

200 gramas de Pimentão Vermelho (cubos)

200 gramas de Cebola (cubos)

200 gramas de Abobrinha (cubos)

200 gramas de Tomate (cubos)

40 gramas de alho (picado)

60 ml de azeite

20 gramas de salsinha (picada)

20 gramas de manjericão (picado)

30 gramas de sal

7 gramas de Pimenta do reino

10 gramas de Páprica Picante

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o azeite e o alho – deixe dourar. Em seguida, acrescente os pimentões, abobrinha, cebola e refogue. Após refogar, adicione o Grão de Bico Vapza e misture. Tempere com sal, pimenta do reino e páprica picante. Finalize com salsinha e manjericão.

Escondidinho Vegano

Ingredientes

2,5 Kg de Mandioquinha VAPZA

60 ml de Azeite

60 gramas de Alho picado

300 gramas de Abobrinha ralada

300 gramas de Cenoura ralada

300 gramas de Cogumelo Paris cortado em tiras

300 gramas de Beringela picada

200 gramas de Cebola em cubos

200 gramas de Sal

7 gramas de Pimenta do Reino

30 gramas de Salsinha picada.

Modo de Preparo

Em um recipiente, coloque a Mandioquinha Vapza e amasse até formar uma massa lisa e sem grumos até ter a consistência de um purê. Coloque 20 ml de azeite e metade do alho e deixe dourar. Adicione o purê de Mandioquinha e misture. Tempere com sal e pimenta do reino. Reserve. Em uma panela, coloque o restante do azeite e do alho e deixe dourar. Adicione a beringela e o cogumelo e refogue. Em seguida, adicione a cebola, a cenoura e a abobrinha e refogue. Tempere com sal, pimenta do reino e salsinha. Reserve. Em uma travessa, coloque a metade do purê e espalhe no fundo. Em seguida, adicione o refogado e finalize com a outra metade do purê. Leve ao forno e deixe aquecer até dourar.

7 Grãos Orgânico Vapza

Ingredientes

250 gramas de 7 Grãos Orgânicos Vapza

150 gramas de brócolis em pequenos pedaços

50 gramas de cebola picada

10 gramas de alho picado

30 ml de azeite

10 gramas de sal

Modo de Preparo

Em uma panela, coloque o azeite e refogue a cebola e o alho. Adicione os brócolis e refogue deixando “al dente”. Em seguida, adicione o 7 Grãos Orgânicos Vapza. Deixe aquecer e sirva em seguida.

Sobre a Vapza

A Vapza nasceu em 1994, em terra fértil, nos campos gerais do Paraná. A história está ligada ao pequeno produtor e desenvolvimento de produtos saudáveis e práticos. Os alimentos passam por um processo rigoroso de seleção e são embalados à vácuo. Após esse processo, eles são cozidos no vapor dentro da própria embalagem, esterilizando o alimento e dispensando o uso de conservantes. A Vapza possuí as certificações BRCG, HACCP que garantem a saudabilidade e segurança dos alimentos. Hallal e Kosher que são para dietas específicas. Certificação Vegan Internacional, pois o processo permite que não haja contaminação cárnea e certificação Orgânica internacional.

Menopausa: Como cuidar da alimentação nessa fase da vida

A nutricionista e especialista em saúde da mulher, Angela Federau, dá dicas importantes de alimentos que podem amenizar os sintomas do climatério e menopausa

A nutricionista e especialista em saúde da mulher, Angela Federau, dá dicas importantes de alimentos que podem amenizar os sintomas do climatério e menopausa

Segundo a OMS, o climatério corresponde ao período final da fase reprodutiva, sendo dividido em 3 fases: pré-menopausa, perimenopausa e pós-menopausa.

O climatério consiste no declínio progressivo e fisiológico da fertilidade da mulher. Tais alterações levam a inúmeras mudanças físicas, metabólicas e emocionais na mulher, pois representa a transição da vida reprodutiva para a não reprodutiva.

Os sinais e sintomas do climatério atingem entre 60 a 80% das mulheres. O início, a duração e a intensidade dos sintomas variam, porém são alvos de queixas frequentes, que afetam diretamente a sua qualidade de vida, como: fogachos, sudorese noturna, secura vaginal, alterações de libido, insônia e alterações de humor.

A nutrição pode ser grande aliada para ajudar as mulheres a atravessarem essa fase da vida. Pensando nisso, Angela Federau, nutricionista e especialista em saúde da mulher sugere três opções nutricionais que podem ajudar no combate às queixas do climatério.

Soja
As isoflavonas presentes na leguminosa podem auxiliar na redução da sintomatologia climatérica, principalmente nos episódios de fogachos, pela sua estrutura molecular e propriedades similares aos estrógenos humanos. Na pós-menopausa, a ação estrogênica das isoflavonas, atuam compensando a queda do nível de estrogênio, o que contribui para melhora dos sintomas.

Amoreira-preta
A amoreira-preta é conhecida popularmente pelas suas propriedades medicinais. Contém uma variedade de compostos fenólicos, incluindo flavonas, isoflavonas, isoprenilados, estilbenos, cumarinas, cromonas e xantonas. Esses compostos apresentam efeito anti-inflamatório, antioxidante, diurético, hipotensor e atuam também como fitoestrógenos.

Melissa
A melissa, também conhecida como erva-cidreira, cidreira, capim-cidreira e citronete, reduz sintomas de irritabilidade, ansiedade, e tensão. O ácido rosmarínico da melissa é um dos principais componentes responsável pelo efeito sedativo leve e ação calmante. A infusão de melissa pode auxiliar no combate à insônia. Porém, pessoas com hipotireoidismo e com uso de medicamentos sedativos ou calmantes devem evitar o consumo desta planta.

Sobre Angela Federau

Angela Federau é nutricionista clínica (CRN-8: 5047), pós-graduada em fitoterapia aplicada à nutrição, especializada em nutrição funcional, pediátrica e escolar. Participa como convidada de pesquisas científicas e genéticas da UFPR como o mapeamento e estudo genético da comunidade Menonita e é revisora de artigos científicos e textos para sites médicos. É palestrante, escritora de livros, artigos e colunas em jornais e revistas. Nutricionista responsável pela APSAM - Associação Paranaense Superando a Mielomeningocele. Além disso, a nutricionista é empresária do segmento alimentício e atua como parceira da Polícia Militar do Paraná e de clínicas de fertilidade. https://www.instagram.com/angelafederau.nutri/

Caldo Bom amplia linha de integrais e naturais

Empresa insere mais oito itens em seu portfólio seguindo tendência que aponta busca do brasileiro por uma alimentação saudável e balanceada

A empresa do setor alimentício Caldo Bom se prepara para expandir as linhas integrais e naturais com a inserção de oito novos produtos em seu completo mix de quase 200 produtos. Passam a fazer parte do portfólio – que já possui semente de linhaça dourada, semente de linhaça marrom, aveia em flocos finos, grãos de quinoa, grãos de chia e gergelim sem casca - a farinha de linhaça marrom, farinha de linhaça dourada, proteína de soja texturizada, aveia em flocos grossos, farelo de aveia, farinha de trigo integral, açúcar mascavo e sal marinho.

Além das tradicionais embalagens de 500g em 6 opções disponíveis – Mix 8 Grãos Completo, Mix 8 Grãos e Vegetais, Mix 8 Grãos e Cenoura, Mix 8 Grãos e Ervilha, Mix 8 Grãos e Mix 10 Grãos Essenciais –, os produtos integrais Mix 8 Grãos Completo e Mix 10 Grãos Essenciais serão encontrados na gôndola também nas versões de 1kg.

Com estes lançamentos, a Caldo Bom pretende ampliar as vendas em 20%, mirando no consumidor que busca uma alimentação mais saudável. Isso ocorre após amplas pesquisas feitas pela empresa, que identificaram o comportamento e tendências de consumo apontando que quase metade da população procura por alimentos naturais e integrais, minimamente processados.

“O Brasil é o quarto país em potencial e consumo de alimentos naturais e integrais, um mercado de mais de US$ 35 bilhões”, explica Matheus Stival, Head de Operações da Caldo Bom. “É um nicho em crescimento e que impulsiona a empresa a ingressar em novas regiões do país e também em novas categorias de alimentos”.

“Nossa linha de produtos integrais e naturais é focada em um público consumidor de jovens e adultos que visam uma alimentação balanceada; bem como pessoas acima dos 50 anos que buscam um estilo de vida mais saudável para aproveitar a melhor época da vida”, ressalta José Felipe, Gerente de Marketing da Caldo Bom.

Sobre a Caldo Bom - A Caldo Bom é uma empresa moderna e que está sempre atualizada com as novas tendências na área de alimentação. Parte do Grupo Stival e presente no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, a Caldo Bom é detentora de um amplo portfólio formado pelas categorias Arroz e Feijão, Cereais e Grãos, Doces e Sobremesas, Farinhas e Farináceos, Farofas e Acompanhamentos, Integrais e Naturais, Linha Vegan, Pipocas e Aperitivos, Práticos e Instantâneos, Semiprontos e Temperos e Condimentos. Está posicionada como o melhor custo-benefício na gôndola, resultado de um produto de máxima qualidade e sabor com um preço competitivo no mercado. Esse diferencial abriu portas para exportar para mais de 20 países entre eles China, Japão, Canadá e Alemanha – uma marca atenta às tendências de consumo, que tem o propósito de transformar a alimentação dos brasileiros em um momento prazeroso e memorável. Mais em www.caldobom.com.br

Contatos:
Televendas
ecommerce2@stival.com.br
(41) 99940-0032

A transição alimentar

A alimentação saudável possui insumos com muita cor e sabor

Conforme a dinamicidade do mundo, o mercado de alimentos se modificou para suprir as necessidades de quem possui uma rotina acelerada, assim apresentando produtos cada vez mais processados, industrializados e de preparo rápido. Desta forma, doenças modernas, como são chamadas, começaram a serem decorrentes, a diabetes e problemas cardiovasculares por exemplo.

Portanto, uma parcela da sociedade passou a adotar uma alimentação natural que inclui: insumos integrais (grãos, farinha e pão), orgânicos (hortaliças, frutas e verduras), e gorduras boas (azeite, abacate e castanhas).

A Chef Patrícia da Paz, explica, “A transição alimentar de produtos totalmente industrializados para os mais naturais pode parecer complicada, mas na verdade não é. Muitas pessoas podem pensar que as verduras e hortaliças não oferecem um sabor palatável como apresentado nos fast foods, mas com uma boa receita, esses alimentos se tornam super saborosos e ainda fazem bem ao corpo”.

A diferença entre esses tipos de alimentações é a participação, quando um indivíduo começa uma alimentação natural ele aprende sobre a comida, sobre suas propriedades e seus benefícios, então, o processo é ativo e constante.

Começar aos poucos também pode ajudar nessa transição, alguns alimentos naturais são indicados para substituir os mais processados. O sal por exemplo, pode ser substituído por salsinha, sálvia, coentro, alecrim e outros. O açúcar branco por sua vez, pode ser trocado pelo melado de cana, mel, açúcar de coco e frutas frescas ou desidratadas.

Vale lembrar também que os alimentos postos em mesa devem ser orgânicos, pois os agrotóxicos são maléficos aos seres humanos, aos animais, a água e ao planeta. “Eu adoro plantar os alimentos que utilizo na minha cozinha, montar uma horta, para mim, é um ato de carinho e desta forma sei que os alimentos estão sendo cuidados e que não farão mal a ninguém”, expõe Patrícia.

Assim, após conhecer esse modelo de nutrição, inovar nas receitas é mais fácil e torna a comida mais divertida e saborosa. E você ainda pode descobrir que alguns insumos ajudam na saciedade e disposição, melhorando até o momento de sono e no trabalho diário.

Serviço: Patrícia da Paz
Personal Chef
Cozinha Personalizada
Contato: 41. 99779-6086
Instagram:@chefpatriciadapaz
e-mail: dapazpersonalchef@gmail.com

‘Novo normal’ do Brasil em pandemia da Covid-19 joga luz sobre o público sênior

• Temática central da Maratona Digital da Longevidade Expo + Fórum 2020, a maturidade no cenário durante e pós-Covid-19 é debatida por médicos e especialistas
• Evento digital acontece até domingo (22)

Teve início nesta sexta-feira, 20, a Maratona Digital da Longevidade Expo + Fórum 2020, com painéis, palestras, talkshows, atividades e experiências que seguirão até domingo, 22. O evento online é direcionado para o público sênior 50+ e ao mercado que atende a esse segmento e tem como temática central a maturidade no cenário durante e pós-Covid-19.

"A pandemia de coronavírus jogou luz na 'velhofobia' e tirou da invisibilidade os idosos. É preciso lutar contra esse preconceito 24 horas por dia e não só em nossas casas, mas em nós mesmos. Temos que entender que o público sênior pode tudo, até o último dia das suas vidas", declarou a antropóloga e escritora brasileira, Mirian Goldenberg. Ela participou do primeiro painel da Maratona Digital, que abordou o equilíbrio do bem-estar pessoal dos longevos com os fatores que foram adicionados neste ‘novo normal’ que estamos vivenciando.

Miriam está ativamente em contato com grupo de superidosos 90+ que são fontes da sua nova pesquisa. Ela aproveitou esse conhecimento diário para elencar cinco pontos que observou como essenciais para estes idosos no que diz respeito ao viver o agora e o futuro.

O primeiro é a valorização da liberdade de ir e vir e do tempo. Em seguida, o amor, afeto, confiança e apoio das pessoas próximas, mesmo que à distância. O terceiro é aprender coisas novas todos os dias. E o quarto é viver uma vida com significado, com o sentimento de serem úteis, ativos e produtivos. Por último, a vontade de viver acima de tudo. "Os idosos serão os protagonistas de uma transformação da sociedade, mais amorosa, digna e compreensiva", afirmou Miriam.

O painel contou ainda com a participação do autor e fundador do Makers - plataforma de educação e inovação - Ricardo Cavallini e o arquiteto e professor de Planejamento Urbano da Universidade de São Paulo (USP), Nabil Bonduki. A conversa foi mediada pelo diretor executivo da UNIBES Cultural, Bruno Assami.

Cavallini abordou uma outra reflexão da infinidade de transformações que foram aceleradas pela pandemia e como isso está ‘obrigando’ a sociedade a evoluir mais rápido para acompanhar o ritmo. Um exemplo é o home-office, que já existia em alguma capacidade, mas que hoje é considerado uma realidade que vai seguir no pós-pandemia. "O motor das transformações pode até ser a tecnologia, mas o maior impacto no ambiente de negócios é cultural. Estamos vivendo cinco anos em cinco meses", disse ele, que ainda acrescentou: esse momento em que estamos mais abertos às mudanças é o ideal para colocar em pauta a questão da idade e aproveitarmos a oportunidade para achar novos caminhos, mais interessantes para o longevo".

Já Bonduki chamou a atenção para as políticas públicas que devem garantir os direitos dos idosos de diferentes classes sociais, uma vez que vivemos em uma sociedade desigual. Ele explicou alguns pontos fundamentais para que as cidades estejam preparadas para os longevos, entre eles, a mobilidade física para a circulação sem dificuldades nas ruas e mobilidade digital com o acesso à internet, algo que ganhou ainda mais importância no cenário atual.

Outras questões centrais apontadas pelo arquiteto são as políticas públicas que incluem os programas habitacionais e a integração de espaços de entretenimento, de cultura, lazer e esportes em um único ambiente. E também o aspecto da saúde, que vai além do atendimento médico e é estendida a outros fatores, traduzidos em qualidade de vida, como uma alimentação saudável, saneamento básico e a disponibilidade de espaços verdes com ar puro.

Cerimônia de abertura com o anfitrião Ronnie Von

A Maratona Digital da Longevidade Expo + Fórum 2020 foi pensada como uma alternativa ao evento original devido à nova realidade de distanciamento social. O Longevidade Expo + Fórum teve uma exitosa edição conceito no ano passado, com mais de 150 expositores e um público superior a 10 mil pessoas, em São Paulo. Em meio à pandemia do Covid-19, o encontro virtual pretende manter unida a comunidade de longevos em todo o país, que está conectada à internet e interagindo ativamente no ambiente online.

A abertura oficial do evento aconteceu com a apresentação dos dirigentes de instituições parceiras, que deram as visões deles sobre a longevidade e o conteúdo programado para o evento - que será baseado em saúde, comportamento e consumo. A conversa no formato talkshow foi liderada pelo apresentador, ator e cantor, Ronnie Von e o empreendedor, idealizador e presidente da Longevidade Expo + Fórum, Francisco Santos.

Entre os convidados, o diretor executivo da União Brasileira Israelita do Bem Estar Social (UNIBES) Cultural, Bruno Assami, apontou que o preconceito contra o envelhecimento é o grande desafio do século 21. Já o presidente da Seguros Unimed, Dr. Helton Freitas, comentou que a longevidade só tem sentido quando acompanhada de qualidade de vida, e que não é possível imaginar uma vida longeva sem a completa inclusão digital que deve ser acompanhada de ferramentas mais intuitivas e pensadas para o público sênior.

Participou da conversa também a presidente da Associação Brasileira de Gerontologia (ABG), Eva Bettine, que é uma entidade formada por vários especialistas que estudam o processo de envelhecimento. Ela salientou que a importância do público sênior escrever a história da qual é protagonista e que as 27 horas de conteúdo da maratona vão demonstrar como fazer isso. Para finalizar, o bate-papo com a gerente de Programas Sociais do Sesc São Paulo, Cristina Madi, lembrou que são muitas as possibilidades de reinventar-se em qualquer momento da vida e revelou que divulgará, em primeira mão, durante a programação da Maratona Digital, os resultados de uma pesquisa sobre os idosos no Brasil que foi concluída em março deste ano.

Os aspectos do atendimento médico ao público longevo

Outro assunto que ganhou destaque neste primeiro dia da Maratona Digital da Longevidade Expo + Fórum 2020 foi o atendimento médico ao público longevo. Para abordar o tema, foram convidados os médicos da especialidade de geriatria, Dr. Venceslau Coelho, Dra. Maísa Kairalla, Dr. Luiz Antônio Gil e Dra. Kellen Negreiros.

Dra. Maísa falou sobre o envelhecimento sustentável, que engloba, entre os principais pilares, a imunização por meio de vacinas. "Estamos de frente à uma revolução no envelhecimento, em que hoje, no mundo, já existem mais pessoas com 65 anos do que crianças com menos de 5 anos de idade", destacou e ainda acrescentou: "é preciso compreender que 30% do envelhecimento é genética e os outros 70% são consequências das nossas atitudes e do meio externo".

A médica apontou as três vacinas que são imprescindíveis para o público sênior: pneumonia, influenza e herpes-zoster. "80% das mortes causadas pela pneumonia são com pacientes idosos. E a vacinação contra a influenza pode reduzir o risco de infarto do miocárdio em pacientes com coronariopatia", salientou. Sobre a vacinação contra herpes-zoster, uma infecção viral pouco conhecida, a Dra. Maísa revelou que a incidência e nível de gravidade da doença aumentam com a idade. "Estudos realizados nos Estados Unidos mostram que, dos estimados 1 milhão de casos por ano, aproximadamente 70% ocorrem em adultos com mais de 50 anos de idade".

Na sequência, o Dr. Luiz Antônio Gil fez uma apresentação sobre o atendimento geriátrico em emergências. Ele ressaltou que a expectativa de vida além dos 60+ e 80+ anos serão uma regra e não excepcionalidade nas próximas décadas. Por isso, é importante que os hospitais, postos de saúde e clínicas estejam preparados para atender esse público.

"Os idosos são responsáveis por cerca de 16% de todas as visitas recebidas nos pronto-socorros", afirmou o médico. Ele apontou que, entre as mudanças para alcançar um atendimento geriátrico de qualidade, o aspecto prioritário é o olhar diferenciado para cada idoso. Além disso, também são fundamentais a educação e o treinamento das equipes de médicos, enfermeiros e todo o pessoal que trabalha nesses lugares, além de protocolos de avaliação para pontos específicos.

Já a Dra. Kellen Negreiros falou sobre como o atendimento geriátrico personalizado é a chave para a prevenção de quedas em idosos. Segundo ela, os malefícios que as quedas podem trazer às pessoas longevas podem ser, desde lesões e fraturas, à restrição de atividades, à síndrome de ansiedade pós-queda (o medo de cair novamente) até a hospitalização e óbito.

A médica explicou que a prevenção de quedas é atingida com uma intervenção multidimensional, que leva em conta as circunstâncias da queda, o inventário de medicamentos utilizados, o histórico de doenças prévias e a avaliação de acuidade visual. "A população idosa tem suas fragilidades individuais e muitas vezes não recebe o tratamento potencialmente adequado. Por isso, é importante a personalização", afirmou.

Para finalizar, o painel do Dr. Venceslau Coelho abordou a importância da inclusão digital para melhorar os cuidados com a saúde. "A inclusão digital é apenas um galho em uma árvore frondosa, uma gama multifatorial que precisamos debater", afirmou. Ele destacou que o acesso ao dispositivo tecnológico e à internet não são suficientes para incluir digitalmente. O mais importante é a capacidade das pessoas em usar essas tecnologias para se engajarem em práticas sociais significativas e cuidados com a saúde.

O poder transformador do Mindfull Eating

Ainda no bloco da manhã desta sexta-feira, 20, a Maratona Digital da Longevidade Expo + Fórum 2020 recebeu o médico especialista em Nutrologia, Dr. Andrea Bottoni, para falar sobre o conceito de mindfull eating, que é a prática de alimentação consciente que demanda a atenção plena à comida no momento das refeições.

O médico chamou a atenção para o conceito de mindfullness - que derivou o mindfull eating - que permite uma vida fora do piloto automático, o que favorece o contato com a sabedoria interna e a possibilidade de construir uma vida mais plena. "É uma abordagem simples, não fácil e profunda, em que os alicerces são a autocompaixão, não julgamento, presença, consciência, entre outros", apontou.

O Dr. Bottoni explicou que a alimentação consciente envolve a experiência de beber e comer, com toda a atenção necessária para sentir os efeitos sobre o corpo, a atenção para os aromas, cores, sabores, texturas e temperatura do alimento. Também comentou que a perda de peso pode ser uma consequência da prática, mas não é o objetivo.

Para participar da Maratona Digital da Longevidade Expo + Fórum e interagir com os speakers, enviando perguntas pelo WhatsApp, é necessária inscrição prévia no site www.longevidade.com.br. As inscrições são gratuitas.

Serviço:
Longevidade Expo+Fórum 2020 - Maratona Digital
Data: 20 a 21 de novembro de 2020, das 9 às 21 horas.
22 de novembro de 2020, das 9 às 13 horas.
Onde: Plataforma Zoom, com transmissão simultânea pelo Facebook, Instagram e YouTube.
Inscrições: www.longevidade.com.br
Para conhecer a programação completa, acesse:
www.longevidade.com.br/maratonadigital

Conheça os benefícios de consumir os alimentos da estação

Além de serem mais frescos e saudáveis, alguns alimentos conferem o gosto umami e deixam os pratos ainda mais saborosos
Alimentos da estação
Outubro de 2020 – A melhor época para comer alimentos fresquinhos e repletos de nutrientes é quando estão maduros e prontos para o consumo. Isso acontece porque os alimentos se desenvolvem em épocas específicas, propícias para a sua maturação. Quando frescos, são capazes de oferecer diferentes benefícios para o organismo, além de contribuir para um cardápio farto e variado.

De acordo com a nutricionista Graciela Vargas, do Comitê Umami – organização responsável pela divulgação do quinto gosto básico do paladar humano -, os alimentos da estação aproveitam mais os nutrientes da terra. “Esses alimentos são mais frescos, leves e o clima tropical brasileiro contribui para uma ampla variedade de opções”, explica. A nutricionista ainda destaca que o consumo dessas iguarias possibilita diversas combinações de pratos. “Ingredientes como cenoura, cogumelo e tomate, que conferem o gosto umami, são ricos em diferentes nutrientes e ajudam na variabilidade do paladar, conferindo ainda mais sabor aos pratos”, afirma.

Verduras

Segundo Graciela, os nutrientes das verduras atuam em diversas frentes no nosso sistema imunológico, contribuindo para a defesa do organismo. “As verduras são ricas em vitaminas, minerais e fibras, que auxiliam na prevenção de doenças e complicações intestinais. Além disso, algumas verduras, como brócolis, espinafre e couve-flor, possuem ácido glutâmico, presente naturalmente nesses alimentos e responsável por conferir o gosto umami, permitindo que os pratos fiquem mais saborosos”.

Legumes

Pratos coloridos com diferentes tipos de legumes e vegetais são sinônimo de uma refeição mais saudável e nutritiva. Segundo Graciela, “pratos equilibrados são a melhor opção para garantir um estilo de vida mais leve, mas para isso, é necessário escolher os alimentos adequadamente. Legumes como aspargos, cenoura, cogumelo, ervilha, tomate e milho, além de serem ótimas combinações em diferentes receitas e serem ricos em umami, também são capazes de auxiliar na digestão de proteínas, oferecendo vitaminas e minerais essenciais para proteção, nutrição e maior qualidade de vida”, finaliza.

UMAMI
É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias umami. As duas principais características do umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse www.portalumami.com.br e acompanhe também pelas redes sociais facebook.com/ogostoumami e instagram.com/ogostoumami.

Restaurante Manu, considerado o 42º melhor da América Latina

O alimento será a fonte de mudança do futuro, avalia Chef Manu Buffara
À frente do Restaurante Manu, considerado o 42º melhor da América Latina, ela aposta no contato direto com produtores locais

Manu Buffara.jpg
Chef Manu Buffara é responsável pelo Restaurante Manu, em Curitiba (Foto: Henrique Schmeil)
Orgulho das raízes, da terra, da família e da cultura, estas são as principais filosofias do Restaurante Manu, comandado pela chef paranaense Manu Buffara. Foi por estas filosofias e, claro, pela comida, que o restaurante, em funcionamento desde 2011, recebeu, em 2019, o 42º lugar na lista dos 50 Melhores Restaurantes da América Latina.
Desde o início, Manu tinha a intenção de tornar seu restaurante um agente transformador. “Meu papel não é apenas servir um menu degustação, eu quero oferecer experiência, informação”, explica. Para isso, a chef aposta no contato direto com os produtores locais de Curitiba, não só para a busca e compra de produtos para desenvolver seus pratos, mas para dividir experiências e conhecimentos.
É essa relação com a cidade e a população de Curitiba que inspiram a chef. Para desenvolver o menu, Manu pensa, antes de tudo, nos produtos. São eles que indicam o caminho que os pratos devem seguir. “O cozinheiro pensa no menu, no seu prato, na forma de criá-lo, para depois pensar nos produtos que precisa. Eu entendo que o movimento tem de ser inverso, devemos trabalhar junto da natureza, não devemos domá-la, ou conquistá-la. O que a natureza e a cidade me dão é o que eu quero levar para as pessoas”, reforça.
“Plantar a própria comida é como imprimir o próprio dinheiro”, com essa frase de Ron Finley, Manu descreve seu entendimento sobre a relação direta com a produção e colheita. E para isso, não é preciso grandes hortas e espaços. Na sacada do apartamento, no jardim, em pequenos vasos na cozinha, já se pode cultivar frutas, verduras e temperos para consumo no dia a dia, pequenos hábitos que, segundo a chef, já são transformadores.
Sobre o futuro da alimentação, Manu é categórica em dizer que ele depende da sociedade, do papel transformador de cada um. Para a chef, “o alimento será a fonte de mudança do futuro”. Manu Buffara vai compartilhar sua trajetória, os benefícios da hiperlocalidade e do uso de uma agricultura próxima das pessoas no Open Food Innovation Summit, maior evento da América Latina sobre inovação e tecnologia em toda a cadeia de alimentos.
SOBRE O OPEN FOOD INNOVATION SUMMIT
O maior evento da América Latina sobre inovação e tecnologia em toda a cadeia de alimentos. Organizado por Open Food Institute (https://openfoodinstitute.com/) e Inventa Evento (http://www.inventaevento.com.br/), reúne produção, indústria, tecnologias empregadas no processo e resíduos. A primeira edição aconteceu em 2019 em Porto Alegre/RS e reuniu mais de 600 participantes, entre empresários, CEOs, estudantes e painelistas. Mais em: https://www.instagram.com/openfoodinstitute/

SERVIÇO
O que: Open Food Innovation Summit 2020
Quando: 14 e 15 de outubro de 2020
Site + ingressos: bit.ly/2YRf0Gk
Estudantes: 50% desconto / Ingressos corporativos: 30% desconto

Receitas práticas para o dia a dia ajudam criar a motivação necessárias para cuidar do corpo

Faltam poucos dias para a primavera e com ela chaga também as temperaturas mais quentes e os preparativos para o verão. A ideia de grande parte, não apenas mulheres, é de entrar na estação mais querida pelo brasileiro, com o corpo em dia.
Estão sendo meses de isolamento social que fazem com que a ansiedade aumente e o consumo de bebidas e alimentos também seja maior, aliado a falta de exercício físico, compromete a saúde e a estética do corpo.
A personal Vivi Freitas afirma que, com uma alimentação saudável aliada a uma rotina de exercícios físicos, realizados inclusive em casa, é possível chegar no verão com um corpo bem mais bonito. “Nesse período de isolamento, onde alguns ainda estão com o receio de retornar às academias, adaptamos a performance dos exercícios para que sejam realizados em casa, de forma que o aluno saia do sedentarismo, ou aumente a quantidade de exercícios que fazia”, explica.
Além dos exercícios direcionados e dos aulões gratuitos, a personal ainda publica mensagens motivadoras a quem se espelha em sua rotina saudável. Os treinos dividem espaço com as receitas fit e de fácil preparação. “Sou mãe de três, sendo duas filhas ainda bebês. Sei da dificuldade de organizar a casa, trabalhar e ainda se alimentar bem. Receitas práticas para o dia a dia ajudam criar a motivação necessárias para cuidar do corpo”, afirma Vivi Freitas.
Em parceria com a ANZ Suplementos, a personal vem desenvolvendo receitas fáceis, fit e boas para saciar a vontade de comer doces durante o dia, ou ainda substituir a proteína no café da manhã ou lanche da tarde. “O ideal é sempre incluir uma proteína nas refeições e diminuir a quantidade de carboidrato ingerido. No entanto, nem sempre temos vontade de preparar algo, ou ainda incluir o ovo (puro). Por isso opto por receitas que dão sabor, saciam e são de baixa caloria”, explica Vivi.
Para o café da manhã a indicação é a Panqueca de Whey.
Ingredientes
½ xícara de whey protein sabor baunilha da @anz_suplementos
½ xícara de iogurte grego light
3 claras de ovo
1 banana (amassada)
½ xícara de aveia em flocos
Extrato de baunilha a gosto (opcional)
Modo de Preparo: Misture todos os ingredientes em uma tigela. Em uma frigideira antiaderente, untada com óleo de coco ou outro óleo vegetal, adicionar um pouco de massa e deixar até́ borbulhar. Virar para dourar o outro lado. Fazer uma torre com as panquecas. Cobrir com calda Mrs Taste sabor de chocolate com avelã zero açúcar, zero calorias da @anz_suplementos.
O proprietário da ANZ Suplementos, Luiz Renato Annuzzi explica que qualquer pessoa pode consumir o Whey Protein, inclusive as pessoas que não fazem exercícios físicos. “O Whey é indicado para as pessoas com dificuldade para ganhar massa muscular, mas se trata de um suplemento alimentar e não substitui uma refeição”, alerta.
Segundo Annuzzi uma pessoa precisa de 1 a 1,2 gramas de proteína para cada quilo de seu peso total, ou seja, quem pesa 70 quilos deve ingerir entre 70 e 84 gramas do nutriente por dia. “Se a pessoa praticar esporte e a intenção for aumentar a massa muscular, a quantidade pode ser aumentada. Mas vale ressaltar que o Whey Protein pode ser substituído na alimentação por files de frango grelhado, queijo minas ou ovos cozidos”, finaliza.

Nina Nutri lança suplemento para imunidade

A Nina Nutri Alimentos Saudáveis lança um suplemento de marca própria, com substâncias responsáveis por manter a imunidade alta. A empresa, que oferece produtos com foco na alimentação saudável, inova com a nova linha, que tem curadoria da especialista em nutrição clínica e saúde da família, a nutricionista Priscila Freiberger, diretora-técnica da empresa.

O Nina Life associa vitamina C, zinco, selênio, vitamina A e a famosa vitamina D. “Priorizamos componentes com embasamento científico no auxílio do fortalecimento da imunidade”, afirma a profissional.

A Vitamina C

Nina Nutri lança fitoterápico com foco no emagrecimento

A Nina Nutri Alimentos Saudáveis, empresa que oferece produtos com foco na alimentação saudável, lança em agosto um fitoterápico com foco no emagrecimento. Com curadoria da especialista em nutrição clínica e saúde da família, Priscila Freiberger, diretora-técnica da empresa, o Nina Beauty contém componentes que colaboram com o equilíbrio do corpo, regulação do intestino e controle dos níveis de colesterol no corpo, essenciais no processo de perda de peso.

Aprovado pela Agência Nacional de Saúde, ANVISA, o novo produto é composto por colágeno hidrolisado, spirulina, quitosana, psyllium, inulina e berinjela. “Reunimos a função de absorver as gorduras do corpo que, posteriormente, são eliminadas na evacuação, com a quitosana; o poder de combate ao colesterol, prevenção da diabetes e câncer e melhora o intestino, da berinjela; a melhora do trânsito intestinal do psyllium e o aumento da barreira imunológica, capacidade de absorção de nutrientes e redução os triglicerídeos do sangue da inulina em um só produto, que contribuem para um emagrecimento mais rápido, com foco na saúde em geral”, afirma Priscila. “Destaque para a spirulina, que além de auxiliar no emagrecimento, ajuda a controlar a glicemia e o colesterol ruim do corpo, além de melhorar o sistema imunológico e controle da pressão arterial”, explica. A fórmula contém também colágeno hidrolisado, que ajuda na melhora da firmeza e elasticidade da pele, fortalecimento das articulações, unhas e cabelos e também no controle da pressão arterial.

A recomendação é ingerir de duas a quatro capsulas por dia, para indivíduos com mais de 19 anos. “Os componentes do produto possuem muitas fibras, que auxiliam na perda de peso e controle glicêmico”, explica a nutricionista.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Francês de Opinião Pública (Ifop) para o site Darwin Nutrition, o confinamento afetou o peso e o equilíbrio alimentar da população. Desde o início do confinamento, em 17 de março, os franceses engordaram, em média, 2,5 quilos. Além disso, dois novos estudos, um realizado na França e outro nos Estados Unidos, revelam que a obesidade é a condição crônica que mais leva pessoas a serem hospitalizadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Sobre a Nina Nutri Alimentos Saudáveis:

Sob a curadoria da nutricionista Priscila Freiberger, especialista em nutrição clínica e saúde da família, o Nina Nutri Alimentos Saudáveis oferece produtos com foco na alimentação saudável, como vitaminas, suplementos, produtos veganos, além de alimentos, bebidas e cosméticos, com consultoria online para direcionamento e indicação dos melhores insumos de acordo com o objetivo de cada um, visando a nutrição saudável, bem-estar e qualidade de vida.

https://www.alimentossaudaveisbrasil.com.br/

17:17

Além dos exercícios físicos, a dieta é um dos pilares para garantir a manutenção dos músculos
V9BCrbg6blNZtFRPYi26QHXoGFB4NF82yi_TOahjSRE6kAjmqdoX-skxLl_8apEeEi6X5bpS_UKpDYuflq6eSQvLPP61Kqf3SrEOtsRpsYVRzEVzsKVWfA16M1kNfgCo_dAcoZcR
(Crédito: Divulgação)

Para grande parte das pessoas que dedicam um tempo à prática de atividade física, visitando a academia e incluindo hábitos saudáveis na rotina, um dos principais objetivos é a obtenção da massa magra, importante não só para o desempenho atlético ou a estética, mas auxilia na manutenção de uma vida saudável a longo prazo. A massa magra consiste em tudo aquilo que não for gordura no corpo, incluindo massa muscular, pele, órgãos, entre outros.

A massa muscular vai além do corpo sarado, sendo fundamental para a saúde a longo prazo. Entre os principais benefícios está o combate a doenças, o fortalecimento dos ossos, a prevenção contra a resistência à insulina, entre outros. Além de uma rotina saudável e voltada para a criação de massa muscular, com uma sequência de treino pensada com este objetivo, a alimentação tem uma grande influência na formação e manutenção dos músculos do corpo.

Antes de definir uma dieta, é essencial visitar um médico especialista, como um nutricionista, para garantir que a alimentação diária irá suprir todas as necessidades energéticas. Além disso, conversando com um profissional, é possível encontrar a necessidade ou receber a recomendação correta do uso de suplementos alimentares, como o Whey Isolado, definindo a dose indicada para consumo e as possíveis causas da necessidade por trás do uso, caso a questão seja relacionada a algum problema de absorção de nutrientes, por exemplo. Confira os alimentos mais indicados para quem quer desenvolver massa muscular.

Frango, carne e peixes

Esses alimentos são ricos em proteína e ferro, nutrientes que estimulam a hipertrofia, que consiste no crescimento dos músculos. Eles também colaboram para aumentar a quantidade de oxigênio nos músculos, importante para evitar a fadiga muscular. Além disso, peixes como salmão e atum são ricos em ômega 3, que garante o bom funcionamento do cérebro, ajuda na recuperação muscular e previne a inflamação, que pode gerar dores.
Oleaginosas

Castanhas, nozes, amendoim, semente de linhaça e outras oleaginosas são uma boa fonte de vitaminas do complexo B, grupo importante para fortalecer o sistema imunológico, ajudando também na melhoria das funções cerebrais, redução na degeneração de cartilagens e alívio de dores musculares, que podem aparecer em decorrência do exercício físico.

Abacate

O abacate é uma fonte de gordura boa que ajuda a reduzir o acúmulo de gordura presente no corpo e facilita o aumento de calorias na dieta para ganhar massa muscular. Ele é rico também em vitaminas do complexo B, K e C, além de potássio e cobre, conjunto que ajuda na perda de peso, no fortalecimento dos ossos e colaborando para a diminuição da pressão arterial.

Derivados do leite

Inserir na dieta leite, iogurte e queijos é essencial para permitir o crescimento muscular por serem ótimas fontes de proteína, cálcio, fósforo e magnésio, também ajudando a estimular a contração muscular, garantindo um treino com maior rendimento. Além disso, alimentos desse tipo aumentam as calorias na dieta, o que colabora para o aumento dos músculos quando combinados com uma rotina de exercícios apropriada.