Obra Nossa compra 2.000 cestas básicas em Páscoa Solidária e beneficia mais de 10 mil pessoas

O grupo solidário, formado por profissionais de arquitetura e design, que se tornou uma associação sem fins lucrativos no fim do ano passado, converteu o valor arrecadado em 25 mil quilos de alimentos.

A associação sem fins lucrativos Obra Nossa, que reúne arquitetos, designers, lojistas e clientes recebeu a doação de valores que foram integralmente convertidos para a compra de cestas básicas. Ao todo foram adquiridas 2.000 cestas equivalente a 25 mil quilos de alimentos. A arrecadação fez parte da ação Páscoa Solidária, primeira ação do ano do projeto, que beneficiará mais de 10 mil pessoas de comunidades carentes de Curitiba e Região Metropolitana.

Segundo o arquiteto Edgard Corsi, um dos coordenadores da associação, o objetivo da Páscoa Solidária foi levar além do chocolate. “O que as famílias precisam vai muito além disso. Nosso intuito é levar amor, esperança, carinho e alimento”, comentou. No ano de 2020, o Obra Nossa conseguiu arrecadar 14 mil cestas básicas que foram entregues ao longo do ano para centenas de comunidades.

Nessa ação de Páscoa, já forem entregues 1.427 cestas além de caixas de bombons e álcool em gel. A distribuição contou ainda com a parceria da Euro Áudio, Montrelux e Integra. A próxima entrega será realizada no dia 17/04, sábado que vai contar também com a entrega de álcool em gel para as comunidades.

Para saber mais sobre a associação, acesse @obranossa.pr e @obranossa.br. Os interessados em ajudar, podem depositar qualquer valor na conta do projeto: Banco Bradesco – 237 | Agência: 5753 - Conta Corrente: 20801-2 | CPF: 583.812.609-49 | Titular: Elaine Zanon | PIX: somosmaisarq@gmail.com.

Sobre Obra Nossa

A associação sem fins lucrativos é formada por arquitetos, designers, lojistas e clientes que tem como propósito levar a solidariedade para comunidades a partir de ações transformadoras. O grupo atua em ações como a reforma de uma casa ou a solução do saneamento de uma região e ainda promove ações solidárias ao longo do ano com a distribuição de itens.

Obra Nossa
Instagram: @obranossa.pr
Sede: Rua Desembargador Vieira Cavalcanti, 151 – São Francisco

Oficializada criação do G5, órgão mais representativo do turismo paranaense

Oficializada criação do G5, órgão mais representativo do turismo paranaense
Fazem parte do Grupo ABAV-PR, SEHA, Abrasel-PR, ABIH-PR e Fecomércio-PR. Antonio Azevedo, presidente da ABAV-PR, é o presidente

Foi oficializado hoje em reunião no SEHA - Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação, a criação do G5, um grupo de entidades que irão debater e propor mensalmente assuntos relevantes para o desenvolvimento turístico do Estado do Paraná. Todos esses temas serão levados a público através da imprensa e de representação oficial aos órgãos que comandam o turismo no Estado, assim como Assembleia Legislativa e câmara de vereadores dos principais municípios paranaenses.

O grupo é composto pela ABAV-PR - Associação Brasileiras das Agências de Viagens do Paraná; SEHA - Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação; Abrasel - Associação Brasileira de Bares e Restaurantes - Seccional Paraná, ABIH-PR - Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná e Fecomércio-PR. No encontro ficou estabelecido que as reuniões ocorrerão de forma regular, uma vez por mês, alternadamente na sede de cada uma das entidades.

Com foco no incremento do turismo no Estado, outras entidades do trade turístico também poderão participar das reuniões, mediante convite ou solicitação prévia, para expor assuntos ou debater temas que sejam pertinentes ao turismo no Paraná. Foi empossado por consenso, Antônio Azevedo, que é também presidente da ABAV-PR. Segundo ele, todas as boas iniciativas são bem-vindas. “Importante é que o turismo paranaense atravesse uma fase de transformação, os nossos novos governantes sabem da importância do turismo, sendo o segmento que mais emprega no Brasil”, salienta Azevedo, presidente do G5.

Ainda como tema da reunião, foi resolvido encaminhar ao futuro Governador Carlos Roberto Massa Júnior, uma manifestação sobre a escolha de um Secretário de Turismo Paranaense que atenda as expectativas do trade turístico.

Legenda
Reunião que originou o G5. Orlando Kubo, presidente da ABIH-PR; João Jacob Mehl, presidente do SEHA; Antonio Azevedo, presidente da ABAV-PR; Rodrigo Sepulcri Rosalem, diretor de Planejamento e Gestão da Fecomércio-PR e Luciano Bartolomeu, diretor Executivo da Abrasel-PR.

Feira reúne empreendimentos de economia solidária no Paraná

Feira reúne empreendimentos de economia solidária no Paraná

Evento gratuito busca o fortalecimento do setor, que representa 8% do PIB nacional

De 5 a 9 de novembro, a Rede Marista de Solidariedade, por meio da Trilhas Incubadora Social Marista, realiza a 13ª Feira de Economia Solidária. O evento promove a comercialização de produtos artesanais, oficinas de trabalhos manuais, além de clube de trocas de serviços e de um fórum organizado pelo Cadastro de Empreendimentos Econômicos Solidários (Cadsol). O evento, que tem participação gratuita para expositores e visitantes, será realizado no bloco amarelo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) das 9h às 19h.

A artesã Magali de Fátima Martins da Rosa conheceu a economia solidária por meio da Trilhas, e desde 2012 participa de todas as edições da feira comercializando seus produtos de crochê e patchworks. “Eu espero ansiosamente a chegada do evento principalmente pelo encontro e por toda formação que ele proporciona, o que mudou muito a forma como vejo meu negócio. ”

Ela conta que pela incubadora Trilhas fez diversos cursos e oficinas que lhe proporcionaram colocar ideias em práticas, como, por exemplo, calcular o melhor preço para seu produto. “Imagina! Até oficina de fotografia para divulgar os produtos, eu fiz”, comenta Magali.

Economia Solidária

No Brasil, a Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES), entidade do Ministério do Trabalho, foi criada em 2003. “Foi a partir desta data que o setor foi institucionalizado e desde então a atividade vem ganhando forma”, diz Eliane Pereira de Souza, uma das organizadoras do evento. Segundo a pesquisa pela Unisol (Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários), em 2015 o setor respondeu por 8% do PIB nacional. No Paraná, segundo o Cadsol, são mais de 1,2 mil empreendimentos e cerca de 80 mil trabalhadores.

Para a Eliane, a Feira é uma oportunidade para as pessoas conhecerem a economia solidária: “ Os resultados das feiras são o crescente número de empreendimentos que nos procuram para, além de expor e vender no evento, receber mais informações e participar ativamente do movimento. ”

Serviço:

13º Feira de Economia Solidária

Data: 5 a 9 de novembro

Horário: Das 9h às 19h

Local: Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), no bloco amarelo – Rua Imaculada Conceição, 1155 – Prado Velho – Curitiba – PR

Sobre a Trilhas Incubadora Social

A Trilhas Incubadora Social, iniciativa da Rede Marista de Solidariedade, fortalece projetos e empreendimentos de economia solidária, atuando na assessoria, no fomento, no apoio à comercialização e na representação pública do setor. A Trilhas oferece suporte em pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico. Nos últimos seis anos, a incubadora social ajudou a 136 empreendimentos de economia solidária.

Sobre a Rede Marista de Solidariedade

A Rede Marista de Solidariedade (RMS) é responsável por um conjunto de iniciativas, programas e ações com foco na Promoção e na Defesa dos Direitos de crianças, adolescentes e jovens. Realiza ações nas áreas da educação e da assistência social que beneficiam mais de 7 mil crianças, adolescentes e jovens em escolas sociais de 18 cidades nos estados do São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. São 23 unidades sociais e educacionais que, de maneira gratuita, ofertam desde a educação infantil até o ensino médio e ensino médio técnico, além de projetos no contraturno escolar. Mais informações: www.solmarista.org.br.