Designer floral cria instalação em restaurante de Curitiba

No Bee.O, Manu Daher idealizou uma obra de arte com madeira de poda descartada, trazendo a figueira preservada da rua para dentro do ambiente

Kraw Penas-7593

A união de uma gastronomia saudável com uma obra de arte com materiais reutilizados é a combinação perfeita para os clientes do restaurante e empório Bee.O, em Curitiba (PR). A artista plástica e designer floral Manu Daher foi convidada para criar uma instalação no ambiente interno, compondo a decoração do espaço e trazendo sua técnica de ressignificação dos matérias descartados pela natureza.

Manu conta que, ao chegar no espaço, foi encantada pela figueira preservada na área externa do restaurante e quis movê-la para dentro do espaço. “Para isso utilizei podas de ipês, que seriam descartados, para trazer a árvore para dentro do ambiente, com troncos de até seis metros pendurados, criando a alusão de que saem da própria figueira”.

Nos galhos, a artista criou jardins suspensos com bromélias áreas e aplicou folhas de ouro. “A ideia do projeto foi valorizar os materiais, deixando-os vivos dentro do restaurante enaltecendo a natureza, com uma interpretação de que a árvore é uma joia”, relata a designer floral.

Para Manu, faz parte de seu projeto pessoal usar elementos naturais que estão ao seu redor, mas que foram deixados para traz em podas ou descartes da própria natureza, por exemplo. “Meu trabalho é vivenciar esses materiais para prolongar a sua vida, trazendo novos significados e transformando-os de efêmeros em perenes”, descreve a designer que utiliza técnicas para manter os galhos secos por um longo período na instalação.

Manu Daher

Manu Daher é artista plástica e designer floral há vinte anos. Seu trabalho é embasado em critérios esculturais, pesquisa e experimentação de novas formas de como utilizar os diversos materiais naturais, reformulando e ressignificando a estética desses elementos, criando uma atmosfera surpreendente para sua função e um conceito artístico para suas composições.

Já criou arranjos e produziu instalações para a Lapinha SPA, Ôda Design Club e Bee.O, por exemplo. Ao longo dessas duas décadas, foi responsável pela criação de cenários para vídeo, fotografia, teatro e shows de música em São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Seus trabalhos são expostos em sua página pessoal no Instagram (@manudaherlojadeflores).

Arranjo floral de Natal: por que ele é uma boa opção de presente?

A artista plástica e designer floral elenca três motivos para escolher um arranjo floral como presente de Natal neste ano

Escolher um presente de Natal é sempre uma tarefa difícil. Vários fatores estão envolvidos na escolha: ser útil, condizer com o perfil do presenteado ou ser delicado e atencioso com a pessoa que desejamos agradar são algumas das características levadas em conta na hora de escolher o presente. Por isso, a artista plástica e designer floral Manu Daher elencou três dicas não errar neste ano:

1 – Os arranjos natalinos são úteis
Quem não gosta de decorar a casa para o Natal? Receber um presente para renovar a decoração de Natal ou então incrementar a mesa para a ceia é sempre uma ótima sugestão. “Além de fazer um agrado para quem você admira ou ama, o arranjo floral pode contribuir com a decoração natalina da casa”, descreve a artista plástica.
Mas como escolher o presente de acordo com a decoração? Segundo Manu existem alguns itens que são chaves na decoração. “Há cores tradicionais e propostas que condizem com qualquer decoração. Apostar no branco ou no dourado, vai se adaptar a qualquer tema natalino”, relata.

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=187504&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C01d201d6d308%2524cdfa2450%252469ee6cf0%2524%2540mcommdigital.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C01d201d6d308%24cdfa2450%2469ee6cf0%24%40mcommdigital.com.br%3E-1.1.2

2- Os arranjos são sustentáveis
Um presente que possa ser usado em outros Natais, além de ser uma lembrança nos próximos anos, também é uma das vantagens do arranjo floral. “A proposta de reutilizar materiais da natureza contribui para o meio ambiente e traz uma nova beleza a decoração natalina”, destaca a designer floral.
Manu Daher traz em suas técnicas e estudos a proposta de ressignificar materiais descartados da natureza ou que foram deixados para traz em podas. “Meu trabalho é vivenciar esses materiais para prolongar a sua vida, trazendo novos significados e transformando-os de efêmeros em perenes”, descreve a designer que utiliza técnicas para manter as folhas e galhos secos por um longo período.

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=187504&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C01d201d6d308%2524cdfa2450%252469ee6cf0%2524%2540mcommdigital.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C01d201d6d308%24cdfa2450%2469ee6cf0%24%40mcommdigital.com.br%3E-1.1.3

3 – Os arranjos resgatam o espirito natalino
“Receber um arranjo floral encanta, traz o brilho nos olhos, aquece o coração e resgata as memórias afetivas dentro de cada um de nós, revivendo as melhores emoções que o período pode proporcionar”, enaltece Manu Daher.

Os arranjos natalinos da artista plástica e designer floral Manu Daher podem ser encontrados fisicamente na Ôda Design Club e na floricultura do Bee.O ou digitalmente em seu Instagram, em @manudaherlojadeflores.

Manu Daher

Manu Daher é artista plástica e designer floral há vinte anos. Seu trabalho é embasado em critérios esculturais, pesquisa e experimentação de novas formas de como utilizar os diversos materiais naturais, reformulando e ressignificando a estética desses elementos, criando uma atmosfera surpreendente para sua função e um conceito artístico para suas composições.

Já criou arranjos e produziu instalações para a Lapinha SPA, Ôda Design Club e Bee.O, por exemplo. Ao longo dessas duas décadas, foi responsável pela criação de cenários para vídeo, fotografia, teatro e shows de música em São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Seus trabalhos são expostos em sua página pessoal no Instagram (@manudaherlojadeflores).

Manu Daher cria instalação com folhas secas na Simmetria Ambienti

Manu Daher cria instalação com folhas secas na Simmetria Ambienti

Na vitrine, assinada por Marcos Soares, a artista plástica e designer floral Manu Daher apresentou uma instalação exclusiva com uma releitura tropical da árvore de Natal

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=187074&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C007301d6cfbf%25248dda1070%2524a98e3150%2524%2540mcommdigital.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C007301d6cfbf%248dda1070%24a98e3150%24%40mcommdigital.com.br%3E-1.2

Fotos: https://we.tl/t-AvwdtPSP7m Crédito: Marcelo Stammer

A convite do designer Marcos Soares, a artista plástica e designer floral Manu Daher trouxe suas técnicas e estudos em ressignificar materiais descartados da natureza, para criar uma releitura tropical da árvore de Natal, na vitrine da Simmetria Ambienti. No espaço, a instalação com mais de sete metros foi concebida com folhas, casca de palmeiras e cipós, que trouxeram elegância para a vitrine.

O desafio recebido por Manu foi o de criar uma obra para a decoração de Natal que fosse diferente e impactante para o curitibano e muito além do convencional. “Há um tempo eu já estudo e aplico o uso de elementos naturais, deixados pela natureza, por isso, projetei uma instalação que representasse a união da matéria-prima orgânica, entrelaçada, formando um abraço no ambiente, seguindo a extensa parede como em uma dança de seus elementos”, apresenta a artista plástica.

Para Manu, faz parte de seu projeto pessoal usar elementos naturais que estão ao seu redor, mas que foram deixados para traz em podas ou descartes da própria natureza, por exemplo. “Meu trabalho é vivenciar esses materiais para prolongar a sua vida, trazendo novos significados e transformando-os de efêmeros em perenes”, descreve a designer que utiliza técnicas para manter as folhas e galhos secos por um longo período na instalação.

A vitrine tropical de Natal da Simmetria Ambienti, desenvolvida pelo designer Marcos Soares, trouxe um conceito nature para o verão. “Usei mobiliários em madeira clara e metais na cor ouro, assinados por designers renomados brasileiros, que contribuíram com a paleta de cores destacadas na parede pintada em tom verde claro e na obra de arte da Manu Daher, em tons cobre, vinho e dourado”, relata.

O ambiente fica na Simmetria até o mês de fevereiro de 2021. “Vale muito a pena vir conhecer os móveis que deixaram elegante o ambiente e a obra de arte que proporciona vida ao espaço”, convida Marcos Soares.

Manu Daher

Manu Daher é artista plástica e designer floral há vinte anos. Seu trabalho é embasado em critérios esculturais, pesquisa e experimentação de novas formas de como utilizar os diversos materiais naturais, reformulando e ressignificando a estética desses elementos, criando uma atmosfera surpreendente para sua função e um conceito artístico para suas composições.

Já criou arranjos e produziu instalações para a Lapinha SPA, Ôda Design Club e Bee.O, por exemplo. Ao longo dessas duas décadas, foi responsável pela criação de cenários para vídeo, fotografia, teatro e shows de música em São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Seus trabalhos são expostos em sua página pessoal no Instagram (@manudaherlojadeflores).