Empresária de Curitiba é eleita presidente nacional da BPW Brasil

Alison Regina Mazza Lubascher presidirá a entidade na gestão 2023–2025

A empresária Alison Regina Mazza Lubascher foi eleita presidente nacional da BPW Brasil – Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais. Sócia administradora da franquia Liz Curitiba no ParkShoppingBarigui e vice-presidente da BPW Curitiba, a empresária foi escolhida para presidir a gestão 2023–2025 durante a 34ª Confam – Convenção da Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais, realizada em Campo Grande (MS). Além das delegações das 26 associações distribuídas em todo o país, o evento teve participação da presidente da BPW International, Catherine Bosshart. A próxima edição do evento ocorrerá em Curitiba em 2023. A BPW é uma organização não governamental, pública, sem fins lucrativos, apartidária, e não assistencial. Tem como missão agregar mulheres de negócios e profissionais, orientando e coordenando seu desenvolvimento pleno nas esferas de poder público e de mercado. Atualmente está presente nos cinco continentes, em cerca de 100 países, com aproximadamente 40 mil associadas.

Foto (Divulgação):
(Da esq. para a dir.): Paz Martin, vice-presidente de Negócios da BPW Internacional, Catherine Boshart, presidente da BPW Internacional, Alison Mazza Lubascher, presidente eleita da BPW Brasil, e Giusepina Seidita, vice-presidente de Associadas da BPW Internacional.

GRUPO PETRÓPOLIS ESTÁ ENTRE AS EMPRESAS LÍDERES EM INOVAÇÃO COM STARTUPS DO BRASIL

Pelo terceiro ano consecutivo, companhia é destaque no ranking Top 100 Open Corps 2022

Outubro de 2022 -- O Grupo Petrópolis foi reconhecido como uma das empresas líderes em open innovation com startups no país, pelo terceiro ano consecutivo. Dona de marcas renomadas, como Itaipava, Crystal e Petra, a companhia figurou entre as 10 melhores no ranking TOP 100 Open Corps, no setor de alimentos e bebidas, realizado pela 100 Open Startups, plataforma líder em open innovation no Brasil.

A sétima edição contou com a participação de mais de 42 mil empresas e avaliou as finalistas a partir de informações do próprio mercado. Segundo o levantamento, realizado entre julho de 2021 e junho de 2022, o valor total de contratos de Open Innovation fechados entre corporações e startups chegou a R$ 2,7 bilhões, com valor médio de R$ 260 mil por contrato. O Ranking 2022 ainda destaca que os setores que mais realizaram open innovation foram os de Bens de Consumo e Alimentação, Construção e Imobiliário e Serviços Financeiros.

Alaercio Nicoletti Junior, Gerente Corporativo de Sustentabilidade e Melhoria Contínua do Grupo Petrópolis ressalta que em um ano marcado por desafios contínuos, a empresa acelerou seus esforços para manter seu comprometimento em criar mudanças transformadoras no mercado e na sociedade. “É uma honra termos o trabalho e a cultura de inovação do Grupo reconhecidos. Atuamos ativamente no ecossistema de inovação desde 2019, o que nos proporcionou, além de muito aprendizado com as startups e as instituições, a adoção de estratégias inovadoras para o nosso negócio”.

Atualmente, o Grupo possui mais de 20 contratos com startups e busca ativamente oportunidades para interagir com instituições de ciência e tecnologia, além de programas de inovação.

Para mais informações: Open Startups

SOBRE O GRUPO PETRÓPOLIS - O Grupo Petrópolis é a única grande empresa do setor cervejeiro com capital 100% nacional. Produz as marcas de cerveja Itaipava, Cabaré, Petra, Crystal, Lokal, Black Princess,e Weltenburger, Brassaria Ampolis com os rótulos Cacildis, Biritis, Ditriguis e Forévis, as vodkas Blue Spirit Ice e Nordka, a Cabaré Ice, os energéticos TNT Energy Drink e Magneto, o refrigerante It!, o isotônico TNT Sports Drink, a água Petra e a água tônica Petra. Com oito fábricas em operação, o Grupo é responsável pela geração de aproximadamente 24 mil empregos diretos. Por meio dos projetos ambientais, promove o plantio e manutenção de milhares de árvores, além de ações de sustentabilidade e programa de educação ambiental para escolas municipais. Conta também com o Saber Beber, programa comprometido em orientar as pessoas sobre os benefícios do consumo moderado e as consequências do consumo exagerado de álcool. Saiba mais em: Grupo Petrópolis e @grupo.petropolis nas redes sociais.

Sobre a 100 Open Startups
A 100 Open Startups é a plataforma de open innovation pioneira e líder na América Latina, que tem como missão transformar o mercado e a sociedade a partir da inovação pela colaboração entre empresas e startups. Desde 2008, organiza a Open Innovation Week - Oiweek, comunidade que reúne mais de 200 mil profissionais e, desde 2016, publica o Ranking 100 Open Startups, que monitora a evolução da prática da inovação aberta e premia as empresas e startups líderes. A plataforma digital já facilitou mais de 1 milhão de interações que resultaram no registro de quase 70 mil acordos de open innovation e R$ 3,9 bilhões em contratos entre startups e corporações. Atualmente, são mais de 25 mil startups e 7 mil corporações participantes da plataforma

Projeto que premia microempresas de Curitiba com 10 mil reais anuncia 2ª fase

Na segunda etapa, empreendedores terão apoio da Redhook School para elaborar um plano de estratégico de marketing para a fase final, que premiará os três melhores

A vhsys, empresa que oferece sistema de gestão para micro e pequenas empresas, acaba de anunciar os 10 selecionados para a segunda fase do projeto Conexão Futuro, que oferece a donos de pequenos negócios treinamentos e consultorias para elaboração de planos estratégicos e, ao final desta etapa, premiará os 3 melhores pitches com R$5.000, R$3.000 e R$2.000.

"O projeto Conexão Futuro tem como objetivo ajudar micro e pequenos empreendedores a desenvolverem e estruturarem ainda mais os seus negócios. Nessa primeira fase conhecemos empresas incríveis, de diversos setores, e sentimos a importância do programa em cada uma delas. Agora estamos entrando em uma outra etapa que vai auxiliar no plano estratégico de marketing dessas empresas e, por fim, vamos então conhecer os 3 melhores que vão receber uma premiação em dinheiro do programa", afirma Robson Salgado, coordenador de branding da vhsys.

Na primeira etapa do projeto, 20 donos de negócio foram treinados pela Youngers, consultoria de desenvolvimento de negócios, ganharam 1 ano de cortesia ao sistema de gestão vhsys e loja virtual gratuita. O processo de seleção para a segunda etapa foi resultado da participação nas aulas online, realização de desafios e entrega do documento final, avaliado por facilitadores e representantes da vhsys.

Foram selecionados os negócios BBT Makes, Esquina do Espetinho, Folie Ótica Exclusiva, Framosima, Grão Casa de Pães, História em Feltros, Lemons Vídeos, Pode Me Encher, Raphael Bernadelli Fotografia e Verônica Winter.

Na segunda fase, esses 10 empreendedores devem criar um plano estratégico de marketing, com o apoio do centro de criatividade e inovação Redhook School, e ganharão peças promocionais, além do treinamento de como utilizá-las.

Dona da História em Feltros, uma das empresas selecionadas, Waldrey Lemos conta o que a levou a participar do projeto. "Ter iniciado o meu negócio agora, ter pouca experiência e estar em busca de direcionamento me levaram até o Conexão Futuro", afirma a empreendedora. Para Bárbara Thomas Metznet, sócia proprietária da BBT Makes, a expectativa é aproveitar a segunda etapa para aprimorar o marketing da empresa e se tornar mais forte para a fase final. "Ter a oportunidade de aprender mais sobre empreendedorismo e sobre negócios, principalmente com pessoas que já estão a mais tempo no mercado, foi uma das coisas que mais me chamou a atenção", completa Bárbara.

A terceira e última fase do projeto acontece em setembro, quando os donos de negócios terão que apresentar um pitch para uma banca avaliadora usando os aprendizados adquiridos ao longo do projeto.

Sobre a vhsys
A vhsys é uma empresa de tecnologia que oferece um sistema de gestão empresarial descomplicado para micro e pequenas empresas. O sistema conta com módulos online para emissão de nota fiscal, controle financeiro, vendas e estoque, além de uma loja de aplicativos e integrações exclusivas que ampliam os recursos do empreendedor. Em 2019, a empresa se tornou uma das investidas do grupo StoneCo, e desde então alia sua ferramenta de gestão com o serviço de pagamentos da Stone. Sediada em São José dos Pinhais, Paraná, a vhsys também integra o ranking das melhores empresas para se trabalhar, segundo o Great Place to Work, e é uma das empresas mais amadas do Paraná, de acordo com a Glassdoor.

JBS investe R$ 1,85 bilhão em nova fábrica de alimentos preparados e em expansão de unidade

Planos da Companhia preveem investimentos na cidade de Rolândia (PR). Previsão é gerar 2,6 mil novos empregos diretos

Paraná, 14 de maio de 2021 – A JBS, segunda maior empresa de alimentos e maior de proteína do mundo, oficializou nesta sexta-feira (14) o investimento de R$ 1,85 bilhão em Rolândia (PR) até 2025. A expectativa é criar cerca de 2,6 mil novos empregos diretos. Os planos incluem a construção de uma nova fábrica de alimentos preparados, além da modernização e expansão da atual unidade de aves já em operação. O objetivo é atender as demandas dos mercados interno e externo, tanto para produção de proteína in natura quanto de alimentos preparados. A obra já foi iniciada e tem previsão de conclusão no quarto trimestre de 2022.

“A JBS está sempre atenta às demandas do mercado para ampliar a sua capacidade produtiva. Os nossos investimentos demonstram a relevância global do estado do Paraná como polo produtor de alimentos para o mundo.”, destaca Wesley Batista Filho, Presidente da JBS América do Sul e da Seara.

Atualmente, a unidade de Rolândia emprega 3,7 mil colaboradores diretos, além da parceria com mais de 390 integrados. Com a ampliação, outros 150 produtores serão integrados. A empresa já possui operações em 14 municípios do Paraná, incluindo unidades produtivas, centros de distribuição, incubatórios e fábricas de ração. A Companhia já emprega mais de 14 mil pessoas no estado e ainda conta com uma rede de mais de 2 mil produtores integrados, que fornecem matéria-prima para a empresa e movimentam economicamente as regiões do entorno de suas fábricas.

Sobre a JBS 
 A JBS é a segunda maior companhia de alimentos do mundo e a maior de proteína animal. Com uma plataforma global diversificada por geografia e por tipos de produtos (aves, suínos, bovinos e ovinos), a Companhia conta com mais de 250 mil colaboradores, em unidades de produção e escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros. No Brasil são mais de 145 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora do país. No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Pilgrim’s Pride, Seara, Moy Park, Friboi, Primo, Just Bare, entre muitas outras, que chegam todos os dias às mesas de consumidores em 190 países. A Companhia investe também em negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes. A JBS conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade e bem-estar animal em toda sua cadeia de valor.

Empresas e trabalhadores se unem para combater fome e gripe em ação solidária

Com aproximadamente 19 milhões de brasileiros passando fome, o Brasil registrou, no último trimestre de 2020, o maior nível de insegurança alimentar grave desde 2004, segundo dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Pessoas de baixa renda e de reconhecida vulnerabilidade social, como os profissionais de Cooperativas de Catadores e Catadoras de Recicláveis e Reutilizáveis que, devido à redução da geração de resíduos sólidos com a diminuição do consumo e ao fechamento de estabelecimentos comerciais, sofreram impacto econômico e social, fazem parte dessa estatística.

Para contribuir com essas famílias, as empresas do Grupo Positivo - Colégio Positivo, Colégio Passo Certo, Colégio Semeador, Colégio Vila Olímpia, Posigraf, Curso Positivo, Positivo Tecnologia e Editora Aprende Brasil, por meio do Instituto Positivo, estão realizando uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis e kits de higiene pessoal. A ação convida os colaboradores a realizarem as doações no ato da vacinação contra a gripe, que é viabilizada pela companhia. “A iniciativa valoriza o contágio da solidariedade, já que os trabalhadores demonstram gratidão à atitude da empresa onde trabalha com a ajuda ao próximo. E, assim, cada um faz a sua parte e, juntos, ajudamos milhares de pessoas”, afirma Eliziane Gorniak, diretora do Instituto Positivo.

A primeira entrega dos itens arrecadados foi realizada na segunda-feira, 26, no Colégio Positivo – Internacional, ao Instituto Lixo e Cidadania (ILIX), uma associação civil sem fins lucrativos que viabiliza assistência técnica administrativa, financeira-contábil e jurídica às associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis do Paraná e de outros estados, garantindo a autonomia, autogestão e independência desses grupos.

De acordo com a presidente do Instituto Lixo e Cidadania, Maria José de Oliveira Santos, as doações vão fazer a diferença na vida de muitas pessoas, não apenas os catadores. "Graças ao Ministério Público, ainda conseguimos continuar trabalhando, mas é muito difícil sair de casa com três, quatro filhos para sustentar, sem saber se vai ter comida na mesa", lamenta. Segundo ela, a suspensão das aulas presenciais piorou bastante a situação dessas famílias. "Com as crianças em casa, nossas despesas aumentaram muito, enquanto a nossa renda caiu de uma média de R$ 2 mil para R$ 200 ou R$ 300 no mês", conta. "Quando a gente vê uma instituição como o Positivo se preocupando com a gente, temos certeza que o nosso trabalho é valorizado como profissão e que existem pessoas que estão olhando para essa triste realidade e procurando fazer a diferença", completa.

A campanha é realizada em parceria com o Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT) e vai beneficiar mais de mil famílias. No Paraná, as arrecadações serão entregues ao Instituto Lixo e Cidadania e, em Santa Catarina, à Associação Ecológica de Recicladores e Catadores de Joinville (Assecrejo) e à ABACLIN, ligada à Federação Catarinense de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis de Santa Catarina.

Stone abre vagas de emprego em Curitiba

Fintech busca talentos para integrar o time comercial

Fevereiro de 2021 - A Stone, empresa de tecnologia em serviços financeiros, tem novas oportunidades de emprego abertas em Curitiba. As vagas são para o time comercial externo da fintech que busca pessoas alinhadas à sua cultura e que queiram transformar o setor de meios de pagamentos no Brasil. Para se candidatar, é só acessar o site e se inscrever.

Não há data limite para realizar a inscrição no portal. As vagas contam com salário fixo + variável relacionada ao cumprimento de metas. Além disso, a empresa oferece vale alimentação e refeição, vale transporte, seguro saúde e odontológico, seguro de vida, auxílio creche e auxílio academia.

5=EGZlBTYzojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pzM2kTOyUzNzUjM6cWZwpmL39GbxkzYzU2YhFGMjhTOmVDOwEWZ4EWM5czM0UWYhJGNjhjRyUCNjhjRyUSN1AjMGJTJxATMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM
Escritório da Stone - divulgação

"Curitiba é um polo estratégico para a companhia. Por isso estamos investindo em oportunidades de emprego na região que nos permita continuar crescendo e atendendo bem aos nossos clientes", explica Augusto Lins, presidente da Stone.

"Nosso modelo de atuação é diferenciado, pois sabemos que o Brasil vai muito além dos grandes centros. Somos movidos por empreendedores espalhados por todo o país. Precisamos reforçar ainda mais nossos times locais para atender com excelência nossos clientes", completa.

Diante do cenário de pandemia no país e seguindo as normas de segurança ditadas pela Vigilância Sanitária, a Stone está conduzindo os processos seletivos com todas as etapas de forma on-line, garantindo a saúde dos candidatos e dos recrutadores. O processo de contratação inclui testes on-line e entrevistas por videoconferência e não haverá a etapa presencial para conhecer as instalações da empresa, nesse primeiro momento.

A Stone está em busca de pessoas alinhadas à sua cultura e que queiram transformar o setor de meios de pagamentos no Brasil. Além dessas oportunidades, empresa tem vagas abertas em outras cidades e áreas, todas elas estão listadas no portal Jornada Stone .

Sobre a Stone 
A Stone é uma empresa de tecnologia financeira que possui uma plataforma de soluções de venda e gestão cujo propósito é melhorar a vida do empreendedor brasileiro, ajudando-o a vender mais, gerir melhor o seu negócio e crescer sempre. Por meio de tecnologia e inovação, contribui para o fortalecimento e a evolução do mercado. Com clientes espalhados por todo o Brasil, desenvolve um relacionamento próximo e personalizado com cada um dos lojistas que atende.

Como o mercado de luxo mudou com a pandemia: Empresas de locação atendem aos mais diferentes pedidos

"Festas são mais exclusivas e com o dobro de segurança contra o coronavirus", diz CEO da Pugachev Concierge

8iZTNjZmN6InYu02bj5SYyJXZ0BUasxWZjVHbh1WYzNXZuFmd6kTM0UDOzAzM4EjOnVGcq5yMxUTMzczM1IjRyUyM1IjRyUCM0gTMGJTJ1AjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopzM

Nos últimos anos a locação tem sido uma tendência no Brasil e o setor tem visto muito espaço para crescer. Mas o que chama a atenção, dentre as opções de locação, está a de aluguel de carros de luxo e serviços. Antes requisitada apenas para eventos grandiosos como casamento, aniversários e outros, muitos estão alugando carros de luxo apenas para uma experiência ou até se exibir nas redes sociais. De olho nesse mercado, a Pugachev Luxury Concierge, destacou os pedidos mais inusitados que vem recebendo de clientes brasileiros quando se trata de eventos. A empresa está sediada em Miami, mas devido a tantos clientes brasileiros, Mark Pugachev, CEO da Pugachev Services, não nega seu desejo de abrir uma filial no Brasil.

9==wM1M2MzUmOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnO5EDN1gzMwMDOxozZlBnaugzN3ATN3cDMzMjRyUCMzMjRyUCM0gTMGJTJ1AjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjM

"Os pedidos mais inusitados sem dúvidas são de brasileiros, porque eles adoram ostentar para aqueles que ficaram no Brasil. Já me pediram para fazer uma cerimônia com o Cirque de Soleil para que um cliente pedisse a mão da namorada em casamento", alertou.

A empresa também afirma que já recebeu pedidos para fazer uma festa de aniversário nas pirâmides do Egito com todos os carros de luxo da empresa em volta. "Acho que esse foi o pedido mais insano de todos", diz o CEO.

Ele disse que uma das principais diferenças agora durante a requisição de serviços para eventos, é que todos exigem o número máximo de teste de Covid 19, então devem correr atrás de toda a burocracia para atender a todos.

A empresa disse que já realizou diversos desejos inusitados inclusive oferecer toda a frota de carros em uma locação para um grande cliente. "Queremos ser o Gênio da Lâmpada e realizar qualquer desejo das pessoas, isso não vejo problemas, desde que seja na legalidade".

4==wY4cDOiFjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnO5EDN1gzMwMDOxozZlBnaugjM1YDM4kDNzIjRyUCNzIjRyUCM0gTMGJTJ1AjMzEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTO

Fotos: Divulgação | CO Assessoria Steffany Gomes

Empresas de Curitiba podem destinar impostos para projetos culturais

Por meio de renúncia fiscal é possível direcionar parte do IR e ISS para a produções curitibanas

Pequenas, médias e grandes empresas têm uma ótima oportunidade de investir em iniciativas artísticas sem custo algum. Até o próximo dia 30 de dezembro é possível direcionar até 20% do ISS (Imposto Sobre Serviço) e 4% do Imposto de Renda devido para projetos culturais. Essa possibilidade existe graças ao Programa de Apoio e Incentivo à Cultura/PAIC (Chamado de Lei Municipal de Incentivo) criada com a finalidade de apoiar e incentivar manifestações culturais e artísticas curitibanas. Por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura as empresas podem abater até 4% do Imposto de Renda devido no ano.

Para o diretor da ONG Unicultura, Ricardo Trento, ao incentivar projetos que promovam o acesso do público às manifestações culturais, a empresa atua em prol de uma sociedade mais inclusiva. “O setor cultural continua sendo um dos mais afetados pela pandemia do Covid-19. Com o incentivo por meio da renúncia fiscal, a empresa auxilia o setor e ainda agrega valor ao negócio por meio de uma ação de comunicação integrada de marketing”, lembra Trento.

Entre as principais vantagens que a comunicação integrada de marketing pode trazer para as empresas estão: a diversificação dos canais de comunicação com o público, a consolidação da imagem institucional com visibilidade positiva da marca ou negócio e a fidelização do consumidor que se identifica com os projetos apoiados.

Projetos e plantão de atendimento

Para auxiliar as empresas, a Unicultura criou um plantão para esclarecer dúvidas e orientar os interessados sobre quais projetos podem ser patrocinados. O atendimento pode ser acessado pelo número 9 8489-4404 ou no link unicultura.com.br/seja-um-patrocinador/.

Entre as ações culturais desenvolvidas pela ONG estão projetos nas áreas de música, dança, folclore, circo, arte popular e patrimônio cultural. Em 2021, a Unicultura realizará o a 60ª edição do Festival Folclórico de Etnias do Paraná, o inédito Largo das Óperas, Trupe da Saúde, a 13ª edição do Concurso de Piano “Edna”, entre outros projetos.

Sobre a Unicultura
Desde 2008, a Universidade Livre da Cultura desenvolve projetos de arte e cultura, nas diversas linguagens artísticas. A ONG atua desde o momento da concepção até a finalização da prestação de contas.

Serviço:
Como patrocinar a cultura por meio de Renúncia Fiscal
Plantão de Atendimento: 41. 9 8489-4404
Site:https://www.unicultura.com.br/

Black Friday: Conheça 7 empresas de diferentes segmentos que participam de uma das datas comerciais mais movimentadas do ano

Vapza: especialista na produção de alimentos embalados a vácuo e cozidos a vapor, a empresa preparou um leilão de ofertas relâmpago com produtos selecionados. A programação começa à meia noite do dia 27 de novembro e segue madrugada a dentro. Os descontos devem chegar a 50% e valem apenas para o e-commerce (www.vapza.com.br).

Pride Construtora: Durante a Black Friday é possível até adquirir um imóvel. A Construtora e Incorporadora Pride, está com condições especiais para celebrar os três dias de descontos em todo o Brasil. As propostas comerciais podem ser conhecidas no site da construtora www.construtorapride.com.br. Um dos empreendimentos na promoção é o Moradas do Porto, localizado na Zona Norte de Curitiba, que conta com quatro plantas diferentes e inovações arquitetônicas que atendem a todos os tipos de público.

Expert Beauty Center: Descontos de produtos chegam a 40% no Expert Beauty Center.

A maior rede de salões próprios de Curitiba, o Expert Beauty Center, já está com sua black Friday ativa. Os descontos chegam a 40% nos produtos profissionais da linha Schwarzkopf e outros nomes conhecidos pelos paranaenses. “Todos os nossos clientes podem adquirir seus produtos preferidos nas lojas que estão dentro das unidades em toda Curitiba”, destacou a gerente administrativa da rede Mellany Hilani.

McDonald’s: Méqui Friday tem 2 Big Mac por R$6,90, pagando pelo Código QR no aplicativo do Mercado Pago, onde os descontos serão aplicados automaticamente*. Basta criar uma conta no Mercado Pago, de maneira prática e rápida pelo celular, sem consumir dados de internet após o download do aplicativo. É necessário informar apenas o nome completo, CPF, e-mail e criar uma senha. Depois, cadastrar o seu cartão de crédito, colocar dinheiro em conta em uma casa lotérica, realizar uma transferência bancária ou com Pix. Feito isso, é preciso abrir o leitor de Código QR no aplicativo e escanear o Código QR disponível no ponto de venda. Para conferir o regulamento da promoção e os restaurantes participantes, clique aqui.

Para agitar mais uma semana da campanha Méqui Friday, novas ofertas estão disponíveis no aplicativo, no Méqui Zap e no site para compras nos balcões e Drive-Thru dos restaurantes:

2 x 1 McColosso;
4 Cheeseburgers + 2 McFritas Médias + 2 Sundae + 2 Blisters Molho Big Mac por R$33,90;
2 McOfertas Médias Big Mac + 10 unidades de Chicken McNuggets + 2 Blister Molho Especial Big Mac por R$38,90;
4 McFritas Pequenas + 2 Sundae por R$ 14,90;
40 unidades de Chicken McNuggets + 4 Blisters Molho Big Mac por R$ 37,00;
2 McOfertas Médias de Cheddar McMelt, 2 Cheeseburgers e 2 Blísters Molho Big Mac por R$ 41,90;
5 Cheeseburgers + 5 McFritas Pequenas por R$ 37,90.
O app do McDonald’s está disponível para download em todas as lojas de aplicativos. E para falar com o Méqui Zap, basta adicionar o número 11 3230-3223 aos contatos.

No Delivery, a marca lançou promoções que chegam a 50% de desconto no iFood até dia 29, como:

2 Quarterão + 2 McFritas Médias + 2 Bebidas com desconto de 50%
2 McFritas Médias com desconto de 50%
2 Sanduíches (Cheeseburger ou Extra Chicken) + Bebida com desconto de 33%
Já na sexta-feira, dia 27, será possível escolher 4 itens por apenas R$19,00, disponível no iFood:

4 itens por R$19,00 (podendo escolher entre Cheeseburger, Extra Chicken, McFiesta, McFritas Média ou McNuggets)
Alto da XV Mall: O Alto da XV Mall, prestes a completar um mês de abertura, aguarda os clientes com descontos imperdíveis para a Black Friday, que acontece de sexta (27) à domingo (29), no horário de funcionamento do empreendimento. Além das inúmeras lojas, serviços e produtos, o mais novo shopping da capital abriu as portas com uma proposta tentadora aos curitibanos que desejam ir às compras: um cartão de benefícios com descontos e promoções exclusivas mediante cadastro no site. E para a Black Friday, o empreendimento irá disponibilizar ainda mais vantagens aos clientes cadastrados, como descontos que chegam a 50%.

Shopping São José: Nomes de marcas conhecidas dos paranaenses estão na Best Friday do Shopping São José, que começa nesta sexta-feira (27) e segue até o domingo (29). Dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), mostram que 44% dos paranaenses veem vantagens na campanha de descontos. O percentual é praticamente o dobro do ano passado, quando somente 22,3% consideravam a data realmente vantajosa para as compras.

As promoções ocorrem tanto no ambiente físico quanto no virtual do empreendimento, já que o Shopping São José é o primeiro a contar com marketplcae próprio, com mais de 26 lojas disponíveis e entregas para Curitiba e Região em até 48 horas. “Estamos animados com o movimento desse ano, acreditamos que serão dias bem movimentados para os lojistas”, destacou a coordenadora de marketing Giovana Camargo Neves.

Os descontos chegam a 60% em muitas lojas como Renner, O Boticário, Youcom, Arezzo e outras.

O empreendimento está localizado na rua Izabel A Redentora, 1434 – Centro de São José dos Pinhais (PR). Conheça o marketplace: https://vc.shoppingsaojose.com.br/

Hotel Lizon: Nesta Black Friday, o Lizon Curitiba Hotel estará com tarifas especiais e descontos de até 20% para reservas nos períodos de novembro a dezembro de 2020 e janeiro a fevereiro de 2021.

Os valores para os quartos na categoria Standart variam entre R$154,98 a opção single até R$178,98 para três pessoas, todos com café da manhã incluso. A promoção é válida para as reservas efetuadas na semana da Black Friday, do dia 23 a 30 de novembro, através do site do hotel ou pelos canais de reserva online.

Mercado de trabalho no Paraná: Estado abre mais de 19 mil vagas de emprego

Desde o início da pandemia, em março de 2020, este é o melhor desempenho do Estado em relação a novos postos de trabalho com carteira assinada

CURITIBA, 06/11/2020 – De acordo com dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ligado ao Ministério da Economia, o Paraná abriu 19.732 novos postos de trabalho desde o mês de setembro. Este é o melhor desempenho do ano desde o surto da pandemia do novo coronavírus, que teve início em março.

“Os números positivos mostram a resiliência da econômica paranaense ante ao ambiente instável econômico resultante de um período de crise econômica”, explica Pedro Salanek, professor de finanças do ISAE Escola de Negócios. O Paraná foi o quinto estado brasileiro que mais empregou no mês passado, atrás apenas de São Paulo (75.706), Minas Gerais (36.505) e Santa Catarina (24.827) e Pernambuco (21.801).

Analisando os dados mensais, é possível perceber um saldo positivo de 17.061 vagas em relação a agosto, ou seja, um crescimento aproximado de 16% em admissões empregatícias. Para o especialista, este aumento se deve, em parte, a desburocratização da administração estadual que deu mais oportunidades para que os empresários pudessem investir no Estado com tranquilidade e segurança jurídica.

Quando se analisa a variação de vagas de trabalho entre os setores, verifica-se um destaque para a indústria de transformação, que teve aumento de 6.690 empregos criados. Na sequência, o comércio ganhou 5.398 novas vagas, o setor de serviços teve um crescimento de 4.716 novos postos de trabalho e construção civil abriu 2.892 novas oportunidades de emprego. O único segmento com saldo negativo foi o da indústria de utilidade pública, com fechamento de 64 vagas.

“Apesar de vários setores estarem com saldo positivo na geração de trabalho, essa variação ainda mostra cenas da recuperação lenta da degradação do mercado de trabalho brasileiro, ocasionado pela crise econômica”, explica o especialista. “Apesar do Paraná ter emplacado o quarto mês consecutivo de saldo positivo na criação de empregos com carteira assinada, ainda existe um movimento migratório intenso o trabalho sem carteira ou por conta própria. É preciso estar atento a estes números”, completa Pedro Salanek.

A Secretaria da Comunicação Social e da Cultura (SECC) está disponibilizando o formulário a ser preenchido pelos representantes de espaços artísticos e culturais

Micro e pequenas empresas, cooperativas, instituições e organizações culturais para fins de operacionalização de análise para concessão de benefício de subsídio para manutenção, em atendimento ao inciso II da Lei nº 14.017 de 2020, chamada Lei Aldir Blanc.

Para acesso a esse formulário, é necessário o representante legal cadastrar o espaço cultural no Sistema de Informações Culturais da SECC no endereço www.sic.cultura.pr.gov.br e o município ao qual o espaço está sediado realizar a adesão ao Sistema de Informações Culturais da SECC.

Será entregue ao gestor municipal o cadastro dos espaços culturais, a fim de auxiliar o processo de chamamento municipal para pagamento do subsídio.

Repasse
Vale relembrar que o repasse dos recursos da Lei Aldir Blanc se dará de forma descentralizada, mediante transferências da União aos Estados, aos municípios e ao Distrito Federal, preferencialmente por meio dos fundos estaduais, municipais e distrital de cultura ou, quando não houver, de outros órgãos ou entidades responsáveis pela gestão desses recursos, devendo os valores da União ser repassados da seguinte forma:
I - 50% (cinquenta por cento) aos Estados e ao Distrito Federal, dos quais 20% (vinte por cento) de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e 80% (oitenta por cento) proporcionalmente à população;
II - 50% (cinquenta por cento) aos Municípios e ao Distrito Federal, dos quais 20% (vinte por cento) de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e 80% (oitenta por cento) proporcionalmente à população.

Orientação

As dúvidas quanto ao preenchimento do formulário podem ser encaminhadas para o e-mail duvidaslab@secc.pr.gov.br

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais entrou em vigor em setembro. O que minha empresa precisa fazer?

Pesquisa aponta que 84% das empresas não estão preparadas para a implementação das novas regras

A nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), entrou em vigor na última sexta-feira, dia 18 de setembro. A LGPD é uma norma federal aprovada em 2018 que estabelece regras para o uso, coleta, armazenamento e compartilhamento de dados dos usuários por empresas públicas e privadas, com o objetivo de garantir mais segurança, privacidade e transparência no uso de informações pessoais. Segundo o consultor de negócios da ESIC Internacional, Alexandre Weiler, a nova lei prevê o consentimento expresso dos clientes para o uso das informações. “As companhias precisarão deixar muito claro como essas informações serão usadas”, afirma.

Uma pesquisa realizada pela consultoria de riscos ICTS Protiviti, no final de 2019, apontou que 84% das empresas não estão preparadas para a implementação das novas regras As sanções administrativas previstas na legislação, tais como as multas de até 50 milhões de reais para cada infração que poderão ser aplicadas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados, só entram em vigor no dia 1º de agosto de 2021, porém os demais artigos da LGPD passam a valer imediatamente, o que significa que órgãos reguladores já podem fazer cumprir a legislação, realizando investigações, abrindo inquéritos civis para averiguar eventuais violações ou aplicando sanções por descumprimento à lei. “É fundamental para a imagem e segurança de qualquer empresa que a LGPD comece a ser implementada, sob o risco de severas ações judiciais e graves risco a imagem das corporações”, alerta Weiler.

Independentemente do tipo da empresa, seja de pequeno, médio ou grande porte, todas precisam atender as exigências da LGPD. “As empresas precisam ter total controle sobre essas informações, se estão armazenados de maneira segura, se foram coletadas mediante consentimento e para que serão usadas, e assegurar o sigilo de informações dos colaboradores que lidam com dados das pessoas, sejam clientes ou demais colaboradores”. explica.

Uma das regras da nova lei é que todos os dados sejam criptografados, para que não possam ser lidos por terceiros ou ocorra o vazamento de informações. “Será imprescindível um profissional de TI nas organizações, que esteja familiarizado com as particularidades da LGPD, e crie instrumentos para garantir a segurança das informações se processos nas empresas”, lembra Weiler. No dia 22 de setembro, três dias após a lei entrar em vigor, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) ajuizou a primeira ação civil pública baseada na Lei Geral de Proteção de Dados.

Curso ensina líderes a fazer gestão mais humanizada

A consultora e especialista em liderança e gestão de pessoas, Luciane Botto, ministra o curso “Jornada Integral”. O treinamento começa amanhã (dia 1º de setembro) e vai até o dia 3 de setembro, sempre das 19h às 21h, por meio de uma plataforma online.

O curso é voltado aos líderes que desejam obter maior performance de seus times - a partir de uma gestão mais humanizada - e para os interessados em se conhecer melhor, identificar seu perfil e compreender ainda mais a relação consigo mesmo, com o outro e o mundo.

Durante os encontros virtuais serão abordados temas para entender os motivos pelos quais os indivíduos pensam e tomam decisões de formas tão diferentes, como liderar e desenvolver pessoas frente a um cenário de inúmeras transformações, como melhorar o desempenho em todas as áreas da vida, como lidar com mudanças e ser um líder melhor.

Mais informações e inscrições pelo site https://www.sympla.com.br/jornada-integral-com-luciane-botto__911930

Luciane Botto é mestre em Organizações e Complexidade pela FAE-PR, desenvolve pessoas há 15 anos, realizou treinamentos para mais de 40 mil pessoas das mais variadas empresas e profissões entre diretores, gerentes, profissionais liberais, estudantes universitários e aqueles em início de carreira.

É coautora do livro “Liderança Integral – A Evolução do Ser Humano e das Organizações” (ed. Vozes, 344 págs.).

Crédito das foto:s
Divulgação

Amcham Curitiba promove bate-papo gratuito sobre o papel das empresas e dos cidadãos no impacto social

Evento online terá a participação do fundador da Gerando Falcões, Eduardo Lyra

Acontece nessa sexta-feira (17), a partir das 14h, o webinar gratuito e aberto ao público ‘Solidariedade na pandemia: a soma dos esforços no enfrentamento da covid-19’, promovido pela Amcham Curitiba (Câmara Americana de Comércio).

O evento online terá participação do fundador e CEO do Instituto Gerando Falcões, Eduardo Lyra, que vai contar como empresas e sociedade podem contribuir com um impacto social positivo. A organização sem fins lucrativos é voltada à promoção de ações que beneficiam crianças e adolescentes por meio do esporte e da cultura. Além disso, a entidade atua na capacitação de jovens e adultos para o mercado de trabalho.

‘‘Essa conversa será de muita valia, já que a Amcham busca, por meio de eventos como esse, conectar grandes e pequenas empresas que acreditam na mudança e no crescimento social por meio de iniciativas como a do Eduardo Lyra’’, diz o gerente regional da Amcham Curitiba, Gustavo Silvino.

Aos associados que querem participar do webinar, basta acessar o link https://www.amcham.com.br/calendario/event?eventid=11768 e fazer as inscrição que é gratuita. Para quem não é associado, o bate-papo será transmitido pelo perfil da Amcham Brasil, no LinkedIn, no link https://www.linkedin.com/company/amcham-brasil/.

SOMA

A exemplo de discussões como essa, a Amcham Brasil criou em abril de 2020, o movimento SOMA. A iniciativa é uma plataforma que busca unir governos, empresas e sociedade na construção de soluções no combate ao coronavírus. Um dos pilares do movimento é a promoção da troca de conhecimento e experiências entre empresários para gerar oportunidades ou serviços gratuitos durante a pandemia.

Serviço

Webinar | Solidariedade na pandemia

Data: 17/07/2020

Horário: 14h

Onde: https://www.amcham.com.br/calendario/event?eventid=11768 para associados

Onde: https://www.linkedin.com/company/amcham-brasil/ para não associados

Inscrição: gratuita

Sobre a Amcham Curitiba

A Amcham Curitiba (Câmara Americana de Comércio) faz parte de uma das maiores associações de empresas do Brasil, com 15 filiais em todo o país e mais de 5.200 empresas associadas. O objetivo da Amcham é criar um ambiente favorável de negócios por meio de boas práticas de mercado, capacitação profissional e cidadania empresarial. A instituição visa facilitar relações empresariais, gerar negócios, ser ponte no relacionamento governamental e internacional, além de prover conteúdos que amplificam o conhecimento de seus associados. Em 2020, a Amcham Curitiba completa 20 anos no Paraná e terá uma programação especial para seus associados.

Como a LGPD pode ser uma oportunidade de negócio para as empresas?

Webinar realizada pelo escritório Rücker Curi Advocacia e Consultoria Jurídica traz especialistas para discutir a questão

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece regras para a coleta, tratamento, armazenamento e compartilhamento de dados pessoais nas organizações, ainda gera uma série de dúvidas relacionadas à sua implementação de forma correta. Por isso, o escritório Rücker Curi Advocacia e Consultoria Jurídica realiza nesta segunda-feira (29), às 18 horas, seu novo webinar SmarTalks que terá como tema “LGPD: uma oportunidade de negócio para as empresas”.

Além de trazer estratégias e apontamentos jurídicos sobre o assunto, com a participação da sócia-fundadora, Izabela Rücker Curi Bertoncello, e de Alessandra Piloto, advogada no setor de Produtos Financeiros e no setor de Governança Digital no escritório Rücker Curi, o debate contará com a expertise de José Antonio Melnek Tacla, advogado do Olist. Serão tratadas questões como o tempo para regularizar a empresa, quais os procedimentos e se é possível fazer isso sem ajuda especializada.

O evento e pode ser acompanhado pelo site canal do Youtube do escritório, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=lvYwMzHGgE4&feature=youtu.be

O que fazer quando a empresa está endividada com o banco?

O tamanho da dívida pode assustar, mas não se pode ficar parado

Muitas empresas estão sofrendo com falta de capital de giro e fluxo de caixa, ou até mesmo com as despesas mais corriqueiras, como a folha de pagamento, por conta da crise que já vem assolando o Brasil há anos. Na maioria das vezes, a resposta acaba sendo fazer empréstimos com bancos para não falir.
“O principal problema dessa situação acontece quando, para sobreviver, a empresa aceita qualquer condição que o banco imponha sem refletir sobre como irá quitar essa dívida no futuro”, conta Dra. Sabrina Rui, advogada em direito tributário e imobiliário.
O desafio é quitar esse empréstimo de forma inteligente e organizada, para não sair no prejuízo. A primeira dica da especialista é contratar um escritório para fazer as negociações. Apesar de ser um gasto a mais, com certeza a empresa sairá no lucro com o banco.
“Os especialistas nisso podem, por exemplo, retirar cobranças ilegais para quitar a dívida. Já tivemos clientes que receberam notificação formal pela instituição financeira de que o valor total da dívida importava em R$ 32 mil, e mesmo em negociação administrativa, o Banco ajuizou ação judicial, e em 45 dias, esse valor subiu para R$ 78 mil. Nesse caso fica claro que há cobranças indevidas e é preciso lidar com isso da maneira correta”, explica.
Não é novidade que condições abusivas são impostas por instituições bancárias e ficar atento a esse detalhe, principalmente quando se tem dívidas. Sabrina afirma que, em 45 dias, é impossível que um valor dobre de tamanho.
Foi preciso levar ao juiz e expressar que, mesmo sabendo que o banco deve receber, existiam cobranças indevidas e nem a própria instituição soube explicar a planilha que foi feita para justificar tal valor. A empresa pôde reabrir o caixa para retomar seu capital de giro e então poder retomar o pagamento da dívida.
A resposta é pensar além do “devo pagar”, focar em como pagar. Fazer um cronograma sobre o assunto e se concentrar em uma dívida de cada vez é o começo para que a empresa possa se reestabelecer.

Serviço: Dra. Sabrina Marcolli Rui

Advogada em direito tributário e imobiliário

www.sr.adv.br

SR Advogados Associados

@sradvogadosassociados

@sradvassociados

(41) 3077-6474

Rua Riachuelo, nº 102 - 20º andar - sala 202, centro – Curitiba.