Morretes reabre para turismo neste fim de semana

Restaurantes, parques, pousadas e outras atrações locais retomam atividades seguindo medidas para preservar a saúde de visitantes e colaboradores

A Prefeitura de Morretes acaba de anunciar a reabertura do turismo na cidade litorânea, a partir desta sexta-feira (9 de abril). Mas a decisão é cautelosa e segue recomendações das autoridades sanitárias para não colocar em risco a saúde dos turistas, dos colaboradores dos empreendimentos turísticos e dos moradores do município.

Para acessar a cidade, será necessário entrar no site www.morretesdestinocerto.com.br para fazer um cadastro e gerar um QR Code, que será apresentado na barreira sanitária. O objetivo da ferramenta, implantada pela Motu Inteligência Digital, é controlar o fluxo na cidade e fazer rastreamento de contatos, caso necessário. Cerca de 5 mil pessoas poderão visitar Morretes por dia, desde que tenha o QR Code. Caso contrário, o visitante não poderá entrar na cidade. A recomendação é que seja feita reserva antecipada diretamente com os estabelecimentos da região ou compra prévia dos passeios.

Com as atividades baseadas quase que totalmente no turismo, a cidade foi uma das mais afetadas no Paraná durante a pandemia. “A abertura dos destinos de turismo é crucial para o desenvolvimento financeiro da região. Temos plena consciência disso e as empresas estão capacitadas, dentro de cada área, para fazer valer todos os protocolos de segurança. Aos poucos, e com muita responsabilidade, tenho certeza que iremos superar as dificuldades”, destaca a secretária de Turismo, Cultura, Urbanismo e Meio Ambiente de Morretes e proprietária do Ekôa Park, Tatiana Perim.

O empreendimento, que é um atrativo turístico que retorna neste final de semana. O paraíso ecológico ocupa uma área de 238 hectares, localizado dentro da maior área contínua remanescente de Mata Atlântica, denominada Grande Reserva. O Ekôa Park oferece atividades de aventura, lazer, entretenimento, educação ambiental e desenvolvimento profissional. O parque se adequou ao plano de reabertura, trazendo algumas novidades para garantir a segurança dos turistas, colaboradores e moradores da cidade.

Uma das medidas adotadas foi restringir o número de pessoas e o acesso a algumas atrações. Além disso, o restaurante Oka Gastronomia deixou de servir o tradicional buffet para oferecer pratos a la carte e opções de cestas de piquenique, para as famílias degustarem ao ar livre.

A cidade por si só apresenta lazer, cultura, história e gastronomia típica regional. “É um ótimo destino para aqueles que querem se desligar da rotina do dia a dia, viajar e vivenciar experiências enriquecedoras. Os empreendimentos da região se prepararam para receber os turistas com muita alegria e segurança. É uma ótima oportunidade para se reconectar com a natureza e recarregar as baterias”, finaliza a secretária.

Sobre o Ekôa Park

O Ekôa Park é um paraíso ecológico dentro da maior área contínua remanescente de Mata Atlântica, que encanta e inspira por meio de experiências únicas e transformadoras, conectando as pessoas com a natureza. Localizado em Morretes, na região litorânea do Paraná, o parque foi criado a partir da necessidade de proteger e preservar uma reserva de 238 hectares de Floresta Atlântica, ameaçada pelo desmatamento irregular, invasão de posseiros e caçadores. Acreditando no poder da transformação, o empreendimento foi idealizado para mudar esse cenário, agindo como um catalisador de novas oportunidades e disseminador de conhecimento, em uma área privilegiada destinada ao lazer, entretenimento, educação ambiental e desenvolvimento profissional.

Conheça cinco pratos com ingredientes nativos da Mata Atlântica

Localizado em um paraíso ecológico, restaurante do litoral do Paraná traz receitas com alimentos típicos produzidos na região da Grande Reserva

As férias chegaram e uma opção para sair da rotina é explorar o turismo gastronômico. No Paraná, estado rico em biodiversidade, não faltam ingredientes típicos para incrementar as receitas. O Oka Gastronomia, localizado no Ekôa Park, em Morretes, é um exemplo de restaurante que prioriza o consumo sustentável, oferecendo pratos à la carte e cestas de picnic que podem ser consumidos em meio à natureza.

O paraíso ecológico está localizado no "pé" da Serra da Graciosa, na maior área contínua remanescente do bioma, denominada Grande Reserva Mata Atlântica. Com a possibilidade da refeição ao ar livre, os turistas podem ter uma experiência imersiva no parque, de forma segura. “Temos a mente aberta e boa vontade para continuar estimulando novas maneiras de se alimentar. Valorizamos o ato de beneficiar o alimento e respeitamos todo o processo produtivo. Os nossos pratos são inspirados na natureza e na cultura regional, uma forma de trazer não apenas sabor e tempero, mas também conhecimento para os nossos clientes”, explica o chef de cozinha do Oka Restaurante, Lucas Trindade Krebs.

Confira cinco pratos saudáveis preparados com produtos orgânicos e regionais sugeridos pelo profissional.

1 - Spaguetti de pupunha ao creme de pesto

O prato leva o palmito pupunha cozido e desfiado em um formato que se parece com o tradicional spaghetti. Acrescenta-se o creme de pesto feito com o manjericão que é plantado e beneficiado no parque, adicionando ingredientes como azeite, parmesão, nozes e base de molho branco. O pupunha orgânico que é utilizado no restaurante vem de um fornecedor local, que planta de forma sustentável. O prato é orgânico do começo ao fim!

2 - Dadinho de tapioca com geleia de pimenta

Produzida artesanalmente com maçã, pimenta e laranja, a geleia é totalmente orgânica. O dadinho de tapioca é feito com queijo coalho, leite e com tapioca granulada adquirida de um fornecedor que distribui grãos produzidos por micro produtores da região. Esse é um prato leve, artesanal e cheio de sabor, que combina com o verão.

3 - Barreado de jaca

Para quem gosta de experimentar novidades, a sugestão é o “Barreado de Jaca”. Feito 100% com as jacas do colhidas no Ekôa Park, o prato começa com o cozimento da fruta, que depois é desfiada e cozida com os mesmos temperos do tradicional barreado. Esse é um dos pratos que mais faz sucesso no restaurante, pois une cultura e frescor, além de um sabor único.

4 - Coxinha de jaca

Achou que o salgadinho mais famoso do Brasil iria ficar de fora? A “Coxinha de Jaca” é feita com massa de aipim e com a jaca do parque. O aipim também é plantado, colhido, cozido e beneficiado na Serra da Graciosa. No recheio vão tomates cultivados na horta orgânica do Ekôa. Um prato com sabor, vegano e orgânico, feito 100% com produtos cultivados no local.

5 - Barreado tradicional

“Barreado e Morretes nasceram praticamente juntos”, comenta Lucas. O prato típico e cultural do litoral paranaense é presença obrigatória em todos os cardápios da cidade. É feito com carne bovina temperada com cominho e legumes, que carrega o sabor da panela de barro. No Oka Gastronomia, o prato típico é feito de forma totalmente tradicional. Outra sugestão para as férias e verão, que combina com turismo local.

Todos os pratos são encontrados no cardápio do restaurante, com preços a partir de R$ 19. Em dezembro o Ekôa Park está aberto para visitação de sexta a domingo e em feriados, das 9h às 17h. Em janeiro e fevereiro, o parque também receberá visitantes às quinta-feiras. A administração do Ekôa Park está seguindo rigorosamente as recomendações acerca da prevenção da Covid-19 para evitar a disseminação do novo coronavírus: vagas limitadas a 125 pessoas por dia, além do uso obrigatório de máscaras e o distanciamento mínimo de 2m entre as pessoas dentro do parque. O acesso é permitido apenas mediante agendamento online.

Sobre o Ekôa Park

O Ekôa Park é um paraíso ecológico dentro da maior área contínua remanescente de Mata Atlântica, que encanta e inspira por meio de experiências únicas e transformadoras, conectando as pessoas com a natureza. Localizado em Morretes, na região litorânea do Paraná, o parque foi criado a partir da necessidade de proteger e preservar uma reserva de 238 hectares de Floresta Atlântica, ameaçada pelo desmatamento irregular, invasão de posseiros e caçadores. Acreditando no poder da transformação, o empreendimento foi idealizado para mudar esse cenário, agindo como um catalisador de novas oportunidades e disseminador de conhecimento, em uma área privilegiada destinada ao lazer, entretenimento, educação ambiental e desenvolvimento profissional.