Lênin Palhano lança menu para almoço de Dia das Mães no Obst.

Cardápio exclusivo para a data reúne criações inéditas da equipe, pensadas para proporcionar uma experiência surpreendente até para as mães mais cosmopolitas

CURITIBA, 30/04/2021 – Não existe amor mais obstinado que o das mães. Movidos por esse sentimento, o premiado chef paranaense Lênin Palhano e a equipe de seu restaurante Obst. criaram um menu inédito para homenageá-las neste dia 9 de maio, quando o mundo inteiro celebra o Dia das Mães.

Inaugurado há pouco mais de três meses em uma charmosa casa térrea na região central de Curitiba, o Obst. normalmente não funciona aos domingos, mas abre uma exceção nesta data para receber as mães e suas famílias para o almoço, com um cardápio exclusivo para esse dia.

Elaborado coletivamente, método que norteia a proposta criativa e não convencional do Obst., o menu de Dia das Mães reúne novas ideias da equipe e os resultados das constantes pesquisas com ingredientes de altíssimo nível, conduzidas pelos chefs Lênin e Julia Schwabe, seu braço direito na cozinha do restaurante. Ideal para ser saboreado em família, o cardápio é composto por uma sequência de snacks, seguida por pratos principais para compartilhar e finalizado com a indispensável sobremesa.

As mais recentes experimentações da equipe do Obst. com milho crioulo e porco Moura – este último, um ingrediente fixo no repertório de Lênin – estão presentes nos snacks que iniciam o almoço de Dia das Mães. A sequência reúne quatro ousadas combinações de ingredientes, capazes de surpreender até a mamãe mais cosmopolita: Crocante de milho, vieiras tostadas, moela de pato e ovas; Tortilha de milho crioulo, porco Moura, abóbora e lula; Camarão rosa defumado, sunomono e tarê de galinha; e Rosbife, cogumelo e brioche.

Para compartilhar, os dois pratos principais da refeição combinam a complexidade do sabor de iguarias do mar e da terra, mantendo a delicadeza de preparos ancestrais que vão despertar memórias afetivas: Peixe no vapor com molho de moqueca com camarão, arroz negro e cenouras assadas; e Costela de Wagyu com caldo de cebola caramelada, farofa de ovo caipira e maionese de mandioquinha.

Uma Torta de chocolate Cuore di Cacao com creme de caramelo e flor de sal finaliza a experiência, pensada nos mínimos detalhes por toda a família Obst., com o amor e a obstinação típicos de suas próprias mães.

As crianças também foram incluídas na concepção desse almoço especial. Para os pequenos acostumados a sabores mais tradicionais, haverá duas opções de pratos kids, com preço à parte: Nhoque (na manteiga ou à bolonhesa) e Tiras de fraldinha com batata frita.

O Obst. está localizado na Alameda Prudente de Moraes (n.º 983), no Centro de Curitiba. O almoço de Dia das Mães tem menu fixo, custa R$ 290 por pessoa e será servido apenas mediante reservas pelo WhatsApp (41) 98822-2667, com dois horários disponíveis: 12h e 13h30. As opções de pratos kids custam R$ 50. O menu pode ser conferido nos Destaques dos Stories, no Instagram da casa (@obst.lugar). O restaurante opera com toda a segurança e respeito às orientações e protocolos dos órgãos oficiais de prevenção e controle da transmissão da Covid-19.

Rede de pastelaria cresce na pandemia e aposta na consolidação do varejo

Com mais de 1.250 pastéis produzidos diariamente apenas para a linha de varejo, o Bangalô dos Pastéis acaba de lançar uma nova embalagem, com design mais moderno e estruturado

CURITIBA, 08/04/2021 – A pandemia desestabilizou o setor da alimentação fora do lar, fazendo com que empresas do segmento buscassem novos conceitos e serviços para superar os efeitos da crise. Com a chegada de um novo ano, espera-se a consolidação dos modelos adotados em 2020. Para o Bangalô dos Pastéis, uma das principais redes de pastelarias do Brasil, o desafio em 2021 é aprimorar a linha de varejo, lançada com o objetivo de driblar a pandemia.

“Em 2020, nós começamos a atender um novo segmento, atuando na venda direta para os supermercados tanto da massa quanto de pastéis congelados. Nós estamos acreditando muito nesta ideia, considerando a possibilidade de crescimento e de ganho de visibilidade”, conta Thiago Kuntermann, fundador da rede Bangalô dos Pastéis. O principal motivo por trás da decisão foi otimizar o uso da fábrica. “As franquias respondem por apenas 40% da nossa capacidade industrial. O propósito foi aproveitar melhor a estrutura existente. Hoje, 1.250 pastéis são produzidos diariamente apenas para a linha de varejo”, explica o Chief Financial Officer (CFO), Bráulio Augusto Pedrotti.

Apesar da certeza de sucesso com a nova linha, o maior desafio enfrentado pela empresa foi encontrar fornecedores confiáveis para as embalagens. “Nossos pastéis congelados são preparados com as mesmas massas e recheios utilizados em nossas unidades físicas. Ou seja, é a excelência do Bangalô dos Pastéis saindo de nossas cozinhas diretamente para a casa dos nossos clientes”, afirma. “A diferença é que tivemos de adaptar as embalagens que seriam destinadas ao varejo, com material de qualidade e que atendesse a expectativa de todos os envolvidos no processo, desde o supermercado até o consumidor final”, complementa o CFO.

Inicialmente, a embalagem da linha de massas, congelados e condimentos do Bangalô dos Pastéis era plastificada, o que acarretava em problemas pontuais de estoque. “O prejuízo chegou a atingir 5% da produção total”, aponta Pedrotti. Depois de muita pesquisa, a rede encontrou uma nova embalagem mais moderna e apropriada para a logística de transporte e estocagem. A meta agora é reduzir as perdas a menos de 1% e aumentar os lucros.

No portfólio de congelados do Bangalô dos Pastéis, o público encontra, atualmente, sete opções de pastéis congelados, prontos para fritar: carne, mussarela, frango com queijo, chocolate preto, pizza, camarão e palmito. Os pasteis são comercializados em embalagens de 550g, com 5 unidades cada. Já a linha de massas é composta pela massa de pastel tradicional, vendida em embalagens de 1kg e 2kg, massas coloridas nas cores azul e rosa, disponíveis em embalagens de 1kg, massa de chocolate, também encontrada em embalagens de 1kg, e a massa de lasanha, de rápido cozimento e sabor inconfundível, disponível em embalagens de 500g. Para completar, a indispensável pimenta para acompanhar os pasteis salgados. O preparo do Bangalô dos Pastéis, sucesso nas lojas da rede, é vendido em frascos de 270ml e traz uma receita bem familiar, passada de geração para geração, com textura e traços visíveis de produto caseiro de altíssima qualidade.

Os congelados, massas e condimentos do Bangalô dos Pastéis estão disponíveis nas grandes redes de supermercado do Paraná e Santa Catarina. Mais informações no site www.bangalodospateis.com.br.

Chef Flávio Duarte ensina receita de manjar de coco com cobertura de goiabada

A sobremesa a base de leite de coco e suco de goiabada tem preparo fácil e leva três horas na geladeira

Há ingredientes que só de se fundirem trazem uma explosão de sabores à boca. Dentre os clássicos, a combinação entre coco e goiabada estão entre as mais amadas e procuradas pelos amantes de sobremesas. Elaborada pelo chef pâtissier Flávio Duarte, o manjar de coco com cobertura de goiabada tem tudo para render bons momentos tanto na preparação quanto na degustação.

O Chef ressalta que o segredo para um manjar perfeito é quantidade equilibrada de ingredientes, assim como o respeito ao processo de preparação. “Uma dica para o manjar não rachar é nunca esquecer de untar a forma com manteiga ou desmoldante e desenformar apenas quando finalizada às três horas de geladeira”, recomenda.

Manjar de coco com cobertura de goiabada

Rendimento 12 porções

Ingredientes:

• 3 xícaras de leite integral

• 1 vidro pequeno de leite de coco

• ½ colher de chá de sal

• 9 colheres de sopa de açúcar

• 1 pedaço de canela em pau

• 4 colheres de sopa de amido de milho

• 1 colher de chá de manteiga

• Para a cobertura:

• 500 ml de suco concentrado de goiaba

• 1 xícara de açúcar

Preparo:

Junte todos os ingredientes, menos a manteiga e leve ao fogo médio até engrossar, retire do fogo e junte a manteiga, transfira imediatamente para uma forma de 24 cm com furo no meio untada com manteiga ou desmoldante. Deixe esfriar e leve à geladeira por no mínimo 3 horas.

Para a calda: Em uma panela junte o suco concentrado de goiaba e o açúcar e deixe reduzir a 1/3, você terá uma calda linda e deliciosa.

Desenforme o manjar e sirva com a calda por cima. Se quiser decore com alguns pedaços de goiaba no prato.

McDonald’s lança três novas sobremesas com Oreo

Marca apresenta novidades para Casquinha, McFlurry e McShake

O cardápio de sobremesas do Méqui acaba de ganhar três deliciosas opções com Oreo. Agora, Casquinha, McFlurry e McShake contam com versões que levam o biscoito recheado que é sucesso desde 1912. As novidades, que prometem conquistar os fãs das duas marcas, estarão disponíveis em todo o Brasil a partir de 1º de dezembro, por tempo limitado.

“Sabemos que nossos clientes são apaixonados pelos produtos clássicos do Méqui, mas que também gostam de se aventurar combinando novos sabores para matar aquela Fome Geladinha de Méqui. Por isso, temos esses três lançamentos que vão deixar a estação mais quente do ano com gostinho especial. Estamos sempre buscando parceiros que ofereçam o alto padrão de qualidade que priorizamos em nossos ingredientes, para que as nossas criações continuem encantando todos os paladares”, explica João Branco, CMO do McDonald’s Brasil.

“Estamos sempre em busca de parcerias que possam traduzir o posicionamento de Oreo, que além de ser um biscoito com sabor único, é uma marca que incentiva os momentos de diversão em família. O lançamento das sobremesas com o McDonald’s traz esse desejo de proporcionar experiências incríveis e brincantes com a indulgência do biscoito que fica ainda mais delicioso com a sobremesa gelada. Apostamos na irresistibilidade das marcas e acreditamos que essa parceria será um grande sucesso” comenta Fabiola Menezes, Diretora da Categoria de Biscoitos da Mondelēz International.

Confira abaixo novidades da nova linha Oreo no McDonald’s:

Casquinha feita com biscoito Oreo: combinação perfeita do tradicional Mix de Baunilha do Méqui com um crocante biscoito Oreo.

McFlurry feito com biscoito Oreo: Mix de Baunilha, calda de chocolate e pedacinhos Oreo misturados com perfeição.

McShake feito com biscoito Oreo: cremosidade pura alcançada com a mistura de leite, Mix de Baunilha e Oreo, arrematado com chantilly.

Para mais informações sobre o McDonald’s, acesse www.mcdonalds.com.br.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/3/2020). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com

Sobre a Mondelēz International no Brasil:

A Mondelēz International, Inc. (NASDAQ: MDLZ) empodera as pessoas a escolherem snacks do jeito certo em aproximadamente 160 países ao redor do mundo. Com receita líquida de cerca de US$ 26 bilhões em 2017, a MDLZ está liderando o futuro dos snacks com marcas globais e locais icônicas, como biscoitos Oreo, belVita e LU; Cadbury Dairy Milk, chocolate Milka e Toblerone; Sour Patch Kids e gomas Trident. No Brasil, a empresa tem em seu portfólio marcas valiosas, como Trident, Chiclets e Halls, os chocolates Lacta, Bis e Sonho de Valsa, os biscoitos Club Social, Oreo e Trakinas, os refrescos em pó Tang, Clight e Fresh, as sobremesas e o fermento em pó Royal e o cream cheese Philadelphia. A Mondelēz International se orgulha de ser membro da Standard and Poor’s 500, da Nasdaq 100 e do Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Visite www.mondelezinternational.com/br.

BRAVE CF 44: Campeão Cleiton Predador é nocauteado e estende “maldição” de

Distrito de Seef, Bahrain - 5 de Novembro de 2020

Quando Cleiton Predador pisou no cage na luta principal do BRAVE CF 44, nesta quinta-feira (5), no Bahrein, ele tinha pela frente dois grandes tabus pela frente: nunca um campeão dos pesos leves do BRAVE Combat Federation defendeu seu cinturão com sucesso e nunca antes um brasileiro venceu uma luta pelo título atuando no Bahrein. Ao fim do combate, as duas marcas seguiram intactas.

Mesmo apontado como favorito e levando vantagem física no duelo, Predador acabou sendo vítima do bom jogo de chão do franco-tunisiano Amin Ayoub, seu adversário na noite.

Durante os primeiros rounds, Predador até tentou, combinando golpes potentes na trocação e tentativas de queda, mas, sempre que acabaram no chão, Ayoub foi o agressor, inclusive chegando próximo da finalização por algumas vezes.

No fim do terceiro round, Ayoub conectou uma boa sequência de uppercuts no campeão, que foi bastante abalado para seu corner durante o intervalo. Predador carregou o dano para o quarto round e não resistiu a uma nova sequência do rival, que desta vez o levou ao chão. Ayoub ainda desferiu mais alguns golpes no ground and pound antes da interrupção do árbitro central Dec Larkin.

Agora, Predador se junta aos conterrâneos Lucas Mineiro, Marcel Adur, Daniel Gaúcho e Felipe Efrain que também foram derrotados em lutas valendo o cinturão realizadas no Bahrein. Entretanto, somente Lucas e Daniel eram campeões e perderam seus títulos no país como Cleiton.

Confira abaixo todos os resultados do BRAVE CF 44:

Cinturão peso leve - Amin Ayoub nocauteou Cleiton Silva no Round 4

Peso meio-médio - Abdoul Abdouraguimov finalizou (katagatame) Louis Glismann a 2m50s do R1

Peso leve - Rolando Dy venceu John Brewin em decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio - Mzwandile Hlongwa venceu Dom Schober por nocaute técnico (interrupção médica) no fim do Round 2

Peso galo - Bair Stehpin venceu Gerson Pereira por nocaute técnico (interrupção médica) no fim do Round 1

Peso leve - Yann Liasse venceu Abbas Khan por nocaute técnico a 3m07s do Round 1

Peso combinado amador - Mohammed Sameer def. Toni Bourached em decisão dividida dos jurados (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca amador - Mohammed Salah Almuamari venceu Mohammad Tawfeeq Almherat em decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28, 29-28)

Mesmo num ano atípico, ainda é tempo de chegar em forma para o verão

Exercícios físicos orientados, alimentação balanceada e dedicação do aluno são fundamentais para ter o corpo saudável para o verão

Durante 2020, muito se falou sobre a necessidade de se manter ativo, se exercitando, mesmo no período em que grande parte da população estava em isolamento social. Algumas pessoas não conseguiram por diversos fatores e outras cancelaram os planos das academias e agora falta motivação para voltar.
Com o verão chegando, os casos da Covid-19 dando trégua, o brasileiro começa a se animar com a possibilidade de aproveitar um pouco o verão, uma das estações mais amadas por grande parte da população. No entanto, fica a pergunta: é possível entrar em forma para o verão?
Para o personal trainer Fabiano Cristopoliski, aliando boa vontade, controle na alimentação e exercícios físicos orientados é possível sim entrar em forma e se sentir melhor para o verão. “É claro que, não adianta apenas fazer exercícios físicos se o aluno não melhora o padrão da alimentação, se adaptando a uma dieta mais equilibrada”, salienta.
Para aquelas pessoas que passaram o ano sem se exercitar, alguns cuidados devem ser retomados no retorno. “As atividades devem ser realizadas respeitando o limite de cada aluno, pois não adianta começar no pique total, e não dar continuidade. Como também não é recomendável colocar o tênis e sair para correr, ou jogar futebol – por exemplo – com a falta de atividade física, um esforço como esse pode machucar e causar lesões sérias”, alerta Fabiano. “Quando o exercício é orientado, a motivação para a regularidade da atividade física é muito maior. Se a pessoa está acima do peso, são indicados exercícios de baixo impacto para evitar que as articulações não sejam prejudicadas”, ressalta.
A pandemia também trouxe novas formas para se exercitar. Antes, sinônimo de exercício físico era academia. Hoje, depois do isolamento social, as pessoas perceberam que podem treinar nas suas casas, e manter a qualidade de vida, ou ainda, quando viajam, podem manter uma rotina de treinos. “Basta um celular, cabo de vassoura, pesos alternativos e um espaço escolhido da casa”, comenta Fabiano.
Nessa proposta existem várias consultorias esportivas que se adaptaram para essa nova forma de se exercitar. Entre elas a Treine 33, composta por educadores físicos que passam regularmente treinos diferenciados e orientados aos alunos inscritos, via Instagram. “O Treine 33 surgiu no auge da pandemia e a adesão foi muito boa, tanto que se tornou um plano mensal para os alunos, de forma que eles possam escolher criar um novo estilo de vida mais natural, saudável e possam treinar em qualquer local, em casa, na praia, na chácara ou na academia”, reforça Fabiano.
Independente se a pessoa optar pelos treinos online ou presencial, o segredo é paciência e planejamento junto ao educador físico para atingir os objetivos esperados. “Não adianta imaginar que em uma semana de treino alcançará resultados visíveis. A consistência dos exercícios físicos, aliados a dedicação do aluno é que farão diferença no resultado. E melhor do que chegar com o corpo almejado no verão, é ter saúde durante todo o ano”, finaliza Fabiano.