Ao Distinto Cavalheiro comemora oDia Nacional do Samba em Curitiba

Essa semana acontece em Curitiba o evento Ao Distinto Samba, uma série de cinco shows com sambistas da cidade e convidados de fora que vai celebrar o Dia Nacional do Samba no espaço Ao Distinto Cavalheiro (Rua Saldanha Marinho, 894). A entrada vai funcionar no sistema “pague o quanto vale” e as apresentações acontecem de quarta-feira, dia 1º, a sábado, dia 04, sempre às 18h30. No sábado haverá um show extra, no horário do almoço, a partir das 13h30. O evento - incentivado por José Cella com produção de Marcela Zanette - terá intervenções culinárias de Robert Amorim, o Beto Batata, e marca a comemoração do Jubileu de Prata do programa Samba de Bamba, que é transmitido há 25 anos na Paraná Educativa.
Já estão confirmadas as seguintes atrações:
Dia 01/12 (quarta-feira)-18h30 - Fábio Silva + Vinicius Chamorro+ Macarrão + Daniel Migliavacca (SP).
Dia 02/12 (quinta-feira) - 18h30- Alfredo Del-Penho (RJ) + Julião Boêmio+ Luis Rolim+ Sérgio Coelho (SC).
Dia 03/12 (sexta-feira) - 18h30- Trio Generoso + Jay Ferreira.
Dia 04/12 (sábado) – 13h30- Brejeiras+ Halanna Aguiar+ Kauhana Aguiar participação especial: Alfredo Del-Penho (RJ). No horário das 17 horas - Samba do Sindicatis com participação especial da cantora Francineth Germano (RN).
O Dia Nacional do Samba
A comemoração do Dia Nacional do Samba tem uma história curiosa. Ao contrário do que muitos pensam, ela não coincide com a data de nascimento ou de morte de alguma figura proeminente do gênero. Tudo começou em 02 de dezembro de 1940 quando o já consagrado compositor mineiro Ary Barroso – que tinha composto pérolas como "No tabuleiro da baiana", "Quando eu penso na Bahia" e "Na baixa do sapateiro" que exaltavam a beleza da Bahia visitou pela primeira vez o estado nordestino.
Emocionado (e empolgado), o vereador soteropolitano, Luis Monteiro da Costa, sugeriu que a partir daquela ilustre visita a data seria lembrada como o Dia Nacional do Samba. E não é que deu certo? Hoje, 81 anos depois, a festa se espalhou pelo Brasil e virou uma comemoração nacional.

Serviço:
Ao Distinto Samba. Série de shows de samba no Ao Distinto Cavalheiro (Rua Saldanha Marinho, 894). Ingressos: “Pague o quanto vale”. Programação: Dia 01/12 (quarta-feira) - 18h30- Fábio Silva + Vinicius Chamorro+ Macarrão + Daniel Migliavacca (SP)
Dia 02/12 (quinta-feira) - 18h30- Alfredo Del-Penho (RJ) + Julião Boêmio+ Luis Rolim+ Sérgio Coelho (SC)
Dia 03/12 (sexta-feira) - 18h30- Trio Generoso + Jay Ferreira
Dia 04/12 (sábado) – 13h30- Brejeiras+ Halanna Aguiar+ Kauhana Aguiar participação especial: Alfredo Del-Penho (RJ) 17 horas - Samba do Sindicatis participação especial Francineth Germano (RN)
Mais informações e entrevistas:
RB Escritório de Comunicação
Rodrigo Browne – 9 9145-7027

01 DEZEMBRO QUARTA-FEIRA – 18H30
Fabio Silva - O cantor tem a proposta de levar sempre o samba tradicional e de qualidade para o seu público. Interessado pela música desde pequeno, tem como influências, e traz no seu repertório musical, clássicos de João Nogueira, Cartola, Martinho da Vila, Jorge Aragão e muito mais. Com 15 anos de estrada, Fabio Silva já dividiu o palco com artistas como Nelson Rufino, Monarco da Portela, entre outros.

Daniel Migliavacca, iniciou seus estudos musicais tocando cavaquinho, interessando-se inicialmente pelo samba. Em 2003 passou a se dedicar ao bandolim e a música instrumental, sobretudo o Choro. Apesar da forte influência, o jovem músico procura tratar o Choro em seu trabalho como universo estético e não apenas como gênero buscando trazer para o bandolim informações atuais aliadas a tradição. Atualmente tem atuado como arranjador, diretor musical e instrumentista em diversos projetos.

02 DEZEMBRO QUINTA-FEIRA – 18H30

Alfredo Del-Penho, é músico, arranjador, ator, compositor, professor e pesquisador. Em 20 anos de carreira, tem mais de 10 discos lançados na área da Música Popular Brasileira como produtor ou intérprete. Pelo seu primeiro disco cantado foi premiado como melhor cantor de samba do 27º Prêmio da Música Brasileira, o mais importante do gênero no país. Recebeu por seu trabalho como diretor musical e compositor de trilhas originais cerca de dez prêmios, entre eles o prêmio Shell de melhor música em 2018. É julgador de samba de enredo no carnaval do grupo especial do Rio de Janeiro há 5 anos.

03 DEZEMBRO SEXTA-FEIRA – 18H30

Trio Generoso – formado por Jonas Lopes (bandolim), Luiz Ivanqui (violão 7 cordas) e Ricardo Salmazo (pandeiro), é um grupo curitibano especializado em Choro e samba. Nas interpretações originais, o grupo procura explorar de forma criativa a sonoridade que os instrumentos proporcionam, além de focar também nos arranjos vocais.

Jay Ferreira é cantora, compositora curitibana. No cenário musical paranaense, atua como intérprete de projetos de samba, partido alto e música popular brasileira. Atualmente trabalha como cantora e produtora do grupo "Marginálias - Choro, Samba & Partido Alto", cantora e brincante do Bloco Pré-Carnavalesco Garibaldis & Sacis, cantora do Grupo de MPB da UFPR e coordenadora local, desde 2019 do Encontro Nacional de Mulheres na Roda de Samba.

04 DEZEMBRO SÁBADO 13h30
O grupo Brejeiras é formado por Beatriz Schneider (violão sete cordas), Mariana Zibáh (flauta transversal, voz e percussão), Gisele Fontoura (cavaquinho e voz) e Jô Nunes (voz e percussão). A pesquisa musical do coletivo tem como foco o samba e o choro, e tem como missão reposicionar o lugar da mulher na música, trazendo para o papel de protagonista. Na apresentação do dia 04/12/2021, elas vão contar com a participação especial de duas irmãs percussionistas curitibanas que cresceram no universo do samba: Halanna Aguiar (pandeiro) e Kauhana Aguiar (percussão).

04 DEZEMBRO SÁBADO 17h00
Samba do Sindicatis
Desde 2010 o coletivo realiza suas rodas de samba em Curitiba sem microfones, com instrumentação de couro respeitando as tradições e com os integrantes cantando em coro composições produzidas principalmente entre as décadas de 1920 e 1960 nas escolas de samba tradicionais do Rio de Janeiro. O grupo inicia suas reuniões com sambas de compositores da velha guarda do samba curitibano, como o pioneiro Maé da Cuíca, Chocolate, Claudio Ribeiro, entre outros. Nestes 11 anos de atividades, o Samba do Sindicatis já trouxe a Curitiba alguns expoentes do samba como Monarco, Nelson Sargento, Tantinho da Mangueira, entre outros.
Francineth Germano é do interior do Rio Grande do Norte e se mudou para o Rio de Janeiro no final dos anos 1950. Por lá, apresentou-se no programa de calouros de Ary Barroso e obteve a nota máxima. Começou então a atuar em diferentes boates da cidade quando chamou a atenção da cantora Elizeth Cardoso, que a elegeu como sua sucessora, além de chamá-la de "Dama do Samba". Aos 81 anos – 60 de carreira – Francineth já dividiu o palco com nomes como Luiz Gonzaga, Elis Regina, Clara Nunes, Roberto Ribeiro, Roberto Carlos entre outros. Seu último trabalho com o grupo Batuqueiros e sua Gente contou com a participação especial de Zeca Pagodinho.

O Samba ganha programação intensa em Curitiba

O Dia Nacional do Samba – celebrado no Brasil no dia 02 de dezembro – será lembrado em Curitiba no evento Distinto Samba que vai realizar uma programação musical intensa na cidade. Durante quatro dias o espaço Ao Distinto Cavalheiro (Rua Saldanha Marinho, 894) vai promover cinco shows - –no sistema “pague o quanto vale” - envolvendo artistas de fora ao lado de músicos da cidade. O evento - incentivado por José Cella com produção de Marcela Zanette - terá intervenções culinárias de Robert Amorim, o Beto Batata, e marca a comemoração do Jubileu de Prata do programa Samba de Bamba, que é transmitido há 25 anos na Paraná Educativa.
As apresentações acontecerão sempre a partir das 18h30 (sábado haverá outro às 13h30), e já estão confirmadas as seguintes atrações:
Dia 01/12 (quarta-feira) - 18h30- Fábio Silva + Vinicius Chamorro+ Macarrão + Daniel Migliavacca (SP).
Dia 02/12 (quinta-feira) - 18h30- Alfredo Del-Penho (RJ) + Julião Boêmio+ Luis Rolim+ Sérgio Coelho (SC).
Dia 03/12 (sexta-feira) - 18h30- Trio Generoso + Jay Ferreira.
Dia 04/12 (sábado) – 13h30- Brejeiras+ Halanna Aguiar+ Kauhana Aguiar participação especial: Alfredo Del-Penho (RJ) 17 horas - Samba do Sindicatis com participação especial Francineth Germano (RN).
O Dia Nacional do Samba
A comemoração do Dia Nacional do Samba tem uma história curiosa. Ao contrário do que muitos pensam, ela não coincide com a data de nascimento ou de morte de alguma figura proeminente do gênero. Tudo começou em 02 de dezembro de 1940 quando o já consagrado compositor mineiro Ary Barroso – que tinha composto pérolas como "No tabuleiro da baiana", "Quando eu penso na Bahia" e "Na baixa do sapateiro" que exaltavam a beleza da Bahia visitou pela primeira vez o estado nordestino.
Emocionado (e empolgado), o vereador soteropolitano, Luis Monteiro da Costa, sugeriu que a partir daquela ilustre visita a data seria lembrada como o Dia Nacional do Samba. E não é que deu certo? Hoje, 81 anos depois, a festa se espalhou pelo Brasil e virou uma comemoração nacional.

Serviço:
Ao Distinto Samba. Série de shows de samba no Ao Distinto Cavalheiro (Rua Saldanha Marinho, 894). Ingressos: “Pague o quanto vale”. Programação: Dia 01/12 (quarta-feira) - 18h30- Fábio Silva + Vinicius Chamorro+ Macarrão + Daniel Migliavacca (SP)
Dia 02/12 (quinta-feira) - 18h30- Alfredo Del-Penho (RJ) + Julião Boêmio+ Luis Rolim+ Sérgio Coelho (SC)
Dia 03/12 (sexta-feira) - 18h30- Trio Generoso + Jay Ferreira
Dia 04/12 (sábado) – 13h30- Brejeiras+ Halanna Aguiar+ Kauhana Aguiar participação especial: Alfredo Del-Penho (RJ) 17 horas - Samba do Sindicatis participação especial Francineth Germano (RN)
Mais informações e entrevistas:
RB Escritório de Comunicação
Rodrigo Browne – 9 9145-7027

Foto: O cantor, compositor e instrumentista carioca Alfredo Del-Penho convidado para os shows nos dia 02 e 04 de dezembro (crédito: Léo Aversa)