Maratona de Sustentabilidade: 12 horas de lives alertam para a importância da preservação da vida

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, Uninter aborda assuntos sobre o nosso futuro comum, e conta com palestrantes de renome internacional

Como combater o Greenwashing e estimular práticas minimalistas para ajudar na preservação do planeta e as próximas gerações. Vamos precisar de mais água, mais alimentos e muito insumos para os quase 10 bilhões de humanos que habitarão o planeta até 2050.

Temas extremamente importantes como estes serão discutidos durante a 2ª Maratona de Sustentabilidade, promovida pelo Centro Universitário Internacional Uninter, no próximo dia 11 de junho.

Serão 12 horas de “lives”, transmitidas gratuitamente por meio do Facebook e YouTube oficiais da instituição. Com o tema central “O Nosso Futuro Comum”, o evento tem como pano de fundo o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho.

O evento tem como objetivo levar informação de qualidade e conscientização a estudantes, professores, profissionais e comunidade em geral sobre os riscos e agressões que nosso planeta vem sofrendo, além de instruções em como podemos contribuir para reverter tais situações.

“A população precisa tomar conhecimento desses temas, pois eles fazem parte e interferem diretamente em nosso cotidiano. Ao conhecê-los podemos mudar nossos hábitos, atitudes e, até mesmo, cobrar mudanças dos nossos gestores governamentais”, afirma o professor Rodrigo Silva, coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Uninter.

Os temas das palestras estão alinhados com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas a serem alcançados até 2030. Entre eles, a mudanças de comportamento para termos atitudes mais sustentáveis, relação entre humanos e a meio ambiente, saneamento básico e qualidade da água, igualdade de gênero, doenças emergentes, tráfico de animais silvestres, agroecologia e energia.

“Cada tema tem sua importância dentro dos 17 objetivos. A ideia é que o público entenda que Meio Ambiente e Sustentabilidade não se restringe apenas a questões ambientais, mas também passam por outras áreas que muitas vezes são ignoradas, como, por exemplo, questões sociais, econômicas, culturais e éticas”, reforça o coordenador.

Entre os convidados para o ciclo de debates estão: Eduardo Bessa, que compõe a diretoria do Painel Internacional de Mudanças no Comportamento da ONU; Dener Giovanini, cineasta e produtor premiado que coordena a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres. O professor e especialista em Agroecologia da EMBRAPA de Aracaju/SE, Edmar Siqueira; a professora e pesquisadora atuante em gênero e sexualidade, Bettina Heerdt; a professora Adriana Ribeiro com sua visão em não apropriação sobre outro animal; e o YouTuber Pinho, que compartilha hábitos minimalistas para um consumo consciente.

A programação também contará com a presença de professores e coordenadores de cursos da graduação e pós-graduação de diferentes áreas e escolas da Uninter.

Para se inscrever gratuitamente, clique aqui.

Confira a programação completa:

9h - Abertura
Prof. Dr. Benhur Etelberto Gaio - UNINTER
Prof. Dr Jorge Luiz Bernardi - UNINTER
Prof. Dr Nelson Pereira Castanheira - UNINTER
Prof. Dra. Dinamara Pereira Machado - UNINTER
Prof. Dr Elton Ivan Schneider - UNINTER
Prof. Dra. Debora Cristina Veneral - UNINTER
Prof. Me. Antonio Lázaro Conte - UNINTER
Prof. Me. Marlus Humberto Geronasso - UNINTER
Prof. Dr. Rodrigo Berté - UNINTER

Palestras
09:50 - Como estimular atitudes mais sustentáveis numa escala global? A missão do painel internacional de mudanças comportamentais (PNUMA/ONU)
Prof. Dr. Eduardo Bessa - (UnB e PNUMA/ONU)

10:40 - Minimalismo: uma saída para a sustentabilidade
Pinho (Designer e Youtuber)

11:30 - Marketing verde e greenwashing
Prof.ª Me. Maria Carolina Bianchi de Avis Neves - UNINTER

12:40 - As formas de relação dos seres humanos com os animais não humanos e as implicações ambientais
Prof.ª Dra. Adriana Ribeiro Ferreira Rodrigues- (SEED/PR)

13:30 - Cidades sustentáveis e educadoras
Prof. Dr. Alceli Ribeiro Alves - UNINTER

14:20 - SUS e meio ambiente: a questão do saneamento no Brasil
Prof.ª Dra. Ivana Maria Saes Busato - UNINTER
Prof. Me. Augusto Lima da Silveira

15:10 - O panorama da fome e desperdício de alimentos
Prof. Me. Alisson David Silva - UNINTER

16:00 - Igualdade de gênero
Prof.ª Dra. Bettina Heerdt (UEPG/PR)

16:50 - A promoção da sustentabilidade por meio da fotografia
Alessandro Castanha - UNINTER

18:00 - Qual o futuro da nossa matriz energética?
Prof. Dr. Marcos Proença – UNINTER

18:50 - O tráfico de animais e as futuras pandemias
Prof Dr. Denner Giovanini (RENCTAS - Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres)

19:40 - Agroecologia
Prof. Dr Edmar Ramos Siqueira (EMBRAPA – Aracaju/SE)

20:30 - O nosso futuro comum
Prof. Dr. Rodrigo Berté - UNINTER

Serviço:
2ª Maratona da Sustentabilidade Uninter
Quando: dia 11 de junho, a partir das 9h.
Inscrições: clique aqui
Transmissão: Facebook e YouTube Uninter
Mais informações: tutoriaambiental@uninter.com

No dia do Meio Ambiente, Jockey Plaza Shopping comemora 2 anos de funcionamento em Curitiba

O estabelecimento promove ações para minimizar os impactos ambientais

Dia 5 de junho o Jockey Plaza Shopping completa dois anos de funcionamento em Curitiba. Com atendimento restrito nos últimos 15 meses, é a segunda vez que o estabelecimento comemora o aniversário de portas fechadas.

Na mesma data, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Preservá-lo e conscientizar os clientes também é papel de um shopping center. “Nossa atuação impacta no dia a dia das pessoas que estão ligadas ao shopping, e no entorno no qual estamos inseridos. Realizamos ações para minimizar esse impacto e contribuir com a proteção do meio ambiente”, afirma o superintendente do Jockey, Daniel Bueno.

Com mais de 200 mil m² de área construída, um público interno de mais de 4 mil pessoas entre colaboradores e lojistas e visita de cerca de 600 mil clientes por mês, o Jockey Plaza Shopping realiza ações para conscientizar seus públicos da importância da preservação do meio ambiente.

No ano de sua inauguração, já atento à importância de preservação das espécies, o shopping instalou em seu jardim três caixas-colmeia, com o objetivo de cultivar as espécies de abelhas Mandaçaia, Jataí e Manduri: elas não possuem ferrão e não oferecem nenhum tipo de perigo para a sociedade. A ação, nomeada Missão Salva-Abelhas, levanta a bandeira da manutenção de espécies nativas desses insetos: elas são responsáveis por mais de 90% da polinização de todos os alimentos e essenciais à vida humana, porém mais de meio milhão de abelhas morrem a cada trimestre no Brasil.

No âmbito da reciclagem, durante todos os meses, o estabelecimento recolhe, em média, mais de 7.500 quilos de lixo. Cinco colaboradores exclusivos fazem a avaliação de todo o material que sai do shopping e separação em categorias. Materiais como gesso, madeira, alumínio, papel, plástico, lâmpadas, pilhas, baterias, entre outros, são destinados e reciclados, de acordo com as exigências ambientais. O Jockey possui, também, disponíveis para os lojistas, galões para coleta de óleo de cozinha. Por mês, mais de 600 litros são coletados para produção de sabão e de biodiesel, combustível renovável, biodegradável e menos poluente.

No último mês, o empreendimento implantou vaga destinada para carros elétricos. Segundo os dados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores, do Ministério da Economia), no Brasil, já são cerca de 41 mil veículos elétricos que, além de não produzem ruídos, aliviando a poluição sonora em meio ao trânsito, também não geram a poluição atmosférica nem o calor da combustão, contribuindo para reduzir as chamadas “ilhas de calor” nas metrópoles.

Como ação anti desmatamento e de emissão de poluentes, o shopping utiliza, desde a inauguração em junho de 2019, uma plataforma 100% online, chamada Intranet Mall, que é utilizada para todas as necessidades internas dos lojistas, como ordens de serviço, acesso de funcionários, circulares, informativo de vendas, entre outras, o que já garantiu uma economia de mais de 130 mil folhas de papel. Inclusive, o acesso ao shopping dos funcionários de loja é realizado via crachá digital, em que a segurança identifica o colaborador por meio da leitura do QR Code que eles apresentam pelo próprio celular.

Sobre consumo energético, o projeto arquitetônico do shopping foi desenhado de forma a proporcionar ao ambiente interno muita luz natural, o que gera economia no consumo, já que diariamente pelo maior período de funcionamento, os corredores são muito claros e com baixa necessidade de iluminação artificial. Além disso, o Jockey Plaza Shopping utiliza energia de Mercado Livre, gerada por fontes renováveis, o que reduz sim o custo, mas também o impacto ambiental. Hoje 100% da energia utilizada pelo shopping vem dessa fonte.

Uma pesquisa realizada pela Union + Webster aponta que 87% da população brasileira prefere comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis. “Mesmo em tempos difíceis que vivemos desde os primeiros meses, nos orgulhamos de comemorar este segundo aniversário com ações tão positivas, como instituição responsável pelo contexto que está inserida e que agregam valor à nossa marca”, finaliza Bueno.

O Jockey Plaza Shopping recebeu, nesta data, Votos de Congratulações da Câmara Municipal de Curitiba pelos seus dois anos de inauguração e ações com a comunidade. O shopping fica no Tarumã, na Rua Konrad Adenauer, 370.

Sobre o Jockey Plaza Shopping:

Inaugurado em junho de 2019, o Jockey Plaza Shopping possui mais de 200 mil m² de área construída, com 400 operações, sendo 28 opções na praça de alimentação, além de um boulevard gastronômico com vista panorâmica para a pista de corridas do Jockey Club do Paraná. O empreendimento conta ainda com oito salas de cinema Cinépolis e espaços para jogos e lazer, que tornam o local ainda mais completo. Com um vasto mix de lojas e serviços, é um shopping que se propõe a atender de forma democrática todos os seus perfis de público. O projeto arquitetônico prioriza espaços amplos, iluminação natural e muita área verde, e busca ressignificar o lazer, remetendo o local a uma extensão de um espaço externo. O Jockey Plaza Shopping é um empreendimento do Grupo Tacla Shopping, Casteval, Paysage e GRCA.

www.jockeyplaza.com.br

Dia Mundial do Meio Ambiente faz alerta pela restauração de ecossistemas

Million Dollar Vegan e Sociedade Vegetariana Brasileira celebram data de olho na preservação ambiental

Neste sábado (5) é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, principal data da Organização das Nações Unidas (ONU) para chamar atenção para os problemas ambientais. Neste ano, o evento é sediado pelo Paquistão e tem como tema a “Restauração de Ecossistemas”, que faz parte da campanha “Reimagine. Recrie. Restaure".

Crédito: divulgação

No Brasil, a Million Dollar Vegan e Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) celebram a data como entidades que são referências no campo da preservação ambiental, sempre atentas aos riscos ao meio ambiente.

As entidades trabalham em prol de uma alimentação à base de vegetais, mais saudável e sem o consumo de proteína animal, o que diminui o impacto dos seres humanos na vida animal.

“Vale ressaltar que a maior parte do desmatamento da Amazônia, por exemplo, tem origem na produção de carnes, laticínios e ovos. E só precisamos de um gesto simples, que é parar de consumir tais alimentos, para já ajudar diretamente a preservar o meio ambiente“, disse Ricardo Laurino, Presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira.

Dia Mundial dos Oceanos

Três dias depois do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 8 de junho, é celebrado o Dia Mundial dos Oceanos, que lembra que somos responsáveis pela preservação da imensidão azul no planeta Terra. Para a edição de 2021, o evento promove um movimento global para que os líderes mundiais se comprometam a proteger pelo menos 30% dos oceanos até 2030.

Mas o que nós podemos fazer para ajudar como cidadãos? A Million Dollar Vegan lista uma série de medidas para salvar os oceanos, como o fim do consumo de peixes, o que já auxilia a equilibrar o ecossistema predador-presa no mar.

“As redes de pesca descartadas já são uma das principais fontes de plástico do oceano e uma das maiores ameaças aos animais marinhos. Além disso, a pesca predatória está atacando a biodiversidade dos nossos mares e os cientistas já alertam que podemos ter oceanos sem peixes até 2048”, diz Isabel Siano, da Million Dollar Vegan.

Mercedes-Benz apresenta veículos Sprinter transformados em estações de arte, cinema, sustentabilidade e tecnologia

· Em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a marca traz vídeo sobre o projeto Cinesolar em suas redes sociais de Vans
· Ação consiste no primeiro cinema itinerante do Brasil com exibição de filmes por meio de energia solar

Nesta sexta-feira, dia 5, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Mercedes-Benz divulgou em todas as suas redes sociais de Vans um vídeo realizado em parceria com o Cinesolar, primeiro cinema itinerante do Brasil que exibe filmes por meio de energia solar. O conteúdo mostra detalhes desse projeto apoiado pela marca, que contém dois furgões Sprinter transformados em estações móveis de arte, cinema, sustentabilidade e tecnologia.

“O objetivo do Dia Mundial do Meio Ambiente é conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação dos recursos naturais e o Cinesolar é um ótimo aliado nesta causa. Apoiado pela Mercedes-Benz, esse projeto leva cultura e conhecimento para todos com o auxílio da tecnologia inovadora da Sprinter, estimulando o uso de energia solar e a sustentabilidade”, afirma Evandro Cunha, gerente de Marketing & Comunicação de Vans da Mercedes-Benz.

No vídeo, os responsáveis pelo projeto contam os bastidores dessa ação, destacando como desenvolveram essa iniciativa e mostrando parte de sua rotina. Eles explicam ao público que, para possibilitar a conversão de energia solar para elétrica, foi instalado o sistema Fotovoltaico, que consiste em uma usina de geração de energia solar. Além disso, é destacado que os veículos foram grafitados com o intuito de disseminar ainda mais a arte urbana por onde os veículos estiverem.

Para otimizar o espaço do modelo, a parte interna do Furgão possui uma função dupla. O local é utilizado para carregar todos os equipamentos do cinema móvel, como o projetor, a tela e o sistema de sol e, em paralelo, também consiste em uma sala de aula lúdica onde as crianças e os adultos são convidados a entrar para vivenciar uma experiência única com arte, tecnologia e sustentabilidade.

O Cinesolar segue viagem com dois furgões Sprinter para exibir filmes a partir da energia solar, além de promover arte e sustentabilidade com a realização paralela de oficinas artísticas e lúdicas, como produção de vídeos, grafites, música e dança. O primeiro veículo é equipado com sistema de som para acompanhar as atividades, enquanto a segunda estação móvel, denominada Cinesolar Tupã, conta com um estúdio de TV.

Confira o vídeo por meio do link https://www.instagram.com/p/CBDnmVzAYLU/ e conheça melhor esse projeto em http://www.cinesolar.com.br/.

Download do Press Release

https://www.mercedes-benz.com.br/resources/media/releases/gallery/thumb/20200605_706526f719054327b7acd5af901baf69_sprinter-cinesolar.jpg https://www.mercedes-benz.com.br/resources/media/releases/gallery/thumb/20200605_510e7e9eb5b64a4fa596587de6dc885f_projeto-cinesolar-2.jpg https://www.mercedes-benz.com.br/resources/media/releases/gallery/thumb/20200605_b927d88a6f1e411b9a64470ae25c5221_sprinter-cinesolar-4.png https://www.mercedes-benz.com.br/resources/media/releases/gallery/thumb/20200605_bcb4f6564b4948fc8f520c4564dd2136_sprinter-cinesolar-3.png

Acesse o link: https://www.mercedes-benz.com.br/institucional/imprensa/releases/vans/2020/6/21803-mercedes-benz-apresenta-veiculos-sprinter-transformados-em-estacoes-de-arte-cinema-sustentabilidade-e-tecnologia

Visite o nosso site: https://www.mercedes-benz.com.br/

Siga nosso perfil no Facebook e no Instagram: @MercedesBenzVansBr e @mbvansbr

McDonald’s já destinou mais de 345 toneladas de materiais para reciclagem no Brasil em 2020

No Dia Mundial do Meio Ambiente, companhia anuncia a eliminação de quase 150 toneladas de plástico descartável este ano em toda a América Latina, entre outras inciativas

Com a chegada do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s do mundo, anuncia os resultados de suas iniciativas, incluindo a redução do consumo de cerca de 150 toneladas de plástico descartável em toda América Latina em 2020. No Brasil, a companhia já atingiu a marca de 345 toneladas de materiais destinados à reciclagem, apenas este ano.

“Estamos orgulhosos em fazer esse anúncio em meio a um contexto tão complexo, que nos levou a fazer diversas adaptações. Ainda há muito a fazer, por isso continuamos trabalhando continuamente para encontrar novas alternativas que nos permitam inovar nos materiais que usamos e aprofundar nosso compromisso com o meio ambiente. Acreditamos que é essencial usar nossa escala e visibilidade para promover mudanças positivas para a sociedade”, afirma Leonardo Lima, diretor corporativo de desenvolvimento sustentável da Arcos Dorados.

Redução do uso de plástico de um só uso

O plano de eliminação de plásticos descartáveis que a Arcos Dorados implementou em 2018 já resultou na redução do consumo de mais de 1.300 toneladas desse material na América Latina. Desde então, em todos os mercados em que atua, a empresa parou de fornecer sorvetes em embalagens plásticas e, em 2019, deixou de usar tampas para bebidas nos restaurantes, além de suspender a entrega proativa de canudos. Com isso, em apenas um ano, cerca de 200 toneladas de plástico descartável deixaram de ser consumidas.

Além disso, está trocando progressivamente os materiais de embalagem de vários de seus produtos. Este ano, as embalagens plásticas das saladas foram substituídas por similares produzidas em papel cartonado 100% biodegradável, que contam com certificação de origem sustentável, assim como outras já utilizadas na rede, como as embalagens de sanduíches, McFritas e as caixinhas do McLanche Feliz.

Reciclagem e economia circular

Para diminuir seu impacto ambiental, a companhia conduz diversos projetos que contribuem para o destino consciente de resíduos. Um de seus principais parceiros é a cooperativa Cooperyara, localizada em Barueri (SP), que já recebeu mais de 100 toneladas de materiais para separação. Na cidade paulista, a Arcos Dorados desenvolve um projeto piloto de economia circular, pelo qual esses materiais são transformados em novos objetos para utilização nos próprios restaurantes da rede.

A filosofia se desdobra em outras ações da empresa, como a iniciativa Produtos com História, em parceria com a empresa Flex, que consiste no envio de itens de informática danificados ou obsoletos da empresa para serem remanufaturados. Além disso, o óleo usado nas fritadeiras dos restaurantes McDonald’s são direcionamos prioritariamente para a produção de biodiesel.

Receita do Futuro

Essas iniciativas fazem parte da estratégia de impacto social e ambiental desenvolvida pela Arcos Dorados, Receita do Futuro. Ela se concentra em três pilares de sustentabilidade: Mudança Climática, Embalagens e Reciclagem e Abastecimento Sustentável, além de mais duas prioridades de impacto social: Empregabilidade Jovem e Bem-estar da Família. Para comunicar as ações em torno dessa estratégia, a companhia lançou recentemente uma plataforma online, que reúne uma série de conteúdos em português e espanhol que abordam temas como o estímulo da produção de carne sustentável e ações para redução de sua pegada de carbono, entre muitos outros. Por meio do portal, também é possível conferir os relatórios de Impacto Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados. Para conhecer, basta acessar: www.receitadofuturo.com.br.

Além de suas iniciativas locais, a empresa também está comprometida a cumprir as metas globais do McDonald’s para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 36% até 2030, e mais 20% em toda sua cadeia de suprimentos no mesmo período. No total, 11 milhões de toneladas de CO2 não chegarão mais à atmosfera, o que equivale a plantar 3 bilhões de árvores ou retirar 25 milhões de carros das ruas.

McObrigado

Para valorizar seus parceiros que contribuem para destino correto de resíduos, a Arcos Dorados organizou a entrega de cerca de 300 combos McDonald’s para trabalhadores de cooperativas de reciclagem. O delivery especial ocorreu ao longo do mês de maio em Bragança Paulista, Barueri e São Paulo (SP), Belém (PA), Curitiba (PR) e Juazeiro do Norte (CE).

A iniciativa faz parte da campanha McObrigado, que já distribuiu mais de 50 mil refeições para trabalhadores essenciais, incluindo também profissionais da saúde e caminhoneiros, além de entidades que apoiam moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade, em mais de 40 cidades brasileiras. A meta da rede é atingir 100 mil doações nas próximas semanas.

Além disso, a companhia vem realizando a doação de alimentos in natura, como carne, ovos, tomate, cenoura, alface, mix de folhas e cebola, entre outros, para instituições beneficentes que atendem a população vulnerável em diversos estados do país. Até o final de junho, cerca de 50 toneladas de ingredientes devem ser doadas.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/12/2019). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

CONTATOS DE IMPRENSA

Giulie Carvalho / Karina Trzeciak

(41) 98763-9503 / (41) 99827-8063

giulie@excom.com.br / karina@excom.com.br

Semana do Meio Ambiente: Tendência futurista, construções sustentáveis reforçam importância de preservar o meio ambiente

GT Building

Brasil é o 4º país do mundo com mais certificações de edifícios com práticas de sustentabilidade, como reutilização da água da chuva e energia solar

O Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado em 5 de junho, mas toda a primeira semana desse mês é dedicada a lembrar ao mundo a importância de preservar o ecossistema. Alguns setores econômicos têm se mostrado mais adeptos de incorporar práticas sustentáveis ao desenvolvimento progressista da área, como é o caso do mercado imobiliário.

De acordo com o levantamento de 2019 do US Green Building Council (USGBC), criador do sistema LEED (Liderança em Energia e Design Ambiental, em português) de classificação de edifícios sustentáveis, o Brasil ocupa a 4ª posição entre os dez países e regiões fora dos Estados Unidos com maior área certificada LEED. O país possui mais de 1.450 projetos certificados pelo LEED, que são avaliados de acordo com uma séria de requisitos impostos pelo órgão.

A utilização da água da chuva, a implementação de painéis de energia solar e gestão de resíduos estão entre as práticas de sustentabilidade predial, mas o processo começa antes mesmo do edifício ser construído. Uma obra sustentável leva em consideração todo o projeto, desde o planejamento até eventuais manutenções após a entrega. Sendo assim, outras medidas já são previamente determinadas, como a minimização do uso de matérias-primas levando ao reaproveitamento de materiais e à utilização de fontes renováveis e recicláveis, que tenham baixo impacto ambiental até mesmo com relação ao transporte.

Segundo João Vitor Gallo, sócio da Petinelli –empresa de consultoria em sustentabilidade para certificação de edificações LEED e WELL– o futuro das construções sustentáveis é muito promissor e nem um pouco distante da realidade atual. “Estamos numa era onde os recursos naturais estão cada vez mais escassos e a demanda por energia só cresce, contribuindo para o aumento do custo ao usuário final. Nesse cenário, construir melhor, gastando menos recursos, economizando dinheiro do usuário e trazendo um espaço mais saudável é um caminho sem volta. Em alguns estados norte americanos já é lei certificar prédios públicos e no Brasil isso está se tornando um padrão de mercado. Assim como os selos que encontramos em equipamentos eletroeletrônicos, a certificação de edifícios sustentáveis torna-se, cada vez mais, um requisito obrigatório para o comprador”, explica.

Exemplos de edifícios verdes em meio às cidades grandes

Ainda em fase de construção, o Bosco Centrale, empreendimento da GT Building em parceria com Teig Empreendimentos e a Gadens Incorporadora, é um lançamento de alto padrão que está localizado em uma das mais importantes vias do coração de Curitiba. Todos os apartamentos foram planejados para usufruir do bosque vertical instalado em toda a parte exterior do edifício, o que gera mais frescor, aconchego e noção de sustentabilidade. O empreendimento é o primeiro da cidade a possuir esse visual contemporâneo de bosque vertical habitável. Além disso, está em processo de certificação do GBC Condomínio.

O renomado arquiteto paisagista, Benedito Abbud, responsável pelo projeto arquitetônico do Bosco Centrale, diz que o empreendimento é rico em detalhes criativos e inovadores. “Seguindo tendências internacionais, a presença da natureza marca o projeto. Além da preocupação visual e física, também nos atentamos a um termo denominado biofilia, que nada mais é do que uma estratégia para reconectar as pessoas com a natureza e o ecossistema. O termo é um complemento para a arquitetura verde, que diminui o impacto ambiental do mundo construído e utiliza design inteligente para criar espaços mais naturais e preservados nas cidades”, ressalta.

Além disso, o empreendimento irá utilizar a tecnologia de irrigação Bubbler (termo americano que significa borbulhamento – em tradução livre) pois sua adoção é fácil, de baixo custo e funciona por energia gravitacional. Ou seja, não precisa de energia de bombeamento de água porque trabalha numa pressão muito baixa, o que é visto como mais um fato inovador e sustentável.

Já do outro lado do mundo, na Austrália, foi lançado em 2013 o One Central Park para ser a parede viva mais alta já construída. Os responsáveis pelo projeto são o expert em jardins verticais Patrick Blanc e o renomado arquiteto Jean Nouvel. A vegetação cobre os 166m de altura dos dois prédios residenciais em Sidney e as espécies são divididas entre plantas nativas do país e outras exóticas. Outra inovação foi a instalação de um heliostato entre as duas torres, que possui espelhos que se movimentam para que a luz solar seja refletida para o jardim e para outras áreas do prédio, gerando iluminação natural ao longo do dia.

Sobre a GT Building

A partir de um conceito inovador, aliado à tecnologia, modernidade, qualidade e diferentes projetos de vida, a GT Building faz parte do grupo GT Company, que desde 2017 empreende no setor imobiliário em Curitiba por meio da GT Invest. Com foco na construção de alta qualidade, nos comprometemos com a excelência, ideias inovadoras guiadas pelas mãos dos líderes, a incorporadora chega como uma das maiores empresas do ramo em Curitiba, com 20 empreendimentos em diferentes fases, entre eles o Denmark, Bosco Centrale e o Maison Alto da Glória. Para saber mais, acesse: www.gtbuilding.com.br