Maritaca lança novos programas, sendo uma opção para as crianças nas férias escolares

Podcast direcionado para o público infantil apresenta contações de histórias, músicas, dicas de livros e brincadeiras, sempre com participação de crianças

O podcast Maritaca está com sete novos programas, sendo que os dois primeiros já estão no ar. Até março, todos os demais programas estarão disponíveis, reunindo contações de histórias, músicas, brincadeiras, dicas de livros, entre outros atrativos para as crianças, que assim podem ter uma opção de qualidade para animar as férias. Além de entreter, o Maritaca tem um caráter lúdico e educativo.

Por ser um podcast (programa de rádio que pode ser acessado pelo ouvinte quando ele quiser), valoriza os recursos sonoros, estimulando a imaginação. Para conferir, basta acessar o site www.programamaritaca.com.br ou baixar o aplicativo do Maritaca, disponível para Android e iOS.

Programas temáticos
Desde seu surgimento, o Maritaca dedica cada programa a um determinado tema. O primeiro desta nova série chama-se “Diferente” e nele a multiartista, produtora cultural e atriz Mariana Piza (idealizadora do Maritaca) dá asas a sua personagem Maritoca, que conduz o programa, mostrando para as crianças como as pessoas podem ser diversas, cada uma com suas diferenças que as tornam únicas.

O programa começa explicando para as crianças sobre o que são as impressões digitais nas pontas de seus dedos, e que todas são diferentes. Segue com a uma história sobre um personagem chamado Gil Gigante, que de repente começou a crescer muito e teve que lidar com esta mudança da melhor forma possível. As músicas também foram escolhidas de acordo com o tema, podendo ser composições infantis propriamente ditas (como “Só Eu Sou Eu”, de Marcelo Jeneci e as Fadas Magrinhas, composta para a Vila Sésamo) ou músicas para todas as idades, mas que lidam com a temática para despertar a atenção das crianças (“Tem Pouca Diferença”, de Jackson do Pandeiro, que apresenta um clássico para as novas gerações). Sem contar que na hora da brincadeira, são feitas charadas clássicas do que começa com “qual a diferença entre...” e o ouvinte tem três segundos para adivinhar.

Um ponto notável do programa é a participação de diversas crianças, que dão suas opiniões e visões de mundo para os contos e músicas apresentadas. “Elas complementam a história”, afirma Mariana Piza. “A discussão das crianças em volta do tema mostra que o universo da história pode ser visto por outros ângulos”, completa. Em “Diferente”, nada menos do que 11 crianças expõem suas opiniões e impressões.

A inteligência da criança é valorizada
Maritaca oferece entretenimento de qualidade, respeita a infância e não subestima a inteligência dos pequenos. O programa surgiu em 2016, e já naquele ano recebeu o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) na categoria de Melhor Produção de Entretenimento em Rádio.

O Maritaca chegou a ser apontado por uma conceituada pesquisadora da área de Educação como uma maneira de desenvolver o interesse pela leitura e abrir passagem para a alfabetização. “Contar ou ouvir histórias desenvolve a memória discursiva afetiva da criança”, afirma Idmea Semeghini-Siqueira, Professora Sênior da Faculdade de Educação da USP. “Essa atividade, que propicia a constituição de letramento (literacia) emergente, lúdico e original, fará com que a criança se aproxime da história e depois dos livros e da leitura individual, abrindo caminho para a alfabetização”, completa.

Os sete novos programas são realizados com patrocínio da transportadora Garbuio por meio do Proac – Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. Para que o Maritaca possa continuar sempre com programas novos, está em andamento uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) em que os interessados podem contribuir com valores mensais para assim assegurar a produção dos programas. São vários valores, com recompensas diversas. Para conferir, basta acessar www.catarse.me/maritaca.

Serviço:
website:
www.programamaritaca.com.br

Maritaca nas redes sociais:
www.youtube.com/programamaritaca
www.facebook.com/programamaritaca
www.instagram.com/programamaritaca/

App gratuito nas lojas de aplicativos:
Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.goodbarber.maritaca
iOS (Apple): https://itunes.apple.com/br/app/maritaca/id1315648851?mt=8&uo=4

Campanha de financiamento coletivo (crowfunding)
www.catarse.me/maritaca

Aplicativo do Shopping Mueller oferece cupons com descontos e brindes

Clientes do Mueller podem aproveitar os cupons baixando gratuitamente o aplicativo

Para quem gosta de ofertas especiais, o aplicativo do Shopping Mueller traz cupons de descontos das lojas para aproveitar ainda mais os produtos e serviços dos estabelecimentos. A ação do shopping apresenta semanalmente novas opções para os clientes.

Atualmente, o cliente que acessar o aplicativo vai encontrar cupons das seguintes lojas: KFC, Kopenhagen, Oven Pizza, Spoleto, Tereza Zanchi, Granado, Pucket e Bella Gula. Para ter acesso ao desconto ou brinde, o cliente precisa fazer o download do aplicativo, através das plataformas Google Play e Apple Store, e apresentar o voucher na loja.

Além dos descontos, o aplicativo divulga as novidades do Shopping Mueller. Na ferramenta, o cliente encontra promoções, eventos e a relação de lojas do shopping, além das informações sobre o cinema e a compra de ingressos.

SERVIÇO:
Shopping Mueller
Local: Avenida Cândido de Abreu, 127 - Centro Cívico, Curitiba (PR)
Telefone: 41 3074-1000
Informações: www.shoppingmueller.com.br
Facebook: www.facebook.com/MuellerCtba
Instagram: @muellercwb

Zé Delivery chega a Curitiba e dá cerveja para que Zés e Maria Josés brindem o Natal

Desconto exclusivo permite realizar receber cerveja em casa a tempo de comemorar as festas com amigos e familiares

image.png
O Zé Delivery vai homenagear seus xarás neste Natal. Maior plataforma de entrega de bebidas do Brasil, o aplicativo vai garantir um desconto especial para pessoas chamadas José, Maria José e outros nomes que tenham Zé como derivados (veja exemplos abaixo) em mais 13 cidades do Brasil, entre elas Curitiba.

Para ganhar basta enviar o e-mail de cadastro no app do Zé Delivery e uma foto do RG via inbox na página da plataforma no Instagram (@zedelivery) entre os dias 20 e 22 de dezembro. Os Zés ou as Zés precisam ter alguma referência ao apelido no nickname no seu perfil no Instagram. Os códigos de desconto para efetivar os pedidos e curtir com amigos e familiares serão de R$ 25 e enviados para o usuário a partir do dia 23, sendo válidos para utilização até o dia 27 de dezembro, vinculado a uma compra mínima de R$ 50.

O brinde online será feito com pessoas morem nas cidades paulistas de Barueri, Jandira, São José do Rio Pardo, Sorocaba, Santos, Suzano e Praia Grande e Votorantim, nas fluminenses de Queimados e Mangaratiba, nas paranaenses de Ponta Grossa e Curitiba e em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

“O Zé Delivery é a maior plataforma de bebidas do Brasil e que garante a entrega da sua cerveja gelada, de forma rápida e barata. E para celebrar as festas desse fim de ano, decidimos homenagear nossos xarás de Curitiba e em mais 12 cidades do país que vão poder pedir sua cerveja gelada para esse Natal e ser portador dos nossos votos de felicidades para suas famílias e amigos”, afirma Claudio Azevedo, Head de Marketing e Growth do Zé Delivery.

O aplicativo do Zé Delivery está disponível na Apple Store e no Google Play.

Alguns exemplos de nomes que poderão ser contemplados:

José, Zé, Maria José, Josefina, Zélia, Joseph, Josélia, Josefa, Josemir, Josenildo, etc.

Especialista alerta sobre golpe no whatsapp e dá dicas de como recuperar sua conta hackeada

Especialista alerta sobre golpe no whatsapp e dá dicas de como recuperar sua conta hackeada

Um golpe através do WhatsApp está fazendo vítimas por todo o Brasil. Os criminosos usam os dados presentes em anúncios online para clonar o WhatsApp de usuários e com isso tentar pedir dinheiro para familiares e amigos da vítima, se fazendo passar pela pessoa.

A agência especializada em mídias sociais MF Press Global foi uma das primeiras a notificar sobre o golpe quando um de seus clientes foi vítima do golpe e teve seu WhatsApp clonado. Com isso, Fabiano de Abreu, CEO da MF Press Global, recebeu uma mensagem do criminoso se fazendo passar pelo seu cliente, pedindo a transferência de R$ 1790,00: “O golpe, ao meu ver, é muito similar aos sistemas similares ao Ardamax. O hacker chama as pessoas que parecem ser amigos, conhecidos ou familiares mais próximos e se passa pela pessoa para pedir dinheiro usando uma escrita correta e poucas palavras, que sejam neutras o suficiente para não levantar suspeitas”. Também vítima do golpe, o famoso nutricionista Leone Gonçalves que tem muitos clientes em todo Brasil, caiu no golpe, foi hackeado e teve diversos clientes que teve que ser avisado pelo profissional para que não caísse no golpe. “Logo que me avisaram do golpe, tratei de fazer o procedimento de denúncia e recuperação e simultaneamente.” disse o nutricionista.

Como funciona o golpe

Os criminosos usam informações encontradas em plataformas como o OLX e o Mercado Livre, podendo ser outro, que em geral pedem um número de telefone para cadastro dos interessados nos produtos anunciados, e assim os criminosos pegam o número de telefone e mandam mensagens à vítima, dizendo que é preciso enviar um código de confirmação que chegará via SMS para terminar o cadastro.

Contudo, esse código é, na verdade, o autenticador de duas etapas do WhatsApp da vítima, que é a última peça necessária para o golpista clonar a conta. Assim que a clonagem acontece, a vítima perde acesso ao aplicativo, que passa a ser controlado pelo criminoso, que entra em contato com amigos e familiares da vítima para pedir dinheiro.

Como o processo acontece de forma muito rápida, antes mesmo que usuários desatentos acabam acreditando na história.

Como evitar cair neste novo golpe

Fabiano de Abreu diz que é importante perceber que algo não condiz com o discurso regular daquela pessoa e avisar ao real dono da conta: "Eu sugiro que a pessoa ligue para o remetente da mensagem confirmando se é ele mesmo ou até mesmo para alertá-lo ou envie mensagens nas outras redes sociais para confirmar que é ele mesmo”.

Além disso, o especialista também revela que todos os dias chegam relatos de pessoas que já sofreram com esse tipo de tentativa de invasão. Para se proteger do golpe é necessário ter a verificação em duas etapas do WhatsApp ativada e ficar atento ao receber e-mails de serviços que deixam dados de contato expostos publicamente.

Como recuperar seu WhatsApp hackeado?

Abra o WhatsApp no seu celular, clique no ícone de menu, em forma de três pontos verticais, selecione WhatsApp Web, toque no botão Sair de todas as sessões, confirme clicando em Sair.

Caso remover o WhatsApp Web não tenha funcionado, será necessário pedir a desativação de sua conta.

Abra seu aplicativo de email e envie uma mensagem para o endereço support@whatsapp.com e copie e cole esse texto no corpo do email: “Lost/Stolen: Please deactivate my account”. Lembre-se de colocar seu número de celular — com código de país e DDD — para que identifiquem qual conta devem desativar.

Após fazer a desativação, você terá 30 dias para reativar sua conta caso tenha encontrado um meio de recuperá-la. Depois desse período, todos os dados da sua conta serão apagados.

Depois destes procedimentos, restaure seu celular com os padrões de fábrica para eliminar qualquer coisa que seja suspeita e esteja no seu celular.

Aplicativo premiado pelo Google e indicado pela ONU é implantado em empresas para integrar colaboradores com deficiência auditiva

Aplicativo premiado pelo Google e indicado pela ONU é implantado
em empresas para integrar colaboradores com deficiência auditiva
Cerca de 80% dos surdos têm dificuldade em ler e escrever uma língua e, por isso,
dependem da experiência visual com libras para comunicação

Dados da Organização Mundial da Saúde alertam que 900 milhões de pessoas no mundo poderão ter surdez até 2050. Isso representa quase o dobro do número atual e traz um grande alerta para maiores desafios no que se refere a falta da audição, deficiência que requer condições especiais para os portadores. A plataforma Hand Talk, aplicativo premiado pelo Google em R$5 milhões de créditos e consultoria do Google Cloud - que também já foi apontado pela ONU como o melhor “APP” social do mundo – afirma que “cerca de 80% dos surdos tem dificuldade em ler e escrever a língua escrita de seu país, pois a experiência de comunicação deles é extremamente visual”, assim como a Língua de Sinais.

A Hand Talk surgiu em 2012 e foi criada para traduzir/converter, em tempo real e de forma automática, os conteúdos digitais de texto e áudio para a Língua Brasileira de Sinais – Libras. As atuais opções oferecidas pela plataforma são duas: um aplicativo para tablet ou smartphone e uso individual ou um tradutor para sites, que pode tornar os conteúdos acessíveis para os surdos automaticamente. A plataforma tem a ajuda do Hugo, intérprete virtual em 3D que faz a tradução, ou seja: enquanto os vídeos e textos estão rolando por uma página, o Hugo está traduzindo simultaneamente no canto inferior direito da tela.

Desde a sua criação, o Hugo vem chamando a atenção de muitas pessoas físicas e empresários, que já contam com esse serviço de inclusão e acessibilidade nos seus portais. Esse é o caso do Grupo Risotolândia, empresa paranaense especializada em refeições coletivas, que acaba de inserir a Hand Talk em sua Universidade Corporativa – a UCR. De acordo com Kamille Dantas, gerente de RH do Grupo, as marcas da empresa são responsáveis pela produção de mais de 550 mil refeições diárias e, para isso, contam com um quadro de quase 5 mil colaboradores. “Temos uma equipe muito grande, nos seis estados que atuamos. E, cada um de nossos profissionais tem suas características e necessidades. É nosso dever atender a todas essas demandas. Estamos otimistas com a “amizade” entre e o Hugo e nossa equipe”, diz.

A gerente ainda complementa que além de agregar valor ao relacionamento com o colaborador, é lei. Está firmado na lei brasileira de inclusão nº 13.146, de 6 de julho de 2015, que “sítios da internet” mantidos por empresas com sede no país devem garantir acesso às informações disponíveis para uso da pessoa com deficiência. “É exatamente isso que estamos fazendo com a ajuda do Hugo. Além de incluir o portador de surdez na UCR, estamos incentivando que os colaboradores ouvintes do Grupo se familiarizarem com as Libras, valorizando essa importante linguagem”, finaliza Kamille.

“Uber dos serviços domésticos” faz sucesso em Curitiba

“Uber dos serviços domésticos” faz sucesso em Curitiba
O aplicativo gaúcho Triider conecta profissionais e clients em diversas áreas, entre elas elétrica, hidráulica, marido de aluguel, pintura e montador de móveis

CURITIBA, 04/11/2019 - Quem é que nunca teve problema para encontrar um bom prestador de serviço? Até mesmo trabalhos básicos como instalar um chuveiro ou desentupir uma pia podem se transformar em uma verdadeira epopeia. Agora, imagine usar uma espécie de rede social para fazer orçamentos e, a partir do preço e da avaliação dada por outros clientes, negociar e fechar o serviço, sem sair de casa. É a isso que se propõe o Triider (www.triider.com.br), startup gaúcha que chegou em Curitiba no último mês de junho e já é um grande sucesso.

Com mais de três anos desde sua criação, a plataforma, que teve o início de sua história no Rio Grande do Sul, desembarcou em Curitiba oferecendo profissionais de destaque em várias áreas, entre elas elétrica, hidráulica, marido de aluguel, montador de móveis, ar-condicionado (instalação, manutenção, limpeza, pré-instalação e desinstalação), aquecedor a gás (instalação e conserto) e pintura (interna, externa, de portas e janelas, de portão e grade).

Para utilizar o Triider, disponível para os sistemas Android e iOS, basta selecionar o serviço desejado e realizar um cadastro. Na sequência, a plataforma disponibiliza aos prestadores de serviço qual é o trabalho buscado, que respondem com orçamentos. Os valores ficam visíveis ao usuário, que pode escolher conforme o preço, avaliação de serviços anteriores, entre outros critérios. É possível contratar o serviço via chat no ato.

Os pagamentos são feitos com cartão de crédito por meio da plataforma, assim como acontece no Uber ou no Airbnb, com possibilidade de parcelamento em até seis vezes sem juros. A empresa já concluiu mais de 20 mil serviços, com 95% dos atendimentos avaliados com 5 estrelas. Os clientes, desde que mantenham relação com o fornecedor estritamente via plataforma, contam com seguro de até R$ 5 mil para negligências. Além de toda garantia via Triider, os serviços oferecidos podem ser parcelados no cartão de crédito.

Para conhecer todos os detalhes sobre o Triider, acesse o site www.triider.com.br.

Aplicativo premiado pelo Google e indicado pela ONU é implantado em empresas para integrar colaboradores com deficiência auditiva

Aplicativo premiado pelo Google e indicado pela ONU é implantado em empresas para integrar colaboradores com deficiência auditiva
Cerca de 80% dos surdos têm dificuldade em ler e escrever uma língua e, por isso, dependem da experiência visual com libras para comunicação

Dados da Organização Mundial da Saúde alertam que 900 milhões de pessoas no mundo poderão ter surdez até 2050. Isso representa quase o dobro do número atual e traz um grande alerta para maiores desafios no que se refere a falta da audição, deficiência que requer condições especiais para os portadores. A plataforma Hand Talk, aplicativo premiado pelo Google em R$5 milhões de créditos e consultoria do Google Cloud - que também já foi apontado pela ONU como o melhor “APP” social do mundo – afirma que “cerca de 80% dos surdos tem dificuldade em ler e escrever a língua escrita de seu país, pois a experiência de comunicação deles é extremamente visual”, assim como a Língua de Sinais.

A Hand Talk surgiu em 2012 e foi criada para traduzir/converter, em tempo real e de forma automática, os conteúdos digitais de texto e áudio para a Língua Brasileira de Sinais – Libras. As atuais opções oferecidas pela plataforma são duas: um aplicativo para tablet ou smartphone e uso individual ou um tradutor para sites, que pode tornar os conteúdos acessíveis para os surdos automaticamente. A plataforma tem a ajuda do Hugo, intérprete virtual em 3D que faz a tradução, ou seja: enquanto os vídeos e textos estão rolando por uma página, o Hugo está traduzindo simultaneamente no canto inferior direito da tela.

Desde a sua criação, o Hugo vem chamando a atenção de muitas pessoas físicas e empresários, que já contam com esse serviço de inclusão e acessibilidade nos seus portais. Esse é o caso do Grupo Risotolândia, empresa paranaense especializada em refeições coletivas, que acaba de inserir a Hand Talk em sua Universidade Corporativa – a UCR. De acordo com Kamille Dantas, gerente de RH do Grupo, as marcas da empresa são responsáveis pela produção de mais de 550 mil refeições diárias e, para isso, contam com um quadro de quase 5 mil colaboradores. “Temos uma equipe muito grande, nos seis estados que atuamos. E, cada um de nossos profissionais tem suas características e necessidades. É nosso dever atender a todas essas demandas. Estamos otimistas com a “amizade” entre e o Hugo e nossa equipe”, diz.

A gerente ainda complementa que além de agregar valor ao relacionamento com o colaborador, é lei. Está firmado na lei brasileira de inclusão nº 13.146, de 6 de julho de 2015, que “sítios da internet” mantidos por empresas com sede no país devem garantir acesso às informações disponíveis para uso da pessoa com deficiência. “É exatamente isso que estamos fazendo com a ajuda do Hugo. Além de incluir o portador de surdez na UCR, estamos incentivando que os colaboradores ouvintes do Grupo se familiarizarem com as Libras, valorizando essa importante linguagem”, finaliza Kamille.

Aplicativo inédito e gratuito permite aos jornalistas encontrarem fontes de imprensa

b1be277a0df0d87f049395478bd585ab_medium.jpg
Aplicativo inédito e gratuito permite aos jornalistas encontrarem fontes de imprensa

Lançada pela Press Manager, primeira plataforma completa de gerenciamento de serviços de comunicação, o Press Voice é uma ferramenta exclusiva e gratuita para jornalistas. Hoje, o Press Voice já tem mais de 1.200 fontes cadastradas em diversos segmentos, e o crescimento está sendo de 20% ao mês.

Fonte: Press Manager

O Press Voice, aplicativo inédito e gratuito lançado pela Press Manager, já está sendo usado por mais de 1.500 jornalistas e é uma plataforma exclusiva para a Imprensa, quefacilita o relacionamento e a comunicação entre jornalistas e assessores. Ideal para repórteres acessarem gratuitamente releases das editorias do seu interesse, procurar e solicitar especialistas, fotos, novas sugestões de pautas online e muito mais. Hoje, o Press Voice já oferece mais de 1.200 fontes de imprensa cadastradas e segue crescendo, em número de contatos, cerca de 20% ao mês.

As principais vantagens são:

Com ele, o jornalista pode personalizar o recebimento de releases e sugestões, indicando as editorias do seu interesse, criando monitoramentos por palavras-chave e tornando, assim, o trabalho mais produtivo.
Com o Press Voice, o jornalista pode acessar o banco de fontes criado também pela Press Manager, com mais de 1.200 contatos, e fazer solicitações online para as assessorias, de forma rápida e precisa.
Ao encontrar a fonte de interesse, é só falar com o assessor via chat, para tirar dúvidas, solicitar fotos e agendar entrevistas.
Tudo isso a um custo zero, totalmente gratuito. Imagine uma realidade sem spam, sem follow-up desnecessário e com foco nos assuntos exatos que o jornalista tem interesse? Pois essa é a realidade que está sendo criada pelo Press Voice. Disponível para iOS e Android.

Saiba mais: https://www.pressmanager.com.br/pressvoice/

Sobre a Press Manager

A Press Manager é a primeira empresa no mercado com plataforma completa e integrada que engloba todas as rotinas diárias dos assessores e com interação em tempo real nas principais redações de revistas, jornais, tv’s, rádios e portais de notícias. Agrega, hoje, 350 clientes e mais de 50 mil jornalistas e blogueiros em sua base, com mais de 5 mil interações entre agências e redações. Além do serviço de gestão e do mailing, a empresa lançou, em 2018, o primeiro app exclusivo para jornalistas, o Press Voice, que permite consultar o banco de fontes com milhares de especialistas cadastrados pelos assessores e solicitar informações, entrevistas por meio de contato em tempo real com as agências. Em fevereiro de 2019, a Press Manager também lançou o aplicativo para os assessores que pode ser acessado por clientes e também de forma gratuita, com serviços moderados.

Mais informações

Press Manager | www.pressmanager.com.br | leandrosobral@pressmanager.com.br