Heloisa Garrett completa um ano à frente do Lide Paraná

Empresária faz uma análise de sua gestão em um ano atípico, que forçou a reinvenção em meio à pandemia

A jornalista e empresária Heloisa Garrett completou, no último dia 01 de setembro, seu primeiro ano como presidente da regional Paraná do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE Paraná). Desde que assumiu as operações da unidade, Heloisa havia traçado um calendário de atividades intenso para 2020. "Contudo, não esperávamos a pandemia. Mas reformulamos a operação, redefinimos as prioridades do LIDE Paraná e nos aproximarmos dos filiados, criando formas de engajá-los, de gerar valor para a entidade e de promovemos esse ambiente rico de discussões e negócios, dentro de uma agenda positiva", avalia ela.

Hoje, o LIDE Paraná é tido como uma das principais unidades do Brasil, graças à sua excelente representatividade, ideias inovadoras, pioneirismo em uma série de iniciativas sociais, promoção de eventos online, conteúdo e engajamento. "Temos levantado uma série de demandas dentro do LIDE e isso tem impactado outras unidades maduras dentro do sistema LIDE, o que torna nossa atuação ainda mais relevante", completa Heloisa.

Outra questão a ser destacada dentro desse primeiro ano é a expansão das iniciativas para o interior do estado. "Mesmo não estando presente fisicamente nessas localidades, o que era um plano bem consistente antes da pandemia, consegui crescer em pautas importantes como logística, agronegócio e serviços. Enfim, usei do meu relacionamento e habilidades como comunicadora para crescer como entidade nessa pandemia, e essa é uma questão muito positiva. O fato de ser mulher e ser jovem traz uma vitalidade para a operação e isso é reconhecido pelos filiados e pelo sistema empresarial como um todo", pontua a presidente.

Para ela, o ano passou muito rápido e surpreendeu a todos. "Foi um ano de reencontros, recomeços, redefinições e muito crescimento. Mesmo sem os eventos presenciais, o LIDE Paraná foi uma das unidades que mais teve novos filiados e que cresceu em demandas de conteúdo. Isso me deixa muito orgulhosa, especialmente pela qualidade dos eventos, das discussões e alianças que promovemos", continua Heloisa.

E ela não para. "Toda semana busco inovar, uma vez que tudo no mundo digital tem uma volatilidade muito rápida e é preciso acompanhar essa nova dinâmica de trabalho e crescimento com agilidade, liderança dinâmica e jovialidade. Importante mencionar que ainda são poucas as lideranças femininas à frente de entidades empresariais e, como mulheres, temos muita sensibilidade para tratar de uma série de temas, tais como violência contra a mulher e a pobreza, além de gerenciar o relacionamento entre os filiados e acelerar uma série de situações", coloca.

O respaldo que Heloisa tem do comitê de gestão criado do LIDE Global, que congrega todas as unidades nacionais e internacionais do sistema, e de presidentes de outras unidades que têm operações mais maduras, também tem sido fundamental nesse primeiro ano. "Recebo muita orientação para saber lidar com todas as pressões e dificuldades que o momento impõe. Uma liderança não se faz sozinha. Com o comitê de Gestão e com os filiados tenho uma troca muito rica. É preciso sempre envolver boas pessoas para construir uma boa liderança. Não podemos estar juntos fisicamente, mas estamos conectamos e juntos unidos pela retomada da nossa economia e somando esforços para salvar vidas. Também não temos todas as respostas, mas estamos trabalhando para construir saídas possíveis e nos fortalecermos como comunidade empresarial neste difícil momento que vivemos. Colocamos a estrutura do LIDE à disposição dos empresários paranaenses, o que nos fortalece para nos recuperarmos mais rapidamente", finaliza Heloisa.

Confira o que o LIDE Paraná já fez pelos empresários paranaenses durante a pandemia:

Integração das agendas com unidades do LIDE de todo o Brasil e internacionais, possibilitando acesso a mais conteúdos e conexões de negócio;
Diariamente oferece boletins econômicos e boletins de saúde em suas redes sociais, porque informação é uma arma poderosa neste momento;
Semanalmente tem uma grade de conteúdo rica de insights e uma pauta positiva com autoridades e grandes empresários para superarmos este momento;
Ampliou a conexão entre as 20 unidades no Brasil e nove unidades no exterior, com o objetivo de gerar negócios para os filiados;
Em suas redes sociais valoriza as boas práticas dos empresários paranaenses que são pioneiros em inovação e solidariedade;
Monitora o ecossistema empresarial por meio de pesquisas periódicas que dão insights e geram conteúdo rico e direcionam nossos pleitos da classe empresarial ao poder público;
Lançou gratuitamente o EAD contra a Covid-19 como uma forma de ampliar o alcance dos colaboradores das empresas a como ter medidas eficientes de prevenção contra o vírus;
Apoia às ações da Santa Casa nas comemorações dos 140 anos da entidade, um dos centros de referência no Combate à Covid-19. Mobilização na arrecadação de recursos e EPIs;
Com o projeto Um novo Olhar, o LIDE Mulher está chamando a atenção para um problema que tem números dignos de uma pandemia, a violência contra a mulher. Um problema que se agravou com o isolamento social;
Apoia a iniciativa Rooms Against Covid para que profissionais da saúde possam usar quartos de hotéis, fazendo o distanciamento social de seus familiares enquanto estão trabalhando na linha de frente do combate à pandemia;
Com o Bazar do LIDE Mulher na TROC, mobilizou mulheres para doarem peças de seus guarda-roupas para serem vendidas online, além de incentivarmos a sustentabilidade na moda. Os recursos arrecadados estão sendo revertidos em toneladas de alimentos.

Um pouco sobre Heloisa Garrett
Heloisa Garrett é jornalista, com especialização em gestão cultural, artes visuais e negociação estratégica. Empresária atuante na área empresarial com uma agência de eventos B2B, a The Way, e cofundadora da startup Conecta, plataforma de incentivos fiscais. Hoje divide sua rotina executiva com a presidência do LIDE Paraná. Casada e mãe de três filhos, também foi responsável pela produção e editoração do livro Arte do Vestuário.

O consumo consciente da moda pode trazer mudanças positivas no hábito individual e ambiental

O LIDE Paraná participa da iniciativa internacional de consumo consciente de moda, o “setembro em segunda mão”. Através da plataforma TROC, o grupo angariou roupas de afiliadas e o valor arrecadados converteu em insumos para a famílias em situação de vulnerabilidade atendidas pelo Projeto Luz

Setembro é o mês do consumo consciente da moda. O impacto ambiental da indústria têxtil é uma das mais danosas para o meio ambiente, isso porque para a produção de tecidos é utilizado uma grande quantidade de recursos naturais não renováveis. Além de que é necessário cerca de 150 litros de água para a produção de um quilo de tecido, sendo que 88% acaba sendo descartado como efluentes líquidos e 12% são perdidos por evaporação.

Para conscientizar as pessoas dos impactos ambientais causados pela indústria da moda, a organização solidária britânica Oxfam lançou o desafio “setembro em Segunda Mão”, a ideia é encorajar consumidores a passar a consumir roupas de segunda mão, pelo menos no mês de setembro. A percepção dessa mudança de paradigma sensibilizou também marcar grandes que decidiram reduzir a quantidade de coleções a serem lançadas e focando em alternativas mais sustentáveis nas produções.

Essa mudança já pode ser sentida, mesmo que em pequenos passos. As gerações passadas vivenciaram um crescimento do mercado da moda e sentiram a necessidade de encher os armários com as mais diversas peças, com o intuito de ter quantidade a qualidade. Mas essa mentalidade vem se transformando com a conscientização dos impactos causados ao meio ambiente.

Com vasto conhecimento na área têxtil, a presidente do LIDE Paraná, Heloisa Garrett, produziu um livro “Arte e técnica do vestuário em Santa Catarina” sobre a indústria têxtil em conjunto com a jornalista Astrid Façanha e compreende a importância de dar visibilidade a esta causa.

A questão do meio ambiente vem ganhando força nos últimos anos para cá e as pautas que envolvem esta temática estão ganhando visibilidade. Para além de dar visibilidade para a causa do consumo consciente e sustentável, o LIDE Paraná atua com iniciativas que têm retorno social para além da criação de consciência individual.

Com uma loja na TROC, plataforma de brechó online, o grupo arrecadou roupas de suas filiadas e o valor recebido na venda das peças foi convertido em insumos para famílias em situação de vulnerabilidade atendidos pelo Projeto Luz.

Mulheres no mercado é pauta de live entre Presidente do LIDE e Diretora Latam da Swarovski

Com o objetivo de falar dos desafios da mulher a frente de posições de destaque na carreira, o Pátio Batel convidou a Presidente do LIDE Paraná Heloisa Garrett, uma das únicas mulheres no Brasil a frente de entidades empresariais e Carla Assumpção, Diretora Geral da Swarovski Crystal Business Brasil, Chile e Argentina para uma live que acontece nesta quarta-feira, 01, às 18h00 pelo instagram do Pátio Batel.

"Carla está entre as executivas mais admiradas do Brasil, construiu uma carreira sólida e com certeza vamos ter um bate - papo agradável sobre o momento do mercado, liderança e o papel da mulher no meio empresarial", destaca Heloisa que vai comandar a live em nome do Pátio Batel.

Sobre Carla Assumpção

A executiva construiu uma carreira sólida ao longo dos últimos 19 anos de trabalho na marca. Foi responsável pela introdução da marca no Brasil, associou a Swarovski a renomados estilistas locais e atividades de relações públicas contribuíram para tornar a marca conhecida, fazendo com que a Swarovski se consolidasse na indústria da moda brasileira. Foi responsável pela expansão da multicanal da marca por meio de franquias e multimarcas. Em 2014 alcançou um dos maiores crescimentos da marca no mundo, crescimento fundamentado no desenvolvimento da equipe de liderança. Carla também faz parte do Conselho Executivo da Abrael, a Associação Brasileira das Empresas de Luxo.

Sobre Heloisa Garrett

A mais jovem mulher a presidir o LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), organização formada por empresas de diferentes setores da economia que buscam o fortalecimento da livre iniciativa . É uma das poucas mulheres a frente de entidades empresariais do país. Jornalista e empresária da área de comunicação e eventos, co-founder de startups, tem especialização em negociação estratégica, artes visuais e gestão cultural. Foi produtora executiva e editora do livro Arte do Vestuário, uma referência para a indústria têxtil brasileira.