Designer de moda curitibano apresenta coleção na Paris Fashion Week

Mateus Nudelmann é único brasileiro a participar de uma das principais semanas de moda no mundo

Inspirado na cultura indígena, na fauna e na flora amazônica, o curitibano Mateus Nudelmann apresentou coleção própria na Paris Fashion Week (PFW) no último sábado (3), no Salon Marceau. Aos 25 anos, o jovem foi o único brasileiro a participar da PFW, após ser selecionado pela Flying Solo NYC - programa que dá espaço para marcas autorais e lança novos talentos do design independente para todo o mundo.

Formado em Design de Moda pela Universidade Positivo e pós-graduado pelo Instituto Francês de Moda, em Paris, Nudelmann foi um dos dez selecionados pelo programa, que recebeu inscrições de profissionais de 26 países. Segundo o designer, a maior inspiração, além da “brasilidade”, foi a mãe, a artista plástica Simone Campos. “Sempre tive uma relação próxima com minha mãe, a nossa ligação artística é muito forte, tanto que atuamos juntos, ela é responsável pela estamparia exclusiva dos meus vestidos”, conta.

Durante a Paris Fashion Week, Nudelmann apresentou oito vestidos. “Quatro deles foram uma homenagem à cultura indígena, à fauna e à flora amazônica brasileira. Por meio de cores, texturas e com muito bordado eu consegui levar um pouco da nossa riqueza para as passarelas francesas. O restante, utilizei estampas exclusivas desenhadas pela minha mãe, que também carregam o conceito da Amazônia”, explica.

Após encantar o público mostrando a exuberância da natureza brasileira, Nudelmann revela estar honrado em representar o país. “Fiquei muito feliz em representar também a moda autoral e, certamente, pelo grande passo que dou na carreira”, conta. Agora, o designer curitibano prepara a apresentação das peças ao público curitibano. O evento, embora ainda não tenha data, vai acontecer no Memorial de Curitiba. “Posso adiantar que vou aumentar a coleção e, além das peças da PFW, teremos mais 25 vestidos. Além disso, em um segundo evento, vou apresentar as criações inspiradas em Curitiba”, revela.

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em ensino superior entre as IES do estado do Paraná e uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta, mais de 400 mil m² de área verde no câmpus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A instituição conta com três unidades em Curitiba (PR) e uma em Londrina (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de Graduação, centenas de programas de especialização e MBA, sete programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam mais de 3.500m². Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em www.up.edu.br

Chef Vitor Bourguignon ensina virtualmente pratos tradicionais em releituras contemporâneas

Em evento virtual privado para convidados da Florense Carlos de Carvalho, o chef preparou três pratos que trouxeram sabor e aromas brasileiros na casa dos participantes. Veja o cardápio e as dicas apresentadas para os convidados;

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=180579&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253C023601d6a18c%2524c7e64a60%252457b2df20%2524%2540mcommdigital.com.br%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3C023601d6a18c%24c7e64a60%2457b2df20%24%40mcommdigital.com.br%3E-1.1.3Cozinhar com um chef e preparar seus pratos em casa, foi a proposta da experiência organizada pela Florense Carlos de Carvalho com o chef Vitor Bourguignon, vencedor do reality show gastronômico Masterchef, em 2019. Os convidados do projeto Conexão Florense participaram de um encontro virtual, em que puderam conhecer a história e o preparo das receitas e degustar os pratos em casa.
O chef preparou suas receitas na bancada do Sistema f53, no showroom da loja na Carlos de Carvalho, que apresenta um conceito que reinterpreta o ritual de cozinhar a partir de um olhar contemporâneo e coloca o ambiente novamente no centro da casa. Criado a partir da concepção dos arquitetos e designers uruguaios, Federico Senociaín e Sebastián Rial, do estúdio La Agencia, o f53 foi vencedor de premiações internacionais como: The Good Design Awards, em Chicago, e A’ Design Award and Competition, em Milão, além de ser selecionado pela Bienal Iberoamericana de Diseño, em Madrid. “O f53 é um sonho de qualquer cozinheiro ou entusiasta da gastronomia, além da sua funcionalidade, ele é lindo!”, declarou o chef durante a live.

O projeto Conexão Florense é uma atividade desenvolvida pela franquia para aproximar os profissionais e clientes de arquitetura e design de interiores. “Em um momento que exige cuidado, a loja preparou um encontro virtual para um evento inédito e interativo, que além de promover uma experiência diferenciada, criou novas memórias para os nossos parceiros. Uma memória com sabores, sensações e conectividade”, descreve o sócio da loja na Carlos de Carvalho, Nelson Calcagnotto.

O menu preparado pelo Bourguignon para os convidados trouxe receitas típicas italianas repensadas para incorporar ingredientes paranaenses. Confira o cardápio e as dicas do chef durante o evento:

Entrada: Canoli Caprese

Um dos clássicos da gastronomia mundial, o canoli é um típico “pastel” italiano que, na maioria das vezes, é preenchido com recheios doces. “Aqui, a brincadeira foi se apoiar da versatilidade da receita e trazer outro prato típico italiano, que é a salada caprese. Dessa fusão, temos uma massa recheada de Stracciatella, pesto genovês e tomate concassê”, relata.

Prato principal: Barreado, Gnocci de Banana da Terra e Gremolata

“O barreado é uma receita típica do Paraná onde, originalmente, se degusta a carne cozida por longas horas com farinha de mandioca, banana e laranja. É um prato com uma raiz histórica muito forte e bela”, apresentou o chef. Para valorizar o prato cultural e contemporizá-lo, Vitor produziu o Gnocci de Banana para compor e harmonizar com a receita, que ainda leva uma gremolata, um molho de ervas típico italiano que traz frescor.

Sobremesa: Pudim de Baru e Tuile de Caramelo e Flor de Sal

Para o chef, uma das comidas mais afetivas que existe é o pudim. “As suas possibilidades em termos de sabor, são infinitas”, acrescenta. Para a noite do evento, Vitor apresentou um pudim aromatizado com Baru, uma castanha típica brasileira com sabor muito próximo ao da baunilha. O pudim foi servido com uma tuile de caramelo salgado, para trazer um contraste de texturas que usualmente não se encontra nesse prato tão brasileiro.

A Florense Carlos de Carvalho
A Florense Carlos de Carvalho está no mercado de luxo curitibano há 32 anos. É referência em mobiliário high end, design e arquitetura com peças exclusivas e acabamentos diferenciados. A franquia é uma empresa brasileira com raízes italianas, design internacional e processos produtivos ecologicamente corretos, onde tecnologia de ponta e trabalho artesanal (fatto a mano) vibram na mesma sintonia para gerar móveis de finíssimo acabamento. Com uma marca autoral, que domina todos os processos industriais e opera pelo sistema custom made, personaliza cada projeto como uma grande marcenaria fina, com flexibilidade de medidas, variedade de materiais nobres e centenas de padrões de acabamentos.

Serviço
Florense Carlos de Carvalho
Endereço: Alameda Carlos de Carvalho, 1301, Batel – Curitiba (PR)
Telefone: (41) 3013-1010
Site: www.florense.com
Instagram: @florensecarlosdecarvalho

Conheça dez cursos de profissão online para mudar de carreira

O Centro Europeu, uma das principais escolas de profissões da América Latina, lança dez cursos de profissão online, no início de setembro.

O objetivo é atender os alunos durante o período de isolamento social e oferecer a oportunidade de uma "guinada profissional" para alunos de outros estados e até mesmo de outros países.

De acordo com o CEO do Centro Europeu, Ronaldo Cavalheri, a modalidade traz flexibilidade ao aprendizado. "O aluno pode acessar o curso de qualquer lugar e têm uma grande vantagem nas aulas serem ao vivo, sendo possível a interação com os professores e colegas. Essas aulas também ficam gravadas e o aluno pode assistir quantas vezes quiser", afirma.

Os cursos online são tão completos quanto os presenciais. "O aluno desenvolve todas as habilidades e ferramentas necessárias para atuar na área escolhida. Os professores são atuantes no mercado e trazem experiência, os alunos aplicam tudo o que é aprendido em projetos práticos e assim se prepararam para o mercado de trabalho", explicou Ronaldo.

EM ALTA

Entre os cursos disponíveis estão profissões em expansão durante a pandemia do novo Coronavírus no Brasil, como Design de interiores e Decoração de Ambientes.
Isso porque o lar de cada indivíduo passou a ter múltiplas funções casa, escritório, escola - e tornou-se necessário olhar e organizar o ambiente de forma profissional.

Segundo o coordenador dos cursos Design de interiores e Decoração de Ambientes do CE, Felipe Bender, os cursos são completos e dinâmicos. "No curso de Design de Interiores, por exemplo, vamos trabalhar com um projeto completo, representação gráfica, software específico e iluminação, além de explicar sobre a questão do marketing pessoal e as áreas financeira e jurídica da profissão", afirma.

Uma pesquisa divulgada pela rede Linkedin apontou a profissão de gestores de mídias sociais como a área com maior demanda no mercado de trabalho, em 2020. De acordo com Filipi Oliveira, coordenador do curso de Gestão de mídias sociais do Centro Europeu, durante a crise o trabalho online foi essencial para a sobrevivência de negócios.

"As empresas, marcas e pessoas precisaram se posicionar e utilizar as redes sociais para divulgar o seu negócio. Nosso curso capacita o profissional para assumir posições de gestores de mídias sociais, capazes de liderar equipes multidisciplinares, podendo trabalhar com as 10 principais mídias sociais", afirma.

O curso de Consultoria de imagem também estará disponível online. Os alunos vão contar com professores de referência nacional. "Além das aulas do curso, eles terão a possibilidade de participar de uma imersão para alcançar mais experiência, sempre com assessoria da supervisão. Será necessário desenvolver o trabalho final que é realizado com um cliente real, aplicando todas as técnicas que ele aprendeu ao longo do curso", ressalta o supervisor Pablo Inisio.

Conheça os dez cursos online e as datas de início

- Decoração de ambientes online, início em 09/09/20;
- Consultoria de imagem online, início em 10/09/20;
- Fotografia online, início em 10/09/20;
- Pilotagem de drones online, início em 14/09/20;
- Design de móveis online, início em 15/09/20;
- Gestão de mídias sociais online, início em 15/09/20;
- Inovação - produtos e serviços online, início em 16/09/20;
- Design de interiores online, início em 17/09/20;
- Moda online; início em 17/09/20;
- Gestão de empresas online, início em 21/09/20.

Para saber mais sobre os cursos, acesse: centroeuropeu.com.br/portal/

SERVIÇO

Centro Europeu lança dez cursos de profissão online

Data de início: à partir de 09/09

Informações : centroeuropeu.com.br/portal/

MARCOS BERTOLDI ARQUITETOS & HABITAR A QUARENTENA

HABITAR A QUARENTENA

Sou um privilegiado. Minha profissão me permitiu trabalhar em casa. Passei a vida em home office, a novidade é o confinamento. Vivi grande parte da minha infância em casa e, ainda hoje, é o meu lugar de conforto, segurança e bem estar. Lugar onde preservo as minhas principais memórias, referências e encontros.

Quando comprei o meu primeiro laptop e passei a usá-lo para desenhar, me dei conta de que meu escritório seria onde estivesse. No ano de 2008, trouxe a atividade profissional para casa, inicialmente de maneira improvisada, com certo receio de que o escritório pudesse interferir na nossa rotina e privacidade. Rapidamente percebi que o tempo que eu economizava em deslocamentos, os custos de manutenção da antiga sede e a facilidade em ter o escritório próximo me recompensavam com sobras. Eventuais desvantagens de espaço e no recebimento de fornecedores e de clientes ainda deveriam ser testadas. Quando percebi que a situação não nos causaria nenhum embaraço, iniciei reformas e adaptações no térreo/subsolo da residência de modo a tornar os espaços mais agradáveis e salubres à nossa atividade.

Portanto, em tempos de SARS-CoV 2, estamos razoavelmente preparados, mental e fisicamente. Nossa equipe desmobilizou-se e todos agora trabalham de seus respectivos domicílios. Reuniões entre nós, clientes e fornecedores são feitas online, e têm se mostrado mais objetivas e igualmente eficazes.

O que virá de tudo isso não se sabe. “Fique em casa” é o novo mantra. Ainda lembraremos por muito tempo desta pandemia. O que vamos aprender – se é que aprenderemos algo, passado o susto – ainda é prematuro para se afirmar. Para alguns, nos tornaremos menos materialistas, desperdiçaremos e poluiremos menos, seremos mais solidários e cuidaremos melhor dos nossos entes queridos. A economia, finalmente, estará a serviço do homem – e não o contrário. Enfim, respeitaremos mais o planeta, a vida e o próximo. Assim espero.

P.S.: mesmo com o escritório acessível, bastando descer duas rampas, continuo trabalhando da sala da minha casa, onde tenho o nível necessário de introspecção e concentração.

Os benefícios de garantir um piso aquecido na sua residência

Trazendo maior segurança aos pequenos e conforto a família, os pisos aquecidos são um ótimo investimento

Os pisos aquecidos, sejam eles hidráulicos ou elétricos, garantem um conforto sem igual a família, temperatura ambiente uniforme e maior segurança, tanto para os pequenos que podem brincar livremente no chão, quanto para os pets que não precisam subir nos móveis para se esquentarem.

A Warmup lidera esse setor com mais de 2.5 milhões de sistemas vendidos em 72 países. A empresa possui presença em lugares nobres como o Museu Britânico, considerado um dos museus mais completos do mundo e o terceiro mais visitado, este é aquecido por sistemas de piso radiante da Warmup.

Ela também é membro dos importantes institutos BEAMA (British Electrotechnical and Allied Manufacturers Association – Associação Britânica de Fabricantes Eletrotécnicos e Aliados) e TTA (The Tile Association UK – A Associação dos Azulejistas do Reino Unido), “É também, a única marca de piso aquecido homologada por fabricantes de pisos no mundo” apresenta Jonas Drinko, Engenheiro da Warmup Brasil.

A instalação do sistema pode ser feita em praticamente um dia, e um técnico sozinho é capaz de realizar a instalação em 150m².

Existem vários benefícios da calefação por piso radiante, “Vale ressaltar que esse tipo de aquecimento não proporciona apenas um conforto tátil na superfície dos revestimentos, mas também aquece o ambiente como um todo” explica Moisés Matos, CEO da Warmup Brasil.

Outros benefícios são:

Liberdade de Design
Sem ocupar espaços valiosos nas paredes e no piso, o piso aquecido é o sonho de todo designer. Por ser um sistema “underfloor”, ele permite que você use cada metro quadrado dos ambientes da maneira que desejar;

Não alteram a composição do ar
Diferente do ar condicionado que tende a ressecar o ambiente e ter custos bem altos de manutenção, os pisos radiantes não alteram a composição do ar, eliminando qualquer preocupação que uma pessoa mais sensível possa ter;

Elimina a umidade de pisos e paredes
Como o aquecimento é realizado perante a irradiação do calor, esse mesmo processo faz com que a água presente nos pisos ou nas paredes seja eliminado, também prevenindo o mofo, ácaros e bactérias nos ambientes.

Nenhum risco às crianças ou animais de estimação
Os cabos ficam totalmente isolados por baixo do piso, ninguém irá tomar choque. Além disso, as crianças podem brincar no chão sem a preocupação de ficarem doentes.

Por isso os pisos radiantes vem sendo cada vez mais adquiridos, além da comodidade, também trazem sofisticação e transformam a casa em um ambiente aconchegante para toda a família.

Serviço: Warmup

Moisés Matos

CEO da Warmup Brasil

Contato: (41) 3117-0521

https://www.warmupbrasil.com.br/

Amazonas de Souza Azevedo, 436, Bacacheri - Curitiba

Facebook: Warmup Brasil

Instagram: @warmupbrasil

Leilão de Design e Bazar de Moda do “Somos + Arq. PR” volta nesta semana com produtos pela metade do preço

Toda a renda adquirida continua sendo revertida para a compra de cestas básicas e itens de higiene.

Para participar, basta acessar o site: http://somosmaisparana.guimuller.com.br/ , fazer o cadastro, clicar em Leilão de Design ou Leilão de Moda e dar o lance. Desta vez, o leilão contará com lance único. Ao comprar a peça, o interessado deve entrar em contato com o responsável do produto para retirar o mesmo. No site não é preciso cadastrar os dados do cartão.

De abril até o último fim de semana, no dia 11 de julho, o grupo, composto por arquitetos e designers do Paraná, já distribuiu 170 toneladas de alimentos e 11.397 kits, com itens de higiene, álcool gel e panfletos com informações sobre o Covid-19 para comunidades de Curitiba e Região Metropolitana. Todos os sábados os profissionais se reúnem no estacionamento da loja parceira do projeto Florense Carlos de Carvalho, que gentilmente promove um café da manhã para os envolvidos na ação solidária, antes da saída para as entregas. Além da distribuição dos itens, o grupo também se envolve na produção de Álcool Gel, ação liderada pela arquiteta Caroline Bollmann em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Voluntários se reúnem semanalmente para ajudar a produzir, envazar e embalar o produto.

O projeto Somos + Arq. PR nasceu do grupo “Juntos Somos Mais Arquitetos”, que reúne arquitetos de São Paulo com o objetivo de angariar fundos, alimentos e itens de higiene para pessoas em situação vulnerável. A iniciativa se espalhou de forma rápida pelo Brasil e já conta com mais de 3800 envolvidos. No Paraná, a ação é liderada pelos arquitetos Jayme Bernardo, Elaine Zanon e Jorge Elmor.

Os interessados em colaborar, também podem realizar depósitos de qualquer valor na conta conjunta: Bradesco (237), agência 5753 e conta corrente nº 20.861-2. O CPF para a transação é 462.689.369-49, do arquiteto Jayme Bernardo. As cestas básicas têm um custo médio de R$65, mas qualquer valor está sendo arrecadado. Para a doação do álcool líquido, para a produção do álcool gel, as empresas interessadas podem fazer contato com a arquiteta Caroline Bollmann pelo telefone (41) 99977-1943.

Sobre Somos + Arq. PR

O “Somos + Arq. PR” é uma rede de arquitetos e designers, liderados no Paraná por Jorge Elmor, Jayme Bernardo e Elaine Zanon, em uma ação nacional, buscando ajudar famílias carentes no período de pandemia. No Paraná, o grupo é formado por mais de 200 arquitetos e designers de todo o estado.

Somos + Arq. PR
Site: http://somosmaisparana.guimuller.com.br/
Instagram: https://www.instagram.com/pr.somosmais.arq/
Arrecadações:
Bradesco (237) | ag. 5753 | conta corrente 20.861-2 | CPF: 462.689.369-49

Cientistas da UFPR trabalham no desenvolvimento de vacina contra a covid-19

Cientistas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) estão utilizando nanotecnologia para desenvolver uma vacina contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). A técnica consiste em produzir nanopartículas que imitam os antígenos do vírus, ativando o sistema imune contra a doença. O método escolhido proporciona baixo custo no produto final e pode ser replicado em vacinas para outras enfermidades. O projeto tem financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Para elaborar a vacina, os pesquisadores produzirão nanoesferas de polímero, biocompatível e biodegradável, recobertas com partes específicas da proteína Spike, que é a proteína que permite ao Sars-CoV-2 infectar nossas células, e da proteína do envelope do vírus. As partes escolhidas dessas proteínas são vitais para a infecção viral. Essas nanopartículas funcionarão como um veículo para apresentar ao sistema imune os antígenos do vírus. “A vantagem é que elas não causam prejuízo ao nosso organismo e são biocompatíveis, ou seja, as partículas circulantes no sangue serão degradadas pelo organismo assim que cumprirem a missão de ativar o sistema imune contra o novo coronavírus”, explica Marcelo Müller dos Santos, professor do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFPR.

A técnica escolhida utiliza o polímero bacteriano polihidroxibutirato (PHB), que é uma macromolécula acumulada naturalmente por diversas bactérias. Quimicamente o PHB é um poliéster com características muito similares a polímeros utilizados para a fabricação de plásticos, como o polietileno e o polipropileno. Segundo Santos, partículas de PHB carreando proteínas já foram empregadas com sucesso para imunizar camundongos contra tuberculose e hepatite C.

“Nosso grupo de pesquisa na UFPR já trabalha, há mais de 30 anos, com bactérias que produzem esses polímeros. Há cerca de 10 anos, essa linha de pesquisa foi revitalizada com a perspectiva de contribuir para a redução do uso de insumos fósseis não renováveis e geradores de gases de efeito estufa. Nesse sentido, pretendemos associar o que estamos fazendo para desenvolver uma tecnologia que possa contribuir no combate à covid-19”, revela Emanuel Maltempi de Souza, também docente do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular e presidente da Comissão de Acompanhamento e Controle de Propagação do Coronavírus na UFPR.

Processo
O processo de produção da vacina consistirá na produção das proteínas recombinantes capazes de serem imobilizadas em nanopartículas de PHB e na produção das nanopartículas de PHB. “Os dois procedimentos serão realizados na bactéria Escherichia coli (E.coli), amplamente utilizada em biotecnologia. Como a E. coli não produz PHB naturalmente, nós reorganizaremos o processo de engenharia genético dela para produzir o polímero em altas quantidades e sob condições específicas”, esclarece Santos.

A ideia é utilizar biologia sintética para montar as proteínas em módulos, unindo diferentes blocos de DNA em um novo gene sintético. De acordo com Souza, a proteína derivada desse novo gene terá as características por eles planejadas. “Essa é uma estratégia bem interessante, já que não temos certeza de qual proteína do vírus será mais imunogênica. As proteínas podem ter milhares de aminoácidos, mas apenas uma parte com algumas dezenas pode ser necessária e suficiente para induzir a formação de anticorpos”. Empregando essa técnica, os cientistas podem criar uma coleção de proteínas ou peptídeos sintéticos, baseados nos originais, unidos a proteínas que apresentem antígenos do vírus e imunizar os animais em testes pré-clínicos para escolher as combinações mais eficientes.

“Além disso, é possível preparar bibliotecas de antígenos de outros vírus e de patógenos bacterianos e fúngicos, visando à imunização contra outras doenças. Bibliotecas, nesse contexto, significam uma coleção de genes para diferentes antígenos. Essa coleção pode ser utilizada para escolher o melhor antígeno de acordo com a necessidade”, comenta o presidente da comissão.

Etapas
Atualmente o projeto está na fase pré-clínica. Os pesquisadores esperam que dentro de um mês tenham o primeiro lote de nanopartículas prontas para inocular camundongos. Caso os testes comprovem ser possível induzir anticorpos nos animais e que não há risco para seres humanos, a vacina passará para a fase clínica.

A fase clínica é composta por três estágios de testagens. A primeira é realizada em dezenas de voluntários. Na segunda, os testes são estendidos para centenas de voluntários e, além da indução de anticorpos, é verificada a segurança. O último estágio testa a eficácia da vacina para proteger toda uma população contra a doença e inclui milhares de voluntários. “Os resultados de todas as fases são submetidos às autoridades de saúde para liberar o produto. Só aí passamos para a etapa de produção. Isso tudo deve demorar pelo menos dois anos”, conta Santos.

Segundo o professor, o objetivo é transferir a tecnologia de forma rápida para que algum órgão federal especializado ou instituições do setor privado possam iniciar os testes clínicos o quanto antes.

Outras vacinas
Os especialistas afirmam que a técnica utilizada nesta vacina é diferente das demais que estão na fase dois, de testes clínicos. As substâncias produzidas tanto pela Universidade de Oxford, quanto por uma empresa chinesa usam um adenovírus como vetor para expressar proteínas de SARS-CoV-2 e imunizar os pacientes. “Apesar de essa ser uma técnica já conhecida e com bons resultados experimentais, existe apenas uma vacina comercial que a utiliza: a vacina veterinária contra o vírus da raiva. Por mais que a vacina contra a covid-19 seja alcançada com vetores adenovirais, ainda não sabemos quanto custará sua fabricação em larga escala”, avalia Souza. Ele também alerta sobre um problema evidenciado por esse tipo de vacina: caso o paciente já tenha entrado em contato com o adenovírus, o sistema imune dele pode atacar a vacina, reduzindo sua eficácia.

Outro tipo de vacina que tem apresentado resultados aceitáveis e também já está na fase clínica é baseada em RNA. O presidente da comissão menciona que a tecnologia aplicada é bem diversa da anterior, pois é utilizado um RNA sintético codificando parte da proteína S para imunizar as pessoas. “Até agora nenhuma outra vacina utilizando essa tecnologia foi produzida e o custo de produção pode ser alto”.

Santos considera muito importante haver várias técnicas de produção da vacina em andamento. “A que propomos utiliza métodos de fermentação e purificação de proteínas já desenvolvidos na indústria e que podem ser adaptados facilmente para a produção da vacina. Certamente terá um custo mais baixo do que vacinas que utilizam vetores virais e possivelmente também terá um custo competitivo frente àquelas com vírus atenuados. E mais, teremos uma plataforma tecnológica que poderá ser usada para desenvolver vacinas para outras doenças”.

Link: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/cientistas-da-ufpr-trabalham-no-desenvolvimento-de-vacina-contra-a-covid-19/

Dicas para deixar a casa mais confortável

Cosy Home indica alguns itens de décor que têm o poder de transmitir conforto para o lar. Confira!

Diante do período de isolamento social, estar em casa tem sido uma boa oportunidade para a percepção dos lares. A real necessidade da disposição dos ambientes e objetos tem sido mais percebida e almejada pelos moradores.

De acordo com a designer de interiores e sócia da Cosy Home, Nitsa Vianna as pessoas nunca pararam para perceber tanto a casa como agora. “Esse período tem trazido reflexões para os moradores na busca do que eles realmente querem ter em casa, no que faz sentido para o seu estilo de vida e o que tem a sua identidade”, explica ela. “Muitas vezes a casa fica parecendo uma casa comercial ou com a identidade do próprio arquiteto ao invés de ser um verdadeiro lar que reflita o que é a pessoa e sua família”.

Na opinião da designer, esse período de quarentena é ideal para colocar as coisas no lugar e deixar a casa ainda mais aconchegante e acolhedora. Para isso, existem elementos da decoração que ajudam nessa função e podem transformar espaços. Confira algumas dicas do que dá para incluir na casa para mudar os ambientes.

1 – Tapetes: eles são ótimas opções para não apenas aquecer o piso, mas também vestir a casa e levar a sensação de conforto para o ambiente. Vale escolher um tapete que combine com a decoração e de acordo com o tamanho do espaço. “É importante a pessoa buscar o tapete que mais combine com a sua identidade e que passe o sentimento de querer estar nele. É um ótimo lugar, por exemplo para brincar com as crianças no chão”.

2 – Almofadas e Mantas: essa dica é para quem quer algo simples para mudar a estética do sofá. As almofadas levam o conforto e a manta traz o acolhimento, principalmente para o inverno. “A dica é escolher almofadas diversas e duas mantas de cores distintas e trocar ao longo do tempo, de acordo com o momento em que a pessoa está vivendo. Dá para intercalar entre cores quentes e cores mais frias”. A cor desses itens pode ser escolhida por uma das cores já existente na decoração do ambiente, por exemplo.

3 – Luzes indiretas: se preocupar com as luzes dos ambientes faz toda a diferença. Para deixar a casa mais confortável, a dica é optar por luzes indiretas. Ela permite destaque em lugares específicos no ambiente e tem o poder de transmitir conforto. Escolha também a luz amarela, ela também ajuda a transmitir essa sensação de acolhimento.

A Cosy Home está localizada na Rua Bruno Filgueira, 1352 – Bigorrilho e o horário de atendimento da loja é de segunda a sexta, das 09h30 às 18h30, e sábado, das 09h30 às 13h. Para mais informações, o contato é (41) 3030-6959 ou (41) 99532-5998 (WhatsApp).

Um pouco sobre a Cosy Home

A Cosy Home – especializada em papéis de parede, tecidos e persianas – trabalha com as principais marcas e designers nacionais e internacionais do segmento. Sempre em sintonia com as tendências e tecnologias da área, a loja oferece, constantemente, novidades para seus clientes. São mais de 10 mil opções de tecidos e mais de 300 catálogos de papéis de parede (com dezenas de opções cada um), além de diversos modelos de persianas. Com um ambiente descontraído, alegre e atento à diversidade, a equipe Cosy é formada por pessoas que entendem a personalidade do cliente, proporcionando satisfação e a garantia do resultado desejado.

Serviço
Cosy Home
Endereço: Rua Bruno Filgueira, 1352 – Bigorrilho | Curitiba-PR
Telefone: (41) 3030-6959
E-mail: cosy@cosyhome.com.br
Site: www.cosyhome.com.br

Quarentena com Vigor Mortis

Quarentena com Vigor Mortis

A recomendação nos dias de hoje é não sair de casa. Por conta disso, a Companhia Vigor Mortis está disponibilizando gratuitamente online os registros das peças de maior sucesso ao longo de mais de 20 anos de estrada. Paulo Biscaia Filho, diretor do grupo, informa que irá disponibilizar seis peças para o público, entre elas Morgue Story - Sangue Baiacu e quadrinhos, Graphic, Nervo Craniano Zero e Marlon Brando, Whiskey, Zumbis e Outros Apocalipses montagem que ainda estava inédita na internet.
“No momento que as pessoas estão em confinamento por causa do coronavírus (Covid 19) creio que a cultura é uma forma de tornar esse período mais agradável. No nosso caso, vamos disponibilizar na internet, sem custos, algumas das produções que realizamos e foram muito bem recebidas pelo público. Quem já viu poderá assistir de novo, quem não viu terá uma nova chance ao alcance do computador, do tablet, do celular ou da smart TV”, comenta Biscaia. As peças da Vigor Mortis que estarão disponíveis online são:

Morgue Story - Sangue Baiacu e quadrinhos (67 minutos) - Vencedora de 5 troféus gralha azul , incluindo de melhor espetáculo e melhor diretor. https://vimeo.com/vigormortis/morguestorystage

Graphic (92 minutos) - vencedora de três troféus gralha azul incluindo melhor espetáculo e melhor direção - https://vimeo.com/4449876

Nervo Craniano Zero (69 minutos) - a peça de que deu origem ao premiado filme. https://vimeo.com/10517570

Nevermore (45minutos) - três pesadelos e um delírio de edgar allan poe - coletânea de 4 curtas metragens de horror baseados em obras do célebre escritor norte-americano. https://vimeo.com/22015081

Conte até 10 (10 minutos)- curta metragem de horror com Michelle Rodrigues, Uyara Torrente e Guenia Lemos.
https://vimeo.com/129366497

Marlon Brando, Whiskey, Zumbis e Outros Apocalipses (86 minutos) - peça que ainda estava inédia na internet e que foi um dos maiores sucessos de público da Vigor Mortis -https://vimeo.com/88315796

VIGOR MORTIS
Fundada em 1997 e sob a direção de Paulo Biscaia Filho, a Vigor Mortis se estabeleceu como uma das mais profícuas e criativas companhias de Curitiba, Paraná. A companhia pesquisa possibilidades e vertentes do Grand Guignol, bem como a integração de linguagens entre teatro, HQs e cinema. Entre mais de 30 montagens estão os sucessos Morgue Story (2004), Graphic (2006), Manson Superstar (2009) e Marlon Brando, Whiskey, Zumbis e Outros Apocalipses (2013) entre outras. A companhia já se apresentou em festivais nacionais e internacionais e conquistou mais de duas dezenas de prêmios. Além do teatro, a companhia vem conquistando espaço no cinema com suas adaptações de Morgue Story e Nervo Craniano Zero, que recebeu prêmio de Melhor Filme em Montevideo, e San Francisco, além do prêmio de Melhor Diretor no New Orleans Horror Film Festival.
Em 2015, a companhia foi selecionada para ser a representante paranaense no projeto SESC Palco Giratório com o espetáculo, Vigor Mortis Mortis Jukebox Vol. 1. Em 2017 foram realizadas várias novas produções e eventos como o lançamento de Virgin Cheerleaders in Chains, a primeira coprodução internacional em cinema, as montagens teatrais A Macabra Biblioteca do Dr. Lucchetti e Acordei Cedo no Dia em Que Morri, a terceira edição do Grotesc-O-Vision, festival internacional de horror e o lançamento do piloto da série Lavínia.
Saiba mais sobre a Vigor Mortis em facebook.com/vigormortissx

Profissão designer: desafio e inovação

Muito mais do que conteúdo, profissionais procuram investir cada vez mais na formação para se destacar na carreira

Fevereiro, 2020 – O mundo está em constante transformação, e para se destacar no mercado, é importante que os profissionais de todas as áreas estejam sempre atualizados, pois aquele que não andar no mesmo passo das mudanças, ficará para trás.

Tida como uma das profissões mais promissoras do mundo, o Design é, sem sombra de dúvidas, um dos pilares da tecnologia e do consumo, pois, muitas vezes, é ele quem dá forma ao conteúdo, e um conteúdo sem forma não é atrativo, o que acaba estourando lá na ponta da cadeia de consumo: um produto sem atrativo, sem apelos, não vende, ocupa prateleira e é sinônimo de prejuízo para quem o desenvolveu e para quem não conseguiu vender. Nesses casos, por mais barato que o produto seja, não vende. Não há “empurroterapia” milagrosa.

Pensando em ir cada vez mais longe na carreira que decidiu abraçar, a designer catarinense Patricia Pereira, 36 anos, deixou a casa dos pais, em Canoinhas/SC, ainda muito nova para cursar Desenho Industrial em Curitiba/PR.

“Acredito que nasci designer, desde pequena, sempre gostei de desenhar, criar, inovar, em brinquedos, brincadeiras e maneira de vestir. Na escola, me destacava muito em disciplinas relacionadas a artes e desenvolvia maneiras criativas de resolver problemas. Conforme fui crescendo, descobri a profissão de designer e me apaixonei. Era a ‘profissão das pessoas que criam coisas’, isso me encantou muito, e desde meus 11, 12 anos já pesquisava a profissão e sabia que era isso que queria fazer para a vida toda”, conta Patricia.

“A faculdade foi o pontapé da minha jornada. Eu já sabia o que eu queria, e buscar a formação especializada era o início de um processo que me levaria mais longe”, conta a Designer que já trabalhava na área desde os primeiros anos na universidade.

Com um potencial de destaque, Patricia começou a carreira trabalhando na Kraft Foods – hoje Mondelēz, empresa alimentícia, onde vivenciou o projeto estrutural de embalagens de alimentos. Em seguida, ainda na universidade, a jovem designer foi convidada a trabalhar em uma das maiores empresas de eletrodomésticos do mundo, o braço brasileiro da Whirlpool S.A., responsável pelas marcas Brastemp, Consul e Kitchen Aid no Brasil. “A área de design de eletrodomésticos é uma das mais difíceis e concorridas para designers no Brasil”, diz. Lá, Patricia participou da elaboração de projetos gráficos como grafismos de painéis para lavadoras, micro-ondas, fogões e refrigeradores, além de atuar no desenvolvimento de interfaces de produtos e suas lógicas de uso.

“Procurei ser bastante versátil na profissão e transitar por todos os ramos do design; mais do que aprender, eu tinha que conhecer todas as formas e áreas de atuação do designer para poder ‘me encontrar’ na profissão e aplicar o meu melhor naquilo que eu escolhesse fazer dentro do design”, conta.

Indo além

No Brasil e mundo afora, todos os anos diversos novos profissionais deixam os bancos das universidades para se lançarem ao mercado de trabalho, e para isso, somente a formação acadêmica não é capaz de garantir um bom lugar ao Sol.

“Sempre digo que o futuro é agora, e ele está acontecendo enquanto estamos planejando o amanhã. Sempre investi na minha formação porque sei que o mercado de trabalho não suporta estagnação, quis estar pronta para esse futuro. Depois de concluir o curso superior, busquei especializações diversas para me tornar uma profissional completa. Hoje, trago na bagagem título de especialista em Gestão e Desenvolvimento de Produto, Eco Design e Design Emocional.”, declara Patricia.

A designer ainda teve passagem pela Sanifill, uma das mais tradicionais empresas do Brasil especialista em higiene oral, onde como Analista de Desenvolvimento de Produto Pleno, foi a responsável pela criação da área de Design e P&D (Pesquisa & Desenvolvimento de Produto) e também pela estruturação da área de design gráfico da empresa (antes da chegada dela, os projetos de produto eram desenvolvidos por uma empresa terceirizada). Além disso, Patricia teve participação fundamental no desenvolvimento de projetos de produto, como: escovas de dentes, frascos para antisséptico bucal, estojos para fio dental, o que gerou patrimônio de propriedade intelectual para a empresa com o registo do design desses produtos junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual). “Foi uma oportunidade desafiadora, que colocou à prova os meus conhecimentos, ampliou o meu universo e me fez chegar ainda mais longe”, revela.

Depois da passagem pela indústria de higiene oral, Patricia foi convidada integrar o time da Grendene, indústria de calçados, onde como designer de produto desenvolveu projetos para a marca de calçados Ipanema, uma das mais importantes marcas de chinelos do Brasil.. “Participei ativamente de pesquisas com consumidores a fim de entender as necessidades do nosso público e buscar referências, tendências e inovação em produtos, estampas e materiais, não só no Brasil. Além disso, contribui com meu conhecimento técnico (bagagem adquirida em empresas anteriores) para o crescimento da equipe de design da Ipanema e participou de workshops para a geração de novas ideias para diversos produtos do Grupo Grendene”, relembra Patricia.

Toda a dedicação e trabalho foram reconhecidos. Em 2008, a designer foi uma das vencedoras do Prêmio IDEA Brasil, uma versão brasileira da mais importante premiação americana de design. O produto “Cadê?! Jogo Pedagógico”, criação de Patricia, recebeu troféu Bronze na categoria estudantes. O IDEA/Brasil representa uma inovação: é o primeiro país a receber o prêmio fora dos Estados Unidos, após 30 anos sendo realizado no país.

Todos os premiados participaram das exposições IDEA/Brasil, realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília e também Estados Unidos, em Washington DC, divulgada pela revista BusinessWeek, e em Phoenix no Arizona.

Em 2009, Patricia foi uma das premiadas na 9° Bienal do Design Gráfico, em que o tema foi Anatomia do Design. Naquela edição, 1.240 trabalhos foram inscritos e somente 283 foram premiados, expostos e publicados em catálogo, posteriormente transformado em livro. A exposição que revelou os vencedores ocupou 800m² no Centro Cultural São Paulo, na capital paulista.

Dica de profissional

Para se destacar no mercado e obter experiência, Patricia dá a dica:

- Multidisciplinariedade

“O designer precisa ter uma visão multidisciplinar e conseguir visualizar soluções para os mais diversos tipos de situações, sair da caixa, procurar não ser mais do mesmo”.

- Criatividade

“Acredito que a criatividade é a principal característica de um designer. O profissional tem que enxergar solução onde todo mundo só vê problemas. Seja curioso”.

- A queda do óbvio

“Se é óbvio, se já existe, e se funciona bem, tudo bem, mas para ser um bom designer, você tem que buscar aquilo que nunca ninguém buscou e encontrar formas diferentes, novas soluções para situações que já existem, ou seja, reinventar o novo”.

- Investimento

“Invista em você, na sua profissão, na área em que deseja atuar. Conheça, vá atrás, busque referências. Elas podem estar em livros, revistas, filmes e até mesmo em novelas. Converse com outros profissionais, viaje, observe, repare, desenvolva. Se você viu algo e acredita que pode fazer melhor, vá em frente, mas não desista diante do primeiro obstáculo”.

- Não pare

“Não pare até conseguir. Sei que ainda falta muito para chegar onde eu quero, mas sei que quando chegar, vou querer ainda mais, por isso eu digo: não pare até conseguir! E a sua jornada pode ser o incentivo para alguém. E depois que conseguir, continue, aprecie a paisagem”.

Momenttum inaugura novas vitrines assinadas por arquitetos incubados no Atelier 1901

No último dia 29 de janeiro, a Momenttum inaugurou suas novas vitrines assinadas por arquitetos do Atelier 1901. Servindo-se do atual mix de produtos da conceituada loja de mobiliário curitibana, especializada em design autoral brasileiro, os arquitetos elaboraram três ambientes exclusivos que podem ser visitados até o dia 29 de fevereiro.

Incubadora para arquitetos e urbanistas recém-formados, o Atelier 1901 iniciou suas atividades em novembro do ano passado. Parceira do projeto desde sua concepção, a Momenttum acredita no potencial de jovens profissionais no mercado. “Isso nos motivou a apoiar o Atelier 1901 desde o início e também firmar esta parceria para as vitrines, abrindo espaço para a renovação, unindo o talento dos arquitetos e a contemporaneidade do nosso mix de produtos nas nossas vitrines”, comenta Arthur de Fraga, relações públicas da loja de mobiliário.

VITRINES

O design brasileiro é a grande inspiração para as três novas vitrines da Momenttum. Os livings criados pelos arquitetos, divididos em três grupos, partem de concepções criativas distintas, mas todos explorando o potencial de cada elemento decorativo e de mobiliário. Peças autorais, formas orgânicas e sobriedade são alguns aspectos da criação de cada grupo que, além do mobiliário da Momenttum, contou com o apoio e materiais fornecidos para os três espaços por parceiros do Atelier 1901, como a Ner Casa de Luz, Tintas Verginia, Flor e Ser Plantas e Adornié Ambientes.

O primeiro ambiente mescla cores, formas e diferentes materiais para compor um lounge tropical. Priorizando peças de mobiliário externo, que também podem ser aproveitadas em ambientes internos, o espaço tem elementos arrojados intercalados com a intensidade das cores, plantas e objetos decorativos. Para compor o ambiente, as arquitetas Ariane Jasinski e Myllena Lima – com a colaboração das acadêmicas Amanda Loch e Camila Michalouski – escolheram móveis Pátio Brasil e Pátio Alive, como garden seats, puffs de corda náutica, poltronas, chaise e sofá de percinta, integrados de maneira harmônica e descontraída. Em contraste com o cinza e o preto, que dão cor às paredes e aos móveis escolhidos, o azul e o verde se destacam, principalmente na escultura de Janete Mehl e na intervenção com faixas criada pelo grupo que emolduram o ambiente, conferindo a ele movimento e leveza. No centro do lounge, uma composição com mesas de diferentes materiais, como mármore, madeira, corda naval e alumínio.

Também apostando no tropicalismo e no que há de mais brasileiro em materiais, a segunda vitrine assinada pelas arquitetas Bruna da Silveira, Bruna Vasques, Luiza Darwich e Marina Antoniette, do Atelier 1901, é puro frescor. Valorizando o design e artistas nacionais, além de elementos naturais para a composição do ambiente, as arquitetas priorizaram formas orgânicas e abstratas para a criação do living que tem cara de verão. Peças de barro, madeira, palha e algodão cru são alguns dos destaques do espaço que conta com a interferência artística das arquitetas na forma de um grande mural. Entre as escolhas de mobiliário, destaque para peças autorais de designers brasileiros como Jacqueline Terpins, Luan Del Savio e Aldolini Simonini, além do último lançamento da Momenttum, Roberta Banqueri.

Mais sóbria, urbana e contemporânea, a terceira vitrine traz um living atemporal, que ganha vivacidade e descontração a partir das obras de arte e da vegetação que ornamentam o ambiente. Criado pelas arquitetas Fernanda Camacho, Giovanna Nunes e Giulia Viana, com a colaboração do acadêmico Igor Pedrozo, o espaço integra sala de estar e jantar em uma composição de valoriza a leveza dos elementos decorativos em contraste com os tons mais escuros das paredes, teto e móveis em geral. O living traduz a personalidade de alguém que busca conforto, aconchego e a alegria de reunir pessoas para uma boa conversa. Peças premiadas, como as cadeiras Toá, dos irmãos Sergio e Jack Fahrer; o sofá Átomo, de Jacqueline Terpins; e a mesa de centro Drie, de Luan Del Savio – junto aos demais móveis de alto padrão, inclusive de linha corporativa – são destaque do living que aposta, ainda, em outras peças assinadas para dar mais sofisticação ao ambiente, como as luminárias da Ner Casa de Luz e obras de arte de artistas como as escultoras Janete Mehl e Sandra Barreiro, e o artista plástico e arquiteto Erwin Zaidowicz Neto.

CAPACITAÇÃO

Ao lado dos arquitetos responsáveis pelas três vitrines, os idealizadores do Atelier 1901, Ismael Gustavo Zanardini e Thatiane Botto de Barros, também sócios do Studio Baza Arquitetura e Interiores, estiveram juntos no desenvolvimento dos ambientes, auxiliando na concepção e execução dos projetos. Com o objetivo de capacitar e colaborar no início de carreira de arquitetos e urbanistas recém-formados, o Atelier 1901 também se propõe a ser um hub de captação de projetos e parcerias como esta das vitrines da Momenttum.

Para Zanardini, mais do que uma chance de mostrarem seus talentos e se aprimorarem, a oportunidade de assinarem ambientes para uma conceituada loja de design de Curitiba é um passo importante para os arquitetos incubados. “É o momento de eles terem em portfólio um ambiente exclusivo e autoral de grande visibilidade, o que é um mérito para a carreira de cada um deles”, afirma.

As vitrines assinadas pelos arquitetos do Atelier 1901 podem ser visitadas de segunda a sexta, das 9h30 às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h, na Momenttum (Rua Desembargador Costa Carvalho, 208 – Batel).

SERVIÇO

Novas vitrines da Momenttum assinadas por arquitetos do Atelier 1901

De 29 de janeiro a 29 de fevereiro

De segunda a sexta, das 9h30 às 19h; sábado, das 10h às 14h

Rua Desembargador Costa Carvalho, 208 – Batel

Curitiba/PR

www.atelier1901.com.br

contato@atelier1901.com.br

@atelier.1901

SUGESTÕES DE LEGENDA PARA FOTOS
Foto: Myllena-Lima-Ariane-Jasinski-Camila-Michalouski-Amanda-Loch-Credito-Juliane-Gotlieb
As arquitetas Myllena Lima e Ariane Jasinski com as acadêmicas de arquitetura e urbanismo, Camila Michalouski e Amanda Loch, responsáveis pelo Lounge Externo com toques tropicais, uma das novas vitrines da Momenttum. Crédito: Juliane Gotlieb.

Foto: Bruna-da-Silveira-Luiza-Darwich-Bruna-Vasques-Marina-Antoniette-Credito-Juliane-Gotlieb
Bruna da Silveira, Luiza Darwich, Bruna Vasques e Marina Antoniette, arquitetas responsáveis pelo Living Tropical, uma das novas vitrines da Momenttum. Crédito: Juliane Gotlieb.

Foto: Giulia-Viana-Fernanda-Camacho-Marinice-Bettega-Igor-Pedrozo-Giovanna-Nunes-Credito-Juliane-Gotlieb
A proprietária da Momenttum, Marinice Bettega (centro) entre as arquitetas Giulia Viana, Fernanda Camacho e Giovanna Nunes, e o acadêmico Igor Pedrozo, no Living Urbano, uma das novas vitrines da loja de mobiliário curitibana, especializada em design autoral brasileiro. Crédito: Juliane Gotlieb.

Foto: Arthur-De-Fraga-Marinice-Bettega-Thatiane-Botto-Ismael-Zanardini-Credito-Juliane-Gotlieb
Arthur de Fraga, RP da Momenttum, e a proprietária da loja de mobiliário, Marinice Bettega, ao lado dos idealizadores do Atelier 1901, Thatiane Botto de Barros e Ismael Gustavo Zanardini, no evento de lançamento das novas vitrines da Momenttum. Crédito: Juliane Gotlieb.

Foto: Gustavo-Celante-Ismael-Zanardini-Thatiane-Botto-Credito-Juliane-Gotlieb
Gustavo Celante, da Ardonié Amnbientes, parceira do Atelier 1901, ao lado dos idealizadores da incubadora para arquitetos e urbanistas recém-formados, Ismael Gustavo Zanardini e Thatiane Botto de Barros, no evento de lançamento das novas vitrines da Momenttum. Crédito: Juliane Gotlieb.

--

Centro Europeu abre inscrições para cursos de profissões em 2020

Centro Europeu abre inscrições para cursos de profissões em 2020

Sempre antenado com as mudanças da economia e trazendo soluções ágeis e efetivas para uma rápida inserção no mercado de trabalho, o Centro Europeu está com as inscrições abertas dos seus cursos de profissões em diversas áreas como gastronomia, cinema, design e fotografia.

Com foco experiencial e metodologia hands on o Centro Europeu potencializa o aprendizado de seus alunos trazendo para todos os cursos a realidade prática de cada profissão, contando sempre com professores atuantes e reconhecidos em suas áreas de atuação. Além de ter acesso a todos os conhecimentos, tendências e técnicas de cada profissão, os alunos ainda desenvolvem as habilidades primordiais para estruturar uma carreira de sucesso e desenvolver um mindset vencedor, sendo mais criativos e aprimorando o relacionamento interpessoal, a inteligência emocional e a visão empreendedora.

E esse ano o Centro Europeu traz mais uma grande novidade no seu processo de transformação digital, acaba de receber a certificação de Microsoft School. A gigante de inovação traz para sala de aula o que existe de mais moderno em tecnologia educacional que aprimora o aprendizado centrado no aluno com ferramentas de aprendizagem como o Office 365 Education, o FlipGrid e o Teams que intensificam ainda mais a relação aluno – escola, além de fornecer ferramentas de produtividade essenciais para atuação no mercado de trabalho que ajudam os alunos a adquirir confiança e as habilidades do século XXI.

GASTRONOMIA - Entre os highligths, está o curso de Chef de Cuisine, com aulas práticas e chancela internacional, além de parcerias para estágios nos mais renomados e disputados restaurantes e redes hoteleiras.

E seguindo as trends gastronômicas de especialidades, uma novidade com a repaginação de um dos cursos mais tradicionais. "O curso Patisserie e Boulangerie agora é trabalhado separadamente e passa a se chamar Chef Pâtissier e Chef Boulanger respectivamente, com uma nova proposta formativa mais aprofundada acompanhando as novidades desse mercado, explica o Rogério Gobbi, diretor acadêmico.

O curso Chef Pâtissier aborda fundamentos da confeitaria e técnicas modernas e avançadas aplicadas na produção de doces e chocolates, arquitetura de tortas, viennoiserie, confeitaria gourmet e produções artística. Já o Chef Boulanger compreende pães tradicionais, artesanais, especiais, funcionais e viennoiserie.

As aulas dos cursos de gastronomia acontecem em uma sede moderna e exclusiva com cozinhas equipadas no conceito lab maker para otimizar o aprendizado e proporcionar uma experiência única aos futuros profissionais.

MODA – Uma das áreas que mais movimenta a economia brasileira é a Moda. No conceito Fashion & Business, o curso do Centro Europeu traz uma formação integral, que aborda não apenas conceitos e técnicas tradicionais do mundo da moda, mas também tendências e como criar e manter um negócio de sucesso em um mercado crescente.

De acordo com Mariah Salomão, supervisora do curso, um dos grandes diferenciais do curso é a integração com o mercado de trabalho. "Ao final do curso, os alunos terão uma coleção, branding da marca, planejamento de comunicação, redes sociais e site prontos, além do plano de negócios para sair do curso e já entrar no mercado!", explica.

CINEMA – E na mão da evolução digital onde os conteúdos em formato de vídeo ganham cada dia mais espaço, fãs das artes visuais podem cursar, também, Cinema, que compreende três verticais: Storytelling, Filmmaking e Filmworks. Os alunos terão aulas práticas em set de produção cinematográfica desde o primeiro dia e poderão aplicar os conhecimentos em diversas funções dentro da indústria do cinema e do audiovisual.

FOTOGRAFIA – Ainda no campo das imagens destaque para o curso de Fotografia que oferece uma verdadeira imersão com aulas temáticas. Nelas, os alunos aprendem todas as principais técnicas e boas práticas com visitas a locações fotográficas e trabalhos clicando diferentes situações e profissionais, de dançarinos a modelos e esportistas.

CURSO DE FÉRIAS - Entre os dias 23 de janeiro e 09 de março, o Centro Europeu promove também oito cursos rápidos de fotografia de férias que são inéditos e com os temas mais buscados no universo da fotografia. Entre eles estão fotografia noturna, fotografia com celular, fotografia de animais, ensaio feminino e sensual, fotografia para crianças, foto arte e outros.

DESIGN DE INTERIORES - E para quem quer transportar seu olhar estético e funcional para os mais diversos ambientes, o curso Design de Interiores proporciona uma experiência completa aos alunos com total conexão com o mercado. O objetivo é formar alunos atentos a tendências, que poderão atuar em empresas especializadas, lojas de móveis, decoração e iluminação, eventos, construtoras e imobiliárias, além de empreenderem.

"Todos os professores são atuantes e têm seus escritórios, isso traz uma dinâmica prática para dentro de sala e a metodologia é baseada por projetos, os professores fazem um trabalho de mentoring com os alunos", explica o supervisor do curso, Filipe Bender. "Nos preocupamos também em como os alunos vão se vender. Vamos além do design e ensinamos o marketing pessoal e o empreendedorismo.", complementa.

Todas as informações sobre estes e outros cursos estão disponíveis no site do Centro Europeu (https://centroeuropeu.com.br/) ou pelo telefone (41) 3233-6669.

Florense Carlos de Carvalho apresenta três sugestões diferenciadas para acabamento de mobiliário

Fugindo dos tradicionais acabamentos para mobiliário, os destaques podem ser utilizados em toda a peça ou em detalhes, oferecendo produtos diferenciados

Todo projeto de interiores é único! Por isso, os acabamentos de cada mobiliário ajudam a construir um projeto singular e complementam o estilo de cada morador da residência. Na Florense Carlos de Carvalho, três opções de acabamento, com tecnologia exclusiva, oferecem opções diversificadas, são elas Le Cuir, Metelassê e Madrepérola Superlativa®.

O couro é um acabamento presente há séculos em utensílios e móveis. Com a tecnologia presente na Florense, o couro traz sofisticação aos projetos. A linha Le Cuir possui placas de couro natural com costuras pespontadas – que formam pontos sobrepostos -, produzidas através de manufatura artesanal aliada aos altos processos produtivos. Disponível em 11 diferentes cores, a linha Le Cuir pode ser utilizada, por exemplo, no acabamento externo de portas de roupeiros ou em detalhes de gavetas. Alem dos móveis fixos, o couro também está disponível em cadeiras, poltronas e bancos na Florense Carlos de Carvalho.

Inspirado em origens francesas, o acabamento em Matelassê é envolvente e aconchegante. Produzido através de costura com pespontos aparentes, em formas quadriculadas e em alto-relevo, oferecem ao mobiliário uma sensação acolchoada. Este acabamento pode ser aplicado em diversas criações, como portas de armários e até mesmo em revestimentos internos e externos de gavetas.

A semijoia que faz sucesso nos artigos de luxo, é exclusividade da Florense para toda a América. O acabamento Madrepérola Superlativa® é um microfilme flexível e ecológico em pura pérola natural, uma matéria-prima semipreciosa encontrada na parte interna de algumas conchas marinhas. Com um processo de produção “eco-friendly”, certificado pela Ecocrest - marca da Fondazione Acquario di Genova Onlus (Itália) -, o acabamento tem matérias-primas e produtos de origem aquática provenientes de cadeias de fornecimento ecossustentáveis. A opção é ideal para trazer o luxo ao ambiente, através de detalhes no mobiliário.

A Florense Carlos de Carvalho
A Florense Carlos de Carvalho está no mercado de luxo curitibano há 31 anos. É referencia em mobiliário high-end, design e arquitetura com peças exclusivas e com acabamentos diferenciados. A franquia é uma empresa brasileira com raízes italianas, design internacional e processos produtivos ecologicamente corretos, onde tecnologia de ponta e trabalho artesanal (fatto a mano) vibram na mesma sintonia para gerar móveis de finíssimo acabamento. Com uma marca autoral, que domina todos os processos industriais e opera pelo sistema custom made, personaliza cada projeto como uma grande marcenaria fina, com flexibilidade de medidas, variedade de materiais nobres e centenas de padrões de acabamentos.

Serviço
Florense Carlos de Carvalho
Endereço: Alameda Carlos de Carvalho, 1301, Batel – Curitiba (PR)
Telefone: 3013-1010
Site: www.florense.com
Instagram: @florensecarlosdecarvalho

Bienal de Curitiba apresenta exposição coletiva sobre arte e feminismo

A inauguração da mostra vai acontecer na próxima quarta-feira, dia 15 janeiro, no Design Center

CURITIBA 10/01/2019 – Na próxima quarta-feira, dia 15 de janeiro, o Design Center abrirá oficialmente a mostra “Tipografia: Substantivo Feminino”, que integra a programação oficial da 14ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba. Com entrada gratuita, a exposição coletiva, que ficará em cartaz até o final do mês de março, vai abordar diversas questões sobre arte e feminismo.

A mostra traça um recorte de cartazes do acervo do “Projeto Armazém”, organizado pela curadora Juliana Crispe, com trabalhos de diversas artistas mulheres, situando um coletivo de vozes femininas que versam por distintas falas, sensações, simbologias, rituais e gritos. “A mostra apresenta uma tipografia de muitos territórios que não falam apenas por palavras, fontes e tipos, mas que se expandem e se intensificam também em imagens dentro do processo gráfico dos cartazes, no âmbito da produção da arte em reprodutibilidade”, comenta Juliana.

Na mesma data, acontece o pré-lançamento do livro “Projeto Armazém”, que apresenta textos e proposições artísticas de 13 pesquisadores envolvidos. Assinada por Juliana Crispe, Fran Favero, Daniele Zacarão, Sandra Favero, Lilian Amaral, Francine Goudel, Ricardo Corona, Helene Sacco, Amir Cador, Raquel Stolf, Marina Moros, Franzoi e Néri Pedroso, a obra apresenta, em 168 páginas, uma compreensão sobre o Armazém, idealizado em 2011 como um grande encontro entre artistas, coletivos, editoras independentes e público em torno de exposições, mostras, feiras, oficina, seminários, com obras de arte com caráter múltiplo.

A inauguração da mostra “Tipografia: Substantivo Feminino” vai acontecer na próxima quarta-feira, dia 15 de janeiro, a partir das 19h. Durante o evento, será realizada a distribuição gratuita do livro “Projeto Armazém” ao público participante. As obras ficam expostas até março de 2020, no Design Center. A visitação será gratuita. Mais informações no site www.bienaldecuritiba.com.br.

Consumo consciente e botânica são temas de eventos no Morar Mais Curitiba 2019

Consumo consciente e botânica são temas de eventos no Morar Mais Curitiba 2019

Curitiba, novembro/dezembro de 2019 – O visitante do Morar Mais por Menos Curitiba 2019 já pode participar de atividades diferenciadas propostas pelos profissionais dos 41 ambientes que compõem a mostra, além de se apropriarem das dicas sobre brasilidade, sustentabilidade e decoração inovadora e acessível expostas nos espaços. O evento vai até o dia 08 de dezembro, no G1 do Shopping Crystal, e reúne uma agenda cheia de dicas.

No dia 14/11, a pop um store Fermin Cacarecos realiza palestra sobre vestuário de segunda mão para o público plus size, tratando da vivência gorda e da sua relação com a indústria da moda, sustentabilidade e acessibilidade. Já no dia 19/11, o brechó promove, em parceria com o Hai Studio Room, uma série de sessions com sons contemporâneos e base eletrônica, mesclando nomes já consolidados neste meio, bem como novas apostas de música independente brasileira. Numa estética minimalista, a série traz performances intimistas gravadas em estúdio em sinergia com efeitos visuais e sonoros.

No dia 20/11, a loja Diana Wilbert, presente na mostra, promove um workshop sobre arte botânica, das 15h às 16h e, no dia 27/11, acontece uma sessão de meditação botânica das 15h às 15h30.

Serviço:
Morar Mais por Menos Curitiba 2019
Local: Shopping Crystal – Piso G1 (com espaços no L2)
R. Comendador Araújo, 731 - Batel, Curitiba - PR,
Período: 01 de novembro a 8 de dezembro de 2019.
Horário: Seg-Sab – 14h às 22h | Dom e Feriado – 14h às 20h
Ingressos: à venda na bilheteria do evento ou pelo Sympla.
Valores:
Terças-feiras: Valor Sympla R$ 20 (+2,50) / Valor Bilheteria R$ 20 / Valor Clube do Assinante Gazeta do Povo R$ 14,00.
Quartas, quintas e sextas-feiras: Valor Sympla R$ 25 (+2,50) / Valor Bilheteria R$ 25 / Valor Clube do Assinante Gazeta do Povo R$ 17,50.
Sábados, domingos e feriados: Valor Sympla R$ 35 (+2,50) / Valor Bilheteria R$ 35 / Valor Clube do Assinante Gazeta do Povo R$ 24,50.
https://www.sympla.com.br/morar-mais-curitiba__632412

Patrocinadores Morar Mais Curitiba 2019: Maxflex, Saint-Gobais, Brasilit Saint-Gobain, Isover Santi-Gobain, Placo Saint-Gobain, Weber Saint-Gobain, Produtos Quartzolit.

Consultor da Jaguar falará sobre o design para um mundo melhor em evento do Sebrae/PR e Centro Brasil Design

O Sebrae/PR e o Centro Brasil Design realizam nessa terça-feira (05), o evento “Design for a Better World”, que vai debater o papel do design e da sustentabilidade e a utilização de seus processos e ferramentas para o cumprimento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no link.

Para falar sobre o assunto estará presente Cesar Pieri, consultor da Jaguar, diretor da Savannah College of Art and Design (SCAD), na cidade de Atlanta, nos Estados Unidos. A programação conta ainda com palestras de Rafael Alonso, diretor de design da Electrolux e com um painel sobre Economia Verde com as presenças de Bruno Sezerban, coordenador de design do Boticário, os designers da Furf Design Studio Rodrigo Brenner e Maurício Noronha e o arquiteto Sergio Pires. O encontro será moderado por Aguinaldo dos Santos, professor da UFPR.

O evento conta com o patrocínio da Electrolux. O Centro Brasil Design (CBD) é uma instituição com 20 anos de existência que conecta pessoas, setores do governo, empresas e criativos com o objetivo de viabilizar projetos inovadores e negócios de sucesso, além de promover a importância do design e da inovação. O CBD foi a primeira instituição de design a assinar o Pacto Global para se alinhar aos ODS da ONU.

Serviço

Design for a Better World

Data: 05 de novembro (terça-feira)

Horário: das 09h às 12h30

Mais informações e inscrições em: https://www.sympla.com.br/design-for-a-better-world__682599