Obra Nossa compra 2.000 cestas básicas em Páscoa Solidária e beneficia mais de 10 mil pessoas

O grupo solidário, formado por profissionais de arquitetura e design, que se tornou uma associação sem fins lucrativos no fim do ano passado, converteu o valor arrecadado em 25 mil quilos de alimentos.

A associação sem fins lucrativos Obra Nossa, que reúne arquitetos, designers, lojistas e clientes recebeu a doação de valores que foram integralmente convertidos para a compra de cestas básicas. Ao todo foram adquiridas 2.000 cestas equivalente a 25 mil quilos de alimentos. A arrecadação fez parte da ação Páscoa Solidária, primeira ação do ano do projeto, que beneficiará mais de 10 mil pessoas de comunidades carentes de Curitiba e Região Metropolitana.

Segundo o arquiteto Edgard Corsi, um dos coordenadores da associação, o objetivo da Páscoa Solidária foi levar além do chocolate. “O que as famílias precisam vai muito além disso. Nosso intuito é levar amor, esperança, carinho e alimento”, comentou. No ano de 2020, o Obra Nossa conseguiu arrecadar 14 mil cestas básicas que foram entregues ao longo do ano para centenas de comunidades.

Nessa ação de Páscoa, já forem entregues 1.427 cestas além de caixas de bombons e álcool em gel. A distribuição contou ainda com a parceria da Euro Áudio, Montrelux e Integra. A próxima entrega será realizada no dia 17/04, sábado que vai contar também com a entrega de álcool em gel para as comunidades.

Para saber mais sobre a associação, acesse @obranossa.pr e @obranossa.br. Os interessados em ajudar, podem depositar qualquer valor na conta do projeto: Banco Bradesco – 237 | Agência: 5753 - Conta Corrente: 20801-2 | CPF: 583.812.609-49 | Titular: Elaine Zanon | PIX: somosmaisarq@gmail.com.

Sobre Obra Nossa

A associação sem fins lucrativos é formada por arquitetos, designers, lojistas e clientes que tem como propósito levar a solidariedade para comunidades a partir de ações transformadoras. O grupo atua em ações como a reforma de uma casa ou a solução do saneamento de uma região e ainda promove ações solidárias ao longo do ano com a distribuição de itens.

Obra Nossa
Instagram: @obranossa.pr
Sede: Rua Desembargador Vieira Cavalcanti, 151 – São Francisco

Nova coleção de tecidos sustentáveis EcoSimple chega à Cosy Home

A grife de tecidos é referência quando o assunto é sustentabilidade.

Novidade de décor na Cosy Home! Acaba de chegar na loja a nova coleção da EcoSimple, a grife de tecidos que é referência quando o assunto é sustentabilidade. Em Curitiba (PR), a Cosy tem exclusividade de revenda da marca.

Os tecidos EcoSimple são produzidos de fio reciclados e matérias primas recicladas, que dispensam processos químicos e água e ainda reduzem o impacto no meio ambiente. Fatores que garantem o ciclo de renovação dos produtos, respeito à natureza e bem-estar do planeta. A cada 8 garrafas pet, por exemplo, é possível produzir 500g de retalho têxtil. A grife já contou com parcerias em collabs com nomes como Alexandre Herchcovitch e Maurício Arruda.

A Cosy está localizada na Rua Bruno Filgueira, 1352 – Bigorrilho e abre de segunda a sexta, das 09h30 às 18h30, e sábado, das 09h30 às 13h. Para mais informações, o contato é: (41) 3030-6959.

Um pouco sobre a Cosy Home

A Cosy Home – especializada em papéis de parede, tecidos e persianas – trabalha com as principais marcas e designers nacionais e internacionais do segmento. Sempre em sintonia com as tendências e tecnologias da área, a loja oferece, constantemente, novidades para seus clientes. São mais de 10 mil opções de tecidos e mais de 300 catálogos de papéis de parede (com dezenas de opções cada um), além de diversos modelos de persianas. Com um ambiente descontraído, alegre e atento à diversidade, a equipe Cosy é formada por pessoas que entendem a personalidade do cliente, proporcionando satisfação e a garantia do resultado desejado.

Serviço
Cosy Home
Endereço: Rua Bruno Filgueira, 1352 – Bigorrilho | Curitiba-PR
Telefone: (41) 3030-6959
E-mail: cosy@cosyhome.com.br
Site: www.cosyhome.com.br

Neste mês a nossa newsletter veio recheada de detalhes sobre o lançamento do livro Irmãos Campana – 35 revoluções na ÔDA Design.

Desde sempre admiradores do trabalho dos Irmãos, nossa história cruza com a deles quando em 2017 nossa curadora Tici Martinez fez uma visita ao Estúdio Campana e conheceu também os trabalhos do Instituto Campana.

Juntos estruturamos o processo de comercialização dos produtos do Instituto na ÔDA e fomos a primeira loja do Brasil a contar com as peças do Instituto Campana na curadoria.

Nossa parceria se fortaleceu ainda mais com o projeto Mãos em Ação - Resgate de Fibras Naturais com o workshop de Humberto Campana para designers e criativos locais em uma fábrica tradicional de Santa Felicidade (Curitiba/PR).

O Instituto Campana, criado pelos Irmãos em parceria com instituições e organizações, trabalha três principais áreas: o resgate de técnicas artesanais, tanto tradicionais quanto as criadas pelos Irmãos Campana; a intervenção social sob a perspectiva do design para a inclusão social; e a manutenção e preservação das coleções e memória dos irmãos.

Os princípios do Instituto vão ao encontro do que acreditamos: a valorização do design genuinamente brasileiro como meio de conexão e também de transformação social.

Esse mês temos o privilégio de receber mais uma obra com exclusividade aqui na ÔDA Design, o livro 35 Revoluções está disponível em todos os nossos canais de conexão.

Em “Irmãos Campana - 35 Revoluções” você mergulhará na história da dupla de brasileiros que mudou a narrativa do design contemporâneo. Ele contempla a exposição realizada pelos Irmãos no Museu da Arte Moderna (MAM), no Rio de Janeiro, a maior já feita por eles no Brasil ao longo dos 35 anos de carreira: foram mais de 80 peças, dessas, cerca de 80% nunca haviam sido expostas no País.

No evento on-line de lançamento do livro a nossa curadora Ticiana Martinez e Humberto Campana falam sobre o passado, refletem o presente e abrem os planos futuros em um bate-papo inspirador.

O vídeo completo do nosso evento de lançamento em parceria com o Instituto Campana já está disponível em nosso IGTV.

Adquirindo o livro você está incentivando a transformação social por meio do design e da arte.

Tendência: Tons claros de madeira voltam com força total em 2021

Do piso ao mobiliário, essa é a aposta para criar ambientes aconchegantes e cheios de personalidade

A madeira clara é uma forte tendência para a decoração em 2021, segundo a revista norte-americana Modsy. Ela vem conquistando todos os espaços da casa, pois, além da beleza estética, proporciona uma sensação de acolhimento e aconchego - assim como dá mais amplitude aos ambientes.

A versatilidade desse elemento natural também faz dele um ‘coringa’ para compor a decoração, com propostas que vão dos pisos, revestimentos de paredes, pergolados e decks, até o mobiliário.

Sobre a tonalidade, a arquiteta da A.Yoshii em Londrina, Ana Paula Pimentel, explica que a madeira mais clara vem ganhando força a partir do estilo escandinavo, que prima por colorações mais suaves, linhas sóbrias e materiais naturais de alta qualidade, garantindo mais conforto e leveza aos espaços.

“Na decoração mais clean e neutra, a madeira clara funciona melhor ao combinar com uma paleta mais leve, como os tons pastéis, o bege, o gelo ou o próprio branco. Ela também harmoniza com outras cores e estilos, seja rústico, moderno ou industrial”, diz.

No apartamento decorado do Landscape, lançamento de alto padrão em Maringá (PR), o projeto traz madeira em tonalidade mais clara para compor espaços privativos, como no banheiro de uma das três suítes e nas paredes do quarto.

Em Curitiba (PR), a madeira clara traz aconchego e segue a tendência no apartamento decorado do Talent, empreendimento localizado em frente à Praça Oswaldo Cruz e que será entregue em 2023. O revestimento da parede do banheiro tem esse destaque, assim como nos painéis dos quartos e sala compartilhada.

Para quem gosta de um visual mais ousado, a arquiteta cita a possibilidade de se criar um contraste com cores mais escuras e neutras, como o preto e o cinza. Na varanda gourmet do Lumini, em Londrina (PR), as mesas e cadeiras em madeira surgem em harmonia com o cinza. No empreendimento, o material compõe ainda o piso e nichos de parede no quarto infantil, dando ainda mais leveza ao espaço.

“Outra proposta de utilização da madeira clara é no contraponto com elementos mais frios, como as cerâmicas, o concreto, ferro, vidro e aço, trazendo equilíbrio na mistura com outros materiais”, afirma Ana Paula.

É a partir desta combinação que o Legend, em Campinas (SP), ganha um visual super moderno. No amplo espaço privativo, a madeira contrasta com a cerâmica e revestimentos mais escuros nas áreas de maior convivência, como a cozinha e a varanda gourmet. No entanto, a prova da sua versatilidade está nas suítes, onde a madeira clara cria um equilíbrio com os tons mais suaves.

Sobre a A.Yoshii

Desde 1965, a A.Yoshii atua na construção e incorporação de imóveis residenciais e comerciais de alto padrão. Localizados nos bairros nobres de Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas, os empreendimentos se tornaram cartões postais dessas cidades. Com pontualidade na entrega e excelente padrão de acabamento, a construtora executa suas obras com excelência e inovação, priorizando as demandas do mercado, os anseios dos compradores, a segurança do trabalhador e a conservação ambiental. Mais informações: www.ayoshii.com.br.

Sobre o Grupo A.Yoshii

Fundado há mais de 55 anos, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de m² do Sul ao Nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná; e pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e a democratização cultural. Além disso, atua em Obras Corporativas, atendendo grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshii.com.br.

Atelier 1901 abre inscrições para concurso voltado a arquitetos e estudantes de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Arquitetos e estudantes de arquitetura dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul poderão definir o projeto de revitalização de uma área nobre do maior clube social de Curitiba, o Clube Curitibano. Realizado pelo Atelier 1901, o concurso para a seleção dos projetos está com inscrições abertas até o dia 15 de março. A melhor proposta, que será escolhida pela direção e sócios do clube, receberá o prêmio de R$ 10.000,00 (dez mil reais). Arquitetos com até quatro anos de formados e estudantes de qualquer período da graduação em arquitetura e urbanismo dos quatro estados poderão fazer suas inscrições no site https://www.atelier1901.com.br/concurso-clube-curitibano.

Além do prêmio do concurso, o projeto vencedor receberá o valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) na fase de execução quando o clube decidir iniciar a revitalização da área de mais de 600 m² da sede Getúlio Vargas, no bairro Água Verde, em Curitiba. Nos últimos anos, o espaço, que já recebeu a circulação de mais de 5 mil pessoas, encontra-se ocioso.

A área foi objeto de um estudo de viabilidade realizado por arquitetos incubados do Atelier 1901, que apresentou as diretrizes para a revitalização do local, com a indicação de possíveis usos, além da sugestão de modelos de negócios sustentáveis e tecnicamente viáveis. O estudo servirá de base para todo o processo do concurso, que será realizado em etapas.

Depois de encerradas as inscrições, todos os participantes terão acesso ao estudo para o início da maratona criativa que definirá as primeiras propostas. Uma pré-seleção vai definir os projetos que seguem no concurso. A fase final inclui um uma série de workshops técnicos realizados pelos patrocinadores do concurso e ajudará no refinamento das propostas antes da entrega do projeto final. O resultado do concurso, com o projeto escolhido, está previsto para o dia 26 de abril.

Cebrace Vidros, DecoreA, Hettich do Brasil, Hidroforma, Rocha & Barros Advogados Associados e Tintas Verginia, parceiros técnicos do Atelier 1901, são os patrocinadores do concurso.

Estudo de viabilidade

Incubadora para arquitetos e urbanistas recém-formados, o Atelier 1901 é um modelo de negócios inovador. Fundado em Curitiba em novembro de 2019, em pouco mais de um ano, o Atelier 1901 já facilitou o ingresso no mercado de 77% dos seus incubados, seja com negócios próprios, seja como contratados em escritórios de arquitetura e construtoras da capital paranaense.

O estudo de viabilidade para a revitalização da área nobre do Clube Curitibano, realizado pelo Atelier 1901, traz o resultado de uma pesquisa pormenorizada que considerou a dinâmica dos sócios, bem como as necessidades do entorno da sede do clube no bairro Água Verde em Curitiba. Para a pesquisa, os incubados participaram de um workshop de Service Design (design de serviço, em português), que permitiu desenvolver os insights de reutilização da área depois de uma maratona criativa com os incubados.

Ao longo do seu primeiro ano, o Atelier 1901 já desenvolveu dezenas de projetos que tiveram maratonas criativas como método de elaboração de propostas para atender demandas de diferentes clientes, comerciais ou residenciais. “O formato tem sido muito utilizado por clientes que buscam não só receber diferentes propostas para decidir por uma, mas porque possibilita o acesso a uma variedade de conceitos e ideias que abusam da criatividade e, muitas vezes, surpreendem”, comenta Ismael Gustavo Zanardini, idealizador do Atelier 1901, ao lado de Thatiane Botto de Barros, sócios do Studio BaZa Arquitetura e Interiores.

SERVIÇO

Concurso para arquitetos e estudantes de arquitetura (SP, PR, SC, RS)

Revitalização de área nobre da sede Getúlio Vargas do Clube Curitibano

Inscrições até o dia 15 de março de 2021 no site www.atelier1901.com.br

Mais informações:

Atelier 1901

Rua Voluntários da Pátria, 400 – Centro

Curitiba/PR

www.atelier1901.com.br

contato@atelier1901.com.br

(41) 3069-1901

(41) 98733-9932

@atelier.1901

Decoração. Paletas de cores para sua casa que mais combinam com seu signo

Escorpianos adoram vermelho, piscianos preferem o azul… Sim, o Zodíaco pode ajudar a decorar os ambientes

No quesito decoração, vale tudo, até mesmo combinar a paleta de cores dos ambientes com o signo do Zodíaco, trazendo à tona as melhores características de cada um.

Para saber em quais tonalidades investir na hora de pintar as paredes, compras as roupas de cama e colocar os objetos decorativos, é preciso saber aquela que representa o seu signo. Confira a seguir:
Áries
Os nascidos sob este signo são pessoas fortes e corajosas, o que combina com cores intensas, como o vermelho, o laranja e o salmão. São tons ideais para dar um up em ambientes minimalistas.

(FOTO 1)

Touro
Os taurinos buscam por segurança e harmonia, e, por isso, nada melhor do que os tons terrosos, que remetem a esse aconchego. O estilo rústico ou colonial, bastante amadeirado, é a decoração perfeita para eles.

(FOTO 2)

Gêmeos
A cor amarela é ideal para expressar o otimismo, a alegria e as energias positivas que os geminianos transmitem. Ecléticos, eles gostam de misturas, sendo o rosa e o azul boas opções para o signo.

(FOTO 3)

Câncer
Carinhosos e afetuosos, mas ao mesmo tempo inseguros, os cancerianos precisam de paz e sobriedade. Opte pelo branco e pelo cinza, se possível, com uma pegada romântica para atender às necessidades deste signo.

(FOTO 4)

Leão
Os leoninos têm tudo a ver como cores quentes e chamativas, como laranja, dourado e amarelo, que remetem ao poder natural do signo. Os tons devem aparecer para deixar o ambiente muito mais glamuroso.

(FOTO 5)

Virgem
Apegados aos detalhes e extremamente organizados, quem é regido pelo planeta Mercúrio adora uma decoração clássica em tons de azul claro, que estimula também a criatividade.

(FOTO 6)

Libra
Amantes de tudo que é belo e elegante, os librianos pedem por uma decoração em tons pastéis, como o verde-água e o rosé, que deixam o ambiente muito mais confortável e romântico.

(FOTO 7)

Escorpião
Os escorpianos se identificam com cores chamativas, como vinho, preto, e vermelho vivo, que combinam com sua personalidade forte e o misticismo natural. O estilo Girlie tem tudo a ver com a sensualidade escorpiana.

(FOTO 8)

Sagitário
Eles amam a liberdade e portanto, combinam com cores que remetem à natureza. É o caso dos tons de verde, violeta, rosa e azul, principalmente quando as cores aparecem na decoração boho.

(FOTO 9 )

Capricórnio
Discretos, racionais e trabalhadores, os capricornianos precisam de tons que trazem à tona suas características. A aposta é em um design contemporâneo, que preza por cores como o verde escuro e o prateado.

(FOTO 10)

Aquário
Os aquarianos combinam com a cor verde, que tem tudo a ver com seu lado benevolente e esperançoso, mas também com os tons de azul, que demonstram sua rebeldia e visão de futuro.

(FOTO 11)

Peixes
As cores que transmitem sensação de equilíbrio combinam perfeitamente com a sensibilidade única do signo. O verde-água, o lilás e o turquesa são as melhores cores para a decoração de ambientes.

Moradia sustentável: setor da construção civil paranaense aposta em soluções ecológicas nos empreendimentos residenciais

As novidades vão além dos mecanismos de reaproveitamento da água ou geração de energia solar e estão na arquitetura, uso e descarte racional de materiais e diferentes tecnologias.

Acompanhando a tendência nacional, incorporadoras e construtoras do Paraná estão investindo cada vez mais em projetos que usam a tecnologia e soluções inteligentes de sustentabilidade ambiental, econômica e social nos empreendimentos destinados à moradia. E Curitiba, que já recebeu o título de “capital ecológica”, colabora de forma relevante para a posição que o Brasil conquistou, de ser o 4º país com mais construções sustentáveis no mundo. O ranking é do U.S. Green Building Council (Conselho das Construções Verdes) e considera os projetos que receberam certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).

Entre os pouco mais de 600 projetos brasileiros certificados em 160 países, a capital paranaense se destaca, por exemplo, com edifícios comerciais como a sede da RAC Engenharia - que teve a maior pontuação LEED Platinum da América Latina -, além do primeiro prédio corporativo do mundo com autossuficiência em água, o Edifício Eurobusiness.

Mas, além dos empreendimentos comerciais, pensados para inspirar o setor com soluções sustentáveis e inovadoras, a preocupação com a criação de espaços mais saudáveis para as pessoas, com impacto ambiental reduzido, já está em projetos de condomínios residenciais de Curitiba. E o cuidado com a qualidade de vida dos moradores e das futuras gerações é um diferencial que tem conquistado os consumidores.

Alguns diferenciais, que despertam a simpatia de quem procura um imóvel com longevidade, já são conhecidos. Alguns exemplos são os sistemas de reaproveitamento da água da chuva ou águas cinzas (chuveiros e pias) e os painéis solares para uso da energia no aquecimento da água das piscinas e chuveiros de uso compartilhado ou privativo. Mas a sustentabilidade vai muito além disso.

Para o engenheiro civil e diretor de desenvolvimento imobiliário da incorporadora Altma, Gabriel Falavina, os projetos inteligentes incorporam o conceito da sustentabilidade em diversos detalhes. “Uma simples fachada pode impactar positivamente o meio ambiente, por exemplo, se usa tecnologias autolimpantes. Isso representa economia de água. Também pode gerar sustentabilidade social ao criar a integração ideal entre o interno e o externo, além de gerar uma sustentabilidade ambiental e econômica através de tecnologias de isolamento térmico. Não é muito óbvio, mas soluções assim, garantem conforto e menos consumo com climatizadores, ar condicionado ou aquecedores”, exemplifica.

Outro cuidado que resulta em economia de energia são os sistemas de eficiência lumínica. E isso acontece não apenas com soluções como sensores de presença e a escolha de lâmpadas de LED. “Considerar, no projeto arquitetônico, o aproveitamento da luz natural nos ambientes internos do empreendimento, através de posição solar e disposição das janelas, tem impacto também no conforto e economia de energia, tanto com relação à iluminação, quanto na questão térmica, que pode ser otimizada com vedações, esquadrias e técnicas que aumentam a eficiência nesse aspecto”, explica o engenheiro.

Considerando os três pilares da sustentabilidade, um empreendimento pode oferecer ainda mais soluções que contribuam com o desenvolvimento da cidade, do estado e do país. “Um projeto que faz uso inteligente dos espaços, reduzindo corredores e ampliando a relação entre moradia por m² construído, é mais sustentável. Até mesmo a oferta de algumas conveniências podem fazer a diferença do ponto de vista do Meio Ambiente. É o caso das hortas comunitárias, fachadas verdes, jardins suspensos, por exemplo”, cita.

O novo empreendimento da incorporadora, o Árten, - que tem lançamento previsto para o primeiro semestre deste ano - tem como principal característica a sustentabilidade. O condomínio terá placas de captação de energia solar para uso em áreas comuns, fachada autolimpante, sistemas de reuso de água da chuva e horta comunitária. O projeto também incorpora soluções inovadoras. O condomínio terá bikes elétricas de uso compartilhado e estações de recarga de carros elétricos em todas as vagas de garagem.

Além disso, a incorporadora vai oferecer dois anos de Uber gratuito para os clientes que colocarem o carro na compra do apartamento, pelo valor da tabela Fipe. "A ideia é encorajar a redução do número de carros por família, através da oferta de facilidades para o deslocamento na cidade com o uso dos aplicativos de carona ou veículos não poluentes. O que queremos, com isso, é contribuir para a qualidade de vida das pessoas e para que Curitiba - que é a capital com mais carros por habitante - seja uma cidade cada vez mais inteligente e ecológica, com menos congestionamentos e poluição", conclui.
Copyright © 2021 Bombai Comunicação, All rights reserved.
You are receiving this email because you opted in via our website.

Casa Vogue reúne referências de arquitetura e decoração no Yearbook 2021

Publicação mais aguardada do ano chega às bancas de todo o país com projetos de renomados profissionais

5==QY2YzYjVjOyJmLt92YuEmcyVGdAlGbsV2Y1xWYtF2czVmbhZnO0cjNxcDM3gTM6cWZwpmL39GbyETM5EmY4Y2YkRmNjVjYhRDN3MjNyQ2NhljY3kjN1UjRyUiN1UjRyUCOzUDOGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTM

A maior e mais tradicional edição de Casa Vogue do ano, o Yearbook Casa Vogue, chega às bancas de todo o país com 35 projetos dos mais renomados profissionais do universo da arquitetura e decoração. Sig Bergamin, João Armentano, David Bastos, Patricia Anastassiadis, Alex Hanazaki e Mauricio Arruda são alguns dos nomes consagrados a compor a publicação, que este ano chega à sua 30ª edição com projeto gráfico de luxo.

O Yearbook 2021 é dividido em seis capítulos: Moradas Urbanas; Refúgios; Apartamentos acima de 200m²; Apartamentos até 200m²; Projetos Comerciais; e Paisagismo. O formato permite que os leitores encontrem o tipo de projeto que procuram com mais agilidade, e tenham um panorama mais amplo das ideias, soluções e novidades de cada categoria.

O arquiteto Sig Bergamin estrela o capítulo de Moradas Urbanas com um projeto de generosos 1.045 m² em São Paulo, que revela um cenário maximalista - sua marca inconfundível - com um mobiliário de design assinado do mundo todo, além de tecidos e elementos criados para dar singularidade ao décor. O decorador David Bastos é o destaque dos Refúgios, com projeto em uma residência de férias em um condomínio na Praia do Forte, em Mata de São João, BA, que exalta a paisagem e celebra a vida em contato com o verde. João Armentano assina o projeto em evidência do capítulo de Apartamentos acima de 200m² e apresenta um imóvel de 812 m² com ambientes integrados e amplos, resguardados por pilares robustos, porém discretos. Na categoria Apartamentos até 200m², Mauricio Arruda, um dos sócios do escritório Todos Arquitetura, é o destaque com projeto de um apartamento que ganhou vida com tons de preto, caramelo e verde, móveis de design brasileiro, plantas e fotografias contemporâneas. Patricia Anastassiadis assina o projeto em destaque no capítulo de Projetos Comerciais. Em 1.350 m², a instituição em São Paulo se desvia de estereótipos graças a formas orgânicas e materiais acolhedores. Em Paisagismo, o projeto em evidência tem uma pegada rústica e praiana, trata-se de uma residência de Trancoso, na Bahia, em que o paisagista Alex Hanazaki distribuiu atrações em um jardim de 7 mil m², criando um Oásis Tropical.

O anuário traz ainda a seção Casa Vogue Ama, uma vitrine de produtos de decoração eleitos pela curadoria da equipe da revista para repaginar a sua casa com conforto e elegância. São mais de 15 objetos para os mais variados ambientes e estilos. O Yearbook Casa Vogue 2021 chega às bancas em 12 de fevereiro.

Sobre a Casa Vogue
Autoridade máxima em arquitetura, design e decoração. Casa Vogue é a revista de maior prestígio do Brasil em decoração, design, arquitetura e lifestyle. Todos os meses, ela encanta e inspira seus leitores amantes do bom viver.

Arquitetura

O prestigiado International Design Awards (IDA) elegeu o interior da OX Room Steakhouse, de Curitiba, como o mais bem decorado do Brasil e um dos mais belos do mundo. O prêmio, que é um reconhecimento ao celebrar e promover arquitetos visionários de design excepcionais e também para descobrir talentos emergentes em arquitetura, interiores, gráficos e designs de moda do mundo todo, concedeu o troféu de bronze ao projeto do escritório curitibano Guilherme Bez na categoria ‘design de interiores’. Nenhum outro empreendimento brasileiro foi premiado nesta categoria.

O projeto da OX Room Steakhouse, idealizado há dois anos por Bez e sua equipe, mistura os estilos rústico, contemporâneo e industriam para fazer uma conexão entre os ambientes da casa – uma combinação de churrascaria, lounge e bar. Um dos destaques da justificativa para o prêmio é a iluminação externa feita com fitas de neon que dão a sensação de brasas brilhantes e lava vulcânica.

Já no interior, a decoração do bar que serve ao restaurante e ao lounge externo foi projetada com iluminação móvel construída em cima de madeira reciclada e trilhos de trem, com uma nuvem de pedaços de lenha pairando sobre ele.

A avaliação do IDA também cita as pinturas artísticas nas paredes externas, com pinceladas que representam a imagem estilizada de um boi visto de frente. “É uma explosão de emoções”, cita a justificativa do prêmio.

“Trabalho em conjunto, detalhista pensado em cada diferencial para que os nossos clientes vivenciassem a experiência OX Room, especialmente no que se refere a arquitetura. Por isso, parabéns a toda equipe, a todos nós e ao nosso arquiteto Guilherme Bez”, diz a OX em um comunicado no Instagram.

São diferentes estilos desenvolvidos, com ambientes mais intimistas para o almoço ou o jantar, descontraídos para o happy hour, e espaços abertos ao ar livre.

Todo o ambiente da OX Room Steakhouse foi projetado pela equipe de Guilherme Bez, com os profissionais Rafaela Nunes de Oliveira, Paola Moraes Costa, Ana Paula Bim, Amanda Schwarz.

Prêmio IDA

O troféu International Design Award (IDA) é uma renomada premiação internacional na área de arquitetura e design que acontece desde o ano de 2007. Projetos de diferentes países participam desta importante premiação

“A IDA procura designers verdadeiramente visionários que exibem criatividade e inovação. Enquanto o mundo lutava com um desafio sem precedentes em 2020, a IDA recebeu um número recorde de inscrições que apresentou ao júri uma enorme tarefa de selecionar os vencedores”, disse Jill Grinda, vice-presidente de marketing e desenvolvimento de negócios da IDA.

Sobre a OX Room Steakhouse

Diferente de uma churrascaria convencional, a OX Room Steakhouse é um restaurante de alta culinária com um lounge bar, drinks autorais e um atendimento diferenciado. São cortes especiais com acompanhamentos e bebidas selecionados especialmente para surpreender o paladar.

A inspiração para a criação da OX veio das steakhouses dos Estados Unidos que se tornaram uma grande febre internacionalmente, onde o churrasco é preparado e apresentado de maneira especial em um ambiente descontraído e ao mesmo tempo diferenciado. Com o objetivo de oferecer uma experiência gastronômica moderna com uma comida incrível em ambiente agradável e inovador.

O cardápio da OX Steakhouse é dividido em opções para o almoço, menu executivo, entradas, saladas, principais de carnes e frutos do mar, surf n’turf (do mar à terra) e sobremesas, com aproximadamente 90 opções na casa. Todas as carnes são certificadas da raça de gado Angus com textura e sabor inigualáveis trazidos diretamente do Rio Grande do Sul para serem selecionadas dentro da própria casa.

A adega de vinhos da OX Steakhouse possui rótulos de 27 regiões do mundo, entre brancos, rosés, tintos e espumantes. Todos os drinks foram pensados de acordo com as carnes servidas, levando em consideração os cortes, o preparo, o nível de gordura, o molho, os temperos e tudo o que há no prato para harmonização.

Serviço

A OX Room Steakhouse fica na Al. Dom Pedro II, 390, no bairro do Batel. Reservas e informações pelo telefone (41) 99779 3354 ou (41) 3039 4577, e ainda no site oxsteakhouse.com.br.

Mais Cor, Mais Vida mobiliza empresárias na revitalização de escola

A produtora cultural Beth Capponi está mobilizando empresárias de Curitiba a colaborarem com a revitalização da Escola Estadual Professora Maria Balbina, no bairro do Tarumã. A iniciativa é mais uma ação do Mais Cor, Mais Vida, projeto viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura da Prefeitura Municipal de Curitiba e Fundação Cultural com incentivo da Celepar e Ademilar Consórcio de Imóveis.

Nesta semana, a Moca Arquitetura, das arquitetas Katia Azevedo e Ana Sirkoski doou para a escola os projetos arquitetônicos da nova biblioteca, sala de artes e sala de empreendedorismo. A construção dos novos espaços será viabilizada por meio de financiamento coletivo a ser lançado em breve.

“Aproveitamos a repercussão positiva do projeto e o conhecimento sobre as demandas da escola para ir além das ações culturais. A cada desejo da comunidade mobilizamos parceiros com interesse em transformar a realidade do colégio, tudo com muita disposição e sem tempo para ativismo de sofá”, conta Beth Capponi.

Ação socioambiental e voluntariado

Durante o mês de janeiro, a segunda edição do Mais Cor, Mais Vida realizou uma série de intervenções na Escola Estadual Professora Balbina, vítima de um incêndio criminoso em 2017.

Na primeira semana, as edificações internas ganharam cores com os grafittis de Marciel Conrado, as artes-muralistas de Yvy Capponi e Douglas Reder e o abraço de alunos, professores e funcionários da escola com os lambe-lambes de Estevan Reder. Nesta ação colaboraram como voluntárias as sócias do Estúdio de Arte e Design Hardecore, Heloise Sabatella e Giovana Zardo.

O projeto segue com a pintura do muro externo realizada por artistas convidados e voluntários, com a retomada da horta em parceria local e uma extensa programação de oficinas artísticas on-line para alunos, professores e o público em geral.

Em outra parceria realizada por Beth, o Mais Cor, Mais Vida se aliou ao Instituto Biológico do Meio Ambiente - BIOMA para fazer a coleta seletiva e o destino apropriado para as embalagens de tinta e lixo gerados pela ação. Como compensação ao impacto ambiental causado pelos resíduos, o BIOMA também fornecerá mudas para o plantio de duzentas árvores frutíferas.

Para saber mais sobre o projeto visite:
http://maiscormaisvida.com
facebook.com/artemaiscormaisvida
instagram.com/maiscor.maisvida

Decoração. Paletas de cores para sua casa que mais combinam com seu signo

Decoração. Paletas de cores para sua casa que mais combinam com seu signo
Escorpianos adoram vermelho, piscianos preferem o azul… Sim, o Zodíaco pode ajudar a decorar os ambientes

No quesito decoração, vale tudo, até mesmo combinar a paleta de cores dos ambientes com o signo do Zodíaco, trazendo à tona as melhores características de cada um. 

Para saber em quais tonalidades investir na hora de pintar as paredes, compras as roupas de cama e colocar os objetos decorativos, é preciso saber aquela que representa o seu signo. Confira a seguir:
Áries
Os nascidos sob este signo são pessoas fortes e corajosas, o que combina com cores intensas, como o vermelho, o laranja e o salmão. São tons ideais para dar um up em ambientes minimalistas. 

Touro
Os taurinos buscam por segurança e harmonia, e, por isso, nada melhor do que os tons terrosos, que remetem a esse aconchego. O estilo rústico ou colonial, bastante amadeirado, é a decoração perfeita para eles. 

Gêmeos
A cor amarela é ideal para expressar o otimismo, a alegria e as energias positivas que os geminianos transmitem. Ecléticos, eles gostam de misturas, sendo o rosa e o azul boas opções para o signo. 

Câncer
Carinhosos e afetuosos, mas ao mesmo tempo inseguros, os cancerianos precisam de paz e sobriedade. Opte pelo branco e pelo cinza, se possível, com uma pegada romântica para atender às necessidades deste signo. 

Leão
Os leoninos têm tudo a ver como cores quentes e chamativas, como laranja, dourado e amarelo, que remetem ao poder natural do signo. Os tons devem aparecer para deixar o ambiente muito mais glamuroso. 

Virgem
Apegados aos detalhes e extremamente organizados, quem é regido pelo planeta Mercúrio adora uma decoração clássica em tons de azul claro, que estimula também a criatividade. 

Libra
Amantes de tudo que é belo e elegante, os librianos pedem por uma decoração em tons pastéis, como o verde-água e o rosé, que deixam o ambiente muito mais confortável e romântico.

Escorpião
Os escorpianos se identificam com cores chamativas, como vinho, preto, e vermelho vivo, que combinam com sua personalidade forte e o misticismo natural. O estilo Girlie tem tudo a ver com a sensualidade escorpiana. 

Sagitário
Eles amam a liberdade e portanto, combinam com cores que remetem à natureza. É o caso dos tons de verde, violeta, rosa e azul, principalmente quando as cores aparecem na decoração boho.

Capricórnio
Discretos, racionais e trabalhadores, os capricornianos precisam de tons que trazem à tona suas características. A aposta é em um design contemporâneo, que preza por cores como o verde escuro e o prateado. 

Aquário
Os aquarianos combinam com a cor verde, que tem tudo a ver com seu lado benevolente e esperançoso, mas também com os tons de azul, que demonstram sua rebeldia e visão de futuro. 

Peixes
As cores que transmitem sensação de equilíbrio combinam perfeitamente com a sensibilidade única do signo. O verde-água, o lilás e o turquesa são as melhores cores para a decoração de ambientes.


E aí, gostou? Se as previsões bateram com seu signo nunca esqueça de sempre se atentar a estes pontos na decoração. Desde as persianas até o tapete, tudo tem que ser pensado para te agradar.

Casa Vogue na Estrada: design e sustentabilidade se fundem na Bahia

Hugo França, Laila Assef e Naná Lavander perseguem a preservação do meio ambiente e a conscientização sobre o descarte, transformando em arte o que seria jogado fora

6=YjN2UTZ4ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDOxMTN4MDN0QjM6cWZwpmL39GbkNDNiBTYxUGZhNzNhZGOmNjN3YGOlFzNzkjZwAjZjdjRyUiZjdjRyUCOzUDOGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopTN
3=IWZ2QjZjpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDOxMTN4MDN0QjM6cWZwpmL39Gb4UjNhVmM0kDOzUmZyEjZiF2YxADM5IGNmlTOwQGN4UjRyUCN4UjRyUCOzUDOGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDN
7=MzMjBTZkpjci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pDOxMTN4MDN0QjM6cWZwpmL39Gb5kzMzIDZ1ATYkhTYjNTO0gTZwADM5ATN3gTYhFGO1cjRyUCO1cjRyUCOzUDOGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjN

A beleza inebriante da Costa do Descobrimento, como é conhecido o litoral sul da Bahia, convence pessoas de todos os cantos do mundo desde os anos 1970 a reformularem a vida para fazer do local seu endereço definitivo. No entanto, a disponibilização de luz elétrica e a abertura das estradas (que facilitaram tanto o acesso quanto o turismo) ameaçaram colocar em risco a integridade desse cenário exuberante, capaz de conquistar à primeira vista. Aos poucos, a preocupação com sua conservação despontou na produção de artistas residentes ali, como mostra a reportagem especial da edição de dezembro e janeiro da revista Casa Vogue.

O gaúcho Hugo França, que desembarcou em Trancoso há duas décadas, em busca de mais proximidade com a natureza, e lá passou 15 anos é um exemplo. Neste período, entrou em contato com o desperdício na extração e no uso da madeira, vivência que despertou nele a vocação de criar esculturas mobiliárias: móveis de assento e de apoio, utilitários e obras de arte entalhados em árvores condenadas. Destas, praticamente todos os pedaços, de raízes desenterradas a troncos ocos e toras maciças, renascem com novo propósito. A maioria das peças emprega pequi-vinagreiro, "rejeitado pela marcenaria convencional, pela arquitetura e pela construção civil, mas não pelos índios pataxós, que dispõem dele em suas canoas", pontua França. Segundo ele, trata-se da espécie com maior longevidade em floresta tropical, chegando à idade adulta aos 200 anos e alcançando os 1.200. Em seu ateliê em Trancoso, onde voltou a viver desde março de 2020, há um acervo com os tesouros encontrados. "O pequi-vinagreiro é o único que resta das queimadas. Por ter um alto índice de umidade, é mais resistente ao fogo e sua decomposição ocorre lentamente", explica.

Na vila há 15 anos, a mineira Laila Assef diz que foi escolhida pelo plástico quando chegou. "Era tanta garrafinha jogada na minha porta ou esquecida em cima do balcão...", relembra. Graduada em psicologia, ela atuou no setor da moda por muitos anos em Belo Horizonte, onde abriu uma fábrica de roupas e desenvolveu estampas. "Desse ponto para a pintura foi um pulo. Logo me voltei completamente para o mundo das artes", relata. Mirando uma rotina mais tranquila e perto do mar, instalou-se no vilarejo baiano e rapidamente alugou a loja que mantém até hoje no Quadrado, com curadoria de decoração, arte e suas próprias criações - entre elas, luminárias de PET. "Ao presenciar aquele tanto de descarte, fiquei incomodada e pensei em alguma maneira de contribuir. Seria, inclusive, um jeito de agradecer pelo acolhimento que recebi da comunidade", diz.

Teve, então, a ideia de enfeitar a carrocinha do senhor Manoel, que vende abacaxi na praia, para mobilizar as pessoas a recolherem garrafas, e distribuiu coletores em bares, restaurantes e pousadas. "Foi um sucesso! Em um mês, juntei 10 mil unidades". Esta é a quantidade aproximada que Laila conserva regularmente em seu ateliê. "O estoque esvazia para produção e enche com a coleta." Com o tempo, aperfeiçoou a técnica e aprendeu a dar cabo de todos os componentes do recipiente, até das tampinhas, na concepção de suas luminárias. Durante a elaboração, aposta em ferramentas inusitadas, como modeladores de cabelo para curvar o material ou toalhas de renda que servem como estêncil. Laila se alegra ao ver a valorização que o trabalho ganhou.

O resgate do que iria para o lixo também está no DNA de Naná Lavander. Formada em artes plásticas, a paulistana iniciou a carreira no teatro, montando adereços e cenários. "Como a verba era pequena, sempre improvisava. " Em seguida, ao longo de cinco anos na TV Cultura, deu vida a bonecos e maquinou efeitos especiais com poucos recursos em programas como Ilha Rá-Tim-Bum e Cocoricó. Na publicidade, finalmente deparou com um mercado próspero, mas enfrentou um impasse ético: "Eu usava coisas reaproveitadas para vender outras novas e comecei a me questionar. " Quando resolveu largar tudo para se dedicar a projetos autorais, tirou umas férias e dirigiu sozinha até a Bahia. Trancoso. "Estava uma lua enorme, o Quadrado em festa. Eu ia só pernoitar, e acabei ficando uma semana. " Extasiada, decidiu que iria morar ali. Retornou a São Paulo, vendeu tudo e já reside no vilarejo há cinco anos. Em seu ateliê, coleciona todos os tipos de sobra (tampinhas, canetas, CDs, rolhas, barbantes) e geralmente os converte em peças lúdicas, com movimento, nascidas de sua mente inquieta.

Confira a íntegra da matéria na edição de dezembro e janeiro de Casa Vogue.

Serviço
Revista Casa Vogue | Edição de dezembro e janeiro
Nas bancas a partir de 17 de dezembro

Casa Vogue Experience 2020:um passeio pelos anos 1950 através da arquitetura e do design

A edição de dezembro e janeiro de Casa Vogue apresenta os destaques do evento que materializa o conteúdo da revista em uma casa decorada pela equipe

0=QWO1cjMwojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pTO2QDN4IDN0ATM6cWZwpmL39GbzADMwMmZ4MWYyI2Y0IGN2UzN1IjMlBjZ1UDZiNjZ4UmRyUiZ4UmRyUCOzUDOGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopDN

Em sua sexta edição, o Casa Vogue Experience, maior evento anual da Casa Vogue, não teve público presencial. Em sua primeira versão online, proporcionou um passeio pelos anos 1950, expressado no décor e nas tendências de design e cores. Além de belos interiores, a casa no Jardim Europa, em São Paulo, recebeu uma rica programação de talks, palestras e workshops com expoentes da arquitetura e da decoração, transmitidos ao vivo para o público por meio das redes sociais e do site da revista.

Em reportagem especial, a edição de dezembro e janeiro de Casa Vogue revela os pormenores das escolhas de Adriana Frattini, Diretora de Estilo da revista, que assina o projeto da decoração e vestiu o imóvel, de cerca de 70 anos, de novos tons e estampas que conferiram aos eventos um colorido especial.

"No começo de dezembro, ocupamos e decoramos uma casa real. Mas, por razões óbvias, não pudemos receber o público presencialmente", diz Guilherme Amorozo, diretor de conteúdo da marca. "O lado bom é que, pela primeira vez, tivemos transmissão on-line, ao vivo, acessível para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo", explica.

O espaço designado para acolher a abrangente agenda de palestras, talks e workshops foi mobiliado pelos profissionais de estilo da revista, com décor inspirado nos anos 1950. Localizado no coração do Jardim Europa, o imóvel de cerca de 70 anos vestiu-se de novos tons e estampas a fim de sediar o evento. "A pandemia levou as pessoas a colorirem seus lares. Nesse cenário, o uso de pinturas e padrões geométricos é muito interessante", sintetiza Adriana Frattini, diretora de estilo.

Nas linhas do mobiliário e nos quadros com imagens domésticas capazes de propor uma relação metalinguística com a residência, os cômodos narravam histórias, propunham olhares diversificados sobre o morar e despertavam sensações. Itens que remetiam à década de 1950 se combinaram com peças atualíssimas, num ritmo que passeava entre memórias afetivas e tendências do presente. "A decoração tinha um perfume do passado, mas, ao mesmo tempo, puxava para 2020. Era possível sentir isso lá", diz Adriana, que conduziu a produção com Natália Martucci e Lucas Freitas, integrantes de sua equipe. O time contou ainda com ajuda das arquitetas Bia Guedes e Francine Jubran, do Estúdio Olo.

Todo o conteúdo - rico e inspirador, embalado por uma coleção de delicadezas que fechou o ano com a paleta esperançosa de um futuro melhor - está disponível no YouTube, IGTV e no site da Casa Vogue. Confira a íntegra da matéria e os pormenores da decoração da casa na edição de dezembro e janeiro da revista.

Serviço
Revista Casa Vogue | Edição de dezembro e janeiro
Nas bancas a partir de 17 de dezembro

Decoração: como utilizar as cores de 2021 em casa

Cinza e amarelo foram escolhidas pela Pantone para marcar o ano com resiliência e esperança

As apostas para 2021 já estão lançadas, inclusive a paleta de cores que irá influenciar a moda até a arquitetura e decoração ao redor do mundo. A Pantone Color Institute, empresa americana de consultoria de cores, buscou inspiração na natureza e acaba de eleger o "Ultimate Gray" e "Illuminating Yellow" como as cores para o próximo ano.

Para a escolha, o time de pesquisadores da Pantone refletiu sobre as mudanças sociais impostas pela pandemia. Como o “Ultimate Gray” representa a coloração das rochas e pedras existentes há milhões de anos, a tonalidade é uma expressão de força e resiliência. Já a vibrante “Illuminating”, ligada ao sol, é a aposta para luz, esperança e positividade.

Assim como esses tons ditaram as passarelas das coleções de verão 2021 das notáveis marcas Prada, Gucci, Balmain e Givenchy, eles virão com tudo na decoração de interiores para criar um clima de otimismo, influenciando comportamentos e atitudes. Propostas certas após um ano em que todos viveram cercados de incertezas.

Como utilizar as cores de 2021 na decoração

De acordo com a arquiteta do Grupo A.Yoshii, Andressa Bassinelli, os tons são opostos, que se completam e criam um equilíbrio entre si. “Em muitos projetos de interiores e arquitetônicos, o cinza já era destaque há algum tempo. A cor pode ser utilizada em móveis, nas paredes ou em objetos decorativos em grandes proporções. Pertencente à cartela de tons neutros, o cinza combina com várias cores, como azul, laranja e amarelo - também eleita como cor de 2021”, explica Andressa.

Em vários apartamentos decorados da A.Yoshii observamos a predominância do cinza e, com o significado da cor, vai estar ainda mais em alta daqui para frente. “Em Curitiba, por exemplo, o cinza está presente na decoração e no mobiliário do quarto modelo do La Serena (empreendimento localizado no bairro Batel). Um tom mais escuro de cinza compõe muito bem com branco e dourado”, explica.

O Positano Residenza, localizado em Maringá, também possui o apartamento decorado com inspiração no tom. “Nesse empreendimento destaco a cozinha, que possui móveis, mesa, paredes e eletrodomésticos nessa cor, trazendo muita harmonia. E ainda, no Legend de Campinas, temos um quarto todo em cinza, com decoração, almofadas, mantas, móveis e o mármore também puxando para a cor”, observa a arquiteta.

Já o "Illuminating Yellow" é uma cor brilhante e com presença. A arquiteta explica que, utilizar o amarelo na decoração de casa traz uma vibração positiva e deve ser utilizada para destacar algum elemento. “Essa é uma cor muito alegre e marca presença. Pode ser aplicada em grandes locais, como uma parede, ou em detalhes, como em vasos, almofadas ou móveis. O amarelo combina com tons mais claros, como bege, branco, e cinza, é claro”, explica.

O apartamento decorado do Glória Residence, em Londrina, também conta com detalhes na decoração em tom amarelo. “Com a predominância da madeira no apartamento, essa cor é a melhor 'amiga' para trazer um ar mais clean e compor a decoração”, finaliza.

Grupo A.Yoshii

Fundado em 1965, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de m² do Sul ao Nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná e interior de São Paulo; pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e a democratização cultural; e atua em Obras Corporativas, atendendo a grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshii.com.br

Casa Vogue Experience ganha edição digital

Evento conta com a participação de grandes nomes da arquitetura, design e decor nacional, como Mauricio Arruda, Paulo Biacchi e Newton Lima e pode ser acompanhado em tempo real nas redes sociais e no site da revista

1=IWZ0ADZ2ojci5SbvNmLhJnclRHQpxGblNWdsFWbhN3cl5WY2pzM4AzN0QTN3YTM6cWZwpmL39GblRDO5YTNiVWOlJzY4Y2M0cDZjVDOjBTO0ETOmZDN2AjRyUCN2AjRyUCOzUDOGJTJyQjNxEzXtUTMt8VbvNmLyBXbtkmRyUiRyUSQzUycwRHdopjN
Créditos: Divulgação

A 6ª edição do Casa Vogue Experience, evento que materializa o conteúdo publicado pela CASA VOGUE em uma casa real, decorada pela própria equipe da revista, acontece de 1 a 4 de dezembro em novo formato. Em consonância com as transformações globais provocadas pela pandemia, a redação do título concebe a primeira edição digital do evento. As atividades têm como norte diálogos que transitam entre a nostalgia, olhares para soluções inovadoras do presente, e hipóteses sobre o futuro do mercado de Arquitetura e Decoração. A programação conta com palestras, talks e workshops inéditos, e se debruça sobre as vanguardas do universo do morar, discutindo temas como neuroarquitetura, slow living, novas funcionalidades para o design, bem-estar, afroveganismo e representatividade nas artes visuais.

"O Casa Vogue Experience deste ano acontecerá 100% via internet, mas preserva o DNA do evento: uma casa concebida pela Casa Vogue com um aspecto de residência real, e não de showroom, feita com produtos de marcas parceiras, que serve de cenário para diversos acontecimentos ligados ao nosso universo. Em 2020, a materialização do conteúdo da Casa Vogue virá por meios digitais", afirma Guilherme Amorozo, Diretor de conteúdo da revista.

O Casa Vogue Experience 2020 será transmitido em tempo real direto dessa casa, de forma gratuita, pelas redes sociais (YouTube, Instagram, Facebook) e site da revista. Tomando como norte referências nostálgicas dos anos 1950, com pinceladas de um design elegante e contido inserido em ambientes multicoloridos, a equipe de estilo cuidou de cada detalhe dos 200 m² da construção que o evento ocupa no Jardim América, em São Paulo.

As últimas tendências de decoração estarão presentes em todos os ambientes, assinados e minuciosamente projetados pela equipe Casa Vogue, bem como na programação, que conta com grandes nomes da arquitetura, design e decor nacional.

No primeiro dia do evento, terça-feira (01/12), os espectadores farão um tour virtual pela casa cenário, o preview digital será uma imersão pelos cômodos, e contará com relatos da equipe da revista sobre as ideias por trás da concepção dos projetos de cada ambiente.

No dia seguinte (02/12) os convidados discutirão as transformações do morar no contexto de isolamento social. Noemi Saga, Natasha Schlobach, Graziela Nivoloni e Ronald Sasson abrem a programação discutindo as novas funções do Design no âmbito de pandemia. Adrielly Barron explica o conceito de neuroarquitetura, uma abordagem que pretende construir ambientes que ajudem a performar e até tratar patologias. O Chef Ricardo Brasil apresenta um workshop sobre ‘afroveganismo’ e ensina os espectadores a preparar pratos que seguem os fundamentos deste movimento gastronômico. Marcos Leite, do grupo Zap, e João Vianna, da Loft, debatem as dores de procurar um imóvel e as mudanças que o mercado sofreu neste ano.

Na quinta-feira (03/12) as atividades serão centradas na criatividade, artes visuais e lifestyle. Henrique Szklo, professor e especialista em criatividade, ensina ‘como se manter criativo’ no trabalho e em casa. Allan Arie, Carollina Lauriano, Moisés Patricio e Heloisa Ariadne promovem um importante debate sobre ‘representatividade cultural’ e como incluir mais artistas negros no mercado das artes. Mauricio Arruda fará uma palestra sobre o ‘cliente como co-autor’ e as novas formas de fazer projetos arquitetônicos. Carl Honoré, autor italiano do livro ‘Devagar’, falará sobre o movimento slow living e sua aplicabilidade no contexto contemporâneo.

Na sexta-feira (04/12), a programação está centrada na arquitetura contemporânea, transformações digitais e dicas de organização. Cora Fernandes, personal organizer, oferece uma palestra sobre como organizar o seu closet e manter tudo sempre em ordem. Amanda Sequin e Renata Gaia falam sobre Social Media para Arquitetos e ensinam os profissionais a se posicionar nas redes sociais de forma criativa e efetiva. Samuel Gonçalves, do canal Um Botânico no Apartamento, fará um workshop explicando tudo o que você precisa saber para ter uma floresta dentro de casa. E para fechar a programação do evento Newton Lima e Paulo Biacchi discutem formas de repensar ambientes conciliando as novas funções que as casas assumiram durante o isolamento social.

Além disso, a edição conta com a parceria das marcas, Suvinil, Dell Anno, BMW, Breton, Diageo, Nespresso, Chandon, Castelatto, Arti, Vasap e Botteh, que se farão presentes tanto no conteúdo das palestras como nos elementos de decoração da casa.

Sobre a Casa Vogue
Casa Vogue é a revista de maior prestígio do Brasil em decoração, design, arquitetura e lifestyle. Autoridade máxima em comportamento e tendências, todos os meses ela encanta e inspira os amantes do bom viver.

Serviço
Casa Vogue Experience 2020
De 1 a 4 de dezembro
Horários na programação
Transmitida no YouTube, no Facebook e no Instagram da Casa Vogue (@casavoguebrasil)